Navega no Wrestling PT sem pop-ups

Why? #2 – Porque é que os New Day têm que se separar?

Bem-vindos à segunda edição do “Why?”, o meu nome é Nuno Paço e, para quem não leu o artigo publicado na semana passada, este é um novo espaço do Wrestling PT onde irei partilhar e explicar a minha opinião sobre assuntos do universo do wrestling, particularmente da WWE.

Eu sei que falta muito pouco para o Royal Rumble e acredito que todos vós, tal como eu, devem estar bastante entusiasmados. No entanto, o tema de hoje não é propriamente relacionado com o PPV de janeiro mas sim com um assunto que talvez já tenha passado pela cabeça de muitos mas que, devido talvez à grande afluência de notícias do mundo do wrestling nas últimas semanas, ainda não tenha sido devidamente debatido.

Vamos então à pergunta que vos trouxe aqui em primeiro lugar: “Porque é que os New Day têm que se separar?”

O grupo New Day foi estreado em julho de 2014 com o objetivo de elevar os seus membros constituintes que, de alguma forma, não estavam a conseguir vingar com as suas performances e as suas gimmicks. Em primeiro lugar, Big E não estava a conseguir evoluir com a sua gimmick de “Power Guy” e começou a perder-se na mid card após a sua run como Intercontinental Champion. Kofi Kingston, por sua vez, era visto como um excelente atleta mas faltava-lhe confiança e fluidez nos seus promos. Por fim, Xavier Woods, que veio fresco do NXT, foi mais uma vítima da WWE Creative Team que o colocou (imaginem) juntamente com R-Truth, em feuds lower-card com equipas como 3MB e Tons Of Funnk, ou seja, estava destinado a não convencer.

Originalmente o stable era para ser Babyface mas como já todos sabemos a WWE Creative Team não é conhecida por acertar à primeira e, mais uma vez, o público não ficou convencido, obrigando a uma alteração de planos. O grupo tornou-se Heel e foi nesse momento que as coisas começaram a melhorar para os três atletas. A ascensão foi rápida e, em pouco tempo, a equipa capturou os WWE World Tag Team Championships contra Cesaro e Tyson Kidd no Extreme Rules de 2015. A química natural entre os três wrestlers traduziu-se em segmentos e promos hilariantes que colocaram o grupo no mapa. O suporte dos “smart fans” começou inevitavelmente a crescer e, ao mesmo tempo, os New Day começaram a ganhar relevância no Raw e no SmackDown. A partir daí até ao presente, os New Day foram duas vezes campeões na sua divisão, bateram o recorde da equipa campeã de Tag Team com o maior reinado na história da WWE e, algures entre estes feitos, tornaram-se Babyfaces.

O objetivo inicial ficou então concluído: a nível individual os três wrestlers conseguiram reinventar-se, evoluir e, inclusive, impressionar quer os fans, quer os executivos da WWE. Big E conseguiu ter um gimmick mais descontraído e próximo da sua personalidade verdadeira, mas sem perder credibilidade, sendo sempre tratado, por razões óbvias, como o “músculo” do grupo. Já Kofi Kingston melhorou substancialmente o seu à vontade com o microfone liderando, em muitos casos, os promos da equipa. Finalmente, Xavier Woods revelou-se como um dos melhores talkers que já passaram pela WWE e uma das pessoas mais multifacetadas do planeta. A nível coletivo, como já referi anteriormente, fizeram papel de heels, mas também de faces, foram duas vezes campeões de Tag Team e, mais importante que isso tudo, bateram um recorde histórico na sua divisão. Ora, apesar de continuarem a ser os wreslters engraçados e bem-dispostos aos olhos do público, a verdade é que, neste momento a equipa já não tem nada a provar. Mesmo que a WWE lhes desse outra oportunidade para se tornarem campeões de Tag Team já não seria tão entusiasmante ou interessante porque, no final de contas, a equipa já provou que consegue ganhar e manter os títulos. O que estou a tentar dizer é que todos os bons stables têm um prazo de validade e talvez o prazo dos New Day tenha chegado ao fim.

Se analisarmos o recente feud com Titus O’Neil conseguimos perceber imediatamente como a WWE Creative Team está sem ideias para o booking da equipa. Para além disso, com o talento que existe dentro do grupo, é inevitável que este se separe. A questão que se põe agora é: qual é o momento ideal para o fazer?

Ora, se pensamos em stables memoráveis e bem-sucedidos como, por exemplo, Evolution ou The Shield lembramo-nos imediatamente da qualidade destes grupos e do quão chocante foi vê-los a separar. A razão pela qual as separações foram tão chocantes e bem conseguidas teve a ver com o facto de, antes do momento de separação, as equipas possuírem bastante momentum. A chave está aqui mesmo. O que torna um stable emblemático é precisamente a sua popularidade no momento de separação. Seguindo esta linha de raciocínio, os New Day, que já são bastante populares, poderiam ser colocados num feud ao nível da upper-card ou upper-mid-card e depois sim, separarem-se com uma história dramática que pudesse resultar em rivalidades futuras entre os membros. Desta forma, teríamos momentos entusiasmantes para os fans e, ao mesmo tempo, os três wrestlers sairiam mais elevados que nunca. Neste sentido, acho que o momento ideal para ocorrer a separação do grupo seria na Wrestlemania 33. Uma separação no “Show of Shows” teria a reação explosiva necessária para consolidar ainda mais o grupo na história do wrestling.

Em relação ao futuro de cada membro, Big E e Kofi Kingston têm potencial para estarem na upper-card de qualquer show e, quem sabe, serem campeões mundiais, especialmente se um for para o SmackDown Live e outro permanecer no Raw. No caso de Xavier Woods, este poderia ser uma excelente adição à liga de Cruiserweight que está a precisar urgentemente de alguém com capacidades excecionais no microfone para tornar os feuds efetivamente interessantes.

Enfim, depois de dois anos e meio nos New Day, Big E, Kofi Kingston e Xavier Woods estão mais do que prontos para assumir desafios individuais novos. Para além do mais, imaginem só a reação do público se o grupo se desmoronasse de forma chocante em plena Wrestlemania 33. Fica a sugestão.

Um obrigado pela simpatia e o apoio que fizeram questão de mostrar nos comentários do artigo anterior e, naturalmente, a todos os que leram este artigo. Estou disponível para responder a questões que tenham e ansioso por ler as vossas opiniões. Resto de uma boa semana para todos!

25 Comentários

  1. Vitor Oliveira - há 11 meses

    Penso que se a WWE não tiver nada de melhor para fazer com eles, é melhor eles continuarem juntos mesmos

    • Nuno Paço - há 11 meses

      No meu ver, uma continuação de feuds em equipa como o com Titus O’Neil é um desperdício de três excelentes wrestlers. Obrigado por partilhar a sua perspectiva.

      • Ao meu ver,seria um desperdicio de tag,separa-los,não acho que irão alcançar grandes coisas sozinhos,como tags fizeram historia e é uma das melhores atualmente,separados possivelmente seriam mais um,olha quantas tags o kofi ja participou,isso pq nunca enchergaram ele sozinho,essas rivalidades mediocres e bem mais por causa da brandsplit,todas as tags estão sendo afetadas com isso,pelo menos no raw.

  2. TENDEU - há 11 meses

    Não concordo, acho que se eles se separarem vão ficar perdidos no booking como tantos outros…. na minha opnião o que salvaria o new day seria a mudança de raw para smackdown…

    • Nuno Paço - há 11 meses

      Bom, em qualquer caso concordamos que é necessário fazer alguma coisa em relação aos New Day. Obrigado pela sua perspectiva.

  3. Retribution - há 11 meses

    Se eles se separarem vão ficar perdidos provavelmente vão ter feuds de porcaria, e secalhar ainda virão jobbers.

    • Nuno Paço - há 11 meses

      Acho que se a WWE jogar as bem as cartas existe oportunidade para estes três wrestlers brilharem individualmente. Agradeço-lhe a partilha da sua perspectiva.

  4. Ronaldo EDGE - há 11 meses

    Eu acho que eles deviam ir para o SD para dominar a divisão de tag team. Acho que separa-los agora seria um erro. Eles não vão passar do mid card e disso a WWE tem muitos e eles os 3 são uma tag team de top e para figurar no ME mas separados nenhum deles tem capacidade para isso.

  5. Stream - há 11 meses

    Acho que a WWE devia separa-los apenas se tiver planos para os três porque seria um total desperdício se eles se perdessem no card. Poderiam colocar o Xavier Woods para a cruiserweight division , o kofi para disputar o título United states e darem a ele um reinado longo e sólido e o big e poderia começar a entrar na rota por algum título mundial

    • Nuno Paço - há 11 meses

      Concordo na medida em que a WWE deve ter planos concretos para os três wrestlers, caso contrário seria um desperdício de talento! Obrigado pela sua opinião!

  6. FambroseDxDx - há 11 meses

    Mais uma vez, bom artigo! Só espero que a equipa criativa os faça ter uma separação amigável , é que uma traição cairia muito mal!

  7. JeriKO - há 11 meses

    façam-nos lutar por titulos diferentes… pk pelo Us title, ou entrarem em feud com JeriKO, darem o proximo passo, ou por exemplo irem atras do Lesnar e ficar por cima… precisam de um passo para a frente…
    A separação vai enterra-los um por um… basta ver o que aconteceu com os Wyatt com Harper e Rowan…

    • Nuno Paço - há 11 meses

      Acho que a separação da Wyatt Family não serve de exemplo porque foi muito mal planeada por parte da WWE. Concordo consigo na medida em que os New Day têm que ser elevados de alguma forma. Obrigado pela sua perspectiva.

  8. "Awesome" Hater - há 11 meses

    Bom, primeiro parabéns pelo tema escolhido, foi a razão que me fez ler o artigo XD
    Eu concordo em termos. Os New Day estão perdidos, visivelmente, e algo precisa ser feito, mas não acredito que a separação seja necessária, embora seja uma opção.
    Um outro titulo, como a excelente sugestão do CT para o Xavier poderia mante-los bem, ou mesmo o titulo americano pro Big E\Kofi (extremamente improvável, mas…) Um draft pro Smackdown (Poderia ser traindo o Raw) faria maravilhas por eles e pelo programa, ou até mesmo uma mala do MITB. Imagina o New Day com uma mala do MITB, ainda mais se for “Free bird rules”. Só a criatividade limita que eles continuem sendo incríveis, juntos ou separados (Creio que o campeão a se tornar egoísta\arrogante seria a melhor forma de separação, sem uma traição propriamente dita.)

  9. Gabriel Rizzo - há 11 meses

    Mas um bom artigo Nuno!

    Espero assim como Frambrose disse acima que não coloquem eles contra si mesmos e imagino que a participação do Kofi na royal rumble deve envolver algo comico junto a big e e xavier em mais uma “unbeliveble save”.

    Kofi foi um dos wrestler que sempre mais gostei de ver como comecei a assistir na época da nova “ecw” ele estava por lá e junto de evan bourne e rey misterio era magnifico ver os high flyers batendo de frente em wrestelr como mark henry. Imagino se hoje todos eles se entrassem agora não iriam para o 205…

    Nuno continue o bom trabalho! uma crítica construtiva tente não se repetir palavras e frases consequentemente deixe um hiato de pelo menos 2 paragrafos para fluir melhor =p

  10. BrunoF - há 11 meses

    Na minha opinião seria um erro separá-lo, pelo menos a curto prazo. Big E, mas principalmente Kofi já mostraram que a solo não conseguem ser tão bons quanto em equipa. Xavier no microfone é enorme, já no ringue não tanto. Acho que qualquer um dos três tem qualidade estar no mid card, mais do que isso não, arriscando-se a serem apenas mais um, enquanto em equipa são a melhor equipa da actual WWE, acho que o passo seguinte é dar-lhes rivalidades mais top, não apenas da divisão de Tag Team, mas mesmo com os principais rosters, aqueles que estejam no topo, como Jericho, Reigns, Rollins

    • Nuno Paço - há 11 meses

      Eu acho que eles evoluiram bastante as suas capacidades em equipa, talvez dada uma oportunidade na upper-card eles consigam estar à altura. Obrigado pela partilha da sua perspectiva!

  11. Jorge - há 11 meses

    Separa los talvez ainda demore, o Big E é limitado, sozinho nao se aguenta. O Kofi talvez agora possa pertencer aos main events, já o Xavier tem uum longo caminho a percorrer, sendo o que tem melhor futuro e o mais completo dos 3.

  12. Awesome One - há 11 meses

    Não posso concordar contigo. Os The Shield incluiam 3 estrelas que, à partida, iriam acabar todas na main-event picture. Na altura falava-se que dean ambrose e roman reigns teriam mais facilidade em lá chegar mas seth rollins era também tido em conta. Quanto aos Evolution nem é preciso dizer nada Batista e Orton eram claramente nomes para o topo da empresa. Já Big E e Kofi Kingston nao tem a meu ver qualquer condiçao de ser campeoes mundiais. Big E pode até ser um midcarder de topo mas main-eventer a meu ver seria descer imenso a fasquia daquilo que constitui um verdadeiro main-eventer da wwe e kofi kingston entao nem se fala embora este ultimo tambem possa ter atuações interessantes no midcard. E o mesmo opino em relaçao ao woods ir para a divisao cruserweight. Para mim essa divisao é sinonimo de nao ter credibilidade e o woods tem feito um excelente trabalho e merece algo melhor até porque mesmo nao sendo um mal lutador nao tem a habilidade necessaria para se adaptar a uma divisao com lutadores que se destacam tanto pela agilidade e por spots mais acrobaticos. Woods poderia tambem continuar no midcard a trabalhar quer como manager quer como lutador a meu ver. Daí o que acho é que separando os new day eles acabariam aos poucos por voltar àquilo que eram antes da stable. Os Evolution e os The Shield eram stables com nomes para lançar no main-event e ai reside a principal diferença. Os New Day a meu ver nao tem essa capacidade (nem mesmo o Big E) e por isso acho que podem e devem continuar juntos a proporcionar bons tempos. Ainda nao tiveram uma rivalidade com enzo e cass por exemplo, com os proprios revival que devem subir e depois ainda podiam ir para a divisao da smackdown. Pessoalmente acho que ainda tem muito a dar como conjunto vejo-os mesmo a ser daquelas equipas que duram anos e anos sinceramente com as necessarias mudanças como é logico. O forte deles é o coletivo individualmente nao se destacariam.

    • Nuno Paço - há 11 meses

      Concordo consigo em certos pontos mas não acho que os três membros estejam condenados à mid-card para sempre. Apesar de serem uma equipa considero que evoluiram bastante individualmente. Acho que só poderiamos dizer que eles não servem para upper-card depois de lhes ser concedida uma oportunidade agora que já estão melhores. Obrigado pela sua partilha!

  13. Eu só estou a ver um problema.
    Não consigo deixar de ver o Big E, o Kofi e o Xavier como Mid-Cards e, no caso do Xavier, como low-card.
    Acontece que eles teriam de mudar de gimmick para se separarem, e não acredito que a WWE acredite neles para lhes dar Gimmicks crediveis e que os potencie.

    Para além disso, eles vendem merchandise a dar com pau. É ridicula a quantidade que eles vendem. No último show do WP (Wrestling Portugal) havia uma pessoa com uma t-shirt deles, até. Ou seja, eles vendem à brava, são moneymakers. a WWE não os vai separar enquanto assim for.

    O Vince só gosta de uma coisa, e não, não é a mulher dele. É mesmo o Money.

Comentar

Editar avatar »