O Impact Wrestling transmitiu esta sexta-feira, dia 12 de Agosto, mais um dos seus especiais, o Emergence, a partir do Cicero Stadium em Chicago, Illinois.

O Impact Wrestling Emergence foi transmitido no Impact Plus e FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– Impact Digital Media Champion Brian Myers venceu Bhupinder Gujjar (Countdown)
– VXT (Chelsea Green & Deonna Purrazzo) venceram Knockout’s Tag Team Champions Rosemary & Taya Valkyrie (Countdown)
– X-Division Champion Mike Bailey venceu Jack Evans
– Violent By Design (Eric Young & Deaner) venceram Kushida & Chris Sabin
Bandido venceu Rey Horus
– Sami Callihan venceu Steve Maclin (No Disqualification Match)
– Honor No More (Eddie Edwards, Matt Taven, Mike Bennett, Vincent & PCO) venceram Bullet Club (IMPACT World Tag Team Champions The Good Brothers, Ace Austin, Chris Bey & Hikuleo) (No Disqualification Match)
– Knockout’s World Champion Jordynne Grace venceu Mia Yim
– Impact World Champion Josh Alexander venceu Alex Shelley

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Impact Digital Media Champion Brian Myers venceu Bhupinder Gujjar (Countdown): Bhupinder Gujjar entrou de forma dominante neste embate, mas fora do ringue, o Digital Media Champion virou o ímpeto a seu favor. Brian Myers dominou durante alguns minutos, mas o eu adversário usou a sua maior força para voltar a virar o ímpeto a seu favor.

Nos minutos finais, chegou a parecer que iríamos ter um novo campeão, mas Brian Myers fez um pin rápido enquanto segurava as cuecas de Bhupinder Gujjar e reteve assim o seu título.

– VXT (Chelsea Green & Deonna Purrazzo) venceram Knockout’s Tag Team Champions Rosemary & Taya Valkyrie (Countdown): As campeãs de equipas entraram de forma dominante, mas fora do ringue uma falha de comunicação permitiu às VXT isolarem Rosemary.

Chelsea Green & Deonna Purrazzo dominaram durante algum tempo, mas as campeãs de equipas voltaram a equilibrar as contas deste embate e com isso as quase vitórias foram aparecendo de forma frequente.

No final, Rosemary de forma involuntária acertou com a sua mist em Taya Valkyrie, tendo as VXT aproveitado a confusão para com um Double Team em Rosemary vencerem o combate e os Knockout’s Tag Team Championships.

– X-Division Champion Mike Bailey venceu Jack Evans: O opener do Emmergence começou a toda a velocidade como seria de esperar entre estes dois lutadores, tendo Mike Bailey tido um pouco mais de domínio, até ao momento em que Jack Evans conseguiu abrandar o ritmo do combate.

O veterano dominou então o campeão durante algum tempo, mas o “Speedball” estava determinado a não perder o título neste evento. As quase vitórias foram começando a surgir com o passar dos minutos e até chegou a parecer que poderíamos ter uma surpresa, mas no final, Mike Bailey acertou o Ultima Weapon e conquistou a vitória.

Nos bastidores, Eddie Edwards e os restantes membros dos Honor No More estavam a motivar-se para o combate que terão mais logo, com todos a mostrarem-se focados em vencer os Bullet Club.

A seguir parecia que íamos ter o embate entre Sami Callihan e Steve Maclin, mas este atacou o seu rival durante a entrada e tivemos uma grande brawl que fez os dois lutadores desaparecer pelo meio do público.

Em seguida, tivemos um video package a relembrar a rivalidade entre os Violent By Design contra os Motor City Machine Guns e Kushida.

– Violent By Design (Eric Young & Deaner) venceram Kushida & Chris Sabin: Este combate começou de forma algo técnica e foi a dupla de Kushida & Chris Sabin que controlaram os minutos iniciais, mas os Violent By Design com alguma batota à mistura conseguiram isolar o lutador japonês.

A dupla de Eric Young & Deaner dominou Kushida durante vários minutos, mas o lutador japonês nunca se deu por vencido e fez o tag a Chris Sabin que entrou com tudo e quase venceu o combate após o seu Cradle Shock.

Nos minutos finais, as duas equipas foram tendo cada vez mais hipóteses para vencer, sendo que no final, Joe Doering interferiu a favor dos Violent By Design, o que abriu espaço para que Eric Young acertasse o Piledriver em Chris Sabin e vencesse o combate.

Nos bastidores, as novas Knockout’s Tag Team Champions VXT vangloriaram-se da sua vitória e afirmaram que irão dominar toda a divisão e mostrar o quão melhores são que as outras lutadores.

A seguir, tivemos Kenny King em ringue e este começou a insultar Steve Maclin e Sami Callihan, mas do nada, Heath apareceu e atacou o seu rival, até que este fugiu pelo público.

– Bandido venceu Rey Horus: Os dois luchadores tentaram usar a sua técnica e velocidade para ficar no controlo deste embate e acabou por ser Bandido que teve um pouco mais de ímpeto.

Ainda assim, o equilíbrio foi a nota de destaque deste embate, com os dois a mostrarem estar num nível bastante parecido. Como seria de esperar, os golpes aéreos foram sendo cada vez arriscados com o passar do tempo e com isso as quase vitórias foram também aparecendo.

Nos minutos finais, Bandido conseguiu meter o pé no acelerador e com o seu 21 Plex conquistou a vitória.

Nos bastidores, Moose foi entrevistado, mas foi atacado por Sami Callihan, até que Steve Maclin se juntou ao seu aliado e os dois atacaram o seu rival, tendo a brawl ido para a zona de ringue, o que fez com que Scott D’Amore anunciasse que este seria um combate sem desqualificações.

– Sami Callihan venceu Steve Maclin (No Disqualification Match): Os dois lutadores continuaram a sua “guerra”e foram usando várias armas desde o início oficial deste embate.

Como seria de esperar, com toda a agressividade colocada por parte dos dois rivais a fatiga rapidamente se instalou e as quase vitórias foram aparecendo de forma bastante rápida de parte a parte.

No final, Sami Callihan algemou as mãos de Steve Maclin atrás das costas, tendo em seguida aplicado o Cactusdriver 97 que lhe deu a vitória.

– Honor No More (Eddie Edwards, Matt Taven, Mike Bennett, Vincent & PCO) venceram Bullet Club (IMPACT World Tag Team Champions The Good Brothers, Ace Austin, Chris Bey & Hikuleo) (No Disqualification Match): O caos esteve presente neste embate desde os momentos iniciais deste cinco contra cinco, sendo que várias armas foram aparecendo cortesia das duas equipas.

A agressividade esteve sempre a um nível bastante elevado, com os lutadores a lutarem por toda a arena, o que fez com que as false finishes fossem aparecendo com cada vez mais frequência.

No final, parecia que íamos ter o final dos Honor No More, mas o braço lesionado de Luke Gallows cedeu, o que abriu espaço para Matt Taven & Mike Bennett acertarem o Climax vencerem este importante combate.

– Knockout’s World Champion Jordynne Grace venceu Mia Yim: O combate começou de forma algo equilibrada, até que a campeã meteu a sua força em jogo e assim foi dominando a sua adversária.

Mia Yim nunca se deu por vencida e começou a tentar aumentar o ritmo do combate, mas ainda assim a força da campeã foi sempre um problema para a candidata principal.

Mesmo assim, Mia Yim quase se tornou Knockout’s World Champion por algumas vezes, mas no final, “Big Momma Pump” contra-atacou uma tentativa de Package Piledriver e aplicou o Grace Driver para a vitória.

Após o combate as duas lutadoras cumprimentaram-se em sinal de respeito, isto até Masha Slamovich aparecer e mostrar que a campeã é o seu próximo alvo.

– Impact World Champion Josh Alexander venceu Alex Shelley: O combate começou de forma técnica com os dois lutadores a mostrarem respeito mútuo pelo adversário, porém a agressividade rapidamente foi aumentando e foi Josh Alexander que acabou por ter um pouco mais de ímpeto.

Alex Shelley foi fazendo de tudo para se manter vivo neste main event e com o passar do tempo começou a aumentar a velocidade e com isso foi equilibrando este embate. O cansaço foi sendo cada vez mais evidente com o passar dos minutos e com isso as false finishes foram aparecendo de parte a parte.

Nos minutos finais, Alex Shelley quase conquistou o seu primeiro título mundial por várias vezes, mas no final, Josh Alexander conseguiu aplicar o C4 Spike e reteve o seu título.


O que achaste deste Impact Wrestling Emergence?

1 Comentário

  1. El Cuebro2 meses

    Um grande show e sem mais, olho no Impact hein!