A WWE divulgou esta quinta-feira os resultados financeiros do 1º trimestre de 2022, um período em que a empresa já possuiu um calendário bastante preenchido de shows, live events e premium live events.

Depois do bom resultado obtido no ano passado, a WWE voltou a registar lucros recorde no 1º trimestre de 2022, tendo este sido o trimestre mais lucrativo de sempre, mantendo os excelentes resultados dos últimos tempos.

Este bom resultado deve-se sobretudo ao facto da WWE ter registado um maior encaixe financeiro na venda de bilhetes e merchandise, aproveitando o regresso dos shows com público, incluindo eventos internacionais na Arábia Saudita.

Todos os detalhes deste relatório financeiro da WWE podem ser vistos aqui (WWE.com) e aqui (PDF). Já aqui (PDF) podem ser vistos os vários indicadores de performance da empresa.

Estes foram alguns dos destaques financeiros desta apresentação de resultados da WWE:

  • As receitas no 1º trimestre de 2022 foram de 333,4 milhões de dólares, um aumento de 27% comparativamente aos 263,5 milhões obtidos no mesmo trimestre de 2021.
  • O resultado operacional no 1º trimestre de 2022 foi de 92,4 milhões de dólares, um aumento de 42% comparativamente aos 65,1 milhões obtidos no mesmo trimestre de 2021.
  • O resultado de OIBDA Ajustado (antes da depreciação e amortização) no 1º trimestre de 2022 foi de 111,7 milhões de dólares, um aumento de 33% comparativamente aos 83,9 milhões obtidos no mesmo trimestre de 2021.
  • Os lucros no 1º trimestre de 2022 foram de 66,1 milhões de dólares, um aumento de 51% comparativamente aos 43,8 milhões obtidos no mesmo trimestre de 2021.

Nesta apresentação de resultados, a WWE também destacou o seguinte:

  • Contrato de vários anos com A&E para produção de mais 130 horas de conteúdo exclusivo.
  • Parceria com a MBC Group, o maior grupo do Médio Oriente e Norte de África, para transmissão dos eventos e conteúdo da WWE.
  • Parceria de longa duração com a Fanatics, para a criação de conteúdo NFT da WWE.
  • Lançamento do WWE 2K22, registando uma grande procura e obtendo boas avaliações.
  • Resultado mediático da WrestleMania 38: foi o segundo evento mais visto de sempre na Peacock, apenas atrás do Super Bowl LVI; alcançou os 56,1 milhões de telespectadores na Índia; gerou mais de 2,2 mil milhões de impressões nas redes sociais; e muito mais.

O que achaste destes resultados da WWE no 1º trimestre de 2022?

14 Comentários

  1. Facebook Profile photo
    Caracol3 semanas

    E depois dizem ter cortes no orçamento para mandarem superstars para a rua que descaramento

    • EO Caso3 semanas

      É uma empresa que visa lucro ué. Cortes fazem sentido, não precisa a empresa estar falindo, basta que o empregado “não se pague”.

  2. Txii tanto dinheiro!

  3. Surf3 semanas

    Sucesso empresarial

    • Facebook Profile photo

      Daí o Vince não se importar muito se o produto é bom ou não…
      Claro que ele não deve gostar de ver os seus programas fracos, mas ao gerir lucro, no fundo não é assim tão grave.
      Basta ele querer e a WWE vence em qualquer componente. Mas é preciso ele querer.

    • Ele quer é o dinheiro e que se lixe o produto

    • Surf3 semanas

      se o dinheiro entra, as audiencias ultrapassam 1M e 2M em cada brand e o produto continua a “atrair” porque mudar?

  4. nZo3 semanas

    Os lucros sobem mais as demissões não acabam

  5. JOAOPEDROOOOO3 semanas

    Eu sou um dos que lhes dá dinheiro, sendo assinante da WWE Network, mas apenas para ver como eram os programas antigos

  6. Rulqi Rugas3 semanas

    Adoro ler esse tipo de noticia e acompanhar os comentarios dizendo que :
    a ) Então pq ainda mandam embora lutadores
    b ) o produto é ruim ( me faz pensar que exista muita gente trouxa no mundo )
    c ) o Vince tá gagá e acabando com a WWE ( genio é quem comenta aqui e está cada vez mais pobre )

    Preparem-se, daqui a pouco soltam a lista de desempregados novamente

  7. “Pouco” Dinheiro portanto haha 🤣🤣

  8. Anónimo3 semanas

    Excelentes resultados financeiros.