Kurt Angle é um dos melhores lutadores da história do Wrestling, sendo que o agora Hall of Famer, apesar de não ter contrato com a WWE, continua a ter uma ligação afectiva à empresa de Vince McMahon.

Em entrevista ao Wrestling Inc., Kurt Angle afirmou que a WWE não deveria deixar de contratar lutadores independentes.

Eu sobre esse assunto falaria de forma cuidadosa, porque há muitos lutadores independentes incríveis. Lutadores que nunca fizeram nenhum desporto real, mas que são muito bons na sua arte, e eu gostaria de ver alguns deles. Felizmente, para mim, fui um verdadeiro atleta e ganhei uma medalha de ouro nas Olimpíadas.

Estes miúdos que são treinados para serem lutadores profissionais e trabalham nos espectáculos independentes, estão a fazer muito do trabalho e estão a desenvolver as suas capacidades e a sua personagem. Não sei quanto desenvolvimento de personagem ocorre no NXT, mas penso que muito desenvolvimento de personagem acontece em eventos independentes.

Kurt Angle também comparou os produtos da WWE e AEW, explicando que a WWE vai sempre querer apelar mais aos jovens (crianças) por causa dos accionistas.

Não creio que a WWE possa, porque são uma empresa cotada em bolsa. Penso que os accionistas colocam muita pressão sobre Vince McMahon e dizem-lhe “manter tudo PG”. Então focam-se mais nos mais jovens [crianças], porque é aí que está o dinheiro do merchandise. A WWE, a sua teoria é “se os miúdos estão a ver, os pais também o estão a ver”, e os pais vão pagar pelo merchandise para as crianças, e vão pagar para ir ver os eventos.

Portanto, eles têm a teoria certa sobre isso, mas estão a perder os jovens adultos. As pessoas entre 18 a 40 anos de idade que a WWE teve durante a Attitude Era, é mais a direcção que a AEW está a seguir neste momento. Eles estão a dizer asneiras em direto, estão a mostrar o dedo do meio. Parece mais a Attitude Era.

Ainda nesta entrevista que aconteceu antes do All Out do passado domingo, Kurt Angle mostrou-se chocado por a WWE deixar Bryan Danielson sair da empresa depois de todo o sucesso que teve na mesma.


O que pensas destas declarações de Kurt Angle sobre a WWE?

11 Comentários

  1. Facebook Profile photo

    Eu continuo a achar que vão existir sempre exceções, como existiu no passado para o CM Punk e para o Daniel Bryan. E mesmo o Seth Rollins chegou numa altura onde a WWE ainda não contratava muitos lutadores independentes.

    Penso que essa filosofia começou naquele período que a WWE foi buscar o Kenta, Finn Balor, Kevin Owens e Samoa Joe, num espaço de poucos meses.

    E francamente, prefiro assim. Ir lá fora contratar tudo que é talento numa tentativa de monopolizar o mundo do Wrestling só é benéfico para a WWE. Para os lutadores, a nível financeiro, também o é porque é sempre dinheiro certo a entrar nas contas, e muitas vezes esquecemo-nos que o Wrestling, acima de uma paixão, é a profissão destes lutadores.

    Eu prefiro que a WWE só vá ao circuito independente buscar talentos que saiba que podem ser uma mais valia para a empresa, do que andar a contratar tudo e todos ao molho e fé em Deus.

    De que vos ia interessar apanhar os 150 Pokémons, se só podiam usar 6 em combate? Andarem com Charizards e Nidokings na box, quando outros treinadores lhes podiam dar melhor uso?

    A TNA perdeu muito quando viu Roodes e EC3s a saírem para a WWE, a ROH perdeu muito com as saídas do Cole ou dos reDRagon. Para depois na WWE nunca terem conseguido maximizar o seu potencial.

    • Edge882 semanas

      Concordo completamente com a tua opinião, já quando a WWE começou a despedir em pacotes eu ja sabia a bastante tempo que isso ia ser inevitável um dia, porque andou a contratar tudo o que era nome forte de fora durante anos. Tanto que chega a ser impressionante a quantidade de gente que saiu e mesmo assim eles tem os 3 rosters cheios de pessoal de qualidade e com um bom equilíbrio entre veteranos e novatos.

    • Concordo, acho que conseguiste tocar na maior parte deste assunto!
      De facto, a WWE conseguiu “matar” muito o negócio do wrestling à sua volta quando começou a contratar as maiores estrelas das independentes (umas atrás de outras), o que afetou empresas como TNA/Impact, ROH e por aí.
      E ficaram com uma lista de lutadores inacabável, mesmo que os tentassem expandir por todas as suas marcas (NXT, NXT UK, 205 Live, Main Event, Raw, Smackdown)… a verdade é que haveria sempre dificuldade em dar espaço de antena suficiente a todos os lutadores que tinham disponíveis e quando a AEW apareceu como uma verdadeira concorrência, isto começou-se a acentuar e esta onda de despedimentos da WWE e saídas de outros lutadores era inevitável.
      Espero que para além da AEW e NJPW, a Impact e ROH por exemplo também consigam recuperar mais o impacto que tinham há uns anos atrás. A própria NWA também tem feito um bom trabalho recentemente
      Talento no wrestling não falta atualmente, acho que há suficiente para todas estas empresas

    • Facebook Profile photo

      Obrigado aos dois.

      Faltou-me exatamente aprofundar esse ponto que vocês aprofundaram dos problemas que um roster gigante pode trazer. É ridiculo pensar a WWE conseguia ter 4 brands(RAW, SD, NXT, NXT UK), ainda ter shows como o Main Event ou o 205 live (Isto são 10 horas de televisão por semana se não estou em erro), e mesmo assim ao final da semana a percentagem de lutadores que não apareciam em nenhum show era ridiculamente alta.

      Estou contigo Rafael, era um grande fanático da TNA e da ROH, tive alturas em que me limitava a acompanhar só essas duas empresas. Acho difícil recuperarem, até porque mesmo com a ajuda de troca de talentos com a AEW, esta empresa não deixa de ser competição, porque é a principal alternativa a tudo que é show da WWE.

  2. El Cuebro2 semanas

    Ao que dizem a WWE não fechou totalmente a porta para os indys e outros nomes mais “consagrados” do wrestling, verdade que focar em novos talentos é bom, mas acho que até eles se tornarem eficientes e ter as skills ainda deve demorar um pouco, enquanto nomes mais experientes poderiam ir fazendo o serviço enquanto isso, aliás como quase que desde sempre foi o NXT! No mais será que a WWE poderia sair sem problema da PG Era e fazer algo como a AEW faz?

  3. Anónimo2 semanas

    Também acho que a WWE não devia fechar as portas para lutadores das indys, há que equilibrar as contratações.

  4. Facebook Profile photo

    Mas é óbvio que o Tony Khan se inspirou muito nessa era (e não só) para ter a empresa que têm!
    Mas no fundo, dou lhe todo o mérito! Nunca pensei que a WWE iria ter concorrência no passado! E acho que não sou o único! Só os de 30 anos para cima em que esses puderam assistir ao WWE WCW

  5. JOAOPEDROOOOOOOOOOOOOOOO2 semanas

    A segunda parte foi exactamente o que escrevi ontem aqui no site. Penso exactamente isso. A empresa cresceu demasiado para o produto que é o wrestling e não pode. Não podes ter algo que incentive duas pessoas ao ponto de lutarem , de forma infantil Se não, passa a ser muito irreal. O politicamente correcto não pode, simplesmente, existir no mundo do wrestling. Agora, a WWE está no seu total direito de preferir uma internacionalização da marca e vender mais a sua stream e mudar o público alvo para algo mais infantil e os fãs, os tais adultos dos 18 aos 40, têm todo o direito de preferir a AEW.

  6. Facebook Profile photo
    Diogo2 semanas

    Acho que a wwe tb gosta muito de criar uma superstar da base dele e dizer que esse produto e made in wwe do que ter um indy guy muitas vezes melhor wrestler…posso estar a dizer merda mas penso assim