O Impact Wrestling transmitiu este sábado, dia 23 de Abril, mais um dos seus pay-per-views, o Rebellion, a partir do MJN Convention Center em Poughkeepsie, Nova Iorque.

O Impact Wrestling Rebellion foi transmitido no Impact Plus e FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– Eddie Edwards venceu Chris Bey (Countdown)
– Knockout’s World Tag Team Champions The Influence (Tenille Dashwood & Madison Rayne) venceram The IInspiration (Cassie Lee & Jessie McKay) (Countdown)
– Steve Maclin venceu Chris Sabin e Jay White
– Taya Valkyrie venceu AAA Reina de Reinas Champion Deonna Purrazzo
– Ace Austin venceu X-Division Trey Miguel e Mike Bailey
– Tomohiro Ishii venceu JONAH
– Impact World Tag Team Champions Violent By Design (Eric Young & Joe Doering) venceram 8 Team Elimination Challenge
– Knockout’s World Champion Tasha Steelz venceu Rosemary
– Josh Alexander venceu Impact World Champion Moose

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Eddie Edwards venceu Chris Bey (Countdown): Chris Bey substituiu Jonathan Gresham que está lesionado, mas isso não incomodou o líder dos Honor No More que dominou durante alguns minutos. O lutador dos Bullet Club usou a sua velocidade para colocar o ímpeto do seu lado e com o passar dos minutos ambos os lutadores foram tendo hipóteses para vencer.

No final, Eddie Edwards acertou um Tiger Driver seguido do seu Diehard Driver e conquistou a vitória.

– Knockout’s World Tag Team Champions The Influence (Tenille Dashwood & Madison Rayne) venceram The IInspiration (Cassie Lee & Jessie McKay) (Countdown): As Influence tentaram atacar as IInspiration ainda durante a entrada, mas as australianas rapidamente viraram o ímpeto a seu favor, isto até as campeãs conseguirem isolar Cassie Lee.

Esta aguentou a ofensiva durante alguns minutos e quando conseguiu fazer o tag a Jessie McKay esta virou o combate do avesso e quase o venceu sozinha. Nos momentos finais, as duas equipas quase venceram e as Influence acertaram o seu The Collab para continuarem campeãs.

– Steve Maclin venceu Chris Sabin e Jay White: Steve Maclin e Chris Sabin começaram a lutar um contra o outro o que abriu espaço para que Jay White fora do ringue ganhasse o controlo deste embate.

A confusão habitual neste tipo de combate foi surgindo com o passar dos minutos e com isso as quase vitórias foram sendo cada vez mais frequentes. Durante a sequência final, tudo indicava que Chris Sabin ia vencer depois de acertar o seu Cradle Shock em Jay White, mas Steve Maclin conseguiu roubar a vitória.

Nos bastidores tivemos a mulher de Josh Alexander a encorajar o seu marido para o main event deste Rebellion, sendo que o próprio Impact Executive Vice President Scott D’Amore quis dar uma palavra de apoio ao “Walking Weapon”.

– Taya Valkyrie venceu AAA Reina de Reinas Champion Deonna Purrazzo: Taya Valkyrie entrou decidida a vencer de forma rápida este seu combate de regresso, mas Deonna Purrazzo usou a sua técnica para ficar no controlo durante vários minutos.

A “Wera Loca”equilibrou o embate e com isso as quase vitórias foram sendo cada vez mais frequentes. No fim, Taya Valkyrie apanhou Deonna Purrazzo em voo e acertou uma Powerbomb antes de aplicar o seu Road to Valhalla e assim temos nova AAA Reina de Reinas Champion.

A Knockout’s World Champion Tasha Steelz foi entrevistada e esta não perdeu tempo a garantir que ia reter o seu título contra Rosemary.

– Ace Austin venceu X-Division Trey Miguel e Mike Bailey: Este combate começou a grande velocidade como seria de esperar, sendo que Ace Austin foi o alvo dos seus dois adversários, durante os momentos iniciais desta Triple Threat. A velocidade nunca diminuiu e isso foi abrindo espaço para termos várias false finishes por parte dos três lutadores.

No final, Ace Austin usou um pouco de manha e primeiro cortou um pin ao tirar o árbitro do ringue e no final acertou o The Fold em Trey Miguel e assim conquistou o X-Division Championship.

– Tomohiro Ishii venceu JONAH: Os dois lutadores entraram de forma bastante agressiva e acabou por ser o australiano com a sua maior força que dominou este combate.

Porém, Tomohiro Ishii não se deixou ficar e com a sua habitual vontade de vencer foi equilibrando e com isso o embate começou a ficar bastante equilibrado e com várias hipóteses de vitória de parte a parte. No final, JONAH falhou o seu Tsunami da terceira corda e o “Stone Pitbull” de forma surpreendente conseguiu levantar o australiano para o seu Brainbuster e venceu este combate.

– Impact World Tag Team Champions Violent By Design (Eric Young & Joe Doering) venceram 8 Team Elimination Challenge: Os Major Players começarma contra a dupla de Jordynne Grace e W. Morrisey e apesar destes últimos terem entrado melhor, uma distração causada por Chelsea Green abriu espaço para que Matt Cardona com um pin rápido na “Big Momma Pump”, eliminasse esta equipa do 8 Team Elimination Challenge.

Depois da eliminação, W. Morrissey atacou os Major Players e estava disposto a fazê-los atravessar uma mesa, mas Chelsea Green tentou acertar um golpe baixo, mas o gigante estava a usar proteção e acabou por ser a lutadora que levou uma Powerbomb contra a mesa

Os Good Brothers entraram a seguir neste combate e de forma rápida eliminaram os Major Brothers. A dupla seguinte foi a de Johnny Swinger & Zicky Dice, que também foram rapidamente eliminados com um Magic Killer.

A seguir entrou a dupla de Rich Swann & Willie Mack e estes com a sua velocidade conseguiram controlar os Good Brothers, isto até Doc Gallows virar o ímpeto a seu favor com a sua força.

Os Good Brothers dominaram durante alguns momentos, mas os seus adversários voltaram a aumentar o ritmo e foram conseguindo algumas quase vitórias. Por fim, a dupla de Karl Anderson & Doc Gallows utilizou alguma manha para terem espaço para acertar mais um Magic Killer e assim continuaram na luta.

Kenny King e Vincent distrairam os Good Brothers, o que abriu espaço para que Matt Taven & Mike Bennett os atacassem pelas costas, tendo Matt Taven feito um pin rápido enquanto Maria Kanellis segurava o pé de Karl Anderson, que lhes deu a vitória.

A manager conseguiu distrair a dupla de Heath & Rhino e com isso Matt Taven & Mike Bennett dominaram durante vários minutos, até que Heath conseguiu fazer o tag ao seu parceiro que entrou com tudo e depois do seu Gore eliminou a equipa dos Honor No More.

A última equipa a entrar foi a dos campeões e mesmo assim, Heath & Rhino quase conseguiram a vitória por várias vezes, mas no final Eric Young & Joe Doering aumentaram a agressividade e depois de um Piledriver conquistaram a vitória e retiveram os seus Impact World Tag Team Championships.

– Knockout’s World Champion Tasha Steelz venceu Rosemary: Rosemary atacou a campeã assim que este combate começou, mas esta fugiu para fora do ringue e deu um estalo a Havok que a ia atacar, mas acabou por levar cartão vermelho e foi expulsa para os bastidores. Com isso, Tasha Steelz acabou por ficar no controlo e dominou durante alguns minutos, mas Rosemary conseguiu equilibrar e com o passar do tempo as duas lutadoras foram tendo várias hipóteses para vencer.

No final, Savannah Evans tentou interferir, mas ainda assim Rosemary quase conquistou o Knockout’s Championship, porém Tasha Steelz com um Cutter conquistou a vitória.

– Josh Alexander venceu Impact World Champion Moose: Josh Alexander entrou de forma bastante agressiva e decidido a vingar-se de tudo o que Moose fez a si e à sua família. O campeão só conseguiu virar o ímpeto deste main event a seu favor, quando atirou o seu rival contra a barreira de proteção.

Tendo dominando durante vários minutos, no entanto o “Walking Weapon” não veio a este Rebellion para perder e apesar de todos os esforços do campeão, este continuava a dar luta. Moose começou a ficar frustrado o que abriu espaço para que Josh Alexander começasse a ter hipótese para vencer, com o passar do tempo e apesar de ter feito batota, Moose nem por nada conseguia vencer o seu rival, e no final, o “Walking Weapon” acertou o seu C4 Spike e tornou-se assim o novo Impact World Champion.


O que achaste deste Impact Wrestling Rebellion?

4 Comentários

  1. Chicago Made2 meses

    Fico triste pela derrota do Trey na X-Division Championship match, tudo o que ele vinha fazendo enquanto campeão era incrível, tive a honra de conhece-lo em um meet & greet em Nashville, espero que ele não perca o push.

  2. TNT2 meses

    Acho que o Trey Miguel lesionou naquele The Fall do Ace Austin no final.

  3. Gostei:
    – Jay White vs Steve Maclin vs Chris Sabin. Um ótimo combate para começar o show, com um ritmo elevado e belos spots (por exemplo, aquela suicide dive de Maclin foi brutal). Uma grande vitória para Maclin, também.
    – Deonna Purrazzo (c) vs Taya Valkyrie. O resultado era previsível, mas mesmo assim, foi um bom combate com as 2 a mostrarem uma boa química entre si.
    – Trey Miguel (c) vs Ace Austin vs Mike Bailey. Foi uma brawl total e isso resultou num fantástico combate. Exibiu todos os 3 homens da melhor forma possível e, muito provavelmente, o melhor combate da noite.
    – JONAH vs Tomohiro Ishii. O combate foi sólido, baixou um bocado o ritmo que os combates anteriores tinham estabelecido. A minha principal queixa com este combate é que precisava de mais alguma intensidade, alguma agressividade.
    – Tasha Steelz (c) vs Rosemary. O problema deste combate foi o público. Aquela Elimination Challenge Match matou-os por completo e estas 2 tiveram tarefa difícil, mas mesmo com isso e um final que não saiu da melhor forma, ainda conseguiram produzir um combate bem decente.
    – Moose (c) vs Josh Alexander. O combate pelo X-Division Title ficou perto, mas este leva o prémio de combate da noite. Fantástico! Os 2 tiveram uma exibição brutal, conseguiram acordar o público e Josh Alexander finalmente consegue redenção e volta a conquistar o Impact World Title. Vejam este combate!

    Não Gostei:
    – Elimination Challenge Match pelos Impact World Tag Team Titles. Teve os seus momentos, mas em geral, foi um combate muito confuso. A estrutura foi fraca, várias equipas saíram piores deste combate do que quando entraram e durou demasiado tempo (mais de 30 minutos, raios!).

    Overall: 7/10. Um ótimo PPV por parte da Impact, que trouxe várias mudanças de títulos. Os destaques vão para a triple threat de abertura, o combate pelo X-Division Title e o main event. Pela negativa, só mesmo o pobre booking da Elimination Challenge.

  4. El Cuebro2 meses

    O Soares já disse tudo, mas devo reiterar que foi um grande show, aliás desde que estreou na grade do Impact, o Rebellion vem sendo um ótimo show, com grandes combates, dá gosto de ver o Impact esses tempos! De se citar boas mudanças de título, grandes vitórias de Taya, Ace e Alexander, Maclin também me surpreendeu, mas ele estava com vontade e foi bem demais!