Frank casino

A WWE tem sido nos últimos meses alvo de várias críticas, muito em especial por causa das proibições que impôs nas últimas semanas aos seus lutadores de usarem plataformas como Twitch, Cameo, entre outras.

Um dos maiores críticos tem sido o político norte-americano Andrew Yang, que esta quinta-feira entrevistou Dolph Ziggler, e como é óbvio o tema dos contratos veio à conversa.

O lutador da WWE explicou que compreende o ponto de vista da empresa, apesar de também achar que como trabalhador independente deveria poder fazer o que quisesse.

É uma área cinzenta. Há uns 10 anos que penso e mesmo na minha cabeça estou sempre dividido, e penso em como certas coisas fazem ou não sentido. Eu percebo alguns dos pontos que a WWE levanta. Por muito que eu gostasse de me revoltar contra o sistema, eu percebo os pontos que eles levantam. Por exemplo, eu quando faço um evento de comédia ou faço uma aparição na FOX News, eu estou a representar a companhia.

Vou usar um exemplo, um representante da Muscle Milk fala comigo para eu os representar e diz-me que me dá algumas centenas de dólares para eu o fazer. Esse acordo só acontece porque eu ganhei fama com a WWE. Agora vamos supor que a própria WWE estava a fazer um acordo de 5 milhões com a Muscle Milk, eu já lhes teria estragado o negócio.

É por isso que digo que temos de compreender um pouco os dois pontos de vista, porque no final do dia nós trabalhamos para uma empresa que, desde que não seja para insultar a empresa, nos dá liberdade para fazermos muita coisa e muito do que está escrito é só uma forma de proteger a WWE, quer nós achemos justo ou não.

Às vezes se perguntarmos se pudemos ou não fazer algo, às vezes respondem-nos só que é melhor não, porque a nível de publicidade não seria o melhor para a empresa, mas que a decisão não deixa de ser nossa.

Só depois de mais de 12 anos a representar a WWE, tanto nos Estados Unidos da América como noutros países, é que me deram liberdade para ter outros projectos.

Por isso é que digo que compreendo o ponto de vista da WWE, mas às vezes penso que como empregado independente da empresa, desde que eu na segunda-feira chegue ao Raw para lutar, tudo o resto que faça ou vista não deveria ser problema da empresa.


Concordas com o ponto de vista de Dolph Ziggler sobre os contratos da WWE?

6 Comentários

  1. Logoseve4 semanas

    Gosto bastante desta postura.
    Excelente linha de raciocínio

  2. Ziggler muito bem a defender a sua posição.
    Eu só gostava de perceber as motivações desta posição ativa que esse político tomou em relação à forma como a WWE trata os seus empregados…onde há fumo há fogo

    • Dean Paul4 semanas

      Políticos não gostam de empresas, principalmente se ela está relacionada a politica e contra eles. (a WWE não, mas vince…)
      Problema principal, é que a politica desfavorece as empresas e assim tira vagas de emprego..

  3. Explicou bem!

  4. Faltou muito bem, está aí tudo explicado.

  5. Anónimo4 semanas

    Se eles fizeram algo por fora, em não envolta nada ligado à WWE ou as personagens deles, não vejo mal nisso.