Rollins Report #11 – Time To Go

Olá a todos! Nos últimos dias tivemos a realização de vários grandes eventos por parte da WWE. Hoje irei fazer uma abordagem rápida aos aspetos que achei serem mais importantes.

Começando por sexta-feira, tivemos a cerimónia do Hall of Fame. Para ser sincero, esta foi a primeira que vi, e não esperava tanta qualidade. Gostei desde a Red Carpet até ao discurso de Kurt Angle. Foi impossível não rir com as suas canções, o chapéu e o leite no final.

Já sábado tivemos o NXT Takeover Orlando. Houve três grandes combates que aumentaram ainda mais o meu hype para a WrestleMania. Os Authors Of Pain conseguiram manter os títulos de equipas naquele que foi, para mim o combate do fim de semana depois de Undertaker Vs Reigns. Na divisão feminina tivemos Ember Moon a perder para Asuka. Este superou de longe os combates femininos de domingo. Por fim, cabe-me destacar o combate entre Bobby Roode e Shinsuke Nakamura. O campeão continua a ser o “Glorious One”, o que torna a subida de Nakamura para o main roster evidente. Acho que hoje irá estrear-se no Smackdown Live.

Finalmente chegamos à WrestleMania! Não acreditam no que sofri durante a manhã de segunda-feira, pois só pude ver à tarde! Foi um espétacúlo com altos e baixos, mas considero a melhor dos últimos anos.

Como desilusões tivemos a André The Giant Memorial Battle Royal, o combate feminino do Smackdown, Cena e Nikki contra Miz e Maryse e Orton contra Wyatt. Na Battle Royal, Mojo Rawley venceu com ajuda do seu amigo Rob Gronkowski. Foi uma pena vermos o último combate de Big Show em WrestleManias ter sido assim… No combate feminino do Smackdown, que durou pouco mais de 5 minutos,tivemos uma vitória óbvia de Naomi. Tantos retornos especulados e nenhum aconteceu…

John Cena e Nikki Bella venceram The Miz e Maryse no combate em que o “A-Lister” roubou as atenções. No entanto foi apenas um figurante naquele que seria o pedido de casamento efetuado por Cena. Mas a maior desilusão da noite foi Bray Wyatt Vs Randy Orton. Esta rivalidade tinha tudo tão bem planeado e acabou num combate de baixo nível. Para não falar que Wyatt deveria ter retido…

Como pontos altos tivemos AJ contra Shane, o regresso dos Hardy Boyz, Rollins contra Triple H e Reigns Vs Undertaker. Pode continuar a parecer um despedício colocar o fenomenal AJ Styles a lutar contra uma figura da autoridade, mas foi um combate bem conseguido. No momento em que o árbitro ficou fora devido a um pontapé falhado de AJ, ficou uma No Holds Barred temporária, o que possibilitou as maluqueiras do comissário da blue brand.

DELETE! DELETE! O que dizer do regresso dos irmãos Hardy? Era a coisa que mais desejava nos últimos sete anos! Quando entraram até me arrepiei. O seu combate foi bom, e todos os participantes estiveram bem. A sua vitória era praticamente garantida, e espero que tenham um reinado longo.

Domingo foi o dia em que Seth Rollins pôs as mãos em Triple H e se conseguiu vingar do que lhe aconteceu no passado. As suas entradas foram magníficas e encaixaram que nem luvas nas personagens. Gostei especialmente do Rollins a vender a sua lesão. No fim, ainda tivemos a Stephanie a cair em cima de uma mesa, o que a deixará de fora nos próximos tempos para recuperar.

Por fim, o destaque! Tivemos um grande combate entre Roman Reigns e o The Undertaker (ele merece a 100% o “The”). A história contada foi absolutamente magnífica! Depois dos últimos combates do “Deadman” não esperava algo com tanta qualidade. Há quem critique pelos vários spears que levou, mas isso foi uma bela representação do espírito de The Undertaker no maior evento do ano. O momento que me fez chorar foi quando ele largou o seu chapéu, luvas e casaco no ringue e o abandonou. Todos nós sabemos que a sua carreira tem de ter um fim, mas é algo para o qual ainda não estou mentalmente preparado. Ainda surgem rumores que voltará para o último combate no próximo ano, mas acho que desta vez foi o fim.

Como já viram pelo título, hoje também será o fim deste espaço. Fiz 18 anos recentemente e vou ter de utilizar bem o meu tempo livre. Foi bom, gostei de estar aqui convosco neste Road To WrestleMania, mas está na hora de parar. Quero agradecer ao Luís Salvador pela oportunidade e a vocês por me acompanharem. Se estão tristes com a situação do Undertaker, peço que se lembrem The Spirit Of The Undertaker Will Never Rest In Peace.

Sobre o Autor

- Autor do artigo "Rollins Report" e grande fã de Seth Rollins, Dean Ambrose,AJ Styles e The Miz.

3 Comentários

  1. Anónimo - há 7 meses

    Bom artigo

  2. Awesome One - há 7 meses

    O momento da despedida do taker foi epico mas a decisao do vencedor do combate foi ridicula diria talvez a pior decisao desde que acompanho wrestling (lesnar a vencer taker rivaliza mais por ter sido a primeira derrota ate porque lesnar da 100 a 0 a esse reigns). Nem reclamaria muito se o taker vencesse e tivesse a sua despedida agora perder desta forma achei do mais ridiculo. E nao venham dizer que o reigns so faz o que lhe manda pois ja foram varios os nomes que recusaram derrotar o enterrador no maior show do ano nomes muito importantes que esse reigns algum dia será.

Comentar

Editar avatar »