TNA Impact Wrestling (26/01/2017)

A TNA (agora sob o nome da Anthem Sports) transmitiu esta Quinta-feira mais uma edição do Impact Wrestling na PopTV, esta edição vai ser especial pois vai ser uma edição “Genesis”.

O destaque desta edição foi um TNA World Championship 30-Minute Iron Match entre Bobby Lashley e o Campeão Eddie Edwards, onde o título mudou de mãos.

Outro destaque foi um Monster’s Ball match pelo TNA Knockouts Championship entre a Rosemary e Jade, onde a campeã reteve o título.

Resultados

– TNA Grand Championship Drew Galloway venceu Moose
– TNA Tag Team Champions The Hardys venceram Decay e DCC
– TNA Knockouts Champion Rosemary venceu Jade (Monster’s Ball Match)
– Bobby Lashley venceu TNA World Heavyweight Champion Eddie Edwards (30-Min Iron Man Match)

Vídeos

Desirulez

Dailymotion
http://dailymotion.com/video/x59rf3p
http://dailymotion.com/video/x59rf3q

Sobre o Autor

- Fã ecléctico que gosta de muitos e variados tipos de wrestling. Lutadores favoritos: Ric Flair, Kevin Nash, Jeff Hardy, Edge, Hulk Hogan e Bill Goldberg.

9 Comentários

  1. raphael - há 9 meses

    que combate brutal entre Rosemary e jade.

    Rosemary elevou a um outro nivél a luta feminina com esta luta, já podemos dizer que junto com sasha banks e charlotte é uma das melhores coisas que aconteceu na luta feminina.

  2. Hey Guys! - há 9 meses

    Que match foi essa?? Kkkk, Jade vs Rosemary! Não tenho mais duvidas que Rosemary é de longe a melhor knockout atualmente, o melhor é que suas futuras feuds são ainda mais promissoras, Allie, Sienna, Gail Kim, por mim Rosemary ficava campeã até se aposentar kk, e só perca pra Allie.

  3. the enigma - há 9 meses

    Sinceramente,o james storm.Só esta na tna,desculpem a expressão que eu vou usar.Para encher chouriços,que desperdicio de talento e de tempo

  4. Tiago Maia - há 9 meses

    Gostei do episódio, só tenho 2 coisas a apontar:

    – Rosemary vs. Jade: É positivo ver que a divisão feminina está a voltar a ser um dos ex-líbris da empresa como antes. Não totalmente mas está a ser, o combate estava a ser muito bom até chegar ao final – A Jade domina o combate para depois no final a Rosemary dar-lhe na mesa e ganhar o combate? Não achei que foi um combate equilibrado para chegar a essa conclusão e ou tivesse havido o domínio da Rosemary.

    – XDivision: Que divisão é esta? Muito pobre. Para começar o que deviam de fazer era agora que o Eddie Edwards não é mais (e ainda bem) o TNA World Champion, levá-lo para a XDivison – aproveitando também os The Wolves nas equipas mas aquilo está tremido – juntamente com o Rockstar Spud. Não faz sentido o Spud servir apenas como jobber, podiam aproveitar o talento dele na X Division, estou farto de o ver a fazer figura de parvo. Ok, deem essa gimmick a ele e ao Aron Rex, mas não os afundem! Depois podiam começar por tentar trazer mais alguns wrestlers capazes de serem No Limits para a empresa. Boa prestação do Marshell Rockett e ainda bem que começaram a introduzir o Caleb Konley.

    • Tiago Maia - há 9 meses

      Já agora, até que foi uma boa prenda de aniversário para mim terem dado o título ao Lashley no episódio de ontem!

  5. The Boss - há 9 meses

    Uau, posso dizer que finalmente depois de 2015, a divisão feminina da TNA pode-se considerar comparável com a da WWE, em alguns episódios até melhor que citada. Apesar de estar um pouco cedo pra tomar essas expectativas, visto que até ano retrasado a Impact Wrestling se encontrava a frente da empresa de Sanford( no que diz a divisão feminina).
    Só que com a Divas Revolution 2015-2016 as coisas se inverteram um pouco, visto que uma divisão que tem a Charlotte e Sasha é bem mais elevada do que uma que tenha a Maria como Top heel da divisão ( não vou citar a Jade, nem a Gail, visto que ambas estão no mesmo nível que The Queen e The Boss).
    Com a saída da Taryn Terrell, e respectivamente Awesome Kong e The Beautiful People levou essa divisão ao caos, por que embora tivéssemos boas lutas, como a Triple Threat Way no Slammiversary, os oficiais pecaram bastante nas storylines.
    A feud Gail Vs Maria, por exemplo, começou bem, Maria tem uma das melhores mic skills feminina atualmente, só que depois, eles começaram a enrolar, uma feud muita morna, sem nada muito inovador, e com três combates medianos, que ninguém vai lembrar como algo potente em breve.
    Enfim, espero que esse ano seja bom pra essa divisão, que sempre faço questão de acompanhar, mesmo quando as coisas não estão nas melhores situações. Ele já começou bem com essa luta, espero que aproveitem bastante a Rosemary, e que suas futuras feuds sejam boas como essa luta, e principalmente, que os oficiais caprichem nessas histórias, diferente do ano passado. Assim, certamente a Divisão vai voltar a ser o que era.

  6. ♥♣ ße Qu!et ♦♠ - há 9 meses

    Rosemary tem um desempenho completamente esplêndido, eu não consigo “ver” uma wrestler por trás de Rosemary, parece que ela já nasceu assim de tão bem que ela faz o papel. Aquela risada no final foi … Não sou capaz de defini-la em palavras. Fora o fato de que vende muito bem os moves e é muito boa. Se a TNA souber aproveitá-la, assim como as outras, creio que a WWE tem uma forte concorrente feminina.

  7. RFBM - há 9 meses

    Grande Impact, com um main-event bastante bom. O Lashley nem está sequer no meu Top 10 de lutadores que mais gosto na TNA actualmente, mas é a melhor razão para assistir à empresa neste momento. Desde o heel-turn no Angle o ano passado, que o Lashley me convenceu, ele é ouro para a TNA neste momento.

    De resto, bom combate feminino, apesar de não ser fã do género, e estou a gostar do que estão a fazer com o Galloway.

Comentar

Editar avatar »