Keith Lee fez a sua estreia no main roster no Verão de 2020 e a verdade é que entrou na altura com grande impacto, tendo até vencido Randy Orton no seu primeiro combate individual em pay-per-view, no Payback.

E o carismático lutador, que agora detém a alcunha “Bearcat”, relembrou esses primeiros tempos no Raw no podcast Out of Character de Ryan Satin, destacando o papel de “The Viper” enquanto seu mentor no começo.

Não conheço muitas pessoas que cheguem ao main roster e consigam imediatamente trabalhar com Randy Orton, mas isso foi algo em que me senti do tipo “Já estou feliz para o resto da minha carreira.” Randy é alguém que se tornou uma espécie de mentor, se é que se pode chamar, e que aponta o caminho de forma eloquente.

O momento em que ele me disse que sou realmente bom nalguma coisa, já não me importa mais o que outra pessoa pensasse. Ele não é uma pessoa que te elogiará quanto às tuas habilidades se ele não o sentir. Ter a sua aprovação é algo do género “Sinto-me feliz” porque agora eu sei que sou tudo o que clamo ser e então sinto-me bem por isso.

Concordo com esse consenso de que ele é um dos maiores storytellers, honestamente, em muito tempo. Ele entende e eu relaciono-me com ele em muitos níveis sobre isso e como esta arte é feita.

É por isso que o aplaudo. Independentemente do que está a acontecer, ele encontra uma forma de ser diferente. Isso é algo que valorizo como uma lição que aprendi de outras pessoas no passado e como é importante ser único. Como te destacas sem ser diferente? Ele encontrará sempre uma forma de se destacar.


Pensas que Randy Orton é um líder de balneário dentro da WWE?

2 Comentários

  1. El Cuebro4 semanas

    Eu não duvido o que nomes como o Randy Orton, John Cena, Trish, Lita, etc ainda fazem pelo wrestling, imagino os bons conselhos que vem deles, é bom ver o quanto cooperam para a modalidade!

  2. Randy o GOAT!