Faz login e remove a publicidade
Frank casino

Nos últimos meses, desde que perdeu o WWE Universal Championship, temos visto um Seth Rollins heel e líder de uma facção, que começou com os AOP, mas também já tem Murphy e Austin Theory. E o “Monday Night Messiah” parece ter-se renovado ainda mais nas últimas semanas.

Entretanto, durante o podcast Dropkick DiSkussions do Sportskeeda, Tom Colohue referiu que Seth Rollins pode estar por detrás da decisão de juntar Murphy e Austin Theory à sua facção. O jornalista lembrou que desde que Paul Heyman assumiu o controlo do Raw que tem existido maior liberdade criativa.

Desde que Paul Heyman e Bruce Prichard chegaram que tem existido um esforço claro para que as equipas criativas oiçam mais os lutadores. Daniel Bryan tem opinado mais sobre o que faz. Seth Rollins tem opinado mais sobre o que faz, e depois disseram-lhe que iria trabalhar com Drew McIntyre. Com o Seth, muito do que ele tem feito agora tem sido de sua decisão.

O Sportskeeda reporta também que esta maior liberdade criativa dada a Seth Rollins começou depois da controvérsia gerada no Hell in a Cell, quando o lutador saiu do combate contra o “The Fiend” ainda com o WWE Universal Championship, que viria a perder no Crown Jewel.

O site afirma que a decisão de Seth Rollins se tornar heel foi dele próprio e de acordo com a reação que este vinha recebendo dos fãs, só mais tarde decidiu pegar em Muprhy e Austin Theory e juntá-los à sua facção.

A parceria inicial com os Authors of Pain foi-lhe sugerida, mas desde então que ele tem feito o seu próprio caminho. Ele tem seguido a sua própria direção. Ele escolheu Murphy. Ele demonstrou estar bastante impressionado com as capacidades de Murphy e nas semanas seguintes deve ter ficado impressionado com Austin Theory.

Seth Rollins anda por aí à procura de pessoas que se encaixem na sua facção e naquilo que ele quer fazer, e não creio que alguém o vai proibir de o continuar a fazer.

Como sabemos, liberdade criativa entregue às Superstars é algo raro de acontecer na WWE, pelo que temos que interpretar esta informação dada pelo jornalista Tom Colohue com alguma reticência.

No entanto, a julgar pela forma como Seth Rollins se tem comportado nos últimos meses e sobretudo nas últimas semanas, parece haver uma forte probabilidade do lutador ter algum controlo sobre a sua personagem.


O que tens achado da personagem de Seth Rollins como líder de uma facção?

8 Comentários

  1. Facebook Profile photo

    Undisputed Messiah??

  2. Tenho gostado bastante de ver esta fação liderada pela Rollins.Toda esta gimmick tem conseguido atrair a minha atenção e tem sido uma das melhores coisas do RAW nos ultimos tempos.

    Quanto a liberdade criativa dada ao Rollins,acho que é algo que devia ser dada aos wrestlers para poderem desenvolver a sua personagem,mas também devia haver maior flexibilidade por parte de quem manda (Vince) para aceitar as sugestões e não apostar agora e daqui a 1 mês desistir da mesma aposta sem dar tempo para haver resultados

  3. Pedro2 meses

    No Smackdown ate se tem visto liberdade a mais com tanta palhaçada que acontece por la lol

  4. Liberdade criativa é sempre importante, imo. Acho que o Bray Wyatt também tem alguma liberdade criativa no que toca à sua personagem.

  5. Acho muito bem que os lutadores tenham mais liberdade criativa e não sejam apenas robôs que fazem o que lhe é pedido sem direito a opinião e esta gimmick do Messiah encaixa bem no Seth

  6. JP2 meses

    e optou por ser o líder de um grupo, num formato de culto, que anda de fato e gravata… hummm… 😉

  7. Filipe2 meses

    Dar liberdade a Bryan e Rollins é simples.. Bryan em td o que faze é ouro (Gulak por exemplo). É como ter CR7 e Messi numa equipa, nao se pode limitar o talento destes.
    Ha outros lutadores em que é dificil dar liberdade pq sao limitados (tipo Ricochet ou Strowman)

  8. Anónimo2 meses

    Tenho gostado bastante de ver esta personagem do Seth Rollins. E é bom que os lutadores têm alguma liberdade criativa.