A WWE realizou este domingo mais um premium live event, o Hell in a Cell, a partir da Allstate Arena em Chicago, Illinois, e transmitido na Peacock e na WWE Network.

Resultados

Raw Women’s Champion Bianca Belair venceu Asuka e Becky Lynch
– Bobby Lashley venceu Omos & MVP (Handicap Match)
– Kevin Owens venceu Ezekiel
– Judgment Day (Edge, Damian Priest & Rhea Ripley) venceram AJ Styles, Finn Bálor & Liv Morgan
– Madcap Moss venceu Happy Corbin (No Holds Barred Match)
– WWE United States Champion Theory venceu Mustafa Ali
– Cody Rhodes venceu Seth Rollins (Hell in a Cell Match)

Report

– Raw Women’s Champion Bianca Belair venceu Asuka e Becky Lynch: O opener deste evento começou de forma caótica, com as três lutadoras a tentarem ter o controlo deste embate, algo que acabou por ser Becky Lynch a conseguir. “Big Time Becks” conseguiu ter o domínio durante alguns minutos, tendo dominado ambas adversárias, isto até Asuka usar os seus strikes para equilibrar, ainda assim acabou por ser a força e explosividade da “EST da WWE” que virou o combate do avesso.

Com o passar dos minutos, as quase vitórias foram sendo cada vez mais frequentes, em especial com Becky Lynch e Asuka a usarem as suas submissões, sendo que até vimos um Manhandle Slam a ser quebrado.

Nos minutos finais, parecia que íamos ter nova campeã em especial quando “Big Time Becks” acertou o Manhandle Slam em Asuka, mas Bianca Belair tirou a sua velha rival do ringue e assim conquistou a vitória e reteve o seu título.

Nos bastidores, Cedric Alexander foi tentar falar com MVP, mas este despachou-o e explicou que eles nunca mais serão associados.

– Bobby Lashley venceu Omos & MVP (Handicap Match): Omos & MVP foram dominando Bobby Lashley muito por conta do trabalho do “Gigante da Nigéria”, sendo que este até fez o “All Mighty” atravessar uma das barreiras que está à volta do ringue.

Nos momentos finais, o ex-WWE Champion começou a dar luta, mas tudo parecia indicar que Omos ia ainda assim conseguir a vitória, tivemos Cedric Alexander a vir ao ringue e a causar a distração necessária, para o “All Mighty” acertar um Spear no “Gigante da Nigéria”, tendo em seguida aplicado o Hurt Lock em MVP, que não teve outro remédio que não desistir.

Depois do combate terminar, Bobby Lashley pegou num WWE Championship que um fã segurava e mostrou qual é o seu próximo passo.

– Kevin Owens venceu Ezekiel: Ezekiel apanhou Kevin Owens desprevenido e quase venceu no primeiro minuto deste combate, com uma Elbow Drop da terceira corda. O “Prizefighter” conseguiu virar o ímpeto a seu favor quando os dois estavam a lutar fora do ringue e dominou o seu rival durante vários minutos. mas Ezekiel conseguiu aguentar e começou a ter alguma ofensiva e a equilibrar este embate.

Depois de várias quase vitórias por parte dos dois lutadores, Kevin Owens meteu o pé no acelerador e depois de vários golpes, acertou o seu Stunner e venceu esta contenda.

– Judgment Day (Edge, Damian Priest & Rhea Ripley) venceram AJ Styles, Finn Bálor & Liv Morgan: O embate começou de forma agressiva, com as lutadoras das duas equipas a quererem mostrar serviço, tendo sido Liv Morgan e por consequência a sua equipa a levar a melhor nos primeiros minutos desta luta.

O Judgment Day conseguiu isolar Finn Bálor e dominaram durante vários minutos, mas o “Príncipe” aguentou a ofensiva e conseguiu fazer o tag em AJ Styles que virou o combate do avesso, tendo quase vencido com o Phenomenal Forearm, caso Damian Priest não tivesse parado a contagem.

Nos minutos seguintes, tivemos Rhea Ripley e Liv Morgan a querer vencer o embate para a sua equipa e o caos acabou por ficar instalado e com isso as quase vitórias foram surgindo.

No final, Finn Bálor preparava-se para acertar o seu Coup de Grace em Edge, mas Rhea Ripley colocou-se à frente do seu líder, o que deu tempo para este se desviar do “pisão” do irlandês e assim o Hall of Famer acertou o Spear e conquistou a vitória.

Nos bastidores, Bobby Lashley foi falar com Cedric Alexander e este explicou que não o fez para ajudar, mas sim para se vingar da forma como MVP e Omos o têm tratado. O “All Mighty” ficou feliz por o seu amigo estar a defender-se e desejou-lhe sorte.

– Madcap Moss venceu Happy Corbin (No Holds Barred Match): Madcap Moss entrou de forma agressiva e dominou durante algum tempo, mas fora do ringue Happy Corbin virou este No Holds Barred Match a seu favor e foi dominando com a ajuda de uma cadeira.

Porém, Madcap Moss foi aguentando o ataque do seu rival e decidiu usar também uma cadeira para equilibrar esta luta. Fora do ringue, Happy Corbin voltou a virar o ímpeto a seu favor, tendo decidido meter os degraus dentro do ringue, algo que se iria virar contra si, pois Madcap Moss atirou-o contra os mesmos, tendo fechado o combate, colocado a cadeira na garganta de Happy Corbin e depois com os degraus bateu na cadeira e assim venceu este combate, da mesma forma que o seu rival o tentou lesionar.

– WWE United States Champion Theory venceu Mustafa Ali: Mustafa Ali usou a sua velocidade para dominar Theory durante os momentos iniciais deste embate, mas o WWE United States Champion com alguma batota à mistura, colocou-se no controlo e assim dominou o lutador da casa durante vários minutos.

Mustafa Ali conseguiu aguentar o ataque do jovem campeão e voltou a usar a sua velocidade para ter algum ímpeto e até algumas hipóteses para vencer. Nos minutos finais, até chegou a parecer que poderíamos ter um novo campeão, em especial quando Mustafa Ali aplicou o STF, mas Theory fugiu ao 450 Splash e conseguiu aplicar o seu A-Town Down e assim reteve o seu WWE United States Championship.

– Cody Rhodes venceu Seth Rollins (Hell in a Cell Match): Apesar da lesão bastante visível, Cody Rhodes entrou com tudo para tentar vencer o Hell in a Cell Match mais rapidamente possível, mas Seth Rollins fez do peitoral lesionado do seu rival, o seu alvo preferencial de ataque.

O “Visionary” não mostrou remorsos nem respeito e decidiu vestir o casaco do seu rival e usar um cinto com o nome de Dusty Rhodes para continuar a torturar o “American Nightmare”, mas este conseguiu ter alguma ofensiva quando se desviou dum Frogsplash que fez Seth Rollins atravessar uma mesa.

Ora isso abriu espaço para que Cody Rhodes fosse buscar uma corda e praticamente tivemos um Bullrope Match dentro da jaula, mas apesar do ímpeto que o ex-AEW tinha, Seth Rollins voltou ao controlo e quase venceu quando fez o seu rival atravessar uma mesa com uma Powerbomb.

Quando o “Visionary” foi buscar uma marreta, isso quase lhe custou o combate, pois o “American Nightmare” acertou um Pedigree que quase lhe deu a vitória e os dois lutadores foram ficando cada vez mais perto de conquistar a vitória.

No final, e de forma incrível, Cody Rhodes aguentou tudo e depois de dois Cross Rhodes pegou na marreta e acertou no seu rival e assim o “American Nightmare” conquistou a terceira vitória nesta rivalidade.


O que achaste deste WWE Hell in a Cell?

44 Comentários

  1. Eduardo3 semanas

    Guys, bom PPV A Todos

  2. Jota3 semanas

    estou só a torcer que o The Fiend apareça

  3. coiso3 semanas

    Demasiadas luzes e pouco wrestling.

  4. Tio Ric3 semanas

    E mais uma vez aquela Bianca ganha sem sequer merecer. Não presta, pior campeã de sempre

  5. O PPV todo foi excelente. Todas as lutas foram interessantes!

  6. Rio de Janeiro3 semanas

    Previsível ao extremo. Seth Rollins deve ter mais derrotas que um jobber aleatório qualquer

  7. Facebook Profile photo
    Diogo3 semanas

    O seth Rollins so pode andar a ser castigado nestes ultimos 3 anos…so pode….ele ainda n ta na fase de uppar jovens mas sim de consquistas mas estou a ver que o futuro dele na wwe n vai ser o que era

    • Parece que o Rollins é o novo Dolph Ziggler.
      Uma pena, acho que devia ser uma estrela ao nível do Roman

    • Facebook Profile photo

      Concordo trouble

    • Ricardo3 semanas

      Truoble Dolph Ziggler nem sequer é utilizado ele o título do NXT e nunca mais o voltamos a ver já Seth Rollins raramente falha um raw ou um ppv

    • Facebook Profile photo
      Diogo3 semanas

      Ricardo,mais vale falhar um PPV do que estar sempre a perder as rivalidades…trouble pelos combates que o seth entrega e pelas mic skills devia tar no mesmo patamar que o Roman e com mais titulos principais…mas isso n vai acontecer.

    • A comparação com o Dolph foi a reparar que só serve para elevar novos talentos, o Dolph fez isso com quase todos que subiam do nxt e não valeu de nada para quase nenhum.
      Agora que o Dolph desceu no card, parece que o Rollins assumiu essa posição. É uma posição importante, mas acho que um talento como o Seth merecia muito mais

    • BigMando3 semanas

      Tem calma, Diogo. Agora com o Cody lesionado e tal, pode ser que o Seth tenha o seu merecido destaque.

    • O que penso é que o Seth Rollins não têm que provar nada e que ele próprio já não se importa de perder!

    • Facebook Profile photo
      Diogo3 semanas

      Bigmando eu tou calmo hahahah a cena é que o rollins so apostam nele numa grande superstar quando n tem outras como foi o exemplo do roman que teve afastado ai apostaram mais no rollins,o que e uma pena pk pelo wrestler que ele é ja devia tar noutro patamar. Como falo do seth podia falar do KO,bray,stroman etc.

  8. Palito de dente3 semanas

    O segundo ppv interessante da WWE , parabéns a Cody Rhodes mesmo com a lesão feia todo seu lado direito vermelho e machucado fez um excelente combate com Seth Rollins , mais um ppv bem interessante na minha opinião, que a WWE continue assim em ppv pelo menos,

  9. Um belíssimo PPV! Todas as lutas foram divertidas de se ver. Destaque para o combate feminino, Judgement Day vs Finn, AJ e Liv e Cody vs Seth. Que performance do Cody! Entregou muito mais uma vez. PPV Nota 8/10.

  10. Bruno3 semanas

    Seth vs Cody merece 5 estrelas!

  11. The Name3 semanas

    Bom ppv!
    De realçar o EXCELENTE combate entre Cody e Seth, não sei se a lesão do Cody é real ou não, mas como é que os médicos o deixaram combater naquele estado, caso seja real a lesão?
    Curioso em saber o futuro do Seth, depois de três derrotas consecutivas, quem será o próximo adversário à altura?

  12. Facebook Profile photo

    O que a wwe ou melhor o Vince MC pretende com isso fazer do seth rollins jobber. 3 derrotas 👀 muito mau . Por fim digo que seth irá fazer um pipebomb ao seu boss

  13. Bom PPV! Talvez um dos melhores PPV’s se não o melhor, que a WWE teve nos últimos tempos.

    Apesar de os resultados terem sido previsíveis, exceto a vitória do KO, foram praticamente todos combates com uma boa qualidade.
    Combate da noite sem dúvida o main event…. Muito bom!!

  14. Shockmaster3 semanas

    Excelente PPV, Cody mesmo com aquela lesão horrível conseguiu, juntamente com o Seth dar um excelente combate, os 2 realmente tem boa química juntos

  15. McIntyre3 semanas

    Alguém sabe qual a diferença entre comentar com uma conta ou não?

    • Com uma conta não tens publicidade no site, ficas com um perfil onde é possível ver os teus últimos comentários, e ainda podes submeter os teus próprios conteúdos/artigos na Comunidade do site.

    • McIntyre3 semanas

      Boas Luís, será que podes fazer um post, se é que já não foi feito, falando do Roman Reigns e do Brock Lesnar!

    • O que há para falar? 🤦🏻‍♂️

  16. Vegeta3 semanas

    Um PPV chamado Hell In a Cell e so tem um combate com esta estipulacao

  17. Algums combates bons e outros para encher chouriço. A jaula estava no meio de ringue para servir de candeeiro ou enfeitar?

  18. BigMando3 semanas

    Espero que a WWE veja bem a prestação da Liv Morgan no 6-person tag team match e que lhe deem um grande push, começando com a vitória no MITB. Simplesmente incrível a evolução dela no ringue!

  19. BRRM3 semanas

    Um Premium Live Event que quase podia ter sido um Raw. Não que tenha sido mau (não foi) mas ao mesmo tempo também não foi propriamente memorável, muito por causa de uma construção que ficou aquém.

    Bianca vs Becky vs Asuka – combate mesmo muito bom. Todas tiveram espaço para brilhar e venderam bem a necessidade de tentar despachar uma das adversárias o mais rápido possível.

    Lashley vs Omos & MVP – de modo semelhante ao que se verificou nos combates anteriores desta feud, não foi um combate espetacular mas cumpriu bem aquilo a que se propunha. Agora é ver se arranjam outro adversário para o Omos que consiga auxiliá-lo a dar combates satisfatórios como o Almighty tem feito. btw a interferência do Cedric fez sentido, vamos lá ver se sai daqui alguma coisa ou se ele vai continuar perdido no card…

    Owens vs Ezekiel – o Elias/Ezekiel não é o wrestler mais cativante dentro do ring mas com o adversário certo consegue dar um combate agradável. Foi exatamente isso que aconteceu aqui. Ainda não sei bem o que pensar desta storyline mas agradou-me ver o KO a sair do evento com uma vitória.

    Judgement Day vs AJ/Bálor/Liv – uma boa performance por parte de todos os envolvidos. Os Judgement Day cortaram bem o ring e fizeram um bom trabalho a mostrar trabalho de equipa enquanto que os babyfaces fizeram o que podiam mas acabaram por perder para a “verdadeira equipa”. Foi o que tinha de ser, basicamente.

    Moss vs Corbin – teve uns bons momentos, não se extendeu muito e o Corbin esteve bem no sei papel de heel de modo a ajudar o Madcap a puxar uma boa reação do público. Foi bacano, assim no geral, mas é um bocado triste que este tenha sido o único confronto a representar o SmackDown no card do evento.

    Theory vs Ali – tiraram o máximo proveito do tempo que tinham e deram um combate bem porreiro. O Theory pôde mostrar a sua garra e conseguiu uma boa vitória.

    Cody vs Rollins – antes de mais, todo o respeito do mundo ao Cody por ter lutado com o peitoral naquele estado. Demonstrou um enorme profissionalismo e, acima de tudo, uma paixão tremenda pela indústria. É uma pena não termos visto este combate com ele a 100%, mas aquilo que fizeram tendo em conta as circunstâncias já foi deveras impressionante. Contaram uma boa história, fizeram de tudo para não descredibilizar o Seth e este último carregou o combate como o excelente performer que é. Mas, mais uma vez, o maior destaque tem de ir para a determinação do Cody. Fora de série.

  20. Nathan3 semanas

    Em vez da WWE segurar Ali vs Theory pro futuro pro Ali tirar o cinturão, pra dar aquela moral pra ele, não, já queimam ele de largada, é assim que a WWE sabe criar estrelas, já vão cololocar Veer pra squashar o Ali.

  21. Facebook Profile photo

    Oq eu odeiei no ppv, bobby vs omos foi muito rapido
    Enquanto madcap e corbin durou horrores, e eu ja cansei de ver esses dois xom esses personagens ridiculos rivalizando

  22. Joao Vicente3 semanas

    Hell in a Cell com UM combate com essa estipulação, e sem título em jogo. Nem os títulos principais da empresa tiveram combate num evento destes… para verem a importância que a WWE lhes dá. Enfim… WWE sendo WWE

  23. jp3 semanas

    existem titulos ??

  24. Gostei:
    – Lynch vs Asuka vs Belair (c). Ótimo combate. Podia ter sido melhor mas houveram alguns spots que não saíram muito bem. Todas as 3 são das melhores e mostraram isso e gostei da história que contaram.
    – Ezekiel vs Kevin Owens. O combate entregou, em geral. Boa ação e um final limpo.
    – The Judgment Day vs Styles, Balor & Morgan. Um ótimo combate com todos os envolvidos a terem uma chance de brilhar. Resultado lógico e veremos o que traz o futuro dos Judgment Day, no entanto, pena que Styles não conseguiu vencer um único combate nesta feud.
    – Madcap Moss vs Happy Corbin. Um ótimo combate que me surpreendeu. Madcap Moss finalmente vê-se livre de Corbin e vamos ver o que lhe traz o futuro.
    – Mustafa Ali vs Theory (c). Ambos provaram que conseguem entregar um bom combate e o combate ser na cidade natal de Ali ajudou imenso. Bom wrestling com spots brutais.
    – Cody Rhodes vs Seth Rollins. Podemos adicionar este combate à minha lista dos candidatos ao melhor combate do ano! Não sou fã de lutadores a lutarem lesionados porque é mau, mas isso adicionou tanto ao combate e solidificou verdadeiramente o Cody como um top main eventer na WWE. Ele tem que ser World Champion depois disto. Ah, e gostei imenso do detalhe do Seth Rollins aparecer com a roupa do Dusty Rhodes. Vejam este main event!

    Não Gostei:
    – Omos & MVP vs Lashley. Provavelmente o melhor combate desta feud, mas isso não significa que foi bom. Ao menos o Lashley venceu e a feud terminou.

    Overall: 7,5/10. Um bom show, muito ajudado pelo sempre excelente público de Chicago. Os principais destaques vão para a triple threat, a mixed 6-man tag, Moss vs Corbin e o main event que, mais uma vez, candidato a combate do ano, na minha opinião!

  25. Ale3 semanas

    Sinceramente, fraco demais, você assiste um hell in a cell dos anos 2000 e vê esse desanima, um combate só foi dentro da jaula, sinceramente para o meu gosto a wwe já não me encanta

  26. O destaque para este HIAC foi a forma como o Cody foi lutar que não deixa de ser arrepiante e o mesmo combate que teve! Magnífico!

  27. Anónimo3 semanas

    Ótimo PPV, como ótimos combates! Ótimo combate entre o AJ, Bálor, Liv Morgan vs Judgment Day. Excelente Hell in a Cell Match entre o Rollins e Rhodes!!! Ambos estiveram muito bem! Gostei de ver o Rollins vestido como o Dusty Rhodes. O melhor com bate sem dúvida foi o Hell in a Cell!

  28. Foi um bom PPV!