Faz login e reduz a publicidade

Visão Brasileira #395 – Mexidas nas Brands

há 1 mês Artigos 8

Pessoal, bem-vindos a mais uma edição do Visão Brasileira. Nesta semana não teríamos como discutir sobre outro tema a não ser do Shake-up, que tivemos nos shows semanais, realizando a troca de alguns superstars, mudando-os de brands. Raw e Smackdown assim renovam seus rosters e poderemos ter boas histórias a serem contadas nos próximos meses. A edição deste ano serviu como uma boa escolha para alguns, mas uma péssima mudança para outros, principalmente pelo fim de algumas stables. Tivemos ao todo 30 mudanças, sendo 16 no Raw e 14 no Smackdown.

O Raw recebeu, AJ Styles, Aleister Black & Ricochet, Andrade & Zelina Vega, Cedric Alexander, EC3, Eric Young, The Viking Experience com Erik & Ivar, The Usos com Jey Uso & Jimmy Uso, Lacey Evans, The Miz, Naomi & Rey Mysterio. Se olharmos, retornou para o Raw, apenas The Miz, dos que haviam ido para o Smackdown no ano passado.

Se olharmos a fundo as aquisições para o Raw, eu diria que apenas AJ Styles pode ser considerado um nome de grande impacto. Outros dois nomes que me agradaram e que espero que possam ter bom destaque é Andrade e The Miz. Temos bons nomes que vem para elevar a divisão de duplas, como Aleister Black & Ricochet e The Viking Experience, que aliás odiei o novo nome para mim é War Raiders, como conquistaram os  NXT Tag Team Championship. Na divisão feminina Naomi foi uma boa aquisição, Lacey Evans para mim é uma incógnita. Agora vou comentar sobre as mudanças que me agradaram.

Miz hits the scene and immediately attacks Shane!

The Miz foi a primeira mudança, que na verdade é um retorno ao Raw. Espero que o segmento em que ele atacou Shane McMahon, na abertura do Raw, encerre de vez a rivalidade e que tenhamos The Miz a entrar em boas rivalidades na brand vermelha. Confesso aqui que me causou estranheza esta nova forma da WWE apresentar as mudanças, com a chegada dos superstars a cada show, sem um anúncio ou disputa por quem teria a chance de escolha. Um bom exemplo disso foi Lars Sullivan, que foi escolhido para o Raw e no dia seguinte foi para o Smackdown.

WWE Photo

Gostei da vinda do NXT de The Viking Experience com Erik & Ivar. è tão estranho chamarmos assim esta stable, mas vou acatar a WWE. Além é claro da definição de Aleister Black & Ricochet que ficarão no Raw. Alguns já queriam a separação deste dois, mas acredito que isso só irá ocorrer após um turn, nos próximos meses. Estes quatro acrescentarão muito a divisão de duplas do Raw.

WWE Photo

Gostei muito também das chegadas de Andrade & Zelina Vega ao Raw. Andrade para mim merecia melhor destaque no Smackdown e agora espero que no Raw, venha a ter mais destaque. Chegou vencendo o Intercontinental Champion Finn Bálor, mas esta rivalidade não deverá continuar, pois o campeão já mudou de brand.

WWE Photo

The Usos é outra grande aquisição para o Raw, eles que acabaram sofrendo spoiler e sendo anunciados antes mesmo de aparecerem. Eles foram a grande stable da divisão de duplas do Smackdown e agora deverão ter o mesmo destaque no Raw, pela sua qualidade. Provavelmente serão futuros campeões dos cinturões de duplas.

WWE Photo

Na divisão feminina para o Raw, tivemos a confirmação de Naomi, que acabou lutando ao lado de Bayley, e venceram as Women’s Tag Team Champions The Ilconics. Outra que foi confirmada no Raw, foi Lacey Evans, que venceu Natalya e se tornou a desafiante a Raw Women’s Championship de Becky Lynch. Nisso a WWE deixa bem claro que provavelmente não estarão em jogo os dois cinturões, mas sim apenas o cinturão feminino do Raw.

WWE Photo

A última das trocas do Raw que venho a comentar é a de AJ Styles, que assim deixa a casa que construiu e agora vem para ser um dos grandes nomes do Raw. AJ juntou-se ao Universal Champion Seth Rollins e a Roman Reings, para derrotarem Bobby Lashley, Drew McIntyre & Baron Corbin. No fim do Raw, confesso que até estava preocupado com o excesso de top faces, com estes 3 no Raw, mas no dia seguinte, já tivemos a ida de um deles para o Smackdown, o que equilibra os shows.

Das outras trocas, gosto de nomes como os de Rey Mysterio, mas não sei se terá o devido destaque, devido ao excesso de nomes no roster. Outros como Cedric Alexander, EC3, Eric Young, acho que apenas farão parte do low card, quem sabe Alexander se salva, com alguns bons combates.

O Smackdown recebeu Apollo Crews, Bayley, Buddy Murphy, Chad Gable, Elias, Ember Moon, Intercontinental Champion Finn Bálor, Heavy Machinery, com Otis & Tucker, Kairi Sane, Lars Sullivan, Liv Morgan, Mickie James e Roman Reigns.  Se olharmos, retornaram para o Smackdown, Liv Morgan, sozinha, sem a Riott Squad, o que causa estranheza e Chad Gable.

Sobre as chegadas no Smackdown, o grande nome da brand azul para 2019, será Roman Reings. Gostei muito das chegadas na divisão feminina de Bayley, Ember Moon e Kairi Sane. Não sei se Mickie James e Liv Morgan ganharão algum destaque, mas espero que possam também se aproveitar da perceptível valorização da divisão feminina na band azul. Finn Bálor para mim também é um nome que acrescenta ao Smackdown. Estou curioso como será Elias, se terá grande destaque ou não.

WWE Photo

O primeiro nome a ser anunciado para o Smackdown foi o do Intercontinental Champion Finn Bálor, o que me causou certa surpresa, como assim, pelo menos por enquanto, os dois cinturões intermediários, continuam na brad azul. Já consigo imaginar futuramente uma rivalidade entre ele e Daniel Bryan, entre outros. Seu primeiro combate foi contra Ali e me agradou.

WWE Photo

Diria que a grande beneficiada do Shake-up, foi a divisão feminina do Smackdown. Pois tivemos primeiro no segmento com a campeã feminina Becky Lynch, as presenças de Ember Mooon e Bayley, que assim vem dar mais destaque a divisão feminina e depois Paige veio a anunciar a sua grande dupla, formada por Asuka e pela vinda do NXT de Kairi Sane, o que é espetacular. Estas três darão um grande acréscimo a divisão feminina e espero que venham a ter o devido destaque por parte da WWE.

Elias isn’t happy to be on SmackDown LIVE, but he claims it will become “The Temple of Elias.”

Quando chegamos ao segmento final do Smackdown, em que Vince McMahon iria anunciar um grande nome para a brand azul, logo pensei em Roman Reigns, mas eis que Vince anuncia Elias, o que deixou perplexo boa parte do Universo WWE. Claro que Elias vem de bons segmentos com John Cena na Wrestlemania e com The Undertaker no Raw Pós-Wrestlemania, mas ser alçado como o novo grande nome do Smackdown, é um pouco demais. Aliás estou curioso por como será o ano de Elias na brand azul, espero que ele não venha a se tornar uma especie de Baron Corbin, que recebe destaque, mas que não agrada ao universo WWE.

Superman Punch to Mr. McMahon!

Mas o grande nome do Smackdown será Roman Reigns, ele que veio a interromper o segmento e acabou atacando tanto a Vince McMahon, com um Superman Punch e foi embora, mas depois decidiu retornar ao ringue e aplicou um Spear em Elias. Reigns assim vem para ser o face de topo da brand azul, o que para mim pelo menos é uma grande notícia.

Das outras chegadas, Lars Sullivan, para mim é um Big Show mais novo apenas, vem no papel de lutador de força, apenas para dizimar os superstars do low card, Gostei da chegada de Buddy Murphy, mas não sei até onde vai a aposta da WWE nele, espero que o deem o devido destaque. Achei injusto não terem sido anunciados com o mínimo de destaque, nomes como Apollo Crews, Chad Gable, Heavy Machinery, Liv Morgan e Mickie James, se nem no Smackdown foram anunciados, é bem provável que ficarão relegados a ficarem perdidos no roster.

O Shake-up, deste ano diria que foi benéfico a ambos os shows, pois ambos ganharam nomes relevantes. O Raw para mim ganhou com a melhora em sua divisão de duplas e com a chegada de AJ Styles e o Smackdown, melhorou muito a sua divisão feminina e terá Finn Bálor e Roman Reigns. Será uma grande tarefa para o booking da WWE, organizar ambos os shows e dar o espaço devido a todos os seus talentos.

Para encerrar deixo uma serie de perguntas para interagirmos.

– Qual destas trocas de brand, para ti foram as mais interessantes, quais os motivos?

– Qual destas trocas de brand, para ti foram as menos interessantes, quais os motivos?

– Quem vocês teriam trocado de brand, quais os motivos?

– Quem vocês não teriam trocado de brand, quais os motivos?

Desejo a todos uma grande semana e até o próximo Visão Brasileira!

8 Comentários

  1. Otimo artigo Mário
    – Qual destas trocas de brand, para ti foram as mais interessantes, quais os motivos?
    Resp: No raw Andrade e no SmackDown Finn Balor, já não tinham muito o que fazer nas brands que estavam e no caso dar uma mexida nos cinturões é sempre bom.

    – Qual destas trocas de brand, para ti foram as menos interessantes, quais os motivos?
    Resp: Rey Mysterio no raw, não vi sentido pra isso

    – Quem vocês teriam trocado de brand, quais os motivos?
    Resp: Randy Orton pro Raw e Alexa Bliss pro SmackDown, RKO porque ele perdeu pro AJ Styles na WrestleMania e isso talvez o deixasse desmoralizado na brand azul e a Bliss porque não há mais o que fazer no Raw e rivalizou com todas, a wwe esta a desperdiçando com aquele segmento besta de moment of bliss quw nada a acrescenta.

    – Quem vocês não teriam trocado de brand, quais os motivos?
    Resp : AJ Styles, justamente por ter ganho do Randy Orton na WrestleMania, poderia ter moral para cobrar na casa que ele havia constituído.

    • Muito Obrigado André.

      A ida do Andrade para o Raw, durou uma semana, o que acho uma pena. Balor no Smackdown, achei também, bastante benéfico.

      A ida do Rey Mysterio realmente é algo a se estranhar.

      Orton concordo que poderia ir por Raw, ele no Smackdown, entrou de novo, na fase desmotivada. Bliss, poderia mesmo ir para a brand azul, mas acredito que ela venha a ter ainda destaque no Raw.

  2. Das trocas mais interessantes para mim foi o Murphy ir para o Smackdown acho que ele irá ser campeão IC nos próximos 2 meses. As menos interessantes foi a separação dos Sanity e o Elias no Smackdown. acho que os Sanity e o Elias deviam ter ganho algum titulo nas respetivas categorias antes de trocarem de brand. Sobre as trocas de brand acho que fazia igual ao que aconteceu mas continuava com os Sanity no Smackdown acabaram com o grupo foi estupidez.

    • O Murphy espero que venha a ter destaque, mas para mim ainda é uma grande incógnita de como a WWE vai aproveitá-lo. Sanity foi o maior erro da WWE ao tê-los subido para o main roster, nunca souberam explorar a qualidade da stable.

  3. Kick_Ass há 1 mês

    – Qual destas trocas de brand, para ti foram as mais interessantes, quais os motivos?

    Interessante para mim foi os War Raiders não estava nada à espera 😮
    PS: Odeio o novo nome, parece o tema de um documentário da Discovery Channel.

    – Qual destas trocas de brand, para ti foram as menos interessantes, quais os motivos?

    Rey Mysterio no Raw não entendi lá muito bem… mas veremos.

    – Quem vocês teriam trocado de brand, quais os motivos?

    Sheamus e Orton para o Raw.
    EC3 e Corbin para o Smackdown.

    – Quem vocês não teriam trocado de brand, quais os motivos?

    Rey Misterio, acho que estava bem no smackdown a ajudar os mais novos…

  4. Foto de perfil do Facebook

    – Qual destas trocas de brand, para ti foram as mais interessantes, quais os motivos?

    Elias: se bem trabalhado pode vir a ganhar um título de mid-card, já estava saturado no RAW e acho que uma ida ao SmackDown pode lhe fazer bem, e também agrega valor a brand azul.
    Andrade: vejo que se tiver um push como merece, ao lado da Zelina pode vir a disputar o título Universal dentro de alguns meses.
    Apollo Crews: precisa trabalhar em cima do carisma, ter um personagem, um heel turn e um manager podem lhe fazer bem, pode se consolidar no mid-card
    Buddy Murphy, esse eu tenho um pouco de receio, apesar do talento ele precisar ser bem trabalhado, pode formar alguma dupla ou se destacar sozinho no mid-card, mas se não tiver um booking decente vai acabar se perdendo no roster.

    – Qual destas trocas de brand, para ti foram as menos interessantes, quais os motivos?

    Rey Mysterio: não fez muito sentido, ele mal teve tempo de se destacar no SmackDown, com um roster mais enxuto ele poderia ser protagonista, no RAW a concorrência tende a ser maior.

    – Quem vocês teriam trocado de brand, quais os motivos?

    Alexa Bliss e The Revival para o SmackDown, acho que reforçariam muito suas respectivas divisões.

    – Quem vocês não teriam trocado de brand, quais os motivos?

    Rey Mysterio e Liv Morgan, Rey pelos motivos citados acima, não entendi o porque de terem separado a Liv da Riott Squad, preferia que mandassem as três para o SmackDown

    • Elias realmente foi uma das trocas que gostei, no Raw, havia esgotado suas ações. O Andrade já foi e já voltou ao Smackdown, o que é uma pena. O Murphy, me agarada, mas tenho medo que a WWE não o saiba aproveitar.

Comentar