Navega no Wrestling PT sem pop-ups

More Than Words #4 – Agarrar Uma Oportunidade

Sejam Bem-Vindos a mais um More Than Words, nesta edição vou um bocado contra o meu hábito e vou falar de um superstar em particular e para além de dar a minha opinião, vou também resumir a carreira deste.

Por esta altura já devem saber a que superstar me estou a referir, afinal de contas ele tem sido um dos tópicos mais falados desta semana. Vou falar sobre nada mais, nada menos do que o homem que derrotou três vezes o atual WWE Champion AJ Styles, James Ellsworth, que infelizmente foi mais um superstar apanhado nesta onda de despedimentos da WWE.

A aventura de James Ellsworth na WWE teve o seu fim esta quarta-feira, mas não deixou de ser uma aventura emocionante que faz qualquer wrestler independente roer-se de inveja. Afinal de contas Ellsworth transformou a sua estadia de uma noite, numa estadia de 16 meses com a melhor companhia de wrestling do planeta.

No dia 25 de julho de 2016 foi transmitido o primeiro Monday Night Raw com os planteis das duas brands separados e por sinal um dos melhores Raw’s do ano. Após dois excelentes fatal-4-ways em que Finn Balor e Roman Reigns ficaram cada vez mais perto de defrontar Seth Rollins pelo recém criado Universal Championship no Summerslam e após a primeira de muitas trocas do WWE Women’s Champion, apareceu no ringue um homem com uma aparência estranha, pequeno e com tudo menos fisíco de um wrestler, a desafiar Braun Strowman para um combate.

Após ser questionado por Byron Saxton sobre a razão de querer enfrentar o Monster Among Men, esse homem respondeu com a seguinte frase: Any Man With Two Hands Has A Fighting Chance. Esta simples frase, aliada à sua aparência diferente, fizeram com que os fãs transformassem um Jobber que perdeu num minuto para Braun Strowman para o meme com maior sucesso na WWE.

Ellsworth tornou-se num meme tão popular, que no dia 13 de setembro para delírio dos fãs voltou a aparecer, mas desta vez na brand azul, na qual acabaria for ficar até ao final do seu contrato. Ellsworth começou por aparecer como parceiro mistério de AJ Styles para enfrentar Dean Ambrose e John Cena mas foi atacado por The Miz durante a sua entrada. Voltou a aparecer outra vez em outubro onde foi escolhido pelo GM Daniel Bryan para enfrentar O WWE Champion AJ Styles num combate que não era pelo título.

Não sendo pelo título Ellsworth somou a primeira de três vitórias sobre o WWE Champion AJ Styles, com a ajuda do Special Guest Referee Dean Ambrose, que na altura se encontrava em rivalidade com AJ Styles e por isso fazia tudo para o irritar. Foi esse “tudo para o irritar” que fez com que Ellsworth somasse assim com a ajuda de Ambrose, três vitórias sobre o Phenomenal One.

Ellsworth continou a sua parceria com Dean Ambrose e teve a oportunidade de partilhar  o ringue com lendas como Undertaker e Edge. Ellsworth foi também eleito por Shane McMahon, mascote da Equipa do Smackdown no Survivor Series e foi responsável pela eliminação de Braun Strowman neste mesmo evento. Após o evento retomou então a sua rivalidade com AJ Styles, que lhe fez ganhar então o tão desejado contrato com a WWE através de uma vitória, com a ajuda de Ambrose claro, contra o Phenomenal One num Ladder Match.

Esta aliança com Ambrose chegou porém a um fim no TLC, quando este foi empurrado de um escadote por Ellsworth que o impediu de se tornar WWE Champion. Após este acontecimento, a presença de Ellsworth no main-event chegou a fim. Após ter sofrido a previsível vingança de Ambrose e após ter sido dizimado por AJ Styles, muitos fãs se perguntaram quais eram os planos da WWE para Ellsworth após isto.

A WWE resolveu pôr Ellsworth com Carmella e apesar de esta parceria ter afastado Ellsworth do Main-Event, fez com que Ellsworth mostrasse que era capaz de desempenhar bem a função de Heel irritante. Ellsworth mostrou toda a sua qualidade como manager ao ajudar Carmella a ganhar aquela confiança e personalidade que lhe faltavam. No fundo esta parceria beneficiou os dois.

Permitiu que Carmella desenvolvesse os aspetos em que era mais fraca e permitu que Ellsworth mostrasse que era capaz de atuar indistintamente como Face e como Heel. Portanto Carmella pode dever muito da sua carreira a Ellsworth, a final de contas foi a sua parceria com Ellsworth que fez com que ela se tornasse a primeira Ms. Money In The Bank. Contudo esta parceria chegou ao fim e chegando ao fim a parceria, também chegou ao fim o seu contrato. Pois também não vejo mais o que Ellsworth podia fazer mais na WWE para além daquilo que já tinha feito.

Uma ida para o 205 live? Talvez resultasse mas a WWE preferiu não arriscar, uma mudança de Brand? Não acho que seria o indicado, no Raw Ellsworth provavelmente voltaria ao estatuto de jobber e não me parece que um homem que já esteve no Main-Event, que eliminou um dos maiores monstros da WWE no survivor series e que foi destaque no primeiro Women’s Money In The Bank Match, quisesse voltar ao papel de jobber.

Quem dera a muitos wrestlers dizer que fizeram isto tudo num ano, Ellsworth pode se orgulhar disto, pode-se orgulhar de ter tornado uma derrota contra Braun Strowman, numa aventura de um ano e tal na WWE, pode-se orgulhar de ter convivido e aprendido com os melhores deste negócio, incluindo o homem que fundou a empresa, Vince McMahon, com quem, segundo várias fontes, tinha uma boa relação, pode-se orgulhar sobretudo em ter feito aquilo que muitos neste negócio não conseguiram, que foi agarrar uma oportunidade e tê-la aproveitado ao máximo.

Espero que tenham gostado deste artigo, e vemo-nos no próximo domingo.

1 Comentário

  1. Facebook Profile photo

    Fabiano - há 3 semanas

    Bom artigo Vasco Reis 🙂
    Totalmente verdade o que disse neste artigo e é uma pena ter sido despedido, pois poderia ter uma bela carreira se fosse transferido para o 205 Live!

Comentar

Editar avatar »