O Forbidden Door do passado domingo foi o mais recente pay-per-view da AEW, e como é habitual, teve quatro horas de duração, para além dos 90 minutos do Zero-Hour, onde aconteceram vários combates.

Na mais recente edição do seu podcast, Jim Ross criticou a duração dos pay-per-views da AEW e afirmou que estes não deveriam ultrapassar as três horas.

Alguém me fez essa pergunta no domingo, porque a discussão era: será que estamos a fazer demasiado?

É difícil para mim equacionar essa resposta porque acredito que… é uma pergunta difícil. Acredito que um pay-per-view deve ter três horas. Há mais que tempo.

Se não consegues fazer o teu negócio em três horas, tens de reavaliar o teu plano. Pelo menos, é essa a minha opinião.

Aqueles pay-per-views de quatro e cinco horas são, no mínimo, assustadores. Alguém me perguntou: “Quando vocês estavam na WCW, no passado, qual era a duração dos vossos pay-per-views?” Eu respondi: “Tinham duas horas e 50 minutos de duração.” Isso é um facto.

Por isso, acho que é melhor estar algures entre as duas horas e os 50 minutos, ou então três horas, por uma questão de simplicidade, é mais adequado para mim.

Agora que estou a ficar mais velho, a minha capacidade de atenção foi afetada, por isso acho que três horas é um bom ponto de partida para um pay-per-view. Isto é o que penso.

Primeiro, temos de nos adaptar ao nosso público, e acho que, quando passamos das três horas, estamos a jogar, e não sei se isso é uma coisa inteligente a fazer, jogar com a capacidade de atenção do público.

Porque, digamos o que dissermos, as coisas importantes acontecem no fim. O main event acontece no fim e acho que isso é algo muito importante.

Temos de ir ao encontro desse público, certificarmo-nos de que está coberto, de que gosta da ordem, e isso é difícil. É difícil perceber isso, mas a minha preferência seria eventos de três horas.


Concordas com a opinião de Jim Ross?

2 Comentários

  1. Concordo totalmente. A AEW faz ótimos eventos, mas muito cansativos.

    Sem contar que tantas lutas no card as vezes tira o peso de uma luta que deveria ter mais atenção.

    Sempre vou defender a Brand Split com cada marca tendo seus próprios PPV e especiais para a tv. O roster estava mais que sedento por oportunidade. E sim, é o melhor roster do mundo e talvez da história do wrestling.

  2. Tosse2 semanas

    Opsss?