O Impact Wrestling transmitiu este domingo um dos seus maiores pay-per-views do ano, o Slammiversary, a partir do Nashville Fairgrounds em Nashville, Tennessee.

O Impact Wrestling Slammiversary foi transmitido no Impact Plus e FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– Digital Media Champion Rich Swann venceu Brian Myers (Countdown)
– Shark Boy venceu Reverse Battle Royal (Countdown)
– Mike Bailey venceu X-Division Champion Ace Austin, Alex Zayne, Andrew Everett e Trey Miguel (Ultimate X Match)
– Taya Valkyrie & Rosemary venceram Knockout’s World Tag Team Champions The Influence (Madison Rayne & Tenille Dashwood)
– Sami Callihan venceu Moose (Monster’s Ball Match)
– Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson) venceram Impact World Tag Team Champions The Briscoes (Jay & Mark Briscoe)
– Impact Originals (Chris Sabin, Alex Shelley, Frankie Kazarian, Nick Aldis & Davey Richards) venceram Honor No More (Eddie Edwards, Matt Taven, PCO, Mike Bennett & Vincent)
– Jordynne Grace venceu Knockout’s World Champion Tasha Steelz, Deonna Purrazzo, Chelsea Green & Mia Yim (Queen of the Mountain Match)
– Impact World Champion Josh Alexander venceu Eric Young

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Digital Media Champion Rich Swann venceu Brian Myers (Countdown): Rich Swann entrou melhor neste embate, mas Brian Myers com alguma batota à mistura virou o ímpeto a seu favor e dominou durante alguns minutos.

Com o passar do tempo, o Digital Media Champion usou a sua velocidade para equilibrar e depois de várias quase vitórias, Rich Swann reteve o seu título depois de um 450 Splash da segunda corda.

– Shark Boy venceu Reverse Battle Royal (Countdown): Como seria de esperar este combate foi confuso desde cedo e quando oito lutadores conseguiram entrar em ringue, começou então a Battle Royal mais tradicional. As eliminações foram acontecendo e no final, Shark Boy ficou sozinho contra Johnny Swinger, sendo que este último se esqueceu que a última eliminação acontecia por pin e submissão, o que lhe custou o embate, pois Shark Boy com um Stunner conquistou a vitória.

– Mike Bailey venceu X-Division Champion Ace Austin, Alex Zayne, Andrew Everett e Trey Miguel (Ultimate X Match): O primeiro combate do Slammiversary começou a 100 à hora, com os cinco lutadores a tentarem subir a estrutura para meterem a mão no X-Division Championship.

A ação nunca diminuiu de velocidade e os cinco foram voando tanto dentro como fora do ringue, na esperança de terem para subir a estrutura e vencer este combate. Com o passar do tempo, o cansaço foi-se começando a sentir e começámos a ver os lutadores a lutar enquanto estavam agarrados aos cabos, no final Mike Bayley fez Ace Austin cair com um pontapé, e assim o “Speedball” conseguiu agarrar o X-Division Championship e é o novo campeão.

Nos bastidores, os Impact Originals foram entrevistados e explicaram os problemas que têm com os Honor No More e que lhes irão dar uma tareia que estes não se irão esquecer, sendo que os quatro lutadores não quiserem revelar quem será o 5º elemento desta equipa.

A seguir tivemos um video package de Sting a falar da sua passagem pelo Impact Wrestling e de todos os momentos históricos que teve na empresa.

– Taya Valkyrie & Rosemary venceram Knockout’s World Tag Team Champions The Influence (Madison Rayne & Tenille Dashwood): Taya Valkyrie & Rosemary entraram de forma dominante e controlaram durante alguns momentos, mas as campeãs de equipa conseguiram isolar Rosemary e tiveram o ímpeto do seu lado durante vários minutos.

No entanto, a demoníaca lutadora foi aguentando a ofensiva das Influence e quando fez o tag à “Wera Loca” esta entrou com tudo e o embate acabou por ficar bastante caótico, e depois de várias quase vitórias por parte das duas equipas, Rosemary acertou o seu Skyward Suplex e assim temos novas campeãs de equipas.

De seguida, tivemos um vídeo de Kurt Angle a felicitar o Impact Wrestling pelos 20 anos de vida.

– Sami Callihan venceu Moose (Monster’s Ball Match): Sami Callihan nem esperou pela entrada do seu rival e os dois começaram a lutar por toda a arena e usando logo várias armas desde os primeiros momentos desta “guerra”. Moose conseguiu ter algum controlo, em especial depois de um amigo lhe ter dado comida e com isso o ex-Impact World Champion dominou durante alguns minutos, apesar do seu rival nunca se dar por vencido.

Como seria de esperar, o dano causado por este combate começou a ser notório com o passar dos minutos e com isso as quase vitórias foram surgindo, sendo que a veia mais violenta de Sami Callihan deu-lhe algum ímpeto durante estes minutos.

No final, parecia que Moose ia conseguir sobreviver a tudo o que seu rival lhe fazia, mas Sami Callihan virou o combate a seu favor de forma definitiva com um taco envolvido em arame farpado, tendo vencido após o terceiro Cactus Driver.

– Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson) venceram Impact World Tag Team Champions The Briscoes (Jay & Mark Briscoe): Os quatro lutadores começaram à pancada desde o primeiro segundo deste combate e acabou por ser os Briscoes que tiveram o ímpeto do seu lado, isto até os Good Brothers usarem uma cadeira para se colocarem no controlo.

Jay Briscoe foi dominado durante vários minutos, mas conseguiu aguentar e quando fez o tag ao seu irmão Mark Briscoe, este entrou decidido a virar o combate do avesso e quase o venceu sozinho.

O caos foi-se instalando com o aproximar do fim deste combate e com isso as false finishes foram aparecendo de forma frequente, no final, os Good Brothers conseguiram ficar no controlo e depois de acertarem o Magic Killer, venceram o combate e os Impact World Tag Team Championships.

Depois do combate terminar, as duas equipas ficaram cara a cara, e foi então que tocou a música dos America Most Wanted. Chris Harris e James Storm vieram ao ringue, com este último a falar de todas as equipas que já passaram pelo Impact Wrestling, tendo então as 3 equipas brindado.

A seguir tivemos um video package a relembrar o trabalho que Mike Tenay e Don West fizeram enquanto equipa de comentadores da empresa, durante vários anos.

– Impact Originals (Chris Sabin, Alex Shelley, Frankie Kazarian, Nick Aldis & Davey Richards) venceram Honor No More (Eddie Edwards, Matt Taven, PCO, Mike Bennett & Vincent): Depois de Davey Richards ter sido apresentado como quinto elemento dos Impact Originals, os 10 lutadores envolveram-se numa brawl, com os lutadores que defendem as cores do Impact Wrestling a dominarem durante vários minutos.

Os Honor No More conseguiram isolar Alex Shelley e com isso tiveram o ímpeto do seu lado, mas o veterano foi aguentando toda a ofensiva dos seus rivais e quando fez o tag a Frankie Kazarian, que entrou com tudo e colocou a sua equipa no controlo, mas não por muito tempo.

O caos acabou por ficar instalado, pois os 10 lutadores foram entrando em ringue quer fossem o homem legal, sendo que Maria Kanellis, Tracy Brooks e D-lo Brown também se envolveram neste 10-man Tag Team Match.

No final, os Impact Originals ganho a vantagem que foi necessária, para que Chris Sabin com o seu Cradle Shock em PCO conquistasse a vitória.

De seguida tivemos um video package de AJ Styles onde este felicitou o Impact Wrestling pelos seus 20 anos e que ele não seria o “Phenomenal One” sem esta empresa, tendo aproveitado para agradecer à WWE por o ter deixado fazer esta homenagem ao Impact Wrestling.

– Jordynne Grace venceu Knockout’s World Champion Tasha Steelz, Deonna Purrazzo, Chelsea Green & Mia Yim (Queen of the Mountain Match): Como tinham prometido, Chelsea Green e Deonna Purrazzo trabalharam juntas e com isso conseguiram ter algum ímpeto nos minutos iniciais, mas como era de esperar este primeiro Queen of the Mountain Match foi caótico, com as Knockouts a conseguirem ir fazendo o pin necessário para poderem ter hipótese de vencer este embate.

As cinco lutadoras foram começando a ter cada vez mais urgência para saírem do Slammiversary com o Knockout’s Championship, mas ter espaço para vencer este embate não é fácil e fomos tendo vários golpes onde os escadotes estiveram envolvidos.

Perto dos final, parecia que tudo se ia resumir a Chelsea Green e Deonna Purrazzo, mas as duas foram atiradas do topo do escadote contra duas meses que estavam fora do ringue, cortesia de Mia Yim.

Por fim, Jordynne Grace com o Muscle Buster em Tasha Steelz meteu-a na penalty box e conseguiu assim pegar no título e subir ao escadote para assim vencer o primeiro Queen of the Mountain Match e conquistar o Knockout’s Championship.

Nos bastidores, tivemos uma entrevista a Gail Kim onde esta falou dos 20 anos do Impact Wrestling e de como está ansiosa pelos próximos 20 anos.

A seguir, tivemos um video package a promover os dois próximos PPV da empresa, o Against All Odds e o Bound For Glory.

– Impact World Champion Josh Alexander venceu Eric Young: O main event começou de forma agressiva e acabou por ser Eric Young a ter o domínio desde cedo, isto apesar de Josh Alexander nunca se dar por vencido.

O candidato principal controlou o campeão durante vários minutos e quando começou a equilibrar este embate, começámos a ver os dois lutadores a fazer vários golpes de lutadores que marcaram a história do Impact Wrestling, sendo que tivemos assim várias quase vitórias.

Nos minutos finais, Deaner e Joe Doering interferiram e isso quase deu a vitória a Eric Young, mas Josh Alexander sobreviveu ao ataque do veterano e já com a madeira do ringue exposta, o “Walking Weapon” acertou o seu C4 Spike e reteve o seu Impact World Championship.


O que achaste deste Impact Wrestling Slammiversary?

11 Comentários

  1. Jim6 meses

    Nem teve liga de apostas.

  2. Shockmaster6 meses

    Eric Young precisa de mudar de personagem, os Violent by Design e uma recriação do que era os Sanity não pegou

  3. El Cuebro6 meses

    O Slammiversary é um dos meus eventos preferidos de pro-wrestling, sempre traz bons momentos, certa nostalgia também e combates intensos e essa noite não foi diferente, parabéns ao Impact!

  4. WWE6 meses

    bom show

  5. Gostei muito do show, acho que estão a melhorar cada vez mais os seus PPV’s.

  6. Gostei:
    – Ultimate X Match pelo X-Division Title. Um fantástico combate para abrir o show. O Andrew teve uma bela exibição. O vencedor foi muito bem escolhido e isto deve dar numa feud entre Bailey e Austin, que não me importo, os 2 são sempre fantásticos quando juntos em ring.
    – Valkyrie & Rosemary vs The Influence (c). Não foi nada por aí além, mas cumpriu. Não sou o maior fã da decisão, mas entendo. Destaco a Taya, que tem andado muito bem desde que voltou ao Impact.
    – Moose vs Sami Callihan. Tinha saudades deste tipo de combate e os 2 entregaram. Apesar de ter havido algumas falhas, estes 2 entregaram um ótimo combate hardcore e a escolha do vencedor foi acertada.
    – The Good Brothers vs The Briscoes (c). Um ótimo combate, com os Briscoes a serem o grande destaque, mas com um final questionável. Foi abrupto e acho que os vencedores foram mal escolhidos.
    – 10-Man Tag Team Match. Este combate teve tanto overbooking, que não faço a mais pálida ideia de como isto resultou. Foi um fantástico combate com um final muito bem executado.
    – Queen of the Mountain pelo Knockouts Title. A vencedora foi muito bem escolhida, mas a Mia Yim teve uma exibição incrível. E aquele spot com a Deonna e a Chelsea a caírem da escada pelas mesas… imenso respeito pelas 2 após isso! É uma estipulação medíocre, mas as 5 fizeram isto funcionar e produziram um fantástico combate.
    – Josh Alexander (c) vs Eric Young. Quando este ano começou, Alexander vs Young não era exatamente um combate que consideraria candidato ao combate do ano, mas aqui estámos nós. Este combate representou a história do Impact e representou-a perfeitamente. Foi absolutamente perfeito e a pessoa certa venceu! Se tiverem tempo, vejam isto. Não se arrependerão.

    Não Gostei:

    Overall: 8/10. Este PPV foi uma prenda para todos nós. Imensa nostalgia (Sting, AJ Styles, Earl Hebner, Kurt Angle, etc.) e excelente ação em ring. Destaco todos os combates tirando a tag match feminina (apesar de também ter sido sólida.)

  7. DaniFixe6 meses

    Não ligo muito à empresa,mas devo dizer que os PPV têm qualidade.