Frank casino

Há semanas que MVP tem vindo a liderar um novo grupo no Raw, composto por ele e também por Bobby Lashley e Shelton Benjamin, ao mesmo tempo que tem vindo a tentar recrutar novos elementos para esse seu grupo, como o WWE United States Champion Apollo Crews ou Cedric Alexander.

Nos últimos dias têm circulado alguns rumores e especulação de que a WWE poderia associar Mark Henry e Ron Simmons a este novo grupo, em segmentos de backstage, e que este poderia ser uma nova versão da Nation of Domination. No entanto, Dave Meltzer reporta que a ideia foi posta de lado por causa do clima que se vive atualmente nos Estados Unidos da América devido às questões de racismo.

Entretanto, em entrevista a Say Less with Kaz and Lowkey, MVP comentou a possibilidade da WWE trazer de volta a Nation of Domination e afirmou que não tem qualquer interesse em que isso aconteça.

Não, a resposta curta é não. Eu tenho ouvido as conversas, tenho visto isso e não quero quero fazer a “nova qualquer coisa”, percebes? A Nation [of Domination] aconteceu, foi incrível no tempo em que aconteceu, foi precisa. Estrelas foram criadas. Eu não quero refazer uma coisa. Eu quero trazer algo novo. Na minha abordagem na Hurt Business, eu e o Bobby Lashley somos verdadeiros amigos, além de colegas no Wrestling. Shelton é um dos meus amigos mais próximos. Apenas quero fazer dinheiro juntamente com os meus amigos.

O auto-proclamado WWE United States Champion também afirmou que pediu para trabalhar com Apollo Crews porque vê muito talento nele e que também deseja vir a trabalhar mais com Ricochet.

No entanto, tornou claro que esta sua nova stable não tem nada a ver com racismo, ao contrário da Nation of Domination, ainda que possa ajudar a inspirar alguns jovens fãs da WWE.

Eu não tenho interesse em refazer a Nation of Domination, embora pretenda apresentar-nos como homens fortes, negros, role models e bem sucedidos. Somos homens de negócios. Não estamos a procurar fazer uma declaração sobre raça. Estamos apenas a fazer uma declaração. No nosso caso, o que estamos a fazer não tem a ver com negro ou branco – é sobre ouro e verde, e nesse ponto, adoro o facto de existirem jovens de cor que nos possam ver e pensar: “Oh, eu quero ser como eles”, porque quando eu era criança eu queria ser como o Rocky Johnson e Tony Atlas.


Gostavas de ver MVP liderar uma nova versão da Nation of Domination?

8 Comentários

  1. O MVP tem feito um ótimo trabalho desde que regressou e esta stable tem sido bom para todos os envolvidos,especialmente o Shelton que ganha um pouco de relevância.
    Acho que não tem a ver com a Nation,parece-me algo diferente.

  2. Não, não gostava

  3. Eduardo2 meses

    MVP tem feito um trabalho fantástico desde o seu retorno e é um dos poucos motivos pelo qual eu assisto o RAW. Sou fã dos três (MVP, Shelby e Bobby) e fico feliz que a ideia da Hurt Business seja algo diferente, autêntico, e não uma cópia de algo que ja deu certo, ainda espero a adição de um novo membro ao grupo e que eles possam entrar na rota pelo título de duplas e posteriormente colocarem o Lashley na rota pelo título mundial.

  4. Esta Stable do MVP tem estado muito bem e quando eles aparecem são das melhores coisas que acontecem no RAW, por isso não acho que faça sentido ele iniciar uma nova versão da Nation of Domination.

  5. Uma Nation of Domination nesta altura provavelmente não iria funcionar. Os tempos são completamente diferentes.

  6. El Cuebreo2 meses

    Seria bom até ver uma influência da Nation of Domination na Hurt Business, mas queria uma certa independência lá também, quem sabe novos membros como o Apollo, Ricochet ou o Cedric!

  7. Só com negros é bem bora lá movimentos anti-racismo

  8. Anónimo2 meses

    Concordo com as declarações do MVP.