Navega no Wrestling PT sem pop-ups

Porque é que o Bammer não tem uma desforra imediata?

Ontem, o Ricardo Martins perguntou na notícia de anúncio da Gauntlet o porquê de o Bruno “Bammer” Brito não receber – à boa moda da WWE – uma desforra imediata contra o Salvador pelo Título Nacional. Em vez disso, um novo Candidato Principal será determinado na tal Gauntlet clássica.

Ricardo, como a tua questão é relevante e (acho eu) interessante, vou aproveitar para fazer o meu melhor para te explicar a ti e aos restantes que acompanham o wrestling nacional o meu raciocínio.

Apesar de haver várias pessoas envolvidas na parte criativa de construir um show – e, acredita, pessoas bem criativas – se perguntares a alguém quem é o booker, vão-te dizer que sou eu. Vão indicar-te a mesma pessoa se perguntares quem é aquele mal-disposto que só aparece de vez em quando em Queluz.

Voltando à tua questão: apesar de o Bammer vs. Salvador ter sido dos melhores, senão o melhor, combate que já vi com portugueses, tanto pelos lutadores, como pela reacção genuína da crowd… nesta “geração” de WP (a seguir à do WP Clássico e à do WP Academia), não sinto que sejam necessárias ou obrigatórias desforras imediatas.

Porquê? Alguns pensamentos que, espero, me ajudem a explicar-te a ti e aos outros malucos que nos fazem companhia nesta viagem:

1) Se o Bammer tivesse desforra imediata, o Bernardo Barreiros seria passado à frente, quando ganhou o direito de ser considerado Candidato Principal, quando derrotou o RAFA no dia 27/Novembro, no “Bammer vs. Salvador”.

2) Não gosto da ideia de “parar o trânsito” cada vez que o Campeão perde o Título. Arriscas-te a ter card atrás de card de desforras pelo Título, se dois lutadores trocarem muitas vitórias.

3) Suspeito que a decisão da WWE em dar desforras imediatas se prende muitas vezes com a necessidade de estarem constantemente a pôr cá fora conteúdos novos e menos com a legitimidade do ex-campeão enquanto candidato. Dito de outra forma, ninguém te diz que ao lado do ex-Campeão não há 2-3 lutadores com melhor track record no passado recente. O ex-Campeão não é necessariamente quem merece mais o próximo title shot. Como nós não temos a pressão de produzir sabe-se-lá-quantas-horas de wrestling por semana, a ideia é (again, salvo excepção) ter candidatos principais determinados nos mesmos shows em que o Campeão defende o Título.

4) Enquanto que na WWE, eles podem resolver uma desforra no espaço de 1-2 semanas, os nossos shows são mês-a-mês ou de 2 em 2. O meu “feeling” é que se oferecermos exactamente o mesmo “headliner” em dois shows consecutivos, pode passar a ideia de que é um show um pouco repetitivo. Sem necessidade porque, lá está, tens formas de criar contenders frescos e relevantes, como é o caso do Bernardo “Tasqueiro à Janela” Barreiros que, além de merecer, está “on fire”, no ringue e ao microfone.

5) A melhor jogada nem sempre é lançar o ex-campeão numa desforra a seguir ao combate que lhe tirou o Título. Ver “Ronda Rousey”. (embora o Bammer fale à imprensa e tenha tido um treinador inteligente.)

6) A vitória do Salvador foi decisiva e não houve controvérsia. Logo, uma desforra não me parece obrigatória. Se o Salvador tivesse pedido a um helicóptero para aterrar em cima dos ombros do Bammer, para facilitar o pin, eu estava contigo!

Espero que isto tenha ajudado a explicar o meu ponto de vista. Se concordas, excelente. Se não concordas, melhor ainda, porque espero por ti em Queluz: Falls. Count. Anywhere 🙂

E tu, o que achas?

Enviar notícia para o Wrestling PT

11 Comentários

  1. Carlosilva - há 11 meses

    ” Bernardo “Tasqueiro à Janela” Barreiros ” és o maior xD.

    Boa explicação, Afonso, tens uma boa maneira de ver wrestling, tendo em conta que há tão poucos shows do WP por ano, mesmo sabendo que o roster não é muito grande, não convem repetir tanto os meus combates, para além disso e como bem explicaste, o Bammer pode não ser o lutador com mais momentum para lutar pelo título, se conseguir vencer a Gauntlet provará aí sim, que é o lutador mais sério para tal.

    • Facebook Profile photo

      Afonso M. - há 11 meses

      Sempre que possível, booka-se pelo momentum 😉

      E sim, tal como disseste, se o Bammer ganhar a Gauntlet, não vejo como não o considerar #1 Contender.

  2. "Awesome" Hater - há 11 meses

    Muito bom (:

    • Facebook Profile photo

      Afonso M. - há 11 meses

      Um “hater” que concorda com as coisas? O wrestling português é mesmo diferente…

      Obrigado por leres e comentares 🙂

  3. Eu tinha a mesma dúvida, e agora sinto me burro por ter tido esta dúvida tal foi a clareza e lógica dessa resposta
    É por isso que Malheiro é o booker

    • Facebook Profile photo

      Afonso M. - há 11 meses

      Se alguma coisa, deves-te sentir é inteligente, porque tiveste flexibilidade para pensar na posição de outra pessoa e usá-la para limpares a dúvida que tinhas.

      P.S. Nem é bem por isso que sou o booker. Na Batalha dos 1000, era o Sapolsky, mas ficou preso num engarrafamento e ligou a dizer que o trânsito não evoluia. Seguiu-se o Russo, mas ele queria fazer um “Zé on a Pole Match”. E estas são só as histórias que me chegaram aos ouvidos.

      Mas agradeço o teu voto de confiança 🙂

      • Sou de Fátima. Mas até fiquei com vontade de ir a Lisboa dia 22 para ver o show. Agora é só tentar ver se a minha agenda o permite.

      • Facebook Profile photo

        Afonso M. - há 11 meses

        No último show, houve várias pessoas a vir de sítios como Aveiro, Porto e Braga – algo, que acredita, valorizamos imenso e nos põe com ainda mais vontade de dar um grande espectáculo. Experimenta ver se tens companhia para dividir um carro ou se há um transporte que não te dá cabo da carteira. O nosso bilhete é 5 euros e acho que ultrapassamos isso no que te entregamos.

        Sobretudo, gostávamos que viesses mas se não der, nós compreendemos, claro 😉

  4. Bom, não era preciso tanto mas obrigado pela resposta. 😛
    Compreendo a resposta mas atenção que eu disse desforra automática e não desforra imediata, salvo erro, o que é diferente. Não esperava uma desforra logo no show seguinte porque havia um combate de candidato principal ao título, esperava sim no show a seguir. Percebo a vossa opção, contudo não concordo, não porque a WWE o faz mas sim porque concordo que a WWE e a TNA o façam porque entendo que os campeões devem ter a sua desforra sem ter de passar por um combate de candidato ao titulo, mesmo na MMA, boxe, kickboxe e tudo o que seja desportos de luta. Depois se corre bem ou se corre mal, como aconteceu com a Ronda Rousey (que esteve muito tempo parada), já é outra história.
    Contudo percebo e respeito as vossas razões.

    • Facebook Profile photo

      Afonso M. - há 11 meses

      Ricardo, tens toda a razão. Disseste “automática” e não “imediata”. Eu assumi que, como era automática, significava também imediata.

      Na UFC, por exemplo, às vezes faz desforra, outras vezes o ex-campeão tem de ir reunir vitórias consecutivas – embora a nova UFC (comprada pela WME-IMG) goste de fazer desforras nos casos em que isso é o maior “draw”. Mas se o ex-campeão é um não-americano sem muitos fãs, garanto-te que ele volta para o meio do baralho. Acredito que o Scott Coker faça o mesmo na Bellator.

      É mesmo como tu dizes, cada um é como cada qual.

      Com um roster maior, talvez pensasse em desforras automáticas, mas tendo a não gostar da ideia de ficar “preso” a desforras, quando essa não é necessariamente a melhor história para se contar.

      Espero que venhas ao show dia 22 😉 Um abraço!

  5. Diogo Teixeira - há 10 meses

    Por ser do Norte (ainda) não fui ver nenhum evento, conto ir este ano. Mas independentemente da minha disponibilidade, prometo que vou estar a ver ao vivo quando o Salvador chamar um helicóptero para aterrar em cima dos ombros do Bammer 😉
    Boa sorte para o evento

Comentar

Editar avatar »