Taynara Conti esteve no programa “The Noite”

Foto de perfil do Facebook 11 meses 20

A lutadora brasileira do NXT, Taynara Conti, foi convidada do program “The Noite” de Danilo Gentili, onde falou de como é a sua vida enquanto lutadora da WWE.

Durante a entrevista, Tanyra Conti falou de vários temas: como foi descoberta pela WWE, como ao início nem conhecia o que era Pro-Wrestling e sobre a sua vontade de lutar contra Ronda Rousey. Taynara Conti diz seguir Ronda Rousey desde que esta lutava judo e que gostaria de um dia a enfrentar na WWE.

Quando lhe perguntaram se ela contava o seu número de vitórias, Taynara Conti respondeu que era impossível, pois no NXT eles têm shows de quinta-feira a sábado e que acabou por perder as contas ao seu número de vitórias ou derrotas.

Taynara Conti também falou do preconceito que o Wrestling ainda sofre no Brasil e que ela está a lutar para que a visão do povo brasileiro sobre o Wrestling possa mudar.

Podes assistir à entrevista completa no vídeo acima.

20 Comentários

  1. Igor11 meses

    Nunca que irá mudar, poucos curtem wrestling aqui, como muitos dizem “não curtimos luta falsa” mais foi bom o espaço que o Gentili deu para a Taynara, se não me engano foi ele que entrevistou o miz também, mais é isso mesmo, quem sabe a WWE faz sucesso com as criancinhas aqui no Brasil.

    • Luiz Reigns11 meses

      Mano é isso aí mesmo mano .
      O Brasil nao vai mudar.
      Quem sabe um dia né. …

    • gil11 meses

      Gentili na atualidade deve ser o unico apresentador da TV aberta que dá espaço pro wrestling.Até porque ele tb é fã e isso facilita

    • Anônimo11 meses

      estão vc deve ser uma criancinha! já que vive comentando aqui nos post do site

    • Igor11 meses

      Ué eu curto wrestling sim, apenas falei a realidade sobre a opinião do povo brasileiro em relação ao wrestling, ficou sentido foi? Seu pequeno cérebro não conseguiu proscessar a informação? Senta e chora.

    • Anônimo11 meses

      eu fiquei sentindo? tô me lixando pra vc!

    • Igor11 meses

      Então para de encher meu saco seu acéfalo, vai aprender a interpretar um comentário.

    • Anônimo11 meses

      acéfalo deve vc! seu grosso! pois eu interpretei seu comentário muito bem, vc disse que no Brasil as criancinhas é quem gostam da wwe, e eu apenas disse que vc deve ser uma delas, já que vive comentando aqui no Site, e pra mim este assunto está encerrado, se vc quer continuar com teus insultos! continua! mas fica falando sozinho!

    • Não disse que as criancinhas é que gostam da WWE, eu falei quem sabe a WWE faz sucesso com elas por aqui, já que o pessoal mais velho tem outros interesses como o futebol, UFC ou até mesmo o basquete, mais tudo bem, vc é um acéfalo mesmo, vai botar pelo menos um nome nessa account e para de encher o saco.

  2. Júnior 00711 meses

    Vídeo tem mais de 100 mil acessos …e um re-começo pro nosso país.

    • Igor11 meses

      Vc tá brincando? Isso tá longe de ser recomeço, recomeço vai ser quando a WWE vier fazer um show aqui.

    • GIUSEPPE FAÈ - italia, brasil11 meses

      vou te que concordar com o Igor

  3. João Sawyer11 meses

    Ainda à pouco tempo pensei, porque raio é que a única lutadora portuguesa (Kelly) na WWE ainda não foi notícia em Portugal? Ou já foi? Se não foi, devia!

  4. Kauê Silva11 meses

    Ela foi muito bem na entrevista, dando muitos detalhes, falando da sua vida, parabéns Taynara!
    E espero que o pessoal mude de ideia sobre o wrestling no Brasil, pois é uma modalidade muito interessante e empolgante!
    #ForçaWrestlingBrasil

  5. Enquanto o brasileiro tiver a mentalidade retrograda dos anos 50-60 de que o Pro-Wrestling é falso, teatral, encenado, golpes ensaiados, atores de novela da Globo e etc, esse cenário JAMAIS ira mudar…

    • Anônimo11 meses

      a imprensa Brasileira nem Siqué chama wrestling, eles chamam é Telecatch.

    • Para mim Telecatch nos dias atuais e blasfêmia.
      Por isso que me recuso a pronunciar este nome

  6. Augusto Van Der Velden1 mês

    Só agora que eu vi um erro o nome é Danilo Gentili(italo-Brasileiro) e não Gentil.

Comentar