Estamos a mudar o nosso site. Dá-nos a tua opinião no Facebook!

Through Brown Eyes #4 – It’s WrestleMania Time, Remember?

Referi no último artigo que esta RTWM estava a ser muito fraca para a altura em que já estávamos e, honestamente, continuo a achar que pouca coisa mudou relativamente a essa situação. Supostamente, o sino para a Road to WrestleMania deve tocar logo após o PPV Royal Rumble, mas a verdade é que senti que tudo começou muito tarde e, verdade seja dita, há coisas que ainda não estão bem definidas, e estamos a pouco mais de uma semana do maior evento do ano acontecer.

Seja como for, vou tecer a minha opinião acerca dos combates que já estão marcados e sobre aqueles que estão praticamente de caras que irão acontecer.

Women’s Battle Royal | Andre The Giant Memorial Battle Royal

São, sem dúvida, dois combates que não têm qualquer interesse. No combate das mulheres, ainda assim, espero que façam bom uso da feud entre a Bayley e a Sasha, centrando muito do mesmo nelas e no fim da amizade. Não quero que seja uma amizade de tough love nem algo ao estilo do que aconteceu entre a Alexa e a Nia, em que a segunda fez o turn e passado muito tempo reataram a amizade e atrasaram a rivalidade (até agora) sem mais nem menos. Esta rivalidade tem de ser extremamente pessoal, e, embora ache que fosse interessante ver um turn da Bayley, visto que precisa urgentemente de mudar a sua personagem para que volte a ser relevante, a história que está a ser contada pede realmente o turn da Sasha. Tudo o que a Bayley atirou à cara da Sasha na última Raw fazem da última uma vilã, e toda a gente sabe que o que a Bayley afirmou é verdade. E toda a gente sabe, também, o que a Sasha Banks vale enquanto heel, portanto não há muito por onde falhar.

Além de tudo isto, é possível que algumas das lutadoras que participaram na Royal Rumble voltem a aparecer e outras façam, até, a sua estreia. No que toca à vitória, gostaria de ver uma vitória de Mickie James porque, pese embora o facto de ser uma clara veterana e uma das melhores de sempre, não tem tido um booking propriamente bom desde que voltou à WWE, e esta seria uma forma de lhe dar algum reconhecimento por tudo o que já fez, até pelas lutadoras atuais.

Em relação ao combate dos homens, é, basicamente, o mesmo. Estes combates não funcionam porque o prémio que ganham vale zero. Não há qualquer consequência da vitória obtida. Não há uma oportunidade por um título, uma real subida no card, nada… É, apenas e só, uma forma de ocupar todo o roster na WrestleMania para eles não se queixarem de que não têm o seu momento no evento. Quanto à vitória, dá-la-ia a Bray Wyatt, simplesmente por ser um dos meus favoritos do roster atual, mas nada disto se traduzirá num push para quem quer seja, portanto…

Cruiserweight Championship: Cedric Alexander vs Mustafa Ali

Honestamente, não sigo o programa 205 Live. Sou da opinião que o tempo dos cruiserweights já passou, quanto mais existir uma divisão e programa que são dedicados, exclusivamente, a talentos do género. Atenção, não estou a dizer que quem está neste divisão não merece tempo, apenas digo que, com tantos lutadores como Rey Mysterio, CM Punk, Daniel Bryan, entre outros, que ultrapassaram tanto para quebrar estereótipos e mentalidades retrógadas quanto à altura, físico, etc, sinto que este tipo de talentos já não se enquadra nem deve ser relegado a uma única divisão mas às várias divisões no card que a WWE tem. Por exemplo, o Neville que dominou grande parte do 205 Live facilmente poderia dominar o mid-card da WWE e dar um cheirinho no main-event, tal foi a mudança incrível que ele sofreu após o heel-turn. E quem fala do Neville, pode falar de outros que lá estão.

Relativamente ao combate entre Cedric Alexander e Mustafa Ali, espero um bom combate e que a vitória recaia sobre o primeiro, de quem já era fã nas Indys. Espero, até, que criem um momento fantástico com o Lumbar Check, que é, para mim, um dos melhores finishers que existe atualmente na WWE.

Kurt Angle & Ronda Rousey vs Triple H & Stephanie McMahon

Pessoalmente, é um combate no qual também tenho pouco ou nenhum interesse. Percebo a febre com a chegada da Ronda, mas ela ainda tem tanto para evoluir. Espero, contudo, que consiga mostrar mais alguma coisa em termos de Wrestling e menos de MMA. Não gosto das expressões dela nem dos maneirismos, mas vou dar-lhe tempo para evoluir e mostrar que também merece estar onde está agora. A vitória recairá, sem grandes surpresas, para Kurt Angle e Ronda Rousey.

Raw Tag-Team Championship: Sheamus & Cesaro vs Braun Strowman & ?

Atualmente circulam rumores de que Rey Mysterio poderá vir a ser o parceiro de Braun, mas espero, honestamente, que não. Serei um eterno fã de Mysterio, mas poderiam guardar isso para a Raw a seguir à WrestleMania e dar uma nova rivalidade a Mysterio. Ainda assim, gostaria que o parceiro de Braun Strowman fosse… Neville. Sim, Neville. O lutador tem estado ausente e todos sabem as razões para isso, pelo que um regresso e posterior tag-team com Strowman seria um agradável choque. Acho, até, que a atual persona de Neville encaixa na perfeição com a personagem da Strowman. Adoraria ver a dinâmica pequeno-gigante entre os dois e uma posterior conquista dos títulos de equipas.

Ainda sobre Strowman, acho que este combate está muito aquém daquilo que ele merecia para uma WrestleMania. A evolução do Braun desde que se estreou no main-roster é estupenda e merecia um combate realmente importante. No entanto, é melhor isto do que ser colocado numa Battle Royal que não representa absolutamente nada.

Daniel Bryan & Shane McMahon vs Sami Zayn & Kevin Owens

Kevin Owens e Sami Zayn são um duo absolutamente impecável enquanto vilões. Por outro lado, a dinâmica Shane-Bryan sempre me soou estranha, especialmente quando começaram os problemas entre os dois. E, embora este tão aguardado regresso de Daniel Bryan aos ringues tenha sido uma excelente notícia para quem é fã do lutador – como é o meu caso -, o meu desejo seria vê-lo num combate de grande importância. No entanto, faz todo o sentido que a WWE jogue pelo seguro e o coloque num combate onde o parceiro também tem o seu tempo em ringue e lhe permita descansar. Espero que desta vez Bryan esteja realmente bem e capaz de regressar aos ringues.

Há quem espero um heel-turn de Bryan, outros esperam um turn entre o par Zayn-KO, mas espero que não haja turn de ninguém e Bryan possa espalhar a sua energia e dar o seu melhor neste combate, embora de menor importância para o que Daniel Bryan vale. A provar-se que Bryan se encontra verdadeiramente capaz, não posso deixar de idealizar uma série de combates fantásticos, como Daniel Bryan vs AJ Styles, Daniel Bryan vs Shinsuke Nakamura, Daniel Bryan vs Kevin Owens, Daniel Bryan vs Sami Zayn e, acima de tudo, Daniel Bryan vs The Miz. Este último, seja agora ou mais tarde, terá que acontecer.

Espero uma vitória de Daniel Bryan e Shane McMahon (ou outro lutador, caso este esteja incapaz de competir).

SmackDown Tag-Team Championship: The Usos vs The New Day vs Bludgeon Brothers

O regresso de Harper e Rowan enquanto equipa foi a melhor coisa que lhes poderia ter acontecida nesta altura. Espero um combate fantástico, com a vitória a recair sobre os Bludgeon Brothers. Desde os tempos da Wyatt Family que acho que os dois lutadores já deveriam ter ganho os títulos de tag-team algumas vezes, mas nunca aconteceu. Agora, acho que é mesmo o momento deles. Os Usos são uma equipa formidável e os New Day já tiveram o seu momento, pelo que esta vitória para os Bludgeon Brothers será a melhor decisão.

Gostava, contudo, que esta rivalidade se restringisse apenas aos Usos e aos Bludgeon Brothers. Já tiveram uma boa rivalidade em 2014 tendo em conta que falamos da divisão de equipas, e acredito que agora poderá ser ainda melhor se o booking desta vez for mais acertado.

United States Championship: Randy Orton vs Bobby Roode vs Jinder Mahal vs Rusev

Gosto mais do Orton atual do que o Orton que tínhamos a fazer tag-team com Shinsuke Nakamura. Este Orton, além de ser campeão e ter conquistado o único título que lhe faltava, não se importa com quem é o seu adversário e distribui RKOs em tudo o que se mexe.

Bobby Roode e Jinder Mahal são lutadores que me dizem pouco, tal como esta “rivalidade” entre os quatro lutadores. Rusev, embora me diga mais do que os outros dois e tenha vindo a ficar cada vez mais over, é um lutador que passou muitos meses a ser humilhado pelo atual campeão dos Estados Unidos e não tem tido qualquer destaque que justifique a conquista do título pela terceira vez.

Aqui, espero um bom combate e que o campeão continue a ser Randy Orton, mas prevejo uma vitória de Jinder Mahal.

Intercontinental Championship: The Miz vs Seth Rollins vs Finn Bálor

Já todos sabemos o valor de Miz e o que sucedeu muito recentemente (o nascimento da sua filha), pelo que é expectável que este se ausente nos próximos tempos e tenhamos um novo campeão. Honestamente, daria o título Intercontinental a Seth Rollins e mais tarde, com um heel-turn, deixaria Bálor conquistar o título.

Bálor é um lutador que precisa de mudanças urgentes e um heel-turn parece-me a melhor opção, juntando-se a Karl Anderson e Luke Gallows. Rollins e Bálor já têm história, não seria muito difícil voltar a escrever algo decente para ambos.

Raw Women’s Championship: Alexa Bliss vs Nia Jax | SmackDown Women’s Championship: Charlotte Flair vs Asuka

Em relação ao combate entre a Alexa e a Nia, e como já tinha referido num parágrafo acima, acho que isto já deveria ter acontecido muito antes. A Alexa é uma boa campeã, tens excelentes mic-skills e, a meu ver, tem potencial para elevar títulos (ao género de um Miz feminino), mas está na hora de termos algo diferente e acho que a Nia até é uma boa opção. Para mim, a Nia já sofreu uma boa evolução e até se tem mostrado muito mais ágil do que mostrara nos seus primeiros tempos.

Quanto ao combate feminino da SmackDown, espero nada menos que um combate brilhante entre duas das melhores (futuramente duas das melhores de sempre) lutadoras que a WWE tem atualmente. Asuka irá continuar invencível e Charlotte poderá avançar para novas rivalidades após um segundo encontro com Asuka. Espero, aliás, que Charlotte faça o heel-turn no futuro porque nada nela soa a babyface. Este reinado foi fraco devido a vários aspetos, o que ainda cria mais vontade de ver mudança nela e na divisão feminina da SmackDown como um todo.

WWE Championship: AJ Styles vs Shinsuke Nakamura | Universal Championship: Brock Lesnar vs Roman Reigns

Estes dois combates, a não existir qualquer surpresa ou twist, são uma mera formalidade. Styles vs Nakamura é excelente e se o combate for tão bom quanto o que já tiveram no passado, ótimo. Ainda assim, a vitória de Nakamura é óbvia, pese embora, como já falei noutra edição, o péssimo booking de que Nakamura tem sido alvo. Styles, por outro lado, já atingiu um estatuto que lhe permite perder este combate e não sair com a sua credibilidade afetada. Até porque, quando um combate é fantástico, dificilmente a credibilidade de um lutador é afetada.

Lesnar vs Reigns, sim, é um combate que já aconteceu e este novo confronto apenas serve para finalmente dar o título máximo a Reigns. Não me vou alongar muito aqui, dado que já falei sobre este combate no passado artigo.

John Cena vs The Undertaker

Ora, aqui a história é outra… A meu ver, e creio que é a opinião geral dos fãs, este combate já devia ter acontecido. Não existe streak e John Cena, agora mais do que nunca, é alguém que é muito menos invencível. Estes aspetos eram fundamentais para que a realização deste combate tivesse o efeito pretendido. A incerteza seria o motor desta rivalidade, e quando os dois pilares que referi anteriormente já não existem, esta rivalidade perde a sua razão grande razão de existir.

Além do que referi acima, e por mais que digam que Undertaker está em boa forma física, simplesmente não dá para acreditar. Nos últimos anos, a única coisa que vi foi uma pequena amostra do Undertaker que eu gostava de ver. O que vi nos últimos anos foi um Undertaker que já nem um Spear sabe vender como deve ser e que nem forças para se levantar tem. Eu, honestamente, não quero ver isto.

John Cena, por outro lado, e sendo o único, ao estilo de Bray Wyatt, que tem carregado a rivalidade, tem-se mostrado bem diferente daquilo que é habitual. E isso tem sido a única boa coisa que se pode retirar desta “rivalidade”. Veremos se Undertaker aparece na próxima Raw ou se apenas no dia do evento. De qualquer dos modos, como disse, não tenho grande interesse pelos motivos que apresentei nos parágrafos acima.

A acontecer, preferia ver uma vitória de Undertaker, com ou sem a personagem American Badass.

Desejo-vos um bom fim de semana!

Autor

5 Comentários

  1. Ótimo artigo e tenho de concordar com a maioria das coisas. Realmente esta RTWM foi muito fraquita, acho que nunca estive tão pouco ansioso para uma WrestleMania…

    btw a ideia de o Neville ser o parceiro do Braun é muito interessante, nunca me iria lembrar dessa possibilidade (até porque apesar de tudo ainda é um bocado rebuscada) mas adorava que isso acontecesse.

    • MicaelDuarte há 5 meses

      Obrigado.

      Eu acho que não é assim tão rebuscada, mas talvez tenhas dito isso no sentido em que é pouco provável que o Neville regresse tendo em conta os termos em que ele saiu da programação. Ainda assim, há casos de lutadores que não saem da programação a bem e mais tarde regressam em bons termos. E a ideia de o Neville ser parceiro do Braun surgiu-me pela forma como eles uma vez se fitaram na rampa de uma Raw… Fiquei a magicar como seria tal junção e pareceu-me perfeita.

      • Sim, foi exatamente nesse sentido que disse que era uma ideia um pouco rebuscada. Para além disso, sinceramente não me lembro desse encontro entre eles mas agora estou mesmo a torcer para que o Neville seja realmente o parceiro do Strowman.

  2. Rui Ribeiro há 5 meses

    Muito bom artigo.

    Realmente foi uma das piores RTWM que tenho memória, apesar do card não ser assim tão mau (Styles vs Nakamura, Charlotte vs Asuka, Usos vs New Day vs Bludgeon Brothers, que adorava que fosse Ladder Match, Daniel Bryan e um parceiro vs Kevin Owens & Sami Zayn, Miz vs Rollins vs Bálor, etc)

    Estes são combates que espero que entreguem e compensem o fraco build up que alguns tiveram (especialmente Styles vs Nakamura).

    De resto, o Mixed Tag Team Match não me diz absolutamente nada, o combate pelo Título Feminino do Raw a ser disputado por duas lutadoras muito verdes no ringue, e um main-event que a menos que o Roman realmente vire heel (que não estou mesmo a ver acontecer) não me diz nada.

    O Neville ser parceiro do Braun não era mau, mas se for para o Neville regressar, preferia que fosse no Raw seguinte e que o parceiro do Braun fosse o Joe ou o Elias.

    • MicaelDuarte há 5 meses

      Obrigado.

      Esta WrestleMania tem grande potencial no que toca a qualidade de combates (as duas Triple Threat, a Fatal 4-Way, Reigns vs Lesnar, Styles vs Nakamura, Asuka vs Charlotte e até Bryan/Shane vs Zayn/KO), mas no que toca às histórias deixou mesmo muito a desejar…

      Por acaso não me interessa muito ver uma equipa do Braun com esses que referiste, muito menos o Samoa Joe (que acho que deve continuar sozinho e tirar o título ao Reigns a dada altura), mas, se tivesse que apostar, apostava no Elias.

Comentar