Chad Gable foi o babyface que não conseguiu vencer Gunther, mas ajudou a treinar Sami Zayn para este derrotar o “Ring General” na WrestleMania XL.

Quando o líder dos Alpha Academy não conseguiu derrotar o recém coroado campeão pelo WWE Intercontinental Championship no Raw de Montreal, passou dos limites e atacou Sami Zayn à frente da sua família.

Numa entrevista à Gorilla Position, Chad Gable falou sobre esse momento e revelou que o heel turn foi uma ideia sua.

A ideia de me tornar heel foi minha. Senti que estagnei como um babyface por volta da WrestleMania. Fiquei aquém do Gunther algumas vezes. Fiquei aquém contra o Sami. A certa altura, algo tem de mudar, ou as pessoas não vão continuar a acreditar em nós.

Tive a ideia, “Vamos a isso”, e aconteceu que íamos estar em Montreal, a cidade natal do Sami, na semana a seguir à ‘Mania, quando ia ter esse combate. Pensei: “Não podia haver um sítio melhor para fazer isto”.

Fizemo-lo acontecer e as estrelas alinharam-se. Sinto que as coisas correram bem a nosso favor. Desde então, o Otis é um tipo perfeitamente simpático por quem não se pode deixar de sentir pena. Temos tudo a nosso favor a trabalhar para nós.


Gostaste desta decisão por parte de Chad Gable?

5 Comentários

  1. Jonathan1 mês

    Chad gable sr money in the bank cash in no sami.
    Sheamus cash in no damian e gunther

  2. El Cuebro1 mês

    Realmente a heel turn acabou sendo algo muito bom, realmente pelos tantos atrasos da WWE em relação a ele e sua carreira, poderia ter tido mais enquanto lutador solo, qualidade ele tem suficiente, mas a WWE não o valoriza, aliás foi um tanto frustrante não tê-lo visto saindo campeão do Clash, que ainda venha algo no futuro próximo porque o Gable merece!

  3. Igor1 mês

    Ele tá bem como heel, só tá faltando o intercontinental Champion que já deveria tê-lo

  4. Foi um bom Heel Turn e está a correr bem.
    Mas eu não consigo odiar o Gable. Ele tem toda a razão com esta atitude. Desde que subiu ao Main Roster em 2017 tem vindo a ter vários azares na carreira. A lesão do Jason Jordan que hipotecou o futuro dos Amercan Alpha. Ser renomeado de Shorty G com uma personagem anedótica por ser baixinho. E agora a liderar um grupo que pode ser muito mais do que “apenas” engraçado. Tinha mesmo esperança que, no momento em que ele atacasse o Sami Zayn no final do combate entre os dois, o público gritasse com aprovação, à semelhança do ataque que a Becky fez à Charlotte em 2016.
    Mas parece que é mesmo para vaiar o Gable. Algo que eu nunca irei fazer, óbvio. Para mim, ele é que devia ter derrotado o Gunther na WrestleMania.
    Continua a ser o Babyface nesta história

  5. WWE1 mês

    O Chad tem jeito para booking.