AJ Styles é uma das principais Superstars da WWE e muitos acreditam que iremos ver o “Phenomenal One” a terminar a carreira na empresa de Vince McMahon.

Porém, em entrevista ao Bleacher Report, AJ Styles revelou que negociou com a All Elite Wrestling em 2019, mas preferiu ficar e renovar contrato com a WWE.

Como digo sempre, isto é um negócio. Eu vou para onde for melhor para o negócio de AJ Styles.

Eu gosto da WWE. Gosto de tudo sobre a empresa. E eu sei e estou habituado a como as coisas funcionam. Eu não me quero ir embora. Mas novamente, isto é um negócio e é o que faço para ganhar dinheiro.

Se estive perto [de ir para a AEW]? Não diria que sim, como disse, eu gosto de estar na WWE.

Já sobre os seus amigos Karl Anderson e Luke Gallows e tendo conhecimento do que aconteceu, AJ Styles afirmou que eles deveriam ter assinado pela All Elite Wrestling e não renovado com a WWE.


Esperavas ver AJ Styles assumir que tinha negociado com a All Elite Wrestling?

9 Comentários

  1. É natural,não há mal nenhum com isso.
    Está a negociar o melhor para si

  2. Embora o AJ diga que gosta da WWE e o mesmo está bem lá, é nítido que sempre está open for business. Eu como apreciador de Pró Wrestling gostaria muito de vê-lo brilhar também na AEW, mas ao mesmo tempo vejo que o mesmo está estabilizado na empresa do tio Vince, ainda vai ganhar muitos títulos e se não acontecer nada de grave entre as partes, acho que pode até se aposentar lá e seguir carreira depois de reformado

  3. Até esperava, porque o AJ Styles têm de decidir o seu futuro da melhor forma, se acha que a sua ligação na WWE está prestes a terminar fez muito bem em informar-se e possíveis negócios para si!

  4. Facebook Profile photo

    Aj Styles sempre é aquele cara Humilde nunca querendo desmerecer a WWE e mais tambem nao Descarta a AEW malandro

  5. Shiu2 meses

    É normal.

  6. Anónimo2 meses

    Não vejo problema nenhum em dizer isso.

  7. Best in the world2 meses

    Digam o que quiserem eu só gosto da WWE mesmo assim o A.J. tem razão são negócios