Moose é o atual TNA World Champion e um dos principais lutadores da história da empresa, mas esteve perto de sair há poucos meses.

Em entrevista ao Insight de Chris Van Vliet, Moose explicou porque recusou assinar pela WWE e AEW, e preferiu permanecer na TNA.

Foram algumas coisas. Em primeiro lugar, sou uma pessoa muito leal. A minha relação com o Scott D’Amore, sinceramente, não estaria na posição em que estou hoje se não tivesse conhecido o Scott há mais de 10 anos.

Por isso, é difícil para mim dizer-lhe que não quando estamos a discutir números e o que seria o meu futuro. Porque sinto que neste negócio, antes de mais, joguei na NFL durante mais de sete anos. Ganhei bastante dinheiro com isso. Por isso, o dinheiro nunca foi algo precioso para mim.

Sempre soube gerir o meu dinheiro. Ouvem-se histórias más. Felizmente para mim, saí-me bem. Poupei bastante. Por isso, o dinheiro nunca tive aquele momento de pensar que precisava de dinheiro.

Para já, fico-me pelo Scott, pela primeira razão. Mas a minha relação com Scott é mais do que uma relação patrão-lutador, é quase como um irmão mais velho, irmão mais novo. Por isso, ele teve de ser o meu treinador, o meu amigo e o meu patrão. Por isso, agora tinha de pensar nisso.

Se eu for para a AEW, não tenho uma relação com o Tony. Portanto, ele é literalmente apenas o meu patrão. Se eu for para a WWE, não tenho uma relação com o Hunter. Ele é só o meu patrão. Por isso, algumas das situações em que posso estar envolvido são apenas uma conversa entre o patrão e lutador.

Aqui na TNA, primeiro é uma conversa entre amigos, em que há uma compensação, e depois há uma compensação do patrão. Por isso, tive de pensar nisso, foi uma decisão importante para mim. Em segundo lugar, como disse, o dinheiro não é um grande fardo para mim. Por isso, ir para a AEW ou para a WWE o dinheiro não era atrativo.

E, os tipos que me conhecem dir-vos-ão que toda a gente me adora, porque o meu objetivo é fazer com que toda a gente me adore. Mas algumas pessoas odeiam lidar comigo, porque o meu maior dom é também a minha maior maldição. Eu levo o Wrestling tão a sério que, se vou a algum lado, sei o quão bom sou como wrestler.

Eu sei que, na minha humilde opinião, sou único. Sei o que posso fazer no ringue. Sei como sou fisicamente. Sei que posso falar ao microfone.

Por isso, se não estou num lugar que mereço, devia estar. O dinheiro não me atrai para me fazer feliz com o lugar em que estou. Quero lutar e não só fazer dinheiro para “ficar no banco”. Por isso, tive de refletir sobre isso.

Nessa altura, não sei se estava suficientemente confiante para dar o salto. Não sei se o Wrestling é uma daquelas coisas em que não importa o talento. O que importa é a perceção que as pessoas têm de nós. Portanto, o controlo está fora das nossas mãos.


O que pensas destas declarações de Moose?

6 Comentários

  1. Tosse3 semanas

    Moose,Rei

    Para o ano na RUMBLE!

  2. Anônimo_BR3 semanas

    Simples: sou um atleta top, valorizado na minha “liga” ou mudo pra uma maior q serei apenas mais um?
    No futebol acontece muito isso

    • Tosse3 semanas

      Exato

      Para quê ir para arábia?
      Estás onde estás,ganhas menos mas és mqis feliz

  3. El Cuebro3 semanas

    E olha que o Moose teve muitas boas propostas ao longo desses anos, ainda mais pelo grande lutador e campeão que se tornou esses anos, queria muito tê-lo visto na WWE e muito se falou nele por lá, mas sim o cara é um dos pilares da TNA há um tempo, é alguém que você pensa quando falam no nome da empresa e agora ele está dominando novamente como campeão, vai longe e subir ainda mais, quem sabe uma futura parceria com a WWE possa trazer algo mais!

    • CoffinMeme3 semanas

      uma presença no RR do ano que vem, pelo menos.

    • Tosse3 semanas

      Muitos vão ficar de boca aberta quando o virem em ação se for caso disso