O Impact Wrestling transmitiu esta sexta-feira, dia 23 de Setembro, mais um dos seus pay-per-views, o Victory Road, a partir dos Skyway Studios em Nashville, Tennessee.

O Impact Wrestling Victory Road foi transmitido no Impact Plus e FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– Bullet Club (Ace Austin, Chris Bey & Juice Robinson) venceram Jason Hitch, Jack Price & Shogun (Countdown)
– Tasha Steelz venceu Killer Kelly (por desqualificação) (Countdown)
– X Division Champion Mike Bailey venceu Delirious
– Motor City Machine Guns (Alex Shelley & Chris Sabin) venceram Honor No More (PCO & Vincent)
– Mickie James venceu Giselle Shaw
– Frankie Kazarian venceu X Division Championship Nº1 Contender’s Triple Threat Revolver Match
– Honor No More (Eddie Edwards & Impact World Tag Team Champions Matt Taven & Mike Bennett) venceram Impact World Champion Josh Alexander, Rich Swann & Heath
– Knockout’s World Champion Jordynne Grace venceu Max The Impaler
– Steve Maclin venceu Sami Callihan e Moose (Barbed Wire Massacre)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Bullet Club (Ace Austin, Chris Bey & Juice Robinson) venceram Jason Hitch, Jack Price & Shogun (Countdown): Os três vencedores do Gut Check tentaram ter alguma ofensiva contra o trio do Bullet Club, que não lhes deu hipótese e depois de alguns minutos de domínio, cada um acertou os seus finishers, tendo Juice Robinson fechado o combate com o Rockslide.

Nos bastidores, o Impact World Champion Josh Alexander, Rich Swann e Heath foram entrevistados e prometeram estar preparados para o combate contra os Honor No More.

– Tasha Steelz venceu Killer Kelly (por desqualificação) (Countdown): Killer Kelly entrou de forma dominante e quase venceu em segundo, mas Tasha Steelz conseguiu fugir e fora do ringue conseguiu ter alguma ofensiva que lhe deu algum ímpeto.

Porém, a ex-campeão não ficou muito tempo no controlo, tendo a lutadora portuguesa atacado Savannah Evans e Tasha Steelz com uma corrente, o que causou a sua desqualificação.

Após o combate terminar, Killer Kelly atacou o árbitro até que Lance Storm e Tommy Dreamer pararam o ataque da portuguesa.

– X Division Champion Mike Bailey venceu Delirious: Mike Bailey entrou de forma dominante neste opener do Victory Road, mas Delirious usou a sua maior experiência para virar o ímpeto a seu favor.

O veterano dominou durante alguns minutos, mas o “Speedball” nunca se deu por vencido e começou a equilibrar as contas. Nos minutos seguintes, quase tivemos um novo campeão por várias vezes, mas no final, Mike Bailey acertou o seu Flamingo Driver e reteve o seu título.

Nos bastidores, Maria Kanellis estava a falar com todos os membros dos Honor No More, tendo Eddie Edwards mostrado-se muito irritado pela derrota de PCO contra Heath.

– Motor City Machine Guns (Alex Shelley & Chris Sabin) venceram Honor No More (PCO & Vincent): Os Motor City Machine Guns usaram a sua velocidade para entrar melhor, mas a agressividade de PCO ajudou a sua equipa a isolar Alex Shelley durante vários minutos.

Este foi aguentando a ofensiva até que fez o tag a Chris Sabin que virou o combate do avesso e fez com que as quase vitórias fossem começando a aparecer. Nos minutos finais, até chegou a parecer que os Honor No More iriam vencer, mas um erro de PCO, abriu espaço para que os Motor City Machine Guns acertassem o Skull and Bones em Vincent que lhes deu a vitória.

– Mickie James venceu Giselle Shaw: Mickie James tentou dominar desde cedo, mas Giselle Shaw virou o ímpeto a seu favor e foi fazendo de tudo para terminar com a carreira da veterana.

Mickie James foi aguentando este ataque e com o passar do tempo conseguiu equilibrar o ímpeto e com isso as quase vitórias foram sendo cada vez mais frequentes. No final, Giselle Shaw não teve hipótese e Mickie James venceu com o seu MickDT.

– Frankie Kazarian venceu X Division Championship Nº1 Contender’s Triple Threat Revolver Match: Num combate onde três lutadores começam e sempre que há um pin ou submissão, esse lutador é eliminado e outro competidor entra em ringue, vimos Laredo Kid a fazer de tudo para eliminar um dos seus adversários rapidamente, mas acabou por ser Mia Yim que com o Eat Defeat eliminou o luchador.

Alex Zayne entrou a seguir, mas não teve muita sorte, pois Trey Miguel e Mia Yim tiveram alguma ofensiva, com a lutadora a eliminar Alex Zayne com uma Crucifix Bomb.

Kenny King entrou em seguida e com alguma batota à mistura colocou-se no controlo e eliminou Mia Yim, quando lhe fez um pin rápido.

Yuya Uemura entrou com tudo e virou o combate do avesso, mas rapidamente foi apanhado por Trey Miguel que o eliminou.

A seguir tivemos a entrada do regressado Frankie Kazarian que se colocou no domínio e apesar dos esforços dos dois lutadores em ringue, o veterano conseguiu eliminar Trey Miguel com um Rear Naked Choke.

Por fim, tivemos a entrada de Black Taurus que usou a sua força para dominar e começar a ficar perto da vitória, porém Keny King e Frankie Kazarian tiraram o poderoso lutador do ringue, tendo o lutador da AEW acertado o seu Slingshot Cutter que lhe deu a vitória e uma oportunidade pelo X-Division Championship no Bound For Glory.

Nos bastidores, Gail Kim anunciou que Taya Valkyrie e Jessicka irão lutar pelos Knockouts World Tag Team Titles no Bound For Glory. As campeãs VXT confrontaram o trio, mas Jessicka atacou-as.

De regresso ao ringue, tivemos a aparição surpresa de Bobby Fish que quer mostrar o seu valor, tendo sido interrompido por Raj Singh e Shera que insultaram o ex-AEW que rapidamente os fez pagar, quando os atacou aos dois.

– Honor No More (Eddie Edwards & Impact World Tag Team Champion Matt Taven & Mike Bennett) venceram Impact World Champion Josh Alexander, Rich Swann & Heath: O combate começou de forma caótica algo que beneficiou os Honor No More que rapidamente conseguiram isolar Rich Swann.

O domínio durou vários minutos, mas Rich Swann nunca se deu por vencido e conseguiu fazer o tag a Heath que virou o combate a favor da sua equipa, sendo que o trio de Eddie Edwards, Matt Taven & Mike Bennett voltou ao controlo quando fizeram alguma batota.

No entanto, Heath não se deixou ficar e fez o tag a Josh Alexander que entrou disposto a mostrar porque é o campeão. O caos voltou a instalar-se e com isso as duas equipas foram tendo hipótese de vencer, e no final parecia que ia ser o “Walking Weapon” a vencer, mas Eddie Edwards apanhou-o com a Boston Knee Party antes de acertar o Die Hard Driver para fazer o pin no seu adversário do Bound for Glory.

Nos bastidores, Mickie James foi falar com Mia Yim e deu-lhe os parabéns pela sua prestação na Triple Threat Revolver e desafiou-a para um combate no Bound For Glory.

– Knockout’s World Champion Jordynne Grace venceu Max The Impaler: Jordynne Grace tentou vencer a sua adversária rapidamente, mas Max The Impaler de forma agressiva virou o domínio a seu favor.

A campeã foi dominada durante vários minutos, mas nunca se deu por vencida e fora do ringue equilibrou as contas deste combate.

Já dentro do ringue, as quase vitórias foram aparecendo de ambas as partes, mas no final, Jordynne Grace conseguiu ter o controlo e acertou o seu Grace Driver que lhe deu a vitória.

Assim que o combate terminou, Jordynne Grace pegou no microfone e revelou que no próximo Impact Wrestling, Masha Slamovich irá enfrentar Allie Katch num Monster’s Ball Match.

A seguir, tivemos o anúncio de que Raven será induzido no Hall of Fame do Impact Wrestling no Bound For Glory.

Antes do main event, Moose foi entrevistado e explicou que irá mostrar porque é o “Wrestling God”.

– Steve Maclin venceu Sami Callihan e Moose (Barbed Wire Massacre): Como seria de esperar este combate começou de forma bastante agressiva, com os três rivais a usarem o arame farpado e outras armas logo desde os primeiros segundos deste main event.

A agressividade nunca diminuiu e com isso o dano físico foi sendo cada vez mais evidente, com os três lutadores a ficarem cada vez mais perto da vitória.

Nos minutos seguintes, tudo parecia indicar que Sami Callihan ia sair deste Victory Road vitorioso, mas Steve Maclin mostrou uma grande resistência ao sobreviver a um Cactus Driver 97 e a muito mais.

Tudo para no final, acertar um low blow, que lhe abriu espaço para acertar o KIA contra uma porta coberta de arame farpado e que lhe deu a vitória.


O que achaste deste Impact Wrestling Victory Road?

1 Comentário

  1. El Cuebro2 semanas

    Grande show, boas lutas e surpresas!