Bayley é uma das principais Superstars femininas da WWE, sendo que teve um reinado de mais de um ano enquanto SmackDown Women’s Champion.

Na sua entrevista ao podcast de Renee Young, o Oral Sessions, Bayley falou de vários temas da sua carreira da WWE e explicou que ao início a WWE queria que elas lutassem como raparigas e não como wrestlers.

Eu sei que a Sasha já falou nisto anteriormente, mas eles diziam-nos para “lutarmos como raparigas” e eu não percebia isso. Porque é que me tinha contratado, se não me iriam deixar lutar?

Foi difícil de perceber isso, mas também é por isso que sempre elogio a AJ Lee, porque foi ela que sempre nos disse: “mantenham-se fiéis a vocês próprias, porque obviamente vocês vão trabalhar para eles, então vão ter de fazer o que eles querem, mas mantenham-se fiéis a vocês próprias e tenham paciência”.

Eu estava na WWE há uns seis meses e estava com dificuldades, mas quando ela nos disse aquilo, senti que não havia problemas em ser eu própria.

Nesta entrevista, Bayley também revelou que os primeiros tempos na WWE foram difíceis, porque sentia saudades de casa e que até pensou em sair da empresa, mas que conseguiu superar todos esses problemas.


Consegues compreender a política que a WWE tinha em contratar lutadoras e depois pedir-lhes para elas não lutarem como sabiam?

13 Comentários

  1. Hugo4 semanas

    Bom…
    Claro que consigo!
    Era o sexismo a trabalhar.
    Mas acho que já entenderam e tiveram muitas provas,que elas lutam tão bem ou melhor que muitas das ditas superstars masculinas.

  2. Kay Orton4 semanas

    O sexismo absoluto que a WWE tinha com mulheres era algo podre. Ainda bem que com a nova geração feminina o negócio evoluiu e elas se tornaram gigantes, mas imagino quanto talento a WWE já perdeu por não terem opostado nas mulheres antes.

  3. JOAOPEDROOOOOOOOO4 semanas

    Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Deviam de existir as womans e as divas, pois uma Asuka ou uma Charlotte não é o mesmo que uma Mandy Rose e acho que tanto é legítimo existir um pillow fight, como um bom combate de wrestling com mulheres.

    • Rocky Marciano4 semanas

      O último momento “Diva” que a wwe fez foi aquele karaokê horroroso , então não obrigado, e pillow fight é muito coisa de adolescente queria ver nos anos 90 e 2000, até porque naquela época a internet tava começando , hoje em dia eles podem ver pornô em qualquer site , então nem faz mais sentido mostrar essas coisas

    • JOAOPEDROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO4 semanas

      Não se trata de ser porno, trata-se de ser erótico. O cliente tipo da WWE será um homem adulto entre os 30-40 anos, então, na sua generalidade, irá gostar desse tipo de entretenimento. Assim como nem todos nasceram para ser wrestlers e a sua personagem ser mais cómica, também nem todas podem ser lutadoras que lutem por títulos. Acho que ambos podem coexistir.

  4. Alexandre4 semanas

    a divisão feminina da wwe sempre teve um apelo sexual, graças ao feminismo isso mudou um pouco, mas a realidade é que ninguém se importa muito com a divisão das raparigas, quem quer ver wrestling feminino de verdade deve assistir as companhias japanesas, aquilo é wrestling feminino de primeira qualidade.