Boas a todos nesta grande casa que é o Wrestling PT!

Os Young Bucks são uma das unidades mais controversas do wrestling do nosso tempo, daquelas que ou ama ou se odeia, havendo apenas uma reduzida parte do conjunto de fãs de wrestling que fica com uma opinião a meio-termo em relação aos mesmos. Com o seu estilo irreverente, tanto no ringue, como fora dele, e trazendo para o wrestling vários moves revolucionários e matches cheios de energia e absolutamente espetaculares, os Bucks foram fazendo seu caminho, sendo que, mesmo que sem alcançarem durante muito tempo as big leagues do wrestling americano enquanto estrelas, continuaram a ser notícia, a estar na boca das pessoas de dentro e fora da modalidade, pois são realmente uma equipa à qual é impossível ficar indiferente, para o bem ou para o mal.

Pessoalmente, confesso que sempre tentei ter uma opinião distanciada em relação a esta equipa, e isto porque tendo a achar que os dois polos que ou os amam ou os odeiam tendem a exagerar bastante. De um lado, discordo completamente que sejam uma tag team que seja apenas capaz de montar e realizar um combate cheio spots e moves sem grande história, porque os próprios já mostraram várias vezes que são capazes de o fazer e, por outro lado, não acho que o facto de parecerem homens pouco ameaçadores jogue sempre a seu desfavor. Do outro lado, discordo ainda mais que no wrestling não há problema nenhum em fazer moves desnecessários e brutais num match apenas para chocar os fãs momentaneamente e sem perspetivas de futuro, sendo que também não acho que o facto de não serem intimidantes é um fator para descartar completamente.

Ou seja, eu consigo gostar dos Young Bucks, mas não de todas as suas versões e em todos os seus matches. No entanto, se há uma versão dos Bucks que na minha opinião é a sua melhor versão, é exatamente a que os mesmos atravessam correntemente na AEW enquanto heels detestáveis e campeões de Tag Team. A meu ver, é este o pico, não apenas da sua carreira, mas de todo o potencial e matéria-prima que sempre possuíram enquanto equipa. Portanto, se até aqui confesso que tinha muitas dificuldades em gostar de todos ou sequer de muitos dos combates desta equipa, posso dizer com todas as palavras que os Bucks que temos visto ultimamente são uma das, se não a melhor tag team da atualidade e que os mesmos me convenceram como ainda não tinham feito.

E isto porque todos os possíveis sentidos das suas personalidades, aspeto e qualidades no ringue convergiram no ponto ótimo da sua gimmick. Ora, enquanto lutadores pequenos e pouco intimidantes, mas não num sentido de serem underdogs, dado que pessoalmente sempre achei o seu aspeto e maneira de falar absolutamente ridícula e fácil de detestar, pelo que servem melhor a sua promotora, os seus adversários e as histórias em que estão envolvidos enquanto heels detestáveis que necessitam de fazer toda a batota necessária para conseguirem ganhar. Por outro lado, abrandaram na quantidade de moves que fazem e preocuparam-se bastante em tentar capitalizar mais heat durante os seus combates, favorecer o hot tag das equipas que enfrentam, ganhar vantagem no combate com batota e apenas com batota, etc.

Penso até que desta forma é difícil de haver qualquer tipo de crítica que até aqui lhes tinha sido feita: se são seres humanos com maneirismos e aspeto detestáveis enquanto babyfaces, então tornem-se heels detestáveis, dado que o sentimento negativo em relação a eles já existia; se fazem combates apenas tendo em conta spots e moves combinados e concretos do combate, então que reduzam esse seu aspeto enquanto wrestlers e procurem um estilo de tag team wrestling mais tradicional. Mais uma vez digo, esta é, a meu ver, a melhor maneira de os Young Bucks se apresentarem, há realmente algo de muito certo em ver os Bucks heels, em comparação com os babyfaces algo forçados com que iniciaram a sua carreira na AEW.

Mas para os menos conheceres da carreira dos Young Bucks, não se enganem, os Bucks já tiveram imensas fases enquanto heels, foi até enquanto vilões e protagonistas que começaram a dar cada vez mais nas vistas no mundo do wrestling na PWG, depois de algumas experiências falhadas enquanto babyfaces. Os Bucks nasceram para ser heels, enquanto tal, tudo o que fazem é natural a si mesmos. Contudo, nunca haviam atingido este ponto ótimo a que parecem ter chegado atualmente, e isto porque antes ou consistiam em heels que apesar das práticas pouco lícitas, faziam coisas absolutamente espetaculares nos seus combates, como na ROH, por exemplo, ou eram heels para um público muito específico, que se havia virado contra eles ou que deles nunca gostaram, como na PWG. Contudo, pode-se dizer que os Bucks se encontram hoje com heat e verdadeiro heat, apesar do público da AEW na verdade os adorar, e isso deve-se bastante ao excelente trabalho que têm realizado nos últimos meses.

Por outro lado, também não achem que os Young Bucks ganharam agora milagrosamente a capacidade de contar histórias nos seus combates, isto é, de um momento para o outro e assim do nada. Os Young Bucks, quando estavam dispostos a isso, conseguiam elevar perfeitamente o seu jogo a esse nível, aliás, a minha crítica a eles sempre foi essa, isto é, é que os mesmos conseguem contar uma história, mas na maior parte das vezes acabam por não fazer nada sequer parecido com isso, isto porque, ao contrário dos Bucks dos grandes eventos e combates, os Bucks nos outros shows, como faziam semanalmente no Dynamite, limitavam-se a ter combates em que repetiam a sua mesma coreografia uma e uma e outra vez ou então acabavam por estar ligados a combates sem desqualificações em que podiam fazer absolutamente tudo o que lhes viesses à cabeça, sem grande ligação, quer entre as coisas que faziam, quer entre o match e a suposta história que tinham com os seus adversários.

Mas esses Bucks não eram os mesmos dos matches com os Golden Lovers, com os Hangmega, com os Revival, com o Chris Jericho e o MJF, entre muitos outros combates que poderia aqui referenciar da sua passagem pela NJPW. Esses são os Bucks que eu sempre gostei e que sempre quis ver. Aliás, lembro-me perfeitamente de uma fase específica dos Bucks na NJPW em que assumiram uma postura mais séria e um estilo menos exuberante e mais de wrestlers, mais ou menos entre 2017 e 2018, quando combatiam equipas como os Roppongi Vice, Roppongi 3K, SANADA e EVIL, entre outras, na mesma altura em que tinham de mostrar mais seriedade e sentimentos com as convulsões dentro do Bullet Club e andavam a acabar combates com o Sharpshooter depois de bem trabalharem a perna dos seus adversários durante o combate. Mas infelizmente (utilizando eu aqui esta expressão pelo meu gosto pessoal, pois cada um de vocês pode ter um gosto diferente do meu) depois havia os Young Bucks dos matches com os Lucha Bros, por exemplo, cada um igual a outro e em que só mudavam o perigo dos spots e moves realizados. Esses Bucks já eu não queria ver assim tanto.

Gostaria, no entanto, de dizer que nem tudo nesta fase dos Young Bucks é perfeito, aliás, poucas são as coisas no wrestling que o são, mas que acho que poderiam e deveriam ser melhoradas. Uma das coisas que menos tenho gostado é da forma como se servem do árbitro Rick Knox da forma como querem e sem realmente fazerem grande esforço, muitas vezes sabotando até o facto de serem heels por o árbitro não ter qualquer tipo de autoridade a manter as regras do match. Posso estar enganado e daqui a umas semanas ou meses o Rick ser desmascarado como árbitro que se vendeu aos Bucks e por isso os mesmos podem fazer o que quiserem nos seus matches para, no match a seguir, uma árbitra como a Aubrey Edwards manter a ordem e isso levar a um grande pop do público e a uma pequena vitória dos fãs e babyfaces sobre os Bucks.

Contudo, se não for esse o plano, acho que deveriam tentar mudar e melhorar estes aspetos, porque aliás só têm a ganhar com isso. Ao heat que os Bucks já têm pela sua personalidade e aspeto, que dá vontade de os agredir só de existirem, juntar-se-ia ainda mais o heat do facto de estarem a quebrar as regras, mesmo por cima de um árbitro que lhes dificulta a vida e que não fica só a ver os mesmos fazerem o que querem. Para ser sincero, acho que isto até acaba por acontecer mais por falta de competência do árbitro do que por culpa deles.

Hoje ficamos por aqui.

Até para a semana e obrigado pela leitura.

6 Comentários

  1. SandroJr3 semanas

    Os Bucks vão ganhar o prêmio de melhor tags team do ano, ele estão em alta, e nesse ano estão muito superiores as outras tags de qualquer empresa, esse jeito fanfarrão deles combinam muito bem, irrita tanto o público da arena quanto o pessoal do twitter, ótimo artigo.

  2. Just this3 semanas

    Gostando ou não, não há como negar que os Young Bucks foram e são continuamente a melhor tag team do mundo há 5 ou 6 anos, basta ver a quantidade de conquistas que já tiveram por várias empresas diferentes, aliás o seu sucesso é uma das grandes razões que a AEW sequer existe. No meu top 5 de melhor tag team matches de sempre, os Young Bucks devem estar em pelo menos 3 dos 5 e acho quem fala mal deles não deve conhecer realmente o seu trabalho.

  3. Facebook Profile photo

    Ótimo artigo, concordo com basicamente tudo o que foi dito.