More Than Words #74 – As 4 Únicas Estrelas

há 1 semana 26

Se vos pedir para pensarem numa lutadora do atual roster da WWE, qual é o primeiro nome que vos vem à cabeça? Neste momento talvez Becky Lynch, ou então Charlotte, ou Sasha Banks que regressou há um par de semanas, ou se calhar Bayley que protagonizou um inesperado heel turn a semana passada. Eu faço esta pergunta, porque tenho quase a certeza que foi o nome de uma destas quatro lutadoras que vos saltou primeiro à cabeça e é normal que assim o seja.

Estas 4 lutadoras, 4 Horsewomen (termo que muitos de nós usamos para designá-las), são há mais de um par de anos, os pilares do wrestling feminino na WWE. Não há praticamente nenhuma storyline na WWE , que envolva um título, que não envolva também Charlotte, Sasha, Becky ou Bayley e não há maior prova disso do que agora. Para a semana vamos ter um combate de tag-team entre estas 4 lutadoras e no próximo PPV, o Clash Of Champions, Bayley vai defender o título contra Charlotte e Becky vai defender o seu contra Sasha e o que me chateia nisto, é que nunca estive tão interessado na divisão feminina como estou agora.

Sim, isto chateia-me, chateia-me que sejam apenas estas 4 lutadoras a despertar-me interesse para ver um combate feminino no main roster, porque eu gostava imenso de imenso de por exemplo, ficar investido em Ember Moon, que é uma lutadora extremamente talentosa, gostava de me importar com o que se segue para Natalya, gostava de estar ansioso pelo regresso de Nia Jax, mas não consigo, nada disto me aquece nem arrefece. Algumas por possuirem menos carisma, outras por não terem oportunidade de o mostrar, a verdade é que para além das 4 horsewomen, é difícil arranjar algum ponto de interesse na divisão feminina da WWE neste momento e isso é preocupante.

Neste momento, só há talvez uma única pessoa no roster que seja capaz de ser uma adversária credível para 4 estas lutadoras e essa pessoa é Alexa Bliss. Para além da 4 horsewomen e de Ronda Rousey, de quem eu irei falar mais à frente, Alexa é talvez a única lutadora com quem a WWE sempre se preocupou, que nunca deixou que fosse esquecida, afinal de contas é a única, para além destas 4, que tem um palmarés repleto de títulos e só por isso já a acho minimamente credível para lutar taco a taco com uma destas 4 lutadoras.

Mas mesmo Alexa, com os seus vários reinados, não creio que se encontre no mesmo nível que as 4 horsewomen, não acho que o starpower seja o mesmo. Enquanto que vejo perfeitamente a Bayley ou a Sasha a fazer parte do main event de um grande PPV da WWE, o mesmo não acontece com Alexa, por enquanto não a consigo ver nessa posição. E se nem Alexa tem o mesmo starpower que as outras 4 lutadoras, quem é que terá?

Asuka já lá esteve e é alguém mais do que capaz de lá estar, mas infelizmente a WWE não acha o mesmo e agora contam-se pelo dedos as vezes que a vemos em televisão. Ember Moon? Tem muito talento em ringue, mas como se viu no SummerSlam, é muito díficil sentir alguma compaixão ou algum tipo de sentimento quando não existe nenhuma gimmick. Nia Jax? Tem a presença, mas tem de melhorar muito em ringue para se tornar nalguém credível para desafiar uma destas 4 lutadoras, ter apenas um físico imponente não chega, que o diga Braun Strowman. Carmella? Já ganhou a mala MITB duas vezes, é verdade, mas agora que está com R-Truth já não é ameaça para ninguém.

Resumindo, todas as restantes lutadoras do roster da WWE não têm talento, carisma ou oportunidades suficientes para estar no mesmo patamar das 4 horsewomen e as consequências disso veem-se perfeitamente através dos títulos de tag-team femininos. Durante o reinado de Peyton Royce e Billie Kay, os títulos mal foram vistos e quando eram, nunca foram tratados como algo de importante. Foi preciso Alexa, juntamente com Nikki Cross, entrar em cena, para os títulos começarem a ser falados e defendidos com alguma regularidade. Falo dos títulos de tag-team porque é um exemplo mais recente, mas este vácuo de starpower já se verifica há mais tempo com os títulos singulares. Quem é que aqui se lembra,com agrado do reinado de Nia Jax com o título feminino do RAW? Quem é que se lembra sequer dos reinados de Naomi ou de Natalya com o título feminino do SmackDown? Provavelmente 1 em 10 pessoas. Ninguém se lembra destes reinados, porque elas não foram retratadas como campeãs. Uma campeã deve ser uma lutadora que esteja no topo e estar no topo é estar acima de todas as outras  e infelizmente para os três exemplos que referi, isso não aconteceu.

Qualquer superstar feminina que não faça parte do grupo das 4 horsewomen ou não se chame Alexa Bliss não tem qualquer proteção por parte da WWE, é tratada como uma suplente que apenas tem lugar na equipa titular, caso uma das estrelas se lesione e isso é triste e torna-se ainda mais, quando olhamos para o NXT e vemos uma data de lutadoras que já possuem a aura de uma superestrela, mas que no entanto, quando eventualmente chegarem ao main roster, percebemos que essa aura pode desaparecer num par de meses.

Eu gostava imenso que a WWE se esforçasse a sério para construir uma divisão feminina como deve ser. Tudo bem que no ano passado tivemos um evento exclusivo para as mulheres, o Evolution, mas quais é que foram os destaques desse PPV? O excelente combate entre a Charlotte e a Becky e Ronda Rousey e esta última foi muito possivelmente o pretexto para esse PPV acontecer. Ronda Rousey proporcionou feitos que nenhuma mulher tinha conseguido alcançar na WWE, um evento exclusivamente feminino e um lugar no main event da WrestleMania.

Mas foi preciso uma mulher doutro desporto para o fazer, foi preciso uma estrela formada noutro sítio que não a WWE, para isto acontecer. Claro que depois disto, Becky ou Charlotte já se encontram em posição de o poder fazer  e Sasha, Bayley e até mesmo Alexa, com algum esfroço por parte da equipa criativa, são também capazes de atingir o estrelato suficiente para o fazer novamente, mas foi Ronda Rousey que despoletou tudo isto, foi Ronda que colocou Charlotte e Becky no patamar onde estão, será que é preciso de trazê-la de volta para algo de semelhante acontecer com outras lutadoras? Espero que não, espero que a WWE aproveite o facto de já ter 4 lutadoras com algum star power para criar ainda mais. Nós fãs agradecíamos e elas também, deve ser cansativo estar sempre no topo, sem existir qualquer rotatividade.

Por hoje ficamos por aqui, espero que tenham gostado deste artigo, digam aí nos comentários o que acham deste problema na divisão feminina e eu prometo que tento voltar com mais um artigo já no próximo fim de semana, até lá, uma boa semana a todos.

26 Comentários

  1. Anónimo há 1 semana

    Os gados da Alexa vão espernear aqui por falarem que ela não é estrela da divisão feminina da WWE

  2. YesNo há 1 semana

    Que ótimo texto, e somente verdades. É difícil investir em uma rivalidade sem as 4H, e sinto pela pela asuka não estar nesse patamar, infelizmente começou com aquela derrota na Wrestlemania para a Charlotte. Enfim, ótimo texto e diz tudo sobre a atual situação da divisão feminina

    • Obrigado. Concordo, a partir da derrota com a Charlotte, a Asuka nunca mais foi a mesma e quando parecia que estava a recuperar, quando venceu a Becky Lynch no Royal Rumble, eis que a WWE decide atirá-la para o fundo do card.

  3. Edjandro Martins há 1 semana

    ótimo artigo, concordo plenamente contigo, fora as 4 horsewomen e Alexa não há estrelas na divisão, isso é culpa do booking, wrestlers como Asuka, Ember Moon, Naomi, kairi sane, se bem protegidas tem condicão se serem top stars, falta vontade e talvez até capacidade da WWE em criar novas estrelas, o que é um problema geral na empresa.

    • Só discordo com a Ember. Ela é talvez foi a campeã menos memorável do NXT.

    • Obrigado, também acho que alguns dos nomes que citaste podiam muito bem atingir esse patamar, algumas é muito difícil, mesmo com algum investimento por parte da WWE, muitas vezes, por falta de talento, não conseguem singrar, mas não há desculpa para só ter 4 estrelas, quando há wrestlers como Asuka e por exemplo Kairi Sane, que conseguiam muito bem estar de igual para igual com as 4 horsewomen.

  4. vitor há 7 dias

    a asuka era pra ser uma “anti-4hw”, um ser intocável, devia ter vencido a charlotte na wrestlemania e ter perdido somente para a ronda, mas a wwe não quis isso :/
    triste, as 4hw (charlotte nem tanto) junto com as kabuki warriors sao as minhas favoritas do roster mas queria outros nomes tendo o seu momento pra brilhar também.

    • Concordo plenamente Vítor, a Asuka devia ser praticamente intocável e uma vitória sobre a Charlotte muito provavelmente ajudaria, mas infelizmente a WWE não tem a mesma opinião que nós, oxalá não errem com talentos como a Io Shirai por exemplo.

  5. “Quando olhamos para o NXT e vemos uma data de lutadoras que já possuem a aura de uma superestrela”🤣🤣🤣🤣🤣
    Discordo completamente dessa frase. Eles vêm fazendo um péssimo trabalho em criar novas estrelas, no roster atual todas as lutadoras (com exceção TALVEZ da IO) parecem inferiores a Shayna, tanto que eles precisaram pegar alguém do NXT UK e torna-la face para deixar os fãs investidos, quando conseguem dar credibilidade a alguém, fazem logo perder para ela, como foi o caso da Bianca. No NXT Uk, por outro lado, vem fazendo um ótimo trabalho em criar estrelas, pena que quase ninguém assisti.
    Além do erro criativo, acho que a principal razão pela falta de estrelas além das Horsewomen é que tem poucas lutadoras que têm o tão famoso “It factor”. Todas as quatros não são só grandes wrestler, mas têm personalidade, presença e carisma e isso elas têm mais que todo mundo e torna bem mais fácil de investir nelas do que qualquer outra lutadora do roster. A Ember considero melhor wrestler que todas as outras 4, mas ela tem zero personalidade. Alexa tem o “It factor”, quando ela aparece na tv você não tira os olhos delas, mas o problema é que ninguém quer vê-la lutar por mais de 10 minutos, por isso que dificilmente vão coloca-la no main event de qualquer PPV.

    • As únicas que eu considero que não são estrelas por erro criativo são a Asuka, Kairi e Liv Morgan. A Asuka já provou ano passado que só precisa de 1 mê de booking forte para ficar over ela também é a pessoa mais protegida no roster não chamada Becky ou Ronda, pois raramente ela perde limpo, o problema é que ela não aparece muito e não fala inglês (mas é para isso que a Paige serve).A Kairi é alguém que é bastante fácil de gostar, têm ótimas expressões faciais mas têm os mesmo problemas que a Asuka, mas não acho que a Paige poderia ajuda-la (não acho que elas combinem muito).
      A Liv, por outro lado, mim têm qualidades bastantes parecidas do Jeff Hardy. O Jeff nunca foi considerado uns dos melhores wrestler, ou muito menos uma das melhores promos, mas tem uma aura que faz sempre querer torcer para ele, acho que a LIv tem a mesma aura. Na minha opinião ela, junto com a Sasha, é a pessoa que tem mais chance de ser popular e atrair o público demográfico de mulheres adolescentes/jovens adultas, com a diferença é que a Sasha o personagem ajuda bastante com esse público, enquanto a Liv é puro carisma.

    • Concordo quando dizes que o reinado da Shayna tem afetado a divisão de forma negativa, mas para além da Io Shirai, há mais superstars que têm tudo para ser estrelas e que mesmo uma derrota não as prejudica muito. Esse é o caso da Belair, tudo bem que perdeu para a Shayna, mas ao perder brilhou e mostrou que pode muito bem derrotá-la numa luta justa, para além de Belair, ainda temos Candice LeRae e Dakota Kai e para além disso, também é preciso ver que o roster é muito pouco extenso, por isso, também não há muito por onde escolher.

    • Em relação ao segundo comentário, concordo com tudo o que disseste, todos os nomes que apontaste tem qualidade para ser estrelas. Sobre a Asuka já falei no artigo, a Kairi possui um carisma que é difícil de igualar, tal como Asuka, a Liv Morgan, também reconheço muito potencial e com mais treino em ringue e bom booking, vejo-a ter uma carreira relativamente bem sucedida na WWE e outro nome, que não referiste e que podia muito bem ser uma estrela, é Ruby Riott, há qualquer coisa nela, para além do talento em ringue, claro, que me prende a atenção quando luta.

  6. Jonas há 7 dias

    Acho que o problema da divisão feminina foi quando colocaram a Ronda como “Alguém acima da divisão”. Essa centralização na Ronda só funcionaria se fosse um projeto a longo prazo, não somente de uma WM. Acabou ofuscando uma possível ascensão de algumas, como Nia Jax e as meninas do esquadrão da Riott.

    • Sem dúvida Jonas, eesa centralização da divisão em Ronda Rousey fez com que muitas superstars se tornassem irrelevantes, pois quando estas confrontavam-na, a Ronda despachava-os como se não fossem nada, como se fossem umas simples jobbers. Assim torna-se um bocado díficil de ganhar credibilidade.

  7. Muito obrigado, ainda bem que gostaste 🙂

  8. Showstealer há 7 dias

    Mais uma excelente análise, Vasco! Parabéns! Estou totalmente de acordo com a tua perspetiva, de facto há muito que se nota uma dificuldade gritante por parte da WWE em criar lutadoras de topo além das que já estão estabelecidas desde 2016 ou algo do género.

  9. TeamPaige há 7 dias

    Vasco Reis concordo 80% do que falaste, não vejo a Bayley com todo este potencial, ela só teve um certo brilho (na minha opinião) quando fez seu debut no main roster (coisa que acontece com todos que fazem debut por ser novidade) e agora com seu heel turn, porque antes estava como qualquer, se não fosse isto, este reinado dela seria igual da Naomi e Natalya.

    Vi que em um dos seus comentários vc disse ” também acho que alguns dos nomes que citaste podiam muito bem atingir esse patamar, algumas é muito difícil, mesmo com algum investimento por parte da WWE, muitas vezes, por falta de talento, não conseguem singrar…”, caso Alexa, eu no NXT não dava nada para ela, conseguiu destaque com o push que ela teve já no main roster, Eva Marie não tinha pontecial de wrestler, mas era over com a entrada dela, independente se era pro positivo ou negativo.

    Talentos desperdiçados fica com Asuka (já vimos o que ela é capaz, já foi a invencível) e Ruby Riott pelo seu talento e visual ser bastante chamativo, com este descanso da imagem dela, espero que no retorno dela consiga se destacar, mas é normal isto de desperdício e destaque, Exemplo Naomi eu achava top no tempo de Divas, comparadas as mulheres da época, era uma super wrestler, tinha que ter sido Divas Champion quando tinha destaque, com chegada das novas em 2015 com suas técnicas ela ficou recaída, teve mudança de tema 2 vezes e não teve aquele destaque e Alicia Fox, depois da separação dela com Aksana, pensei que teria um certo destaque, mas empurrou ela pras Team Bellas apenas já elevar as “BONITAS” da vez.

  10. fernando narciso silveira há 7 dias

    Odeio a divisão feminina da wwe. Essas quatro têm feito os cinturões de reféns desde 2015 e não deixam ninguém ser maior que elas. Essa história de girl power, esse feminismo artificial das mulheres-cavalo é empurrada goela abaixo dos fãs e ninguém pode fazer nada contra isso?

  11. Anônimo há 7 dias

    Um ótimo texto que representa muito oque se passa pela wwe , queria que as outras lutadoras tbm tivessem oportunidades como Liv Morgan ou Dana são ótimas opções .

  12. Anônimo há 7 dias

    Uma coisa q eu fico triste tbm é q a WWE desperdiça mtas divas antigas kelly kelly eve torres Beth Phoenix Maria kanellis nikki bella Brie Bella entre outras q poderiam está sendo usadas hj eu já não vejo mais as divas Antigas

  13. Saudades da Nikki Bella, com certeza sempre que ela esteve na wwe rendia boas rivalidades, Aj Lee, Paige, Charlotte e várias outras

  14. Marcio Gabler Del Nero há 7 dias

    O que vcs acham da ideia do EC3 no Smackdown

  15. manzambidaconceicaoodetho@gmail.com há 1 dia

    A unica Ronda Rousey,mas tb gostaria q asuka desse mas chanse

Comentar