Durante o Elimination Chamber deste sábado, os Judgment Day (Damian Priest & Finn Bálor) retiveram os Undisputed WWE Tag Team Championships.

Nas últimas semanas, os New Catch Republic (Tyler Bate & Pete Dunne) venceram um torneio para garantir uma oportunidade pelos títulos de equipas.

O combate pelos Undisputed WWE Tag Team Championships aconteceu no grande premium live event que teve lugar em Perth, na Austrália.

Este foi um title match bastante disputado entre as duas equipas, do qual a dupla britânica quase saiu vencedora e novos campeões, sobretudo depois da árbitra ter expulsado Dominik Mysterio da zona do ringue.

Ainda assim, no final, Damian Priest & Finn Bálor conseguiram garantir a vitória e manter os Undisputed WWE Tag Team Championships nos Judgment Day.


O que achaste deste Undisputed WWE Tag Team Championships Match? Esperavas a vitória dos Judgment Day (Damian Priest & Finn Bálor)?

4 Comentários

  1. Resultado óbvio como todas as lutas, combate foi legal 😎 e vamos espera até a wrestlemania pra eles perder esse título.

  2. El Cuebro5 meses

    Também era fato que os JD não iriam perder, mas num todo foi uma boa luta, é bom rever a parceria de Dunne & Bate, embora o novo nome não seja lá tão bom quanto o anterior, e eles funcionam muito bem juntos, melhor do que estarem em momentos solo eu diria, do outro lado Finn & Damian aumentando sua invencibilidade, resta saber até quando e contra quem poderá ocorrer uma derrota, aliás ainda teria o possível cash-in do “líder” da stable e é esperar a decisão da WWE sobre a possível separação e nova identidade dos títulos, as duplas de Raw e Smackdown estão precisando dessa desunificação!

  3. Coitado do dedo do Bálor no final. 🫣

  4. Anonimo_BR5 meses

    Qndo vao colocar uma dupla “forte” para destronar o Jd?
    Nada contra os ultimos desafiantes, mas faltam “star power” para eles( como Creed Brothers e Street Profits e Pete and Taylor Bate).
    Pensando aqui nas duplas atuais e nao vejo nenhuma com potencial pra isso. Talvez Awesome Truth e olhe lá…