Há duas semanas surgiu a notícia de que a WWE estaria a ponderar remover o termo “Women’s” do NXT Women’s Championship e do NXT UK Women’s Championship. Uma ideia que foi lançada e depois comentada por Becky Lynch, apesar de nunca se ter aplicado aos títulos do main roster.

Os títulos femininos da brand amarela e britânica da WWE chegaram mesmo a ser mencionados apenas como NXT Championship e NXT UK Championship, mas isso durou pouco. Esta semana, a WWE voltou atrás na sua decisão e voltou a incluir o termo “Women’s” para se referir aos títulos de Rhea Ripley e Kay Lee Ray.

Não só a empresa voltou a utilizar o termo “Women’s” para se referir aos títulos, como também os comentadores e Superstars que estiveram envolvidas em segmentos relacionados com os mesmos, como é o caso das campeãs Rhea Ripley e Kay Lee Ray, assim como Bianca Belair e Toni Storm.

Não sabemos o que terá levado a empresa a voltar atrás na sua decisão, mas uma boa hipótese terá sido possíveis críticas dos fãs ou de responsáveis internos da empresa, que terão visto esta ideia de remover o termo “Women’s” como algo que poderia vir a gerar bastante confusão.

Outra hipótese é que a WWE nunca tenha tido realmente intenção de mudar o nome dos títulos, pelo menos para já, e que tudo tenha servido para avaliar a receptividade do WWE Universe a essa eventual mudança. Daí que os títulos do Raw e SmackDown nunca tenham sido mencionados em notícias anteriores.


O que achas de toda esta situação? A WWE deve manter o termo “Women’s” para se referir aos títulos femininos?

19 Comentários

  1. Eu acho que deve manter sim, gosto de ver os dois géneros separados.
    E quem diz que prefere os dois juntos 90% é pessoal que se visse um homem a atacar uma mulher ia achar ridículo porque estariam a banalizar a violência contra as mulheres enfim… mais vale estarem sossegados que assim está muito bem… que todo o problema da WWE fosse o termo “Women’s”

    • Mas alguém disse para um homem bater numa mulher?

    • Apartir do momento em que um Women’s Title deixa de ser um WOMEN’S title pode ser conquistado por um homem, os títulos masculinos não tem identificação de género é verdade mas já houveram mulheres a conquistar esses mesmos títulos como é o caso da Chyna por exemplo então faz sentido não serem Men’s Titles.
      Isto é a minha visão.
      Na minha opinião a identificação de género nos títulos é necessária.

    • Como esse Bruno fala besteiras né…
      Ex do teu raciocínio:
      Adam cole ataca a Rhea e diz que quer ter os dois maiores títulos da Brand e quer uma luta 😂😂😂😂😂😂😂😂

    • Não faz sentido porque é um título feminino não é? E é por isso que tem women’s no nome

  2. 1 ano

    Fazem bem em continuar com “o termo Women’s”.

  3. Ainda bem! Não faria sentido depois para se poder distinguir os títulos individuais masculinos dos femininos… Como diria Chris Jericho, “it was a stupid idea from bad creative” xD

  4. Facebook Profile photo

    Se querem bater na tecla de igualdade de gênero, mudem logo os títulos masculinos para “RAW Men´s Championship” e “Smackdown Men´s Championship”. Título feminino, título masculino, por show.

  5. Facebook Profile photo

    Na minha opinião e sendo um grande defensor dos direitos das mulheres acho que a WWE faz bem em manter o termo “women’s”

    • SenhorRazao1 ano

      “…sendo um grande defensor dos direitos das mulheres… ” – disee o Sasha sit on my face.
      xD

    • Facebook Profile photo

      Disse algo de mal Sr. Razão?

    • Andrey1 ano

      Hahahahahhaaha
      Totalmente cuck energy

    • Facebook Profile photo

      Audrey deixa disso 🙄

    • Alexandre1 ano

      Defensores de quais direitos? Quais são esses “direitos das mulheres” que pertecem somente à elas?

    • Hunter1 ano

      Bom não foi exatamente o que você disse que o SenhorRazao se referiu mais sim a sua nick, um pouco sexista não achas ?

  6. Andrey1 ano

    Óbvio que não ia dar certo, né?!
    Na língua portuguesa podemos, por exemplo, facilmente dizer: “A campeã e O campeão do NXT”.
    Já na língua inglesa a palavra ‘champion’ é neutra, logo haveria “confusão” do tipo:

    “The NXT Champion Rhea Ripley”
    “Ué, mas o NXT Champion não era o Adam Cole?! Rhea tomou o título dele? Perdi alguma coisa?
    Desde quando estão passando Impact Wrestling na USA Network?!”

    Exagerei, eu sei. Mas foi de propósito e faz sentido, uma vez que a distinção de ‘Champion’ e ‘Women’s Champion’ é necessária e tradições tem de ser respeitadas.

    • Hunter1 ano

      Tipo imagine os dois em um programa juntos, como no wwe backstage “Ladies and gentlemen, please welcome the NXT champion Adam Cole and the NXT champion Rhea Ripley” ficaria uma coisa meio WTF.

  7. Anónimo1 ano

    Acho que fazem bem em manter o nome “Women’s” nos títulos.

  8. Alexandre1 ano

    kkkkk que tempo nós vivemos. As mulheres tem um complexo de inferioridade tão grande que não querem nem que se refiram à elas como….mulheres. Pois serem chamadas de mulheres é algo que às diminue, pelo menos na mente louca delas. Que fase meu amigo! O título ser chamado de NXT WOMEN’S Champiomship deveria ser algo a dar orgulho para elas. Mas hoje as mulheres vivem essa alucinação de querer se igualar aos homens, como se isso fosse algo realmente possível. Se acabar com a divisão feminina o barco segue numa boa, se acabar com a divisão masculina a companhia fecha as portas, esse é o nível de relevância que cada divisão tem. E isso é um FATO!