WPT Batalha dos 1000 (10/03/2019): Bernardo Barreiros estraga a festa

Foto de perfil do Facebook 8 meses 0

No passado dia 10 de Março, 100 fãs de wrestling juntaram-se no Centro Shotokai de Queluz, antiga casa do Wrestling Portugal, para dar as boas-vindas ao Wrestling PT e ao seu primeiro espetáculo: a terceira edição da Batalha dos 1000.

Eis o que aconteceu:

“Fantastic” David Francisco venceu João “Pégaso” Sena

No primeiro combate da tarde tivemos a desforra do combate que aconteceu Batalha Final de 2018 entre duas das figuras mais carismáticas do Wrestling Nacional e que na altura foi ganho por João “Pégaso” Sena.

Depois de um início em que o “Fantástico” fez tudo o que pode para ganhar vantagem, o respeito pelo adversário começou a falar mais alto e aos poucos o combate tornou-se justo.

Houve até uma parte em que David Francisco ia claramente abusar das regras mas hesitou e acabou por não o fazer. Mesmo assim, a vitória acabou por lhe sorrir quando evitou o Fim de Sena II e apanhou Pégaso com um Gotch Style Piledriver. Com esta vitória David Francisco coloca a série em 1-1 e a pedir o desempate.

No final do combate em um gesto de respeito, David Francisco sabendo do gosto de Pégaso por cartas ofereceu-lhe a carta dele e no final os dois cumprimentaram-se com um fist bump.

Luís Salvador recruta Marcos Vitória, despede Afonso Malheiro

Depois de um confronto inicial entre o Campeão do WP Bruno “Korvo” Almeida e a equipa do Wrestling PT, o Campeão e dono de 50% do WP abandonou o pavilhão.

Aproveitando que Korvo não querer estar envolvido na gestão do WP, Luís Salvador virou a sua atenção para “O Veterano” Marcos Vitória que estava sentado no público. Suspenso por lesão, Luís Salvador tentou contratá-lo para a sua equipa, deixando claro que se Marcos trabalhar para o Wrestling PT, pode continuar a competir.

Afonso Malheiro ainda tentou intervir relembrando Marcos que está lesionado, mas acabou por ser despedido, quando revelou aos fãs que Salvador fez com que Killer Kelly nunca mais voltasse ao WP.

Campeão de Honra Bernardo Barreiros venceu André Mota

Apesar de já ter o seu “cash-in” disponível, Bernardo Barreiros defendeu mais uma vez o Título de Honra e contra o membro do Wrestling PT, André Mota.

O combate começou por ser dominado por Bernardo, mas André Mota com batota conseguiu equilibrar tendo o domínio quase durado até ao fim do combate.

O final surgiu depois de Bernardo Barreiros ter sobrevivido a duas joelhadas potentes de André Mota, o que fez a sua frustração vir ao de cima e o Campeão de Honra Bernardo Barreiros aproveitou primeiro com a sua versão do Attitude Adjustment seguido do seu Roaring Elbow para garantir assim a 5ª defesa do Título.

No final do combate parecia que a equipa Wrestling PT ia atacar Bernardo Barreiros, mas tanto Luís Salvador com Duarte Silva, fizeram questão de parar o ataque e dizer que Bernardo Barreiros era amigo.

Equipa Wrestling PT (Marcos Vitória, Stefan & Michael Stu) venceram Campeão do WP Bruno “Korvo” Almeida, Bruno “Bammer” Brito & Luís Mira

Depois de Michael e Stefan Stu fazerem a sua entrada, um relutante Marcos Vitória também entrou mostrando que fazia parte da equipa Wrestling PT.

Já do outro lado estavam três lutadores que a única coisa que tinham em comum é que queriam atacar os elementos da Equipa Wrestling PT, mas não se conseguiam entender e isso foi visível durante todo o combate.

A Equipa Wrestling PT dominou Luís Mira durante boa parte do combate, até ao momento em que o Campeão do WP Bruno “Korvo” Almeida entrou e conseguiu equilibrar o combate, no entanto, quando em seguida tinha hipótese de colocar Bruno “Bammer” Brito que estava fresco no combate, Korvo preferiu fazer o tag a Luís Mira e o final apareceu aí, pois Bammer e Korvo ficaram a trocar-se de razões fora do ringue, enquanto a Equipa Wrestling PT em conjunto atacou Luís Mira, tendo assim vencido o combate.

Luís Salvador & Duarte Silva venceram Artur Carvalho & O Artista Formalmente Conhecido Como Trindade (equipa vencedora garantia os últimos dois lugares da Batalha dos 1000)

Depois de contratar Marcos Vitória para o Wrestling PT, Salvador e Duarte Silva tentaram contratar Artur Carvalho e O Artista.

Artur disse que não, por lealdade ao WP, onde treinou e teve a sua oportunidade de começar como lutador. O Artista fez saber que “não beija o rabo a ninguém.”

Por isso, houve um combate de equipas, que Salvador e Duarte Silva dominaram em boa parte.

Já perto do final, Artur ainda quase deu a vitória à sua equipa, mas a experiência de Salvador e Duarte veio ao de cima e o duo do Wrestling PT venceu o combate, garantindo os dois últimos lugares no combate principal.

Campeão de Honra Bernardo Barreiros venceu a Batalha dos 1000

Esta foi a ordem de entrada:

  1. Campeão do WP Bruno “Korvo” Almeida
  2. O Artista Formalmente Conhecido como Trindade
  3. “O Veterano” Marcos Vitória
  4. O Calhau (Zé de Manteigas como The Rock)
  5. Bruno “Bammer” Brito
  6. André Mota
  7. Artur Carvalho
  8. Campeão de Honra Bernardo Barreiros
  9. Zésuke Manteigamura (Zé de Manteigas como Shinsuke Nakamura)
  10. Luís Mira
  11. Michael Stu
  12. João “Pégaso” Sena
  13. John Zena (Zé de Manteigas como John Cena)
  14. Stefan Stu
  15. “Fantastic” David Francisco
  16. Luís Salvador
  17. Duarte Silva

Esta foi a ordem de eliminação:

  1. O Calhau (por O Artista Formalmente Conhecido como Trindade)
  2. O Artista Formalmente Conhecido como Trindade (por Bruno “Bammer” Brito)
  3. Zésuke Manteigamura (por André Mota)
  4. Artur Carvalho (por Marcos Vitória)
  5. John Zena (por Michael Stu)
  6. Michael Stu (por João “Pégaso” Sena)
  7. Stefan Stu (por David Francisco)
  8. João “Pégaso” Sena (por Luís Salvador)
  9. “Fantastic” David Francisco (por Bernardo Barreiros e Luís Salvador)
  10. André Mota (por Luís Mira)
  11. Bruno “Bammer” Brito e Marcos Vitória, em simultâneo (por Luís Salvador)
  12. Luís Mira (por Duarte Silva)
  13. Bruno “Korvo” Almeida (por Duarte Silva e Luís Salvador)
  14. Luís Salvador (por Bernardo Barreiros)
  15. Duarte Silva (por Bernardo Barreiros)

O final começou a desenhar-se quando tivemos de um lado do ringue o Campeão do WP Bruno “Korvo” Almeida, Bruno “Bammer” Brito e Luís Mira e do lado da Equipa do Wrestling PT Luís Salvador, Durte Silva, o Campeão de Honra Bernardo Barreiros e Marcos Vitória.

Já com todos os lutadores eliminados e quando parecia que a Equipa do Wrestling PT tinha ganho de forma dominante pois tinha os últimos 3 sobreviventes do combate Luís Salvador, Bernardo Barreiros e Duarte Silva, o inesperado para a Equipa do Wrestling PT aconteceu e Bernardo Barreiros fez um face turn ao atacar Luís Salvador e Duarte Silva.

Bernardo eliminou Salvador e tirou a camisola vermelha do Wrestling PT, mostrou que tinha uma do WP por baixo e de seguida e apesar de alguma réplica por parte de Duarte, eliminou Duarte Silva e venceu assim a terceira edição da Batalha dos 1000.


Para quem também quiser ouvir a opinião de quem lá esteve pode rever o Espaço do Fontes #43, onde João Fontes fez a sua análise ao evento.

O próximo espectáculo está marcado para 12 de Maio e será o penúltimo da Season 3, que encerra o “WP: Batalha”.

Comentar