Jake Hager ajuda Chris Jericho a vencer Street Fight

Nesta terceira edição do AEW Dynamite tivemos como main event a primeira defesa do AEW World Championship por parte do primeiro campeão e veterano Chris Jericho, e logo numa Philadelphia Street Fight contra o jovem lutador e candidato ao título Darby Allin.

O candidato principal foi o primeiro a entrar e de skate, seguido de Chris Jericho que vinha com a sua personade de “The Painmaker”. O combate começou e rapidamente se percebeu que iríamos assistir a um confronto entre a veterania e maior presença física de Chris Jericho contra a juventude e velocidade de Darby Allin.

Apesar de variados rasgos de velocidade por parte de Darby Allin, foi Chris Jericho que dominou grande parte do combate, tendo usado kendo sticks, cadeiras e até o skate de Darby Allin para dominar o seu adversário. Tal como prometido, o “The Painmaker” infligiu bastante dor ao candidato ao título.

Os últimos minutos do combate viram Chris Jericho a prender as mãos de Darby Allin atrás das costas com fita adesiva. O que o campeão não esperava é que o jovem lutador continuasse a dar luta mesmo, com a mãos atrás das costas. Darby Allin foi criativo e fez de tudo para continuar dentro do combate.

O final chegou quando parecia que, mesmo com as mãos presas atrás das costas, Darby Allin iria para o seu Coffin Drop. Nesse momento Chris Jericho distraiu a árbitra e Jake Hager apareceu para atacar o candidato ao título, o que deu hipótese a Chris Jericho de fazer o Lion Tamer em Darby Allin e fazer o seu adversário desistir.

Com esta vitória, Chris Jericho defendeu o AEW World Championship pela primeira vez com sucesso e confirmou que irá defendê-lo novamente contra Cody no AEW Full Gear do próximo dia 9 de Novembro.

Esta edição do AEW Dynamite terminou com o Inner Circle, a stable liderada por Chris Jericho, a vir ao ringue para festejar com o campeão, sempre acompanhados de “a little bit of the bubbly”.

O que achaste do combate entre o AEW World Champion Chris Jericho e Darby Allin?

12 Comentários

  1. Showstealer1 mês

    Darby Allin é brutal, a forma como com as mãos tapadas conseguiu fazer tantas moves espectaculares é surreal. Realmente nasceu aqui uma estrela…
    E Chris Jericho é simplesmente um dos melhores de sempre: conseguiu colocar o oponente over e ao mesmo tempo ganhou ainda mais heat com a sua vitória por ajuda mais uma vez de Jake Hager.
    O combate em si foi excelente, talvez pudessem ter utilizado mais alguma arma como uma mesa ou um escadote mas o tempo também já era escasso. Para mim ninguém saiu verdadeiramenre a perder e por isso parabéns à AEW.

  2. Marcio1 mês

    Adorei o main event, o Darby allin é mesmo muito bom, e saber que foi treinado pelos REDdragon e pelo Sami Callihan ainda me deixa expectante pelo que trará mais ao ring

  3. Tiago Bedulho1 mês

    Pensava que numa street fight não havia rope breaks, no entanto neste combate havia e ninguém se veio queixar. E além disso tiveram que distrair o árbitro para haver interferência.

    • Dina1 mês

      A aew segue regra da NJPW não da WWE. Alias eles têm o direito de fazer as suas regras.

  4. filipe1 mês

    Eu já esperava esse resultado pois o Jericho vai dar mais credibilidade o titulo possivemente vai luta contra Cody pelo AEW World Champion no proximo PPV mais Darby Allin e um Grande Wrestling fez um grande trabalho nessa Luta

  5. El Cuebro1 mês

    Darby Allin ganhou meu respeito, tinha visto pouco dele em ação, falei que o Havoc era alguém mais pronto, mas parabéns ao Darby, pena que houve interferência, mas era claro que o Jericho não iria perder esse título ainda.

  6. Tiago Bedulho1 mês

    Dina não estás a entender num rope break há a contagem do árbrito para um lutar largar o outro se esse lutador não fizer isso durante a contagem é automaticamente desclassificado o que não faz sentido visto que o combate é sem desclassificações.

    • Anónimo1 mês

      Entendi o que disseste e faz sentido. É estranho num combate sem desclassificações metem o rope break a valer. Não faz sentido isso. Mas eles lá devem ter as próprias regras deles, o que não deixa de ser estranho se é sem desclassificações, porque metem a contagem, e o lutador pode ser desclassificado por isso? Não faz sentido. Mas pronto eles lá sabem de si.

    • Dina1 mês

      Faz sentido sim o que disseste mas na AEW as regras variam de acordo com os critérios dos árbitros!!!

  7. Anónimo1 mês

    Já era mais que óbvio que o Jericho ia reter o titulo. Aliás era o mais acertado a fazer.

  8. anon1 mês

    Permitir o uso de armas não significa que não há desqualificações.

  9. Algoritmo4 semanas

    E ainda querem comparar o produto da AEW ao da WWE depois disto… xD

Comentar