Segue-nos no Instagram!
Frank casino

Apesar de todo o lucro que a WWE gera, a empresa continua a fazer cortes para combater alguns prejuízos causados pela crise mundial resultante da pandemia do coronavírus. Durante este fim-de-semana, foi noticiado que os salários dos árbitros e produtores de backstage da WWE irão sofrer cortes.

O jornalista Dave Meltzer, na edição mais recente edição do Wrestling Observer Radio, deu a notícia de que os executivos da empresa de Vince McMahon informaram os seus árbitros e alguns dos produtores de backstage que os seus próximos salários iriam sofrer um corte. Apesar de não se saber ao certo qual o valor concreto que será retirado a estes trabalhadores, Dave Meltzer afirma que podem ser cortes à volta dos 20% do salário.

Depois dos vários lutadores e produtores de backstage terem sido despedidos por parte da WWE no dia 15 de Abril, ou pelo menos colocados em casa com uma licença sem vencimento, a empresa continua assim a cortar em algumas despesas para combater esta inesperada crise mundial.

Porém, é também dito por Dave Meltzer que muitos dos produtores que foram despedidos pela empresa de Vince McMahon, deverão regressar à companhia assim que o mundo começar a normalizar.


Compreendes que a WWE corte nos salários destes seus trabalhadores? Ou pensas que não era necessário estas medidas?

16 Comentários

  1. Os lutadores é que podiam abdicar de uma parte do salário eles devem se aguentar até que volte a normalidade. Já os árbitros e produtores não devem viver com as regalias que vivem os lutadores por isso deviam receber os salários na totalidade.

  2. João da Cena4 meses

    Percebo que se corte no salário dos produtores. Os programas estão mais simples e portanto não é preciso uma produção tão grande o que faz com que eles trabalhem menos. Quanto ao árbitros, não entendo. A menos que estejamos a falar de árbitros em lay-off. Gostava de saber se a WWE também cortou nos salários do Roman Reigns e do Brock Lesnar visto que eles não trabalham. São os que ganham mais em termos de salário base se não estou em erro

    • Provavelmente, ou não terão tantos bónus como tinham, porque não aparecem nem combatem. Em todo o caso, é difícil comparar lutadores e árbitros/produtores. É como comparares jogadores de futebol e técnicos ou staff. Mesmo não lutando, o Roman Reigns continua a vender t-shirts. Um árbitro não… E isso, feliz ou infelizmente, também tem que ser tido em conta.

    • João da Cena4 meses

      Na verdade, eu queria dizer os salários BASE e não as remunerações/subsídios. Os salários base é a única coisa que é comparável com os restantes empregados

    • Mas mesmo esses salários base não podem ser iguais. Uma coisa é seres lutador, arriscares o teu corpo e atraíres milhares de fãs, outra é seres um árbitro.

    • João da Cena4 meses

      Eu não disse iguais. Não quero instaurar o comunismo na WWE. Mas acho que, por exemplo o Brock Lesnar, não pode ganhar 300k por mês (penso que ele é por volta deste valor, 3M ao ano) de salário base sendo que nesses meses não lutou e anda-se a pedir a outros que reduzam o seu salário quando estes estão a trabalhar. Concordo contigo, os salários base não pode ser iguais, também não sugeri que fossem, mas os direitos têm de ser os mesmos para um trabalhador que ganhe 20k/ano e outro que ganhe 3M/ano. É exactamente a mesma lógica dos clubes de futebol que reduziram o salário dos seus planteis

  3. Anónimo4 meses

    Apesar de a WWE não ter problemas financeiros, entende-se que numa altura destas façam cortes. Mas já que estão a fazer cortes a esse pessoal, não faziam o mesmo aos lutadores? Alguns deles ganham bem. Até as coisas normalizar era o mais correto a fazer também.

  4. Mr.Seth Rollins4 meses

    Discontão no Lesnar. Ele ganha 10.000.000 de Dólares dicontão uns 3.000.000.

  5. CoffinMeme4 meses

    façam regressar o Mike Chioda

  6. Hugo4 meses

    Bom….o que eu penso é que estes cortes e despedimentos estão a ajudar o Vince a pagar o estrago aos acionistas que a sua liga de futebol parte 2 causou. Mas haverá ainda quem tenha dúvidas?

  7. Os “futebolistas” do Wrestling é que não levam cortes. Não se percebe…

    • Feliz ou infelizmente, e tal como alguns futebolistas, há Superstars que são verdadeiros “ativos” para a WWE e geram dinheiro mesmo estando parados. Achas que a WWE deixou de vender t-shirts do Roman Reigns por ele estar afastado? Há-de continuar a render de alguma forma… Algo que dificilmente acontece com árbitros ou produtores.

  8. Bruno Fec4 meses

    Estas acções, mostram que a WWE com Vince à cabeça são o tipo de patrões que contribuem para uma sociedade cada vez mais desequilibrada, os ricos mais ricos, os pobres mais pobres.
    Estamos a falar de uma empresa que recebe MILHÕES com shows na Arábia, que paga imenso dinheiro a Lesnar ou Goldberg para fazer meia dúzia de combates por ano, que oferece imenso dinheiro em vez de alguma liberdade criativa para manter as superstars, exemplo: Os Revival, que saíram com a WWE a oferecer 1 milhão por ano para os meter vestidos de bobos da corte.

    Despediram pessoas ainda o vírus estava a chegar aos EUA, agora cortam salários, sempre a bater nos peixinhos, os tubarões de certeza continuam lá em cima a aprovar feuds como a do Lashley/Rusev/Lana ou esta agora do Jeff Hardy.

    É claro que os que foram despedidos, alguns até agradeceram e quem viu o seu salário cortado, deve estar bem na vida, mas a atitude em si, mostra bem o tipo de gente à frente da empresa.

    • Anónimo4 meses

      E o pior de tudo é que foram a única empresa que despediu wrestlers, nenhuma outra fez isso.

  9. Quem deveria sofrer cortes era os executivos, mas ninguém da WWE quer tocar nesse assunto… Talvez assim já não fosse necessário a empresa ter procedido de forma algo “fria” nos últimos meses.