Como sabemos, a WWE tem estado nos últimos meses numa onda de despedimentos frequentes, resultado de uma suposta mudança de estratégia ou uma medida de emagrecimento da empresa para uma possível venda futura.

Numa recente entrevista ao Sportskeeda, Jinder Mahal falou dos despedimentos que aconteceram no NXT na semana passada, deixando um conselho a todas as Superstars que saíram da empresa nos últimos tempos.

A porta está sempre aberta na WWE. O meu conselho para quem acabou de ser despedido é que olhe para isso como uma oportunidade. Uma oportunidade de se redefinir. Faça algum buzz. Tu sabes que o Wrestling na WWE é super “quente”. Internacionalmente e tudo. Recebemos os fãs de volta. Lutar fora da WWE também é algo que está a ganhar força e é um ótimo lugar para fincares a tua bandeira, criar nome por ti mesmo e, eventualmente, voltar para a WWE.

Lembramos que o próprio Jinder Mahal já foi despedido da WWE por uma vez, em Junho de 2014, tendo regressado alguns anos mais tarde e logo para ser WWE Champion alguns meses depois, além de ter conquistado outros títulos.


O que achas deste conselho de Jinder Mahal às Superstars despedidas da WWE?

5 Comentários

  1. Kay Orton6 meses

    É um bom conselho pra quem sonhou e ainda sonha em ter sucesso na WWE no main roster, nada melhor do que se repaginar, aperfeiçoar tudo e se moldar novamente pra um retorno.

    Apesar que hoje em dia se eu fosse demitido eu ia estar muito em dúvida se voltaria pra empresa ou se iria preferir ter novos vôos.

  2. El Cuebro6 meses

    O Jinder foi muito bem no conselho, só não se quem foi demitido pensaria em voltar dependendo das oportunidades que poderão encontrar fora da WWE, mas nunca diga nunca!

  3. Andrey6 meses

    É que essas últimas demissões abruptas em meio a booking e tudo mais (Bronson Reed, Ever-Rise e Breezango por exemplo) podem gerar alguma mágoa, sei lá. O indivíduo que está estagnado no roster servindo apenas de Jobber ser demitido se encaixa muito mais como uma oportunidade de se repaginar pra voltar futuramente (caso do Mahal e McIntyre em 2014).

  4. Ele falou muito bem!

  5. Anónimo6 meses

    É bom conselho.