Será que voltaremos a ver uma “experiência Jinder Mahal”?

há 11 meses Outros 16

Para efeito deste debate, vou chamar à “experiência Jinder Mahal” o momento em que a WWE pega num lutador que está no mid-card e faz dele Campeão do Mundo.

Esta “experiência Jinder Mahal”, sem contar com os cash-ins do Money In The Bank, já aconteceu pelo menos 3 vezes: em 2004 com JBL, 2009 com Sheamus e agora em 2017 com o lutador “indiano”. Se tanto JBL como Sheamus pode-se dizer que a experiência correu bem, já Jinder Mahal nunca foi aceite como sendo um digno de um Campeão do Mundo.

No entanto, esta tentativa de uma “experiência Jinder Mahal” pode ter efeitos positivos, tal como pode ter efeitos negativos.

Pontos Positivos

Comecemos pelos pontos positivos:

– Tanto JBL como Sheamus justificaram a aposta e quando se pensa em JBL ou Sheamus não estranhamos que eles sejam ex-Campeões do Mundo;

– O efeito surpresa, quer admitamos quer não, queremos sempre ser surpreendidos e ver um lutador que, 1 mês antes era um lower mid-carder, a de repente ser Campeão do Mundo. Cria aquela aura de imprevisibilidade à história;

– Aos olhos do fã casual, e não nós que estamos sempre a ler tudo que vem na internet, quando estão a ver um combate de Jinder Mahal, para esse fã casual, este combate importa um pouco mais porque estamos a falar de um combate de um ex-Campeão do Mundo.

Pontos Negativos

Alguns dos pontos negativos a apontar:

– A desvalorização inicial do Título Mundial, pois tanto Sheamus quando venceu John Cena em 2009, como Jinder Mahal quando venceu Randy Orton em 2017, estes foram os seus primeiros títulos na WWE. Algo que pode desvalorizar o título e pelo menos nos primeiros tempos o título fica desvalorizado ao olhar do fã;

– O tempo que a experiência pode durar, pois se dermos um reinado de 2 semanas nunca iremos perceber se o lutador tem capacidade para ser Campeão do Mundo e ser main-eventer, mas se dermos um reinado de 6 meses pode-se tornar aborrecido se o lutador não mostrar o talento para carregar um Título Mundial;

– Quando olhamos para o roster da WWE não vemos um lutador que fosse bom receber um push com a “experiência Jinder Mahal”. Não falo de casos como Big E, Cesaro ou Kofi Kingston, todos lutadores já com múltiplos reinados na WWE, mas falo sim se queremos alguém como Mojo Rawley, No Way Jose ou Rowan de repente como Campeões do Mundo?


E vocês qual a vossa opinião sobre a “experiência Jinder Mahal”? Concordam que a WWE de vez em quando tente algo deste género ou preferem uma construção mais elaborada de um lutador desde o mid-card até ao main-event?

16 Comentários

  1. Júnior 007 há 11 meses

    Deveria ter uma construção melhor.

  2. Damon Gallagher há 11 meses

    Gostaria que acontecesse sim. Mas com uma construção mais interessante e que tivesse um reinado mais credível. Teria de ser alguém bom com o micro.Um Elias ou Aiden English por exemplo.

  3. Foto de perfil do Facebook

    2017 foi o ano dele

  4. Y2Jean há 11 meses

    Concordo com a MAHAL EXPERIENCE. Mas precisa ter cautela, se for algo bem planejado, pode render boas histórias, bons reinados. Até porque o show precisa atrair o público do inicio ao fim

  5. Jerry Tyler há 11 meses

    Curt Hawkins como campeão intercontinental #euacredito

  6. Tobias há 11 meses

    Gostaria muito mesmo que isso acontecesse com o Cesaro, ele poderia ser muito maior, mas o Vince não quer.

  7. Cesaro, Harper

  8. sethrollinsforeverfan há 11 meses

    Ha ai varios Harper é o que me vem mais á cabeça mas tinha qe mudar de personagem e tirar aquela barba nojenta mudar de attire ..Cesaro outro grande talento que podia mt bem ser um main eventer de caras se o Mahal foi… Big E …Bobby Roode …

  9. Pelanca há 11 meses

    Só se ele for pro SmackDown, poque no RAW ele não vai não.

  10. Kick_Ass há 11 meses

    Prefiro a construção de um wrestler até ao main event sem dúvida, mas é sempre agradável ver uma cara nova e diferente daquelas que estão lá sempre.
    A ideia do MIB é excelente para criar esse efeito, wrestlers como Miz, Ziggler, Sheamus… entre outros, beneficiam bastante dessa “ajuda” para chegar ao main event, pois podem não ter a credibilidade para vencer grandes nomes aos olhos dos fãs, mas justifica-se devido à vantagem de poder fazer o cash-in.

    No caso do Mahal tenho uma opinião um pouco diferente da maioria. No meu ponto de vista apesar da escolha ser arriscada e muito por fins lucrativos, através do enorme merchandise na Índia tal como foi com o Khali, penso que não correu 100% mal como a maioria pinta… O reinado não foi nada por aí além é verdade, mas de longe que não foi o pior que nós vimos na WWE, no geral penso que o Mahal fez bem o seu papel de heel detestável aos olhos do público e para quem nunca tinha andado perto do main event não foi uma péssima experiência, sem deixar de destacar que as primeiras indicações que o Shane disse quando ocorreu a brand split era que o Smackdown ia ser a terra da oportunidade, ou seja, o Mahal teve-a e agarrou-a, para mim faz todo o sentido.
    O que falhou no meu ponto de vista foi a precipitação da conquista do título, podia ter tido uma feud com alguém de maior nome e sair por cima e só depois vencer o título, já lhe dava outra imagem e outra credibilidade.

  11. Foto de perfil do Facebook

    Esta experiência nem foi assim tão mal feita porque mahal era mesmo detestado. É sempre estranho alguém do low-card passar a ser o campeão máximo da companhia mas quem sabe se poderá resultar com outro lutador…só experimentando…

  12. Fernando Ferreira há 11 meses

    Gostava que dessem uma oportunidade ao Elias ou a Sami Zayn como deram ao Jinder Mahal mas com uma construção melhor da história do reinado em si.

  13. Foto de perfil do Facebook

    Acho que o efeito surpresa ganha de qualquer ponto negativo, traz um ar de tudo pode acontecer.

  14. Foto de perfil do Facebook

    Falamos de coisas diferentes. Sheamus e JBL estavam no midcard, Jinder Mahal era jobber. Há malta que pensa demasiado, em vez de aproveitar as histórias e tentar perceber e vivemos num tempo em que ou o wrestler cai em graça, ou é o cabo dos trabalhos, se não mesmo impossível, ficar over ou ganhar algum respeito, veja-se o Roman Reigns. A história do reinado de Jinder Mahal foi muito bem construída, o jober, que teve a oportunidade, na suposta terra das oportunidades, para ser candidato ao título e que aproveitou fazendo batota, para ser candidato, ganhar o título e manter-se como campeão. É uma história diferente, bem construída e ele esteve bem mas os fãs embirraram com ele desde inicio e nunca lhe deram uma oportunidade. Os únicos aspectos negativos foram que o Jinder voltou a jobber e a forma abrupta como terminou, no caminho para aquele fatídico Survivor Series construído em cima do joelho. Não sei se voltará a acontecer, mas se acontecer, não estará muito próximo.

  15. Foto de perfil do Facebook

    Gostava que fizessem esta experiência com o Curt Hawkins 😂😂😂

  16. Foto de perfil do Facebook

    Se a wwe voltasse a fazer isto, poderiam fazer com o Cien Almas visto que ele fez o seu debut no main roster a pouco tempo e ja teve alguns combates com superstars de alto nivel

Comentar