A TNA realizou este sábado, dia 13 de Janeiro, o seu primeiro pay-per-view do ano e de regresso ao seu antigo nome, o Hard To Kill, a partir do Palms Casino Resort em Las Vegas, Nevada.

No main event, Moose derrotou Alex Shelley e conquistou o TNA World Championship. Após a celebração com os The System (Brian Myers, Eddie Edwards e Alisha Edwards), Moose foi confrontado e atacado por Nic Nemeth (Dolph Ziggler), que depois revelou ter uma t-shirt da TNA vestida.

No feminino, Jordynne Grace venceu Trinity e conquistou o TNA Knockout’s World Championship. O combate foi visto de perto por Ash By Elegance (Dana Brooke), que esteve sentada nas primeiras filas.

Na divisão de equipas, os ABC (Ace Austin & Chris Bey) venceram um caótico Fatal 4-Way Match contra os The Rascalz (Trey Miguel & Zachary Wentz), Grizzled Young Vets (James Drake & Zack Gibson) e Mike Bailey & Laredo Kid, retendo os TNA World Tag Team Championships.

Já no feminino, as MK Ultra (Killer Kelly & Masha Slamovich) perderam os TNA Knockout’s World Tag Team Championships para as regressadas Decay (Havok & Rosemary), terminando o seu histórico reinado.

Ainda sobre títulos, no Countdown, Crazzy Steve venceu Tommy Dreamer num No Disqualification Match e conquistou o TNA Digital Media Championship.

Noutro destaque, Gisele Shaw venceu o segundo Knockout’s Ultimate X Match da história, contra Alisha Edwards, Dani Luna, Jody Threat, Tasha Steelz e Xia Brookside, garantindo uma oportunidade pelo TNA Knockout’s World Championship.

Noutros combates, destacar: uma vitória de Steve Maclin a abrir a noite; uma vitória dos The System (Brian Myers & Eddie Edwards) sobre Eric Young & Frankie Kazarian; uma vitória de Jake Something, PCO & Rhino num Six-Man Tag Team Match; e a vitória de Josh Alexander contra Alex Hammerstone.

Por fim, mencionar ainda: a presença de D’Angelo Williams no evento; um conflito entre DJ Whoo Kid, AJ Francis e Joe Hendry; uma promo emocionante de Eric Young sobre o regresso da TNA; e o anúncio de uma parceria entre a TNA e a AAA.

Resultados

– Steve Maclin venceu Rich Swann (Countdown)
– The System (Brian Myers & Eddie Edwards) venceram Eric Young & Frankie Kazarian (Countdown)
– Crazzy Steve venceu TNA Digital Media Champion Tommy Dreamer (No Disqualification Match) (Countdown)
– Gisele Shaw venceu Alisha Edwards, Dani Luna, Jody Threat, Tasha Steelz e Xia Brookside (Knockout’s Ultimate X Match)
– PCO venceu Dirty Dango (por desqualificação)
– Jake Something, PCO & Rhino venceram Alpha Bravo, Dirty Dango & Oleg Prudius
– Decay (Havok & Rosemary) venceram TNA Knockout’s World Tag Team Champions MK Ultra (Killer Kelly & Masha Slamovich)
– TNA X-Division Champion Chris Sabin venceu El Hijo Del Vikingo e KUSHIDA
– Josh Alexander venceu Alex Hammerstone
– TNA World Tag Team Champions ABC (Ace Austin & Chris Bey) venceram The Rascalz (Trey Miguel & Zachary Wentz), Grizzled Young Vets (James Drake & Zack Gibson) e Mike Bailey & Laredo Kid
– Jordynne Grace venceu TNA Knockout’s World Champion Trinity
– Moose venceu TNA World Champion Alex Shelley

Vídeos

Watch Wrestling


O que achaste deste TNA Hard To Kill?

44 Comentários

  1. Bankonthat2 meses

    Estou a assistir ao ppv e deixem me que vos diga… que energia! Ver uma casa cheia, maior que a impact zone, os fãs a gritar e a celebrar… oh man que momento pra TNA! Pena as mkultra terem perdido os titulos

  2. The Name2 meses

    Com que então a “grande contratação” é a Dana Brooke??? 😂😂😂💀💀💀

    • Jorge2 meses

      Não, é o Nic Nemeth!

    • The Name2 meses

      Parece que sim, falei cedo demais 😂😂😂
      Caso se confirme, é uma grande contratação para a TNA!

  3. Bem vinda Ashley!
    Que a TNA tenha um 2024 incrível. Eles merecem!

  4. Rocky Marciano2 meses

    Que evento , um bom retorno da marca TNA, com trocas de títulos, veremos o que sera do futura TNA, Welcome Back

  5. El genérico2 meses

    cara que ppv bom, nem parece que era a TNA, sem erros 10/10

  6. Gustavoaew2z2 meses

    casa cheia, legal, TNA fez um belo ppv, que 2024 tenha 3 grandes empresas bem!!!

  7. Italo2 meses

    a começar com o pé direito, show fantástico

  8. mateus2 meses

    estava vendo o twitter, só de ver o público falando mais do hard to kill do que os outros eventos grandes que tiveram ontem, já é algo muito absurdo pra nova TNA

  9. Arns2 meses

    Já se sente mais qualquer coisa. Foi um recomeço e até se sentiu que quiseram romper com o passado, os Originals perderam quase todos. Pensei que fossem dar vitórias só por ser o regresso da TNA, mas isso seria ser a pior TNA. Espero que continuem a crescer.

    • Edge882 meses

      Que originals perderam?

    • Arn2 meses

      Young e Kaz, Shelley. Quase todos. Lol

    • Edge882 meses

      Os únicos por lá que até podiam ser chamados de originais na tna seria como disseste o Eric Young, Kaz , Shelley e o Rhino e Sabin , o Shelley perdeu o titulo, o Sabin manteve, o Rhino ganhou o combate que estava envolvido, o Kaz e Young perderam o combate de equipas . E tiveste muita gente a ganhar que tem sido os alicerces da empresa a muitos anos , Jordynne , Moose, Havoc e Rosemary, não existiu esse suposto romper com o passado que falas mas sim um reconhecimento de quem tem sido fiel a empresa nos piores momentos e quem ajudou a reerguer

    • Arns2 meses

      O Rhino só chegou 1 ano depois do programa de TV, mas mesmo se fossem esses 5, 3 perderam, 2 ganharam. Mas notou-se que foi propositado não forçar muito a associação à TNA de 2004-2009. Caso contrário tinhas James Storm, Chris Harris, Sharkboy, etc.

  10. Bankonthat2 meses

    Excelente ppv. Espero que a partir de agora a TNA comece a fazer shows mais regularmente em espaços maiores. A atmosfera estava otima.
    Destaco o X Division match e o knockouts world title match. A jordyne tirou o melhor da Trinity sem duvida. Excelente quimica entre as duas. Vamos ver o que é que a Dana Brooke acrescenta à divisao. Sempre gostei dela, mas acho a muito mecanica e coreográfica a lutar

  11. .2 meses

    Algum site pra assistir esse show ?

  12. WS-PT2 meses

    Se mantiver este nível será muito bom.

  13. Edge882 meses

    É interessante ver nesta publicação e noutras pessoal a falar desta volta da tna como se o produto que estava a ser apresentado como impact estivesse a ser mau lol , a um bom tempo que o produto anda bom, só que ninguém via, tirando dois ou três que comentam regularmente o show o resto parece que aterrou agora na terra

    • Tosse2 meses

      Sim

    • Bankonthat2 meses

      É verdade, eu tenho vindo a dizer que a impact era das empresas mais consistentes no booking e na forma como criava estrelas. Mas voltar a ser tna da outra nostalgia, outro boost. Espero que consigam realmente crescer mais e mais novamente

    • WS-PT2 meses

      Eu gosto de luta boa de wrestler independente de quem luta e onde luta. Muita gente falando da tna porque o nome impact não gerou tanto interesse. A wwe se mudar de nome dificilmente conseguiria manter o status que possui. Mas o impact vem sendo consistente e empolgante a uns 2 anos.

    • tosse2 meses

      ^verdades.

  14. Tosse2 meses

    Noite bela,uau.
    TNA faz com que a nossa paixão volte.

    Obrigado

    • WS-PT2 meses

      Que continue neste nível.

    • WS-PT2 meses

      Tu percebeu que até as mulheres tem mais liberdade pra lutar do que na wwe atualmente?

    • Tosse2 meses

      Sim, a divisão da knockouts costuma estar mais forte que a da wwe,mas a diferença aumentou nos últimos tempos.

      CONTUDO…perdemos a Deonna (até tenho medo como ela vai ser usada na aew…creio para elevar outras,infelizmente),mickie e agora pensamos a trinity (eu percebo, ela elevou-se na TNA,último grande contrato na wwe e pode voltar para ultima ‘run’ na TNA,depois)

      Contratar a Ash/Dana Brooke é um começo, mas não chega.
      E mesmo elevando (finalmente) a Giselle Shaw ou KiLynn King (onde anda!?),também não chega.

      Eles vão ter que ir ao mercado e investir que nem o Benfica.
      Quem? Há varias que podem assumir rapidamente o main event

    • Edge882 meses

      A deonna é uma pena realmente, sei que certamente vai receber mais mas acho que nunca vai ter um sítio que a trate como a grande wrestler que ela é

    • Tosse2 meses

      Concordo,mal gerido

      Não sabemos das negociações do contrato…mas o resultado final não é ideal

      Ao menos a Grayce saiu 6 meses e voltou
      A Deonna ao ter assinado pela aew,fica presa (e muito provavelmente mal usada) potencialmente durante anos

      Creio que fora do wrestling,a Deonna tem menos opções que a Grayce e isso influenciou

      Vamos ver,a Deonna saiu a bem e aTNA não é muito de guardar rancores: seja daqui meses,seja o mais provavelmente daqui uns anos (e ela bem nova), a Deonna vai voltar

  15. Women’s Ultimate X – ⭐️⭐️⭐️,5
    6-Man Tag – ⭐️⭐️,75
    MK Ultra v. Decay – ⭐️⭐️⭐️
    Triple Threat – ⭐️⭐️⭐️,5
    Hammerstone v. Alexander – ⭐️⭐️⭐️⭐️,25
    4 Way Tag – ⭐️⭐️⭐️,75
    Trinity v. Grace – ⭐️⭐️⭐️⭐️
    Moose v. Shelley – ⭐️⭐️⭐️,5

  16. El Cuebro2 meses

    Um ótimo recomeço para a TNA, num grande evento, com muitas lutas boas, boas surpresas e retornos e mudanças de campeões, confesso que não queria ter visto as MK perdendo, quem sabe novos campeões de duplas, mas o importante é essa grande reformulação e rebranding da TNA, que tem um futuro que promete demais!

  17. Nostradamus2 meses

    Bye bye AEW

  18. tosse2 meses

    Main event:

    Jason Alexander
    Alex Shelley
    Moose
    Maclin
    Nemeth
    e talvez Hammerstone se assinar

    mais forte que na AEW e eles têm mais $$$ e mesmo assim o nosso main event está mais forte!

    • Kurt2 meses

      Não concordo nada, qualquer um desses nomes não conseguia ser main event na AEW

    • Tosse2 meses

      Vê ao contrário..seria hook ou joe main eventers na wwe ou na tna?

    • Kurt2 meses

      Joe poderia ser main event em qualquer empresa, ainda me lembro do confronto dele contra o brock Lesnar. Dizer que o Hook é main eventer é como dizer que o Jinder neste momento é main eventer, não faz sentido, é apenas uma oportunidade por um título…

    • Tosse2 meses

      Bem argumentado,Kurt,concordo

  19. TakerVanDerVaart232 meses

    Excelente PPV por parte da TNA. Que continuem assim no bom caminho

  20. A TNA tem estado numa trajetória positiva ao longo dos últimos dois anos, consistentemente com combates excelentes, e histórias interessantes, e este PPV foi sem dúvida a cereja no topo do bolo. Só não entendo bem a escolha do Moodle para acabar com o reinado do Shelley, mas agora é esperar para ver.

    • Fernando2 meses

      eu acredito que o plano inicial era fazer o Chris Sabin usar a opção C e lutar contra o Alex Shelley futuramente pelo título mundial, porém com essa mudança para o nome TNA e todo hype em cima da empresa no momento, acho que o plano melhor foi dar o título ao Moose e já consolidar essa nova stable “the sistem” que terá provalvemente uma boa história com o novo mocinho da empresa Nic Nemeth, creio que ele terá muitas dificuldades de conquistar o título já storyline, com muitas interferências etc por parte dos “the system” o que vai cativar mais o público a apoiar o nic até sua conquista do título, enfim pra resumir acho que o Shelley não ia conseguir ser um heel a altura para a principal rivalidade na volta da TNA, todo mundo está de olho na companhia agora, precisam acertar.

    • Tosse2 meses

      ^ falou-se nesse da opção c, confirmo

  21. A TNA está de volta!!! Começámos o Hard to Kill com uma ótima Ultimate X Match com todas as 6 lutadoras a ter uma chance para brilhar, em especial a Dani Luna. Grande exibição dela. Depois temos… Dirty Dango vs PCO? Que termina em desqualificação? E depois temos alguém com imenso talento como o Jake Something a dividir o ring com Dango, PCO, Rhino, Johnny Bravo e… espera lá, aquele é o Vladimir Kozlov?!?! Ok, eu sei que não vi o Impact nos últimos 2/3 meses, talvez exista uma razão que justifique isto mas, ao mesmo tempo, se calhar foi um erro enorme trazer a TNA de volta. Odiei esta parte do evento com toda a força do meu ser. Decay vs MK Ultra foi um combate inesperado e cumpriu o seu trabalho. Nenhuma queixa a ser feita aqui. A triple threat pelo X Division Title foi um excelente combate! Ritmo elevadíssimo, com muitas acrobacias, genuinamente muito bom. E numa era em que o Canadian Destroyer se tornou numa manobra vulgar, tenho que destacar que o Canadian Destroyer que o Sabin deu no Vikingo foi perfeito e sacou um pop da minha parte. Alexander vs Hammerstone serviu como a minha 1ª introdução ao último e que belíssima introdução. Um combate sensacional, com o Alexander a trabalhar bem a perna do seu oponente no início, e a culminar numa grande troca de manobras poderosas entre os 2. Gostaria de dizer que foi perfeito, mas o sell à perna do Hammerstone podia ter sido melhor. Mesmo assim, é algo que recomendo a assistirem! A fatal 4-way pelos Tag Titles foi exatamente o que se seria de esperar: ritmo elevado, divertida, e várias sequências brutais. Ótimo trabalho de todos os 8. Jordynne Grace vs Trinity demorou um bocado a arrancar mas quando arrancou, até deixou fumo. Um excelente trabalho das 2 com direito a nova campeã. Se se confirmar que é o último combate da Trinity na TNA, que forma de se despedir. Chegamos, então, ao main event – Shelley vs Moose. Mais um combate sensacional neste PPV, com ótimas combinações e um sell muito bom do Moose ao seu braço esquerdo. Adiciona-se à estreia do Nic Nemeth no fim, e é um excelente final para o regresso da TNA! Vejam este combate! Em geral, a TNA voltou com um excelente PPV, apesar de ter tido 1 ou 2 coisas que não me tenham agradado imenso. Volto a recomendar que vejam Alexander vs Hammerstone e Shelley vs Moose.