Desde que a All Elite Wrestling começou, muito se tem discutido o estilo de booking da empresa.

Numa entrevista ao Rasslin’ with Brandon Walker, Tony Khan discutiu os desafios que enfrenta enquanto booker da AEW.

Temos sido pacientes e quando mencionaste Adam Cole e Jungle Boy, eles tiveram alguns combates espantosos entre eles. Quando se olha para o combate que eles tiveram em Newark e depois se pensa no combate que aconteceu no Grand Slam ou no Falls Count Anywhere. E depois houve também outros combates espantosos pelo caminho, incluindo um main event no Rampage que eu penso que foi notável, com Adam Cole e Bobby Fish a enfrentarem Jungle Boy e Luchasaurus, que foi um dos melhores combates que tivemos no Rampage.

É um desafio não colocar os lutadores que acabaram de chegar e todos os lutadores de topo em grandes combates todas as semanas. Existe algo interessante em ter grandes combates na televisão, como por exemplo Bryan Danielson vs “Hangman” Page pelo título mundial, pois isso dá a “Hangman” um combate bastante importante na televisão para que todos possam ver. Penso que é importante construirmos grandes combates para os nossos programas de televisão.

Há muitos bons combates de Wrestling que vão acontecer no futuro, mas como eu disse, podem não ser necessariamente o fim da história, mas depois quando acontecem são grandes combates, tal como eu mencionei com o combate entre Adam Cole e Bobby Fish contra Jungle Boy e Luchasaurus, ou Adam Cole e Bobby Fish contra Orange Cassidy e Wheeler Yuta que eu também achei excelente.

Já noutra entrevista, ao podcast Wrestling Perspective, Tony Khan falou sobre o facto de haver fãs que ou gostam da AEW ou estão contra a mesma, tendo mencionado que isso é como no desporto, onde há fãs de clubes que não gostam dos adversários, mas que não lhe faz confusão que isso aconteça.


O que pensas desta resposta de Tony Khan?

5 Comentários

  1. Danhausen8 meses

    Alguém que está contra a AEW não se pode chamar fã de wrestling.

    • Ronaldo8 meses

      haters são haters

    • Cada um tem direito á sua opinião. Mas é muito refrescante ver finalmente uma empresa que se preocupa em contar histórias com princípio, meio e fim e que se preocupa genuinamente em agradar aos seus fãs

  2. Mikas8 meses

    A AEW tá muito confusa ainda, tem muita gente.
    Os Nº1 Contenders eram definidos pelo Ranking (de vitórias contra jobbers), na semana a seguir já há um torneio ou Battle Royal para definir o Desefiante ao Titulo. Os Guns deviam ser Candidatos aos Titulos de Tag Team, o Darby Allin, Lance Archer, Miro ou Scorpio Sky deviam ser Candidatos ao Titulo Principal, ao Feminino segundo o Ranking devia ser a Jade Cargill.

    Depois as Factions são uma confusão principalmente a do Matt Hardy (devem ser pr’aí 30 Tag’s) e os Pinnacle também são confusos, ora estão numa história à volta do MJF ou estão a ajudar o Andrade ou o Black.

    Outra coisa, a grande critica que faziam à WWE e á TNA era a falta de oportunidade dos jovens, aqui na AEW o Punk (é aquilo de que acusava o Triple H) só enterra os jovens, vitórias desnecessarias; O Dustin e o Gunn também estão ali a obter vitórias desnecessarias.

    Continuo a achar que a AEW tem poucas Histórias (tirando os Principais Campeões, Feminino e Masculino, os Elite, Jericho e MJF que normalmente estão sempre ocupados), os 2 Shows do Youtube deviam acabar e criarem uma segunda brand para aproveitar o enorme roster.

  3. Eles têm imensa gente por lá, ás vezes pode ser complicado lidar com isso tudo!