Frank casino

Olá leitores do Visão Brasileira, aqui no Wrestling.PT. Tivemos no último domingo de setembro, o PPV Clash of Champions, onde deveríamos ter todos os cinturões em jogo e no fim tivemos o saldo de apenas uma mudança de cinturão e a não realização do combate dos cinturões feminino de duplas.

Confesso que esperava mais mudanças por parte da WWE, pois termos apenas uma mudança em oito possíveis, acabou desvalorizando a temática do PPV em minha opinião. Ainda bem que em termos de qualidade de combates, tivemos um bom evento.

No Kickoff tivemos o combate de duplas entre os SmackDown Tag Team Champions Cesaro & Shinsuke Nakamura que venceram Lucha House Party, com Kalisto & Lince Dorado. Me agradou bastante o combate para um Kickoff e gosto muito destes quatro em ringue. A força de Cesaro e a agilidade de Nakamura me agradam e pena eles serem tão desvalorizados pela WWE, mereciam ter lutado no PPV em si. A rivalidade deve continuar, mas quero muito ver se teremos o fim da Lucha House Party, eu confesso que não gostaria de vê-los se separando.

A Raw Women’s Champion Asuka fez seu primeiro combate da noite, em que venceu Zelina Vega. O interessante foi o pós combate, com Zelina a atacar Asuka. Estou curioso para ver mais combates de Zelina em ringue e se ela consegue evoluir e ser uma grata surpresa para divisão feminina. O resultado era o esperado, por Asuka tem carregado nas costas a divisão feminina da WWE, ao menos no Raw.

O United States Champion Bobby Lashley venceu Apollo Crews, conforme esperávamos. Só o que me decepcionou aqui, é que pensava que teríamos um melhor combate do que os anteriores ou alguma novidade na Hurt Business, ou algo do gênero, mas não tivemos um bom combate e com uma desfecho praticamente idêntico ao do Payback. Assim Lashley continua como campeão e espero que tenha um bom reinado e confesso que gostaria de ver Apollo entrar para Hurt Business, assim como Ricochet, mais adiante, tornando-se a stable dominante do Raw.

Em um dos combates em que esperava mudança de campeões, até pela extensão da rivalidade, estava enganado e vimos os Raw Tag Team Champions Street Profits vencerem Andrade & Angel Garza. Um combate já bem batido por parte da WWE, que não trouxe nenhuma novidade, nem mesmo a possiblidade de por exemplo um ataque de Garza a Andrade ou vice-versa, para termos uma rivalidade entre eles, fazendo o fim da dupla, mas como Garza se lesionou, acredito que teremos que aguardar para isso. O combate foi muito bom, porque estas duplas tem grande potencial, mas a repetição de combates, por vezes cansa, uma pena Garza ter se lesionado.

A SmackDown Women’s Champion Bayley, veio ao ringue e havia ficado sem seu combate contra Nikki Cross, então eis que surgiu a Raw Women’s Champion Asuka a desafiá-la e assim tivemos um curto combate entre campeãs, que acabou por desqualificação, após Bayley atacar Asuka com uma cadeira. Confesso que gostaria de ter visto Alexa Bliss como The Fiend a vir ser a desafiante. O mais interessante foi o pós combate, com a vinda de Sasha Banks, a atacar Bayley.

Estava muito curioso pelo desfecho da Ambulance Match, entre o WWE Champion Drew McIntyre e Randy Orton e felizmente a WWE fez uma boa opção, colocando todos que foram atacados por Orton nos últimos meses a virem interferir no combate. Drew McIntyre assim venceu e continua como WWE Champion. Tivemos um combate bem agressivo como a estipulação pedia e gostei dos ataque de Big Show, Christian e Shawn Michaels, mas para mim faltou Ric Flair também participar e não só dirigir a ambulância. Os dois estiveram próximos de vencer e gostei do vencedor. Orton vem sendo um excelente adversário e valoriza ainda mais este reinado de McIntyre.

No Main Event, tivemos o previsível combate em que o Universal Champion Roman Reigns venceu Jey Uso. Mas o interessante foi a agressividade de Reigns, com uma historia muito bem contada, sobre família. Foi um bom combate e estou curioso pelo desenvolvimento da rivalidade, vimos ao final Jimmy Uso vir para atirar uma toalha e assim fazer seu irmão desistir do combate. Eu ainda não me rendi a esta nova faceta de Reigns, posso estar errado, mas gostaria de vê-lo contra adversários mais relevantes. Jey Uso vem fazendo bom papel, mas sabemos que ele não vencerá. É diferente de outras rivalidades familiares, onde o desafiante tinha relevância e sim era uma ameaça credível ao campeão.

Deixei para o final do artigo a Triple Threat Ladder Match, pelo Intercontinental Championship, onde Sami Zayn venceu o Intercontinental Jeff Hardy e AJ Styles. Eu já sou muito fã desta estipulação de combate e destes três lutadores e eles não me decepcionaram. O spot de Jeff saltar sobre Zayn foi estupendo. O desfecho com Sami a algemar Jeff pela orelha em uma escada, e AJ em outra, foi muito interessante. Assim Zayn foi o único lutador que conseguiu derrotar um campeão no Clash of Champions.

Para encerrar deixo uma serie de perguntas para interagirmos.

  • Vocês acharam do PPV Clash of Champions?
  • Qual foi o grande momento da noite?
  • Qual o combate mais interessante para ti, por quais motivos?
  • O que esperar do reinado de Sami Zayn?
  • Drew McIntyre e Roman Reigs, devem ter novos desafiantes?

Desejo a todos uma excelente semana e até o próximo Visão Brasileira.

6 Comentários

  1. Ótimo artigo Mario

    Vocês acharam do PPV Clash of Champions?
    Resp: Muito bom
    Qual foi o grande momento da noite?
    Resp: Na minha opinião não teve nenhum grande momento.
    Qual o combate mais interessante para ti, por quais motivos?
    Resp: Drew McIntyre vs Randy Orton, pela estipulação e pelas participações especiais
    O que esperar do reinado de Sami Zayn?
    Resp: Não sei, não é uma coisa que gostaria que acontecesse agora
    Drew McIntyre e Roman Reigs, devem ter novos desafiantes?
    Resp: Gostaria que sim

  2. Zickelous3 semanas

    Não tivemos nenhuma troca de campeão então, pois todos sabem que Sami sempre foi o verdadeiro campeão kkkkk

  3. Sempre soube que o Sami Zayn iria ganhar o título!