O Impact Wrestling transmitiu este sábado, dia 20 de Novembro, a partir do Sam’s Town em Las Vegas, Nevada, mais um dos seus pay-per-views, o Turning Point.

O Impact Wrestling Turning Point foi transmitido no Impact Plus e FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– FinJuice (David Finlay & Juice Robinson) venceram Raj Singh & Rohit Raju (Countdown To)
– Digital Media Champion Jordynne Grace venceu Chelsea Green (Countdown To)
– Chris Sabin venceu Ace Austin
– Violent By Design (Eric Young & Joe Doering) venceram Heath & Rhino
– Rich Swann venceu VSK
– W. Morrissey venceu Matt Cardona
– Knockout’s Tag Team Champions The IInspiration (Cassie Lee & Jessie McKay) venceram Decay (Havok & Rosemary)
– X-Division Champion Trey Miguel venceu Laredo Kid e Steve Maclin (Triple Threat Match)
– Knockout’s Champion Mickie James venceu Mercedes Martinez
– Impact World Tag Team Champions The Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson) venceram Bullet Club (Chris Bey & Hikuleo)
– Impact World Champion Moose venceu Eddie Edwards (Full Metal Mayhem Match)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– FinJuice (David Finlay & Juice Robinson) venceram Raj Singh & Rohit Raju (Countdown To): O Countdown To Turning Point começou com um Tag Team Match, mas Raj Singh & Rohit Raju assumiram o lugar dos Decay (Crazzy Steve & Black Taurus) na luta contra os FinJuice (David Finlay & Juice Robinson). Estes últimos até entraram melhor, mas Rohit Raju distraiu o árbitro, o que permitiu a Raj Singh dominar durante algum tempo. Ainda assim, FinJuice conseguiram dar a volta ao combate e as oportunidades de vitória começaram a surgir.

Já perto do final, Rohit Raju fez David Finlay tropeçar e Juice Robinson quase foi derrotado por um DDT. No entanto, os FinJuice resistiram e acabaram mesmo por vencer o combate com um Doomsday Device.

– Digital Media Champion Jordynne Grace venceu Chelsea Green (Countdown To): Este primeiro title match da noite começou dividido, mas Chelsea Green ganhou vantagem com um running dropkick e dominou o combate durante alguns minutos. Ainda assim, a campeã Jordynne Grace foi resistindo e conseguiu equilibrar o combate, e com isso as oportunidades de vitória começaram a surgir para ambas.

No final, Jordynne Grace arrecadou mesmo a vitória com um Electric Chair que terminou em Grace Driver, retendo assim o  Digital Media Championship!

– Chris Sabin venceu Ace Austin: Chris Sabin entrou melhor neste rematch, mas Madman Fulton permitiu a Ace Austin assumir o controlo do combate durante vários minutos. Ainda assim, o seu adversário não baixou os braços e após algum tempo conseguiu aplicar um Tornado DDT que voltou a equilibrar o combate.

O combate continuou bastante equilibrado e com algumas false finishes. Madman Fulton tentou ajudar Ace Austin ao atirar uma t-shirt “I Beat Chris Sabin” para dentro do ringue, mas não foi suficiente, e Chris Sabin acabou por arrecadar a vitória com o Cradle Shock.

– Violent By Design (Eric Young & Joe Doering) venceram Heath & Rhino: A dupla de Heath & Rhino entrou a procurar vingança, mas Deaner fora do ringue parou o ímpeto da equipa. O árbitro expulsou o membro dos Violent By Design da ringside, mas a distração foi suficiente para Joe Doering ganhar o controlo e juntamente com Eric Young prolongá-lo durante algum tempo. Depois de alguns minutos, Heath lá conseguiu recuperar e fazer o tag a Rhino.

Apesar da recuperação de Heath & Rhino e de algumas oportunidades de vitória que foram surgindo, Eric Young atacou Rhino com a sua máscara e com isso roubou a vitória no combate.

– Rich Swann venceu VSK: Com Brian Myers afastado por não estar apto para combater, Rich Swann enfrentou VSK dos The Learning Tree e quis ensinar-lhe uma lição que nunca mais irá esquecer. No entanto e fora do ringue, VSK conseguiu ganhar o controlo do combate, atirando o adversário contra o poste, e já dentro do ringue manteve-o com um Tilt-a-Whirl Backbreaker.

No entanto, Rich Swann resistiu e foi recuperando o equilíbrio do combate. Fora do ringue, Willie Mack despachou Zicky Dice, e dentro do mesmo Rich Swann arrecadou a vitória com um Cutter, Frog SplashPhoenix Splash.

– W. Morrissey venceu Matt Cardona: Em jogo neste combate estava uma possível oportunidade pelo Impact World Championship, e Matt Cardona entrou a tentar atirar W. Morrissey ao chão e a mantê-lo controlado. No entanto, a força do “gigante” foi imparável, que fora do ringue usou as escadas para ganhar o controlo esperado do combate. O domínio de W. Morrissey durou vários minutos e teve vários golpes de impacto, como um Chokeslam no apron.

Já no final, W. Morrissey empurrou Matt Cardona contra o árbitro e este aplicou o Radio Silence para a vitória, mas o árbitro estava em baixo. Do nada e sem o árbitro ver, o Impact World Champion Moose apareceu e aplicou um Spear em Matt Cardona, permitindo a W. Morrissey vencer o combate.

– Knockout’s Tag Team Champions The IInspiration (Cassie Lee & Jessie McKay) venceram Decay (Havok & Rosemary): Neste rematch pelos títulos, foram as Decay a ter o controlo inicial, o que nos levou a uma brawl fora do ringue. Isto permitiu às The IInspiration virar o rumo do combate e isolar Havok da sua parceira durante vários minutos. Ainda assim, esta resistiu e lá conseguiu fazer o tag a Rosemary, que entrou com tudo para dar a volta ao combate. Com isso as oportunidades de vitória começaram a aparecer, mas as The IInspiration aplicaram uma Powerbomb em Rosemary para fora do ringue.

De seguida, Havok foi atirada contra o poste do ringue e já lá dentro Cassie Lee fez um roll up com os pés nas cordas, que deu a vitória às Knockout’s Tag Team Champions.

– X-Division Champion Trey Miguel venceu Laredo Kid e Steve Maclin (Triple Threat Match): Este combate foi repleto de ação do início ao fim, e outra coisa não seria de esperar de um Triple Threat Match pelo X-Division Championship. O domínio do combate foi sendo dividido entre os três lutadores e as oportunidades de vitória começaram a ser constantes ao fim de poucos minutos. Uma dessas oportunidades foi quando Laredo Kid aplicou um Posion Rana em Steve Maclin, seguido de um Laredo Fly a Trey Miguel.

Ainda assim, Steve Maclin evitou depois um 450 Splash ao levantar os joelhos e aplicou o Mayhem For All em Laredo Kid para a vitória, mas Trey Miguel quebrou a contagem com um Meteora da top rope. Trey Miguel fez depois o pin nos dois lutadores em simultâneo, Steve Maclin fez kickout, mas Laredo Kid não. Trey Miguel continua X-Division Champion, mas Steve Maclin ainda não foi derrotado.

– Knockout’s Champion Mickie James venceu Mercedes Martinez: Num dos combates mais aguardados da noite, foi Mickie James que entrou melhor, mas depressa Mercedes Martinez conseguiu ganhar o controlo ao atirar a campeã contra os turnbuckles. A Knockout’s Champion foi resistindo e ao fim de alguns minutos de domínio lá conseguiu equilibrar o combate, e com isso as oportunidades de vitória foram surgindo para ambas, com destaque para um Half Nelson da candidata ao título.

Pouco depois, Mercedes Martinez ainda aplicou um German Suplex da segunda corda, mas Mickie James recorreu ao seu instinto de sobrevivência para fazer kickout. Depois de várias tentativas, foi Mickie James a conseguir aplicar o seu característico DDT, a vencer o combate e com isso a reter o Knockout’s Championship.

Depois do combate, a antiga campeã Deonna Purrazzo apareceu para atacar a ainda campeã Mickie James. De seguida pegou no microfone e anunciou que as duas voltarão a lutar pelo Knockout’s Championship no Hard To Kill do dia 8 de Janeiro de 2022.

– Impact World Tag Team Champions The Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson) venceram Bullet Club (Chris Bey & Hikuleo): A velocidade de Chris Bey permitiu aos Bullet Club começar a controlar o combate, mas Doc Gallows distraiu o árbitro e isso permitiu a Karl Anderson atacar o adversário fora do ringue e entregar o domínio à sua equipa. Já Hikuleo respondeu atirando o “Machine Gun” contra o poste do ringue, mas este resistiu e equilibrou o combate com um potente Spinebuster em Chris Bey.

Os “gigantes” colidiram depois dentro do ringue, e foram abaixo depois de uma série de pontapés. Chris Bey voou da top rope e quase aplicou o Art of Finesse, mas Doc Gallows fê-lo tropeçar. Quem aproveitou foi Karl Anderson, que aplicou um roll up segurando as calças do adversário, roubando a vitória e retendo os Impact World Tag Team Championships.

A seguir tivemos Josh Alexander no ringue, que veio falar sobre a vitória sobre o lendário Minoru Suzuki no último Impact Wrestling e afirmar que iria estar muito atento ao main event da noite, o Full Metal Mayhem Match entre Moose e Eddie Edwards pelo Impact World Championship. No entanto, as luzes começaram a falhar e JONAH fez a sua estreia no Impact Wrestling, atacando Josh Alexander pelas costas. O ataque terminou após vários sentons e splashes, que deixaram o antigo campeão mundial em muito mau estado e a sangrar.

– Impact World Champion Moose venceu Eddie Edwards (Full Metal Mayhem Match): No main event da noite tivemos um combate duríssimo pelo título mundial, onde não houve desqualificações, count-outs e várias armas foram usadas. O domínio foi por isso bastante repartido entre os dois lutadores, e o primeiro grande momento foi quando Eddie Edwards aplicou um Back Body Drop a Moose que o fez atravessar uma mesa fora do ringue.

Ainda assim, o Impact World Champion aguentou-se e algum tempo depois aplicou uma Powerbomb a Eddie Edwards na rampa, recuperando algum controlo do combate.

A ação continuou a grande nível, com Eddie Edwards a aplicar um Death Valley Driver no apron. Momentos mais tarde, Moose respondeu com uma Powerbomb numa mesa fora do ringue e focou o seu ataque na cabeça do adversário, usando uma cadeira e o poste do ringue. Algum tempo depois, Eddie Edwards desviou-se de uma cadeirada e aplicou um Sunset Flip Powerbomb em Moose, do topo de um escadote sobre um outro.

As oportunidades de vitória continuaram a surgir para ambos e Eddie Edwards quase venceu com o Boston Knee Party. Os dois lutadores estavam no chão depois de uma troca de verdascadas com kendo sticks, e W. Morrissey apareceu para ajudar Moose, mas Matt Cardona também veio para equilibrar as contas e envolveu-se numa brawl com o “gigante”, levando-o de volta para o backstage.

No final, Eddie Edwards expôs as tábuas de madeira que compõem o ringue, mas sofreu um Uranagi nas mesmas. Logo a seguir, Moose aplicou um Spear que lhe deu a vitória, retendo o Impact World Championship.


O que achaste deste Impact Wrestling Turning Point?

3 Comentários

  1. Maicon1 semana

    Grande aparição do Jonah, Pay per view em si foi muito bom ,lutas ótimas

  2. TakerVanderVaart231 semana

    Bom PPV por parte da Impact

  3. El Cuebro1 semana

    Grande show do Impact, não tivemos mudanças de títulos, mas tivemos grandes combates, a estreia do Jonah que foi brutal, a última luta do Cass no Impact também, uma pena mais uma derrota da Chelsea Green, mas o Impact tem que ficar orgulhoso do que fez ontem e logo vem dois eventos que prometem, Hard to Kill e Throwback Throwdown!!