A Anthem Sports & Entertainment transmitiu este sábado, dia 18 de Setembro, a partir dos Skyway Studios em Nashville, Tennessee, mais um especial do Impact Wrestling, o Victory Road.

O Impact Wrestling Victory Road foi transmitido no Impact Plus e FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– Steve Maclin venceu Petey Williams e TJP (Triple Threat Match)
– Laredo Kid venceu Black Taurus, John Skyler, Jake Something, Suicide e Trey Miguel (Six Man Scramble Match)
– Taylor Wilde venceu Tenille Dashwood
– Matt Cardona venceu Rohit Raju (No Disqualification Match)
– Bullet Club (Chris Bey & Hikuleo) venceram FinJuice (David Finlay & Juice Robinson)
– W. Morrissey & Moose venceram Eddie Edwards & Sami Callihan
– Knockout’s Tag Team Champions Decay (Rosemary & Havok) venceram Tasha Steelz & Savannah Evans
– Impact World Tag Team Champions The Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson) venceram Rich Swann & Willie Mack
– X-Division Champion Josh Alexander venceu Chris Sabin
– Impact World Champion Christian Cage venceu Ace Austin

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Steve Maclin venceu Petey Williams e TJP (Triple Threat Match): No primeiro combate da noite tivemos um Triple Threat Match entre três rivais, e como seria de esperar, o domínio foi sempre repartido entre eles e raramente tivemos momentos “mortos”. Todos tiveram oportunidades de vitória, como TJP com um Detonation Kick em Steve Maclin ou Petey Williams com um Canadian Destroyer em TJP. No final, Steve Maclin saiu vencedor após um Mayhem For All em Petey Williams, fazendo de seguida o pin em TJP.

– Laredo Kid venceu Black Taurus, John Skyler, Jake Something, Suicide e Trey Miguel (Six Man Scramble Match): O Victory Road continuou com mais um combate repleto de ação. Segundo as regras de um Scramble Match, fomos tendo vários pins ao longo do combate, mas só o último é que contava. Depois de várias oportunidades de vitória e pins, Trey Miguel aplicou um Meteora da top rope em Jake Something, que levou este a aplicar um DDT em Laredo Kid.

Ainda assim, Black Taurus aplicou um Spear em Jake Something e uma Crucifix Bomb em Laredo Kid. Já Josh Skyler aplicou um Spear em Trey Miguel e Black Taurus. No final, foi Laredo Kid a aplicar um Belly-to-Belly Moonsault em John Skyler vindo da top rope, conquistando a vitória neste combate.

– Taylor Wilde venceu Tenille Dashwood: No primeiro combate feminino da noite, Taylor Wilde entrou melhor e conseguiu controlar a sua rival, mas uma interferência de Kaleb With a K e depois de Madison Rayne permitiu a Tenille Dashwood dominar por mais tempo. Ainda assim, Jordynne Grace envolveu-se com Madison Rayne fora do ringue e o árbitro expulsou toda a gente. No final, Taylor Wilde evitou o Spotlight Kick e venceu com um German Suplex.

No backstage, Gia Miller entrevistou Eddie Edwards e Sami Callihan antes destes formarem uma equipa improvável contra Moose e W. Morrissey. Alisha disse a Eddie Edwards que não confia em Sami Callihan e por isso vai estar na ringside durante o combate.

– Matt Cardona venceu Rohit Raju (No Disqualification Match): Esta rivalidade estava cada vez mais pessoal e por isso os dois lutadores enfrentaram-se num combate sem desqualificações. Matt Cardona entrou melhor no combate, mas Rohit Raju contou com o apoio de Shera e tentou lesionar o rival com uma cadeira.

A ação continuou bastante agressiva ao longo de todo o combate e várias armas foram sendo utilizadas: cadeiras, caixotes do lixo, e muito mais. No final, Chelsea Green regressou de lesão e atacou Rohit Raju, permitindo a Matt Cardona capitalizar com o Radio Silence para a vitória.

– Bullet Club (Chris Bey & Hikuleo) venceram FinJuice (David Finlay & Juice Robinson): A dupla do Bullet Club focou o seu ataque na perna de Juice Robinson e com isso controlou o combate por mais tempo. Ainda assim, os FinJuice não desistiram e conseguiram equilibrar o combate, ficando até perto da vitória. Ainda assim, Hikuleo aplicou um impressionante Suplex em David Finlay e as duas equipas continuaram a repartir as oportunidades. A ação continuou com Juice Robinson a aplicar um DDT em Chris Bey.

Os Bullet Club foram resistindo e no final conseguiram mesmo a vitória, depois de Chris Bey ter atacado a perna de Juice Robinson com uma cadeira e Hikuleo ter-lhe aplicado um Sitdown Slam para a vitória.

– W. Morrissey & Moose venceram Eddie Edwards & Sami Callihan: Os rivais Eddie Edwards e Sami Callihan fizeram equipa contra inimigos comuns e até entraram melhor no combate, mas a força de W. Morrissey virou o rumo do mesmo, com um Double Chokeslam. O maior domínio pertenceu a W. Morrissey & Moose, mas Eddie Edwards & Sami Callihan iam resistindo como podiam e até ficaram perto de vencer com uma Blue Thunder Bomb ou o Death Valley Driver. Já Moose quase venceu com o Go To Hell e um Superplex.

O combate envolveu depois Alisha e Eddie Edwards aplicou um Piledriver em Moose. Só que W. Morrissey pegou em Alisha fora do ringue e isso destruiu-o, com Moose a capitalizar com um Spear. Depois, W. Morrissey aplicou uma Powerbomb em Alisha no meio do ringue.

Preocupado com a sua mulher, Eddie Edwards levou-a para o backstage. Sami Callihan ficou sozinho no ringue e não sobreviveu à desvantagem numérica contra Moose e W. Morrissey. No final, Moose aplicou um Spear para a vitória.

– Knockout’s Tag Team Champions Decay (Rosemary & Havok) venceram Tasha Steelz & Savannah Evans: Apesar de serem as campeãs, as Decay procuravam reclamar os títulos roubados pela dupla rival, e até entraram melhor no combate. Só que a força de Savannah Evans ditou um maior domínio das candidatas aos títulos. Só que as campeãs conseguiram equilibrar e as oportunidades de vitória começaram a surgir.

No final, Rosemary atirou spray para os olhos de Savannah Evans e Havok atirou Tasha Steelz da top rope, colidindo com a parceira. Havok aplicou um Tombstone Piledriver para reter os Knockout’s Tag Team Championships.

No backstage, Ace Austin anteviu o seu Impact World Championship Match contra Christian Cage, afirmando que vai tornar-se o campeão mundial mais jovem da história da promotora.

– Impact World Tag Team Champions The Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson) venceram Rich Swann & Willie Mack: Rich Swann e Willie Mack entraram decididos a conquistar os Impact World Tag Team Championships, mas a maior experiência enquanto equipa dos Good Brothers e alguma manha fora do ringue levou-os ao domínio e controlo do combate por mais tempo. Só que os candidatos aos títulos resistiram e conseguiram equilibrar, e as oportunidades de vitória começaram a surgir. Willie Mack aplicou um Samoan Drop em Doc Gallows e um Pop-up Forearm em Karl Anderson. O seu ímpeto continuou, mas foi depois travado por um Spinebuster do “Machine Gun”. Rich Swann ainda deu luta, mas Karl Anderson aplicou-lhe o Gun Stun.

De seguida foi a vez de Doc Gallows aplicar uma Powerbomb em Rich Swann na zona mais dura do ringue, e depois aplicar um Gun Stun em Willie Mack, seguido do Magic Killer para reter os Impact World Tag Team Championships.

– X-Division Champion Josh Alexander venceu Chris Sabin: Um dos combates mais aguardados da noite começou com um grande equilíbrio, mas Chris Sabin foi mostrando que não veio ao Victory Road para deixar fugir a oportunidade de conquistar o X-Division Championship pela 9ª vez. Só que o dominante campeão Josh Alexander depressa conseguiu controlar o combate através da sua técnica e mostrar porque tem estado imparável na promotora. Com o cansaço, as oportunidades de vitória começaram a surgir para ambos os lutadores. Chris Sabin quase venceu com um Crossface, mas Josh Alexander respondeu e quase venceu.

A ação continuou a bom ritmo e no final Josh Alexander aplicou o C4 Spike para reter o X-Division Championship.

Depois do combate, Chris Sabin levantou a mão de Josh Alexander, mostrando grande respeito pelo campeão.

– Impact World Champion Christian Cage venceu Ace Austin: O campeão começou melhor, mostrando toda a sua experiência. Só que a presença de Madman Fulton fora do ringue permitiu a Ace Austin controlar o combate por algum tempo. O jovem foi cansando o veterano e até foi obtendo algumas oportunidades de vitória.

As oportunidades continuaram a surgir e Christian Cage equilibrou, ficando perto de vencer com um Spear. O candidato ao título respondeu retirando a proteção do turnbuckle, mas foi uma distração para Madman Fulton atacar o campeão. Ainda assim, no final este arrecadou a vitória com o Killswitch para reter o Impact World Championship.

Depois do combate, o ainda X-Division Champion Josh Alexander apareceu e confrontou o Impact World Champion Christian Cage, revelando que vai abdicar do seu título para ter uma oportunidade pelo título mundial no Bound For Glory!


O que achaste deste Impact Wrestling Victory Road?

4 Comentários

  1. anómino1 mês

    que o impact volte aos seus tempos bons e que tenha mais visiblidade.

  2. El Cuebro4 semanas

    Um grande show por parte do Impact, a marca está se consolidando, espero que logo possa interagir mais com a AEW, digo além da parte Christian, Omega e Elite e também com a NJPW, algo que irá melhorar ainda mais o produto do show, no mais destaco o ótimo main event do show, bem como o ímpeto do Alexander, também algumas surpresas como a vitória do Laredo Kid e até a vitória do Hikuleo e do Bey, também grande combate com o Cardona, também um dupla interessante a dos gigantes Moose e Morrissey, grande luta pelo título feminino de duplas, parabéns ao Impact, grande show e que venha o Bound For Glory!

  3. O Impact está a melhorar, os cards têm vindo a ser melhores ao longo dos últimos meses, mas falta algo para realmente se tornar numa “marca” com mais importância!
    Diria que pelo menos mais 2 ou 3 nomes mais sonantes para chamar atenção do pessoal, algumas alterações nas arenas e na produção do programa, assim como ter mais público presente na arena, porque isso tem sido um problema.
    Muitas vezes parece que o pouco pessoal que lá está nem tem reações ao que está a assistir e quando têm, parece ser “fraco”

  4. Facebook Profile photo

    fico muito feliz pelo cristiano