John Cena é um dos maiores nomes da história da WWE e alguém que é considerado um “company man”, e por isso raramente vemos “Big Match John” a comentar o quer que seja que possa ser negativo sobre a WWE.

Em entrevista ao Rich Eisen Show, John Cena falou dos recentes despedimentos na empresa e deu o seu ponto de vista sobre a situação.

Há muito para se falar sobre isto e vou dizer o seguinte. Quando comecei na WWE, a empresa tinha acabado de absorver a WCW e a ECW e também tinha dois territórios de desenvolvimento. Os rosters eram gigantes e quando comecei na WWE havia despedimentos duas vezes por ano. Isso criava desafios para todos os lutadores para tentarem criar impacto, porque nós sabíamos que num ano civil, pouco depois de WrestleMania e antes ou depois do Natal, que haveria despedimentos. Havia sempre. Isso parou mesmo quando começámos realmente a redefinir-nos com a Ruthless Aggression, com lutadores como eu, Brock Lesnar, Randy Orton ou Batista.

Quando esses lutadores começaram a desenvolver durante a década seguinte ou mais, e começámos a expandir o nosso alcance, começámos a ter mais programas. Os rosters começaram a ficar bastante grandes. Penso muito nisso, a estratégia de contratação da WWE, penso que pode ter sido um processo de contratações um pouco defensivo. Porque houve e ainda há, um grande crescimento no mundo do sports entertainment. As pessoas querem ver este conteúdo e estão a envolver-se cada vez mais. Os lutadores estão a criar o seu nome fora da WWE, pois esta já não é só o único sítio que existe. Mas se a WWE sente que certos lutadores podem ter um papel na empresa, eles vão tentar dar uma oportunidade a essa pessoa. Também continuam otimistas em continuar a contratar novos talentos.

Sei obviamente que este é um assunto delicado e que vai suscitar a opinião de todos, e todos têm direito à sua opinião. Penso que o mais triste aqui são as pessoas que estão desempregadas e não podem lutar. Isso é o mais triste, que as pessoas já não possam trabalhar para uma empresa a que chamaram casa durante um período de tempo. Lamento por todas as pessoas que foram despedidas. Mas todos nós, incluindo eu próprio, a nossa viagem acabará por ter um fim. Quando se está nessa viagem, por vezes, nem sempre se tem essa perspetiva.

Desde os meus primeiros dias na WWE, sempre tive a perspetiva de que tudo poderia acabar rapidamente para qualquer um de nós ou mesmo para todos nós. Porque se eles podem despedir Steve Austin e se eu não estava sequer perto das suas capacidades, isso significava que eles também poderiam despedir-me. Mas essa é apenas a cultura em que fui educado. Fui habituado a que existisse despedimentos bianuais. Penso que a WWE passou por um período tão longo sem despedir ninguém e agora eles estão a voltar a entrar nesse ritmo. É uma mudança realmente abrupta para alguém que não está familiarizado com isso. Lamento por todos os que têm de receber essa triste notícia, porque essa é uma conversa difícil de ter.


O que pensas destas declarações de John Cena sobre os despedimentos na WWE?

11 Comentários

  1. Basicamente está a dizer que os despedimentos sem justa causa é algo normal.
    E é só triste a lei dos USA “a terra das oportunidades” apenas proteger os mais poderosos

    • Surf2 semanas

      Respeito de diferenças culturais, cada um com a sua politica

    • Isto não é cultura, é só política, e a lei laboral tem a obrigação de proteger os trabalhadores e se isso não acontece algo está mal. Até a lei Portuguesa protege os trabalhadores mais que a Americana

    • Pois protege, por isso é que existem tantos norte-americanos a abandonar o país deles e a virem para Portugal trabalhar… 😃

    • A verdade é que as práticas da wwe não seriam possíveis em Portugal, não pode haver despedimentos em massa sem justa causa a não ser pela extinção de um posto de trabalho e que não haja na empresa uma função semelhante, artigo 368 do Código de Trabalho

    • Óbvio que não vem, os salários são muito menores, mas uma coisa não invalida a outra

    • Isso é em todo o lado não apenas exclusivo aos USA.

    • Jonatan Magno2 semanas

      Já a algum tempo eu vejo você repetir nesse assunto da “justa causa”. Pois bem, pelo menos aqui no Brasil, ninguém precisa de justa causa pra demitir não, desde que se pague o que a justiça ordena ao funcionário, pode desligá-lo da empresa a qualquer momento.

      A WWE não só cumpre com as obrigações do contrato, como ainda paga 3 meses de “aviso prévio”, sendo que pra nós “meros mortais” a lei obriga apenas um.

      Não gosto de algumas demissões, outras eram só questão de tempo. Mas não entendo essa ideia que vocês tem de que a empresa é obrigada a ficar com um funcionário que já não quer.

      Lembrando que o funcionário que quiser sair, desde que arque com as consequências legais, também o pode fazer a qualquer momento. Só ver o caso do Punk!

    • Ze2 semanas

      Eles são independent contractors, logo podem ser despedidos a qualquer momento. Os non compete clauses da WWE são bons para o trabalhador porque garantem 90 dias de salário quando já estás em casa. É por isso que nunca foi levado para tribunal ao longo destes anos todos, os wrestlers entendem que é uma proteção para os colegas que não podem arranjar trabalho facilmente.

  2. ??2 semanas

    Falou muito bem, o homem sabe o que diz.

  3. É uma pena isso acontecer!