Nos últimos tempos, o Dynamite tem conseguido audiências ao vivo a rondar os 3 mil fãs, mas a AEW continua a escolher realizar os seus shows em arenas em que a capacidade vai dos 10 aos 20 mil fãs.

Uma grande parte da arena é ocupada pela stage, e outras partes são normalmente inutilizadas, e o público acaba por ficar mais comprimido à volta do ringue, mas ainda assim, por vezes, as arenas parecem “vazias”.

Em entrevista ao GV Wire, Tony Khan explicou porque continua a escolher “arenas grandes”, apesar da menor audiência ao vivo.

Depende do mercado e da época. Muitas vezes, essas arenas têm muitas vantagens, como listas de email e marketing, e são locais de destino para shows. Depende do mercado e do momento.

Certamente, arenas maiores têm muitas vantagens. Elas têm muitos contactos de vendas e recursos de marketing realmente bons.

Já quando questionado sobre se não usar toda a arena pode ter outras vantagens, Tony Khan disse:

Depende. Eles têm mais chances de alcançar determinados clientes do que outros locais.


Achas que a AEW faz bem em realizar os seus shows em “arenas grandes”?

5 Comentários

  1. Wiseman2 meses

    All Empty Wrestling 👀

  2. The Name2 meses

    Também ajuda na produção, mas o real problema é o preço dos bilhetes que aumentaram drasticamente, o booking também pode ser uma das razões mas não a mais importante neste caso, mas com isso deve fazer um montante igual ou mais quando faziam shows quando tinham 5k ou 6k todas as semanas, é pena não baixarem os preços iam ter mais público.

  3. marco2 meses

    fico a espera de falarem dos prémios que a “wrestlingpurists” deu a aew otimos prémios, onde até o collision ficou a frente do smackdown, mas isso não vale a pena falar 😉

    • The Name2 meses

      Não foi o Wrestlegpurists, foi o Observer do Meltzer, foram as pessoas que votaram, os subscritores, foram muitos prémios portanto devem publicar aqui amanhã, a fanbase é mais virada para a aew, mas houve “prémios” que a wwe também venceu, quem quer da importância, quem não quiser não dá, são prémios, vale o que vale.