Brain Buster #4 – Tudo bem encaminhado

Foto de perfil do Facebook 6 meses 4

Boas a todos nesta grande casa que é o Wrestling PT!

Ao invés de trazer hoje um tema solto, desligado da análise propriamente dita a shows e/ou combates em específico, hoje decidi fazer uma análise à última tour da NJPW, que culminou no Wrestling Dontaku e que terminou há mais ou menos uma semana e meia. Debruçar-me-ei essencialmente dos title matches e das storylines mais importantes que foram ocorrendo ao longo dos shows, ao mesmo tempo que explanarei pela situação dos vários títulos e histórias e como poderão/deverão progredir.

Chase Owens vs. Mikey Nicholls

IWGP US Title Match: Juice Robinson (c) vs. Bad Luck Fale

Bad Luck Fale vs. Mikey Nicholls

Juice Robinson vs. Chase Owens

Falarei destes quatro combates conjuntamente pois, de facto, estes 4 lutadores andaram a intervir principalmente entre si durante toda a tour, quer à volta do título dos EUA, quer à volta da sua sua conterdership. Não tivemos aqui grandes combates, até pela posição que exerceram no card, pois nem o próprio title match foi main-event de qualquer show. Serviu para dar mais uma title defense ao Juice e mais destaque a pessoal que tem estado mais apagado em termos de title matches como o Fale, que é sempre alguém disponível e um óptima opção para lutar por títulos.

Resta agora saber que futuro reserva a este título, que é mais que certo que fique com o mesmo campeão até ao próximo grande show da NJPW, o Dominion. Vimos imagens no titantron de um possível novo candidato ao título do Juice, mas a sua data de estreia/retorno está somente marcada para a final do Best of the Super Jr., só nos deixando a possibilidade de esperar para ver o que acontecerá a seguir.

Apesar do reinado do Juice não estar a ser propriamente super interessante, as suas defesas do título têm sido sólidas, mas pouco mais do que isso. Pode ser que este novo desafiante realmente traga algo de novo e que traga mais interesse e destaque ao título dos EUA, quer também ao próprio reinado do seu actual campeão.

IWGP IC Title Match: Kota Ibushi (c) vs. Zack Sabre Jr.

Mais um ótimo combate entre estes dois, apesar de nada de verdadeiramente novo que não tivesse já sido apresentado por estes dois magos do ringue, e nem precisava de haver, a química entre os dois é excelente e o contraste de estilos ajuda a criar uma atmosfera que nos deixa colados ao ecrã. Este combate serviu essencialmente para dar a primeira defesa do título ao Ibushi, ao mesmo tempo que nos dava um combate que nunca queremos perder e, com isso, interesse para o campeão e título. Jogada bastante inteligente da NJPW.

Quanto ao futuro, o próximo candidato ao título é o Naito, estando para já o combate marcado para o Dominion. Sinceramente, a NJPW parece ter posto esta história entre a espada e a parede. Se é verdade que ainda parece cedo para o Ibushi ficar sem o título, também é verdade que o Naito, nos últimos tempos, tem tido algumas derrotas pesadas, sendo que se voltar a perder, também será a 3ª vez para o Ibushi em 2019.

Não está em causa o excitamento criado à volta deste combate. Como os dois admitem, adoram combater um contra o outro e criam combates com uma qualidade altamente exacerbante, super rápidos, cheios de drama e emoção, ao mesmo tempo que nos apresentam spots que nos deixam de boca aberta a olhar para a sua obra de arte.

Veremos o que nos reserva esta história e que futuro reservam quer ao Naito, quer ao Ibushi, no caso de quem quer que seja perder, pois ambos precisaram de ser bem protegidos após uma eventual derrota sua.

NEVER Openweight 6-Man Tag Title Match: Ryusuke Taguchi, Togi Makabe e Toru Yano (c) vs. Bullet Club (GOD e HIKULEO)

IWGP Tag Title Match: GOD (c) vs. Togi Makabe e Toru Yano

Falarei igualmente destes dois combates em conjunto. Antes de mais, gostaria de exaltar o trabalho dos GOD nos últimos tempos, principalmente deste a traição ao Omega e companhia no G1 Special. Têm traduzido, sem dúvida de volta, a aura de perigo que era característica do Bullet Club e que tinha desaparecido em grande parte durante a liderança do Omega. Não estou aqui a dizer que em termos de vitórias e títulos conquistados o Bullet Club não tivesse afirmação. Mas aquilo que era o Bullet Club na sua essência, chegando em vários momentos a ser um grupo mais heel que os próprios Suzuki-gun, havia-se perdido e tenho gostado de assistir aos GOD tentarem trazer de volta o que era esta já histórica stable. Posto isto, tem sido mais que merecido o destaque que têm recebido, sendo claramente bookados como a grande tag team desta divisão.

Agora em relação aos títulos. Podemos falar aqui de boas defesas e combates bastante entretidos, mas nada mais que isso. Aliás, dificilmente alguém teria na memória ou perspectiva algo mais ou diferente, afinal, estamos a falar de uma história em que o Yano está envolvido. Efectivamente, quanto o temos no ringue, não estamos preocupados em ter 5-star matches, queremos ver qual o último truque que ele tira da cartola e divertirmo-nos com isso. O Tama Tonga, por sua vez, e a sua personagem ajudam bastante o Yano a conseguir isso.

Relativamente aos títulos de trios, estes são sempre uma indefinição, pelo que qualquer tipo de previsão para o futuro se mostrará errática. É algo já característico destes títulos e penso que é a melhor maneira de criar o mínimo interesse nos títulos que, digamos a verdade, são os títulos da NJPW mais menosprezados por todos, quer por nós, fãs, quer pela própria companhia, tal se manifestando no booking que recebem.

Finalmente, os tipos de Tag Team da divisão Heavyweight, no momento actual, são também uma incógnita, pois há muitos rumos que se podem tomar em relação aos mesmos. Poderemos ter o EVIL e o SANADA a tentar reconquistar os títulos. Todavia, gostaria aqui de ver os KES a voltar à cena nesta divisão e em força. Deste que perderam os títulos no Wrestle Kingdom do ano passado que têm perdido destaque e estado bastante apagados. Se não for para guardar GOD vs. KES no próximo Wrestle Kingdom, então aí sim, aceito que permaneçam ainda fora da rota dos títulos, pelo menos enquanto os GOD forem campeões. Outras opções também podem estar em cima da mesa e, de certeza, que os seus próximos desafiantes estarão já delineados, pelo que nos resta esperar para ver.

IWGP Jr. Tag Tile Match: Roppongi 3K (c) vs. LIJ (BUSHI e Shingo Takagi)

Até ao momento, na minha opinião, havia sido o melhor combate da tour, sendo que é sempre com muito gosto que vejo um combate de juniores a ocorrer no main-event de um show da NJPW, o que ainda havia de se repetir nesta mesma tour. São, sem dúvida, as duas equipas mais carismáticas e com enorme capacidade para nos proporcionar um combate absolutamente delicioso, como foi o caso deste. Os R3K venceram e, finalmente, ao fim de 3 reinados, conseguiram a sua 1ª title defense.

Se é verdade que este combate foi espectacular, porém, também não é menos verdade que esta divisão de há bastante tempo para cá tem estado bastante estagnada. Anda constantemente à volta das mesmas 3 equipas (juntamente com o Kanemaru e o Desperado) e poucos são os combates envolvendo estes títulos em que as mesmas não estejam envolvidas. Penso que realmente é preciso pensar em outras equipas para esta divisão, que tragam na mesma a qualidade e o interesse que a mesma sempre teve e trazia aos shows da NJPW. Por isso, rumores de uma possível equipa do Bullet Club envolvendo o Robbie Eagles e o El Phantasmo seriam, sem dúvida, bem-vindos.

Quando aos próximos desafiantes, é ainda algo que teremos de esperar para ver, até porque ainda temos o Best of the Super Jr. até ao Dominion e nunca se sabe que coelho a NJPW irá tirar da cartola. Mas pessoalmente, e, apesar de ir até mesmo contra mim mesmo e contra o que acabei de dizer, penso que faria sentido fazer R3K vs. Desperado e Kanemaru no Dominion. Seria uma rematch do ano passado, assim como são, conjuntamente, as melhores equipas da divisão em termos de reinados e defesas dos títulos. Os grandes combates para os grandes shows, sempre!

Jay White vs. Hirooki Goto

Combate muito bom que cumpriu muito bem a sua finalidade. Depois de perder o IWGP title na sua 1ª defesa para o Okada, era importante para o Jay manter o seu ímpeto e mostrar que em nada aquela derrota o afectou a não ser na vontade insaciável de voltar a conquistar aquele título. Duvido que ainda este ano volte a ser campeão, até porque há o factor Naito que anda há bastante tempo afastado destas questões e este ano, seria perfeito para o mesmo vencer o título no Wrestle Kingom, ou ser o campeão a entrar com o título nesse evento. Se assim for, não faz sentido que o Jay volte a ganhar o título. Tal só traria ainda mais reinados curtos ao IWGP title e convém não o fazer, pois como sabemos, é o título mais prestigiado (digam o que disserem) no mundo a este momento e isso precisa de se manter assim. Não estou a dizer que não é possível vermos Jay vs. Naito no WK 14, mas estou a dizer que acho improvável o Okada ficar outro ano sem estar no main-event do Wrestle Kingdom, para além de que, até pela história que têm, saberia muito melhor que o Naito vencesse o Okada do que o Jay.

Contudo, tal não quer dizer que o Jay tenha de deixar de ter destaque e não possa continuar o excelente trabalho que tem feito enquanto heel. Precisa de se manter forte, porque com o booking que levou até agora, não há outra maneira de fazer as coisas e ainda bem. O Jay é um talento que não se pode desperdiçar, ainda se encontra nos meados dos seus 20`s. É, com certeza, o futuro da NJPW, que deve e tem de ser protegido.

Quanto ao Goto, cumpriu o seu papel de elevar/estabilizar ainda mais a posição do Jay. Dificilmente, hoje em dia, vejo o Goto a rondar o IWGP title e se o fizer, duvido que alguma vez o venha a ganhar. Goto foi realmente uma oportunidade perdida porque sempre tudo para vencer o título, mas o que nunca chegou a acontecer. É um wrestler espectacular, uma lenda já, que ainda tem uns boas anos de NJPW pela frente, podendo continuar a ter destaque, mas também a poder já ajudar novos talentos.

Posto isto, história, combate e vencedor que serviram o seu propósito.

NEVER Openweight Title Match: Jeff Cobb (c) vs. Taichi

Primeiro e único combate da tour em que tivemos um novo campeão.
Não há dúvidas que depois do fiasco que foi o 1º reinado do Taichi com este título, este merecia uma nova oportunidade, mas desta vez espero que seja para um reinado com algumas title defenses e com verdadeiro destaque no campeão.

O NEVER title tem tido muitos reinados e campeões ultimamente e, acima de tudo, reinados que em nada têm contribuído para o título e para o seu campeão (à excepção talvez do Will Ospreay), que não têm elevado ninguém, nem trazido prestígio ao título. Tem sido, sem dúvida, na minha consideração, o título mais mal bookado da NJPW, onde não se nota realmente um plano a longo prazo.

Em relação a futuros desafiantes é igualmente uma incógnita. O Cobb não deve nem devia voltar à rota do título tão proximamente, uma nova derrota sua não credibilizaria muito a aura dominante da sua personagem e, como já disse, o Taichi não deve perder o título tão rápido. Seria bom ver alguém diferente a lutar por este título, criando novamente algum interesse à volta do mesmo.

IWGP Jr. Title Match: Dragon Lee (c) vs. Taiji Ishimori

Mais um ótimo combate da divisão dos juniores, pelo que até este, tínhamos tido como melhores da tour os envolvendo pessoal desta divisão.

Depois do reinado do Ishimori ter terminado abruptamente em Madison Square Garden, Dragon Lee reteve o seu título, num resultado que me espantou bastante. Sempre pensei em ver o Dragon Lee campeão depois de vencer o Best of the Super Jr. ou então derrotando o Hiromu Takahashi, seu grande rival, mas pelos vistos os papéis inverteram-se e é o Dragon Lee que está à espera que o Hiromu regresse de lesão para o enfrentar. Não sei em que situação está a lesão deste, aliás, foi uma lesão gravíssima que ainda coloca dúvidas acerca de que se alguma vez o mesmo regressará.

Porém, considero que o Ishimori tem ainda de vencer o título até ao fim do ano. O seu reinado estava a ser dominante e pensei que assim se manteria durante bastante tempo, o que acabou por não acontecer. O mesmo tem mais que provas dadas para o conseguir e o que não faltam actualmente, como nunca faltarão, são desafiantes credíveis a este título. Ishimori tem tudo para continuar o bom trabalho que estava a fazer até ao momento em que perdeu o título.

O próximo challenger será o vencedor da Best of the Super Jr. Acredito que o Dragon Lee não perca o título já no Dominion, por isso seria interessante ver o Ospreay a ganhar o torneio para termos, não um 1st time ever entre o Dragon Lee e o Ospreay, mas para termos um combate na melhor fase da carreira destes dois até agora que é a atual. Seria um grande combate para um grande show que é o Dominion e um óptimo combate de despedida para o Ospreay da divisão dos juniores, devendo este fazer, na minha opinião, a transição definitiva para a divisão dos heavyweights.

O que está a “impedir” talvez que tal aconteça foi a vitória num tag team match do EL Phantasmo sobre o Ospreay, que poderá servir para criar uma feud entre os dois que culmine mais à frente. Mas tal pode nem sequer estar nos planos e esta ter sido uma “simples” vitória do ELP para se estrear em força.

EVIL vs. Tomohiro Ishii

Ótimo combate, com dois dos lutadores mais esforçados da empresa. Apesar de ter sido um combate que serviu essencialmente para os manter ocupados, recebeu um booking inteligente. EVIL obteve a vitória várias vezes durante a tour até que no combate final o Ishii venceu. Saíram os dois valorizados desta rivalidade, que criou bastantes expectativas nos fãs e que não desiludiu. Como dois lutadores sempre disponíveis para title matches, seja para que título for, é importante também mantê-los activos e na memória dos espectadores e é exactamente criado ruído acerca dos mesmos que tal se consegue.

IWGP Heavyweight Title Match: Kazuchika Okada (c) vs. SANADA

Acabou a tour da melhor forma, com um excelente combate entre estes dois lutadores que nunca desiludem. Lá no fundo ninguém acreditava que o SANADA pudesse mesmo vencer, mas a verdade é que várias vezes ao longo do combate nos sentimos tentá-lo a pensar nessa hipótese. E isso aconteceu graças ao talento destes dois para contar uma boa história no ringue e na sua capacidade de juntar emoção à técnica do combate. Apesar de ter sido a 6ª derrota consecutiva do SANADA para o Okada, a verdade é que continuam a contar aqui uma história que culminará, um dia, com uma vitória do SANADA sobre o Okada para a alegria dos seus fãs.

Para surpresa de muitos, principalmente para mim, tivemos Chris Jericho a desafiar o Okada no ecrã gigante, anunciando assim o main-event para o Dominion. É um Dream match e irá ocorrer num grande show, pelo que o local e evento indicado combinam perfeitamente com o mesmo. O Y2J ainda tem uns bons anos pela frente no mundo que todos gostamos pela forma como ainda consegue dar combates que nunca desiludem. É uma lenda viva que se tem reinventado novamente nestas últimas aventuras da sua carreira na NJPW.

Quando o Jericho voltou à NJPW, admito que fiquei de pé atrás porque não queria ver alguém mais perto da reforma do que outra coisa a tirar destaque aos wrestlers que estão lá todos os eventos a trabalhar no duro. Todavia, hoje, não sinto nenhum repúdio pela sua utilização na NJPW. O Jericho é um wrestler único, com uma capacidade para chamar a atenção para si enorme e, com isso, das suas histórias e combates. Chama assim também a atenção para a NJPW que pode a partir destes combates tirados fora da caixa, chamar a atenção de novos fãs para o seu produto. É, desta forma, uma boa decisão do ponto de vista do booking e uma óptima decisão do ponto de vista empresarial.

Contudo, não estou a ver o Jericho a vencer o título. Sei que o ano passado surpreendeu e venceu o título Intercontinental ao Naito, mas a verdade é que o IWGP title está mesmo noutro patamar e deve ser rondado por outro tipo de lutadores, o que não quero, de todo, com isto dizer, que o Jericho não é um main-eventer, porque isso é certo, não creio é que seja um nome, pelo menos já nesta fase tardia da sua carreira, para vencer este título.
Não obstante, um óptimo combate está agendado. Como heel fantástico que sempre foi e que na NJPW o tem demonstrado ainda melhor, há material que chegue para tornar este combate num absolutamente emocionante, dado que os fãs japoneses nunca quererão ver o Jericho vencer, pelo que não tenho dúvidas que jogarão com isso na história que tentaram criar à volta do combate e até mesmo no que se passará entre as cordas, criado por estes dois senhores do wrestling.

Concluindo, vimos pontos positivos e pontos menos bons ao longo da tour, mas na sua esmagadora maioria tivemos combates mais sólidos, outros mais simples, outros bastante bons e outros mais divertidos. Com tantos shows, é a única maneira de criar interesse, trazendo diversidade ao produto, não nos deixando cansados de ver sempre o mesmo.

Temos boas perspectivas também para o futuro, contanto sempre nós que a NJPW raramente desilude. Temos dos melhores torneios do mundo quase a começar e combates que nos deixam ansiosos para ver já agendados, pelo que tudo parece assim bem encaminhado para um verão bastante divertido no que diz respeito a esta companhia nipónica.

E então? O que achaste da tour? Qual o combate que mais gostaste? O que esperas para o futuro dos vários títulos e histórias que se desenvolveram nesta tour?

Hoje ficamos por aqui. Obrigado pela leitura e até para a semana!

4 Comentários

  1. Sandrojr6 meses

    Otimo artigo, acompanho desde o primeiro, pra min a njpw ter tirado o titulo do Ospreay. Foi o maior erro, eu acho que ele deveria perde no dominion para o taichi, mas já que ele esta no super jr que ele ganhe e faça um combate sensacional no dominion contra o dragon lee. sucesso nós seus artigos.

    • Foto de perfil do Facebook

      Muito Obrigado 😉
      Eu também achei que o reinado do Ospreay acabou prematuramente e para a pessoa errada, mas o que levou a isso foi ter sido o Cobb a desafiar o Ospreay, com o título de TV da ROH também em jogo, pelo que seria, desde logo, difícil o Ospreay vencer.

  2. Bom artigo, achei a tour normal. Por mim talvez punha o Jay White a lutar pelo título IC ou pelo Us só mesmo para ver o que ele fazia contra os campeões. O Dragon Lee como disseste e concordo deverá perder depois do Dominion.

    • Foto de perfil do Facebook

      Obrigado pelo comentário.
      Essa ideia do Jay White lutar pelos títulos do mid-card não é nada má.
      Mas acho que o mesmo já adquiriu um certo estatuto que voltar a lutar por esses títulos já parece estranho ahahah. Penso que será mais para o Jay continuar a rondar o IWGP title do que outra coisa, pelo menos durante os próximos tempos.

Comentar