WWE transmitiu este domingo, a partir do ThunderDome no Yuengling Center em Tampa, Flórida, mais um dos seus pay-per-views, o WWE Hell in a Cell.

O WWE Hell in a Cell foi transmitido na WWE Network. Subscreve!

Resultados

– Natalya venceu Mandy Rose (Kickoff)
– SmackDown Women’s Champion Bianca Belair venceu Bayley (Hell in a Cell Match)
– Seth Rollins venceu Cesaro
– Alexa Bliss venceu Shayna Baszler
– Sami Zayn venceu Kevin Owens
– Charlotte Flair venceu Raw Women’s Champion Rhea Ripley (por desqualificação)
– WWE Champion Bobby Lashley venceu Drew McIntyre (Hell in a Cell Match)

Report

– Natalya venceu Mandy Rose (Kickoff): Depois da brawl no Raw, o combate entre estas duas começou de forma inesperada, com ambas a preferirem uma abordagem técnica, sendo que Mandy Rose acabou por usar alguma batota para ter o domínio do seu lado.

Mandy Rose dominou durante várias minutos, tendo até mostrado grandes capacidades técnicas, sendo que Natalya foi sobrevivendo ao ataque da sua adversária e no final conseguiu aplicar o seu Sharpshooter para assim vencer este embate.

– SmackDown Women’s Champion Bianca Belair venceu Bayley (Hell in a Cell Match): O opener deste evento foi o primeiro Hell in a Cell Match da noite, com Bianca Belair a dominar os primeiros minutos contra Bayley, mas a “Role Model” mostrou a sua astúcia e usando o ringue começou por fazer do ombro esquerdo da “EST da WWE” o seu alvo preferencial de ataque.

Ainda assim, com armas e também a jaula à mistura, o ímpeto foi mudando de mãos várias vezes durante os minutos seguintes deste combate, sendo que Bayley conseguiu sempre ter um pouco mais de controlo, mostrando a sua experiência dentro da jaula.

Depois de um domínio um pouco mais prolongado, Bianca Belair virou o combate do avesso, mas um escadote foi a salvação da “Role Model” que teve as primeiras quase vitórias neste Hell in a Cell Match. No entanto, no final, Bianca Belair aplicou o seu KOD contra o escadote e reteve o SmackDown Women’s Championship.

De seguida fomos ao recreio de Alexa Bliss, que afirmou que Lilly ainda está de castigo e que a culpa de tudo o que vai acontecer a Shayna Baszler é da própria “Queen of Spades” e não dela.

– Seth Rollins venceu Cesaro: Seth Rollins atacou Cesaro pelas costas para abrir o combate, mas o “Swiss Superman” virou logo o embate a seu favor durante vários minutos. Com alguma batota à mistura, vimos o “Messiah” a colocar-se no controlo deste embate e a dominar durante vários minutos, sendo que a força e os strikes de Cesaro iam sendo um problema para o “Messiah”, que sempre que fazia um pin ficava mais frustrado por não conseguir vencer.

Quando parecia que Cesaro estava no controlo, usando várias submissões e enquanto atacava o braço esquerdo de Seth Rollins, este do nada com um Small Package apanhou o “Swiss Superman” desprevenido e venceu o combate.

Ainda antes do combate, Shayna Baszler foi entrevistada e explicou que não quer saber o que a maluca de Alexa Bliss tem para dizer e que hoje vai acabar com esta história.

– Alexa Bliss venceu Shayna Baszler: Shayna Baszler esteve ao ataque desde o primeiro segundo, mas Alexa Bliss nunca pareceu muito afectada, em especial porque a “Queen of Spades” nem sequer conseguia olhar nos olhos da sua adversária.

Alexa Bliss colocou-se então no controlo do combate, tendo até hipnotizado Nia Jax, que por “ordens” da estranha lutadora deu um estalo em Reginald. No final, Alexa Bliss acertou o seu DDT antes de voar com o Twisted Bliss e vencer o combate.

– Sami Zayn venceu Kevin Owens: Kevin Owens entrou com tudo na esperança de acabar com este combate o mais rapidamente possível, pois ainda estava a sentir os efeitos da Nigerian Nail do Commander Azeez de que foi alvo no último SmackDown.

Porém, com alguma batota, Sami Zayn virou o combate a seu favor durante alguns minutos, sendo que pareceu que o “Prizefighter” se lesionou no seu braço esquerdo e o que vimos a seguir foi a loucura. Com um braço completamente inutilizado, Kevin Owens mostrou o porquê do seu lema ser “Fight, Owens, Fight” e deu tudo, tendo até colocado o seu ex-amigo a sangrar da boca, que respondeu com exatamente a mesma agressividade.

No final, Sami Zayn acertou um pontapé na nuca de Kevin Owens que foi de garganta contra a corda, abrindo espaço para que acertasse o Helluva Kick e vencesse o combate.

Em seguida tivemos imagens do Hell in a Cell Match entre o WWE Universal Champion Roman Reigns e Rey Mysterio que aconteceu no SmackDown de sexta-feira.

– Charlotte Flair venceu Raw Women’s Champion Rhea Ripley (por desqualificação): Charlotte Flair não esperou pela campainha para atacar Rhea Ripley e assim dominou a sua rival durante vários minutos, fazendo do joelho esquerdo da “Nightmare” o seu alvo preferencial. Rhea Ripley nunca desistiu e usou a sua força para tentar equilibrar a contenda, mas a “Queen” manteve-se no controlo, mas foi ficando frustrada por a sua rival não se deixar vencer.

No final, a agressividade manteve-se bastante alta e a Raw Women’s Champion Rhea Ripley acabou por ser desqualificada fora do ringue, por usar o tampo da mesa de comentadores contra a adversária.

Já depois do combate, a luta continuou entre as duas sendo que até foi a “Nightmare” que levou a melhor.

– WWE Champion Bobby Lashley venceu Drew McIntyre (Hell in a Cell Match): A agressividade neste main event esteve patente desde o primeiro segundo, sendo que Drew McIntyre dominou os primeiros minutos com a ajuda da jaula e algumas armas. Já o “All Mighty” só começou a ter alguma ofensiva com a ajuda da bengala de MVP, mas ainda assim as costas de Bobby Lashley conheceram as escadas, quando o “Scottish Warrior” aplicou a sua versão do White Noise.

Drew McIntyre mostrou a sua experiência dentro da jaula, pois o escocês dominou durante bastante tempo, mas o WWE Champion foi sobrevivendo como podia e conseguiu usar toda a sua força para virar o combate do avesso.

O árbitro acabou por levar uma cadeirada e ficou KO, sendo que foi nesse preciso momento que Drew McIntyre acertou o seu Future Shock DDT, mas não havia árbitro para contar o pin. Já quando o “Scottish Warrior” acertou o seu Claymore Kick, foi MVP que roubou a hipótese do escocês voltar a ser WWE Champion.

Drew McIntyre vingou-se de MVP acertando um Claymore Kick, mas tudo isto foi uma distracção preciosa para que Bobby Lashley fora do ringue aplicasse o seu Hurt Lock, sendo que os dois acabaram por atravessar uma mesa e assim esta guerra continuou mais uns minutos.

No final parecia que Drew McIntyre ia reconquistar o WWE Championship quando se preparava para acertar o seu Claymore Kick em Bobby Lashley, mas MVP agarrou e distraiu o escocês, e o “All Mighty” aproveitou e com um pin rápido venceu este combate e reteve o seu título.


O que achaste deste WWE Hell in a Cell?

24 Comentários

  1. 190411 meses

    Bom começo, sem dúvida! Belo KOD…

  2. Guilherme11 meses

    Gostei do combate da Bianca e da Bayley. Mas, eu esperaria muito mais!!

    • 190411 meses

      confesso que também esperaria mais!!! Eu estou curioso para ver é o main event…isso sim!!!

  3. Joelson Souza Ribeiro11 meses

    Aguardando evento principal do heel in cell dréw vs Bobby como vai ser kk

  4. Kay Orton11 meses

    Kevin Owens vs Sami Zayn
    Sami Zayn vs Kevin Steen
    Kevin Steen vs EL Genérico
    EL Generico vs Super Dragon
    Kevin Yanick vs Rami Sabei

    NÃO IMPORTA !!!
    Na minha opinião, esses dois sempre fazem parecer a primeira vez que eu os assisti e lutam como se fosse a última vez. E nunca entregam combates ruins.

    🐏 GOAT’S 🐏

  5. Kay Orton11 meses

    Bianca e Bayley eu confesso que esperava até mais do que foi mostrado, talvez subir na jaula e acontecer algum spot lá de cima, mas isso não diminui o nível do combate pois ambas trabalharam muito bem com objetos e entregaram um ótimo combate.

    Alexa e Shayna, tive muitas falhas na conexão e não assisti direito,mas um combate normal e no final nenhuma surpresa, tudo como eu pensei.

    Cesaro perdeu de uma forma que ao meu ver não atrapalha tanto ele, Cesarão ainda continua credível pro MITB.
    Além dele já tenho talvez mais 2 nomes pros vencedores.

    Sami Zayn ganhando LIMPO, calando os haters e MAIS UMA VEZ PROVANDO que existe algo de sujo dentro da WWE, estou de olhos em todos os Ref que estão lá apenas pra fazer o Grande Libertador perder suas partidas.
    NÃO ME CALAREI !!!!

    Rhea permanece campeã – falhas na conexão porém muito domínio da Mrs Puss Supremo, o que me da medo do próximo Raw, ou do próximo PPV, pois se ela enfrentar Charlotte sozinha sem alguém pra ajuda-la e num vale tudo, da pra perceber que ela perde.

    Bobby – Drew dominou o combate e Lashley não conseguiria o pin tão fácil. Acabar num roll up é triste, mas eu fico feliz que deixaram ser roll up no HIAC e não na WM37 com público pois seria muito pior.

    Ótimo Card e um PPV que foi agradável pelo que eu consegui assistir.

    7,5 / 10

  6. Miguel Ribeiro11 meses

    Mais do memo

  7. Eu pensava mesmo que a rivalidade da Shayna e da Alexa não podia ficar mais estúpido, enganei-me, e ainda estou á espera da ver a Lily vencer a Shayna num combate.
    Prevejo que com esta derrota do Drew o vai levar de volta ao midcard e a ser apenas mais um, quando ele devia carregar a empresa junto com o Reigns.
    Não sei o que se está a passar com a Rhea Ripley vs Charlotte.
    Até nos ppvs a WWE abusa dos rool-ups e dqs, a falta de criatividade no seu máximo esplendor.
    Gostei da vitória do Rollins, mas o mais provavél é ele perder para o Cesaro no próximo Smackdown.

    Apesar de tudo de tudo foi um bom ppv porque a WWE apesar da incrível falta de criatividade, tem um roster com um talento incrível que é capaz de esconder estas debilidades e dar bons shows.

  8. Facebook Profile photo

    Nao perdem nada se nao virem o ppv.

  9. Tiago11 meses

    Podiam acabar o main event em beleza, mas aquele roll up foi um murro no estômago :/
    Anyway, acho que os combates foram bons. Talvez o menos interessante seja o da alexa vs shayna

  10. Rui11 meses

    Um Hell in the Cell no Smackdown e agora um roll-up no main event de um Hell in the Cell!?
    Para quem achava q a WWE não podia ficar pior, está aí outra surpresa.

  11. Meu Deus… Depois de um bom combate no main event, o Lashley vencer com um roll up pareceu que eu estava vendo um filme de terror.
    Do que adiantou o Drew carregar a empresa nas costas junto com o Roman durante essa pandemia?!

    • Nada mesmo, vai cair para o midcard e ser apenas mais um

    • Ronald11 meses

      Ele nunca carregou a empresa. Na pandemia ele só teve 3 combates bons e os três foram os adversários que se destacaram.ele só tá ali porque não tem mais ninguém altura de encarar o Bob Lashley

  12. A Charlotte Flair não pode perder de forma limpa lol.

  13. Eduardo11 meses

    Excelente PPV. Dou nota 8. Mas aquela final foi estúpido Ker Dizer eu queria K O Lashley vencesse mas não daquela maneira. Espero é K o Drew n volte pró Mid Card e K n seja jobber novamente

  14. PPV razoável, no máximo. Deste Hell in a Cell retiro como únicos pontos positivos Bianca Belair vs Bayley (combate da noite, a meu ver) e os rematches decentes entre Seth Rollins e Cesaro e entre Sami Zayn e Kevin Owens.

  15. Gostei:
    – Bianca Belair vs Bayley. As duas mostraram que tem uma química fantástica, e fizeram um combate brilhante. A história tinha como base de ser o 2º HIAC Match da Bayley enquanto era o 1º de Belair. A equipa de comentadores, nomeadamente McAfee, destacaram isto muito bem. O combate foi focado no cabelo da Bianca, como habitual. A Bayley a meter o cabelo da Bianca em vários sítios foi bem pensado. Mas no fim, não foi suficiente para terminar o reinado da E.S.T.
    – Enquanto esperamos pelo próximo combate, Alexa Bliss está nos seus baloiços e faz uma pequena promo. Boa promo.
    – Seth Rollins vs Cesaro. Apesar de não ter sido tão bom quando o da WrestleMania, ainda foi um ótimo combate, com Rollins a vencer desta vez.
    – Sami Zayn vs Kevin Owens. Mais uma vez, um combate com história de que Sami Zayn acredita que há uma conspiração contra ele mas ele tem ventagem agora, pois Owens está lesionado. Não foi dos melhores combates entre estes 2, mas ainda foi bom.
    – Rhea Ripley vs Charlotte Flair. O combate foi ótimo, apesar da feud. Mostraram que tem boa química. Não sou fã de DQ’s em PPV’s, mas aceito aqui por 2 razões. 1 – A Rhea fê-lo porque a Charlotte faria o mesmo no seu lugar, inteligente. 2 – O combate da Mania 36 teve 0 público. Este teve 0 público. Precisamos de público para um clean finish nesta feud.
    – Bobby Lashley vs Drew McIntyre. Os 2 homens foram à guerra e fizeram um tremendo main event… excluindo o fim. Se o fim fosse algo raro, de lua cheia em lua cheia, aceitava. Mas desde que me lembro, há sempre alguém que consegue entrar na cela. O ponto desta estipulação é que ninguém pode entrar para termos um clean finish, mas isso perdeu o significado e acontece porque sim. No entanto, recomendo a verem o combate porque é mesmo muito bom.

    Não Gostei:
    – Alexa Bliss vs Shayna Baszler. Por onde começo… Não me importo com a parte de wrestling, foi decente. Mas tudo o resto… A Alexa a possuir a Shayna… A possuir a Nia… Nem quero imaginar a reação do público se houvesse. Atrocidade completa por parte da WWE.

    Overall: 7/10. Foi um PPV sólido e desfrutável para terminar os PPV’s no ThunderDome. Fácil de ver, boa progressão de storylines, mas aquela atrocidade arruinou imenso o show. Eu posso defender certos spots (objetos a cair nos bastidores, pois a Alexa podia ter feito a armadilha, tipo WWE Raw! 2) mas agora possuir pessoas? Ri-dí-cu-lo. A WWE pode-se considerar sortuda por ter sido no ThunderDome, se fosse com uma audiência ao vivo… não sei não.

  16. Anónimo11 meses

    Bayley vs Bianca, Rollins vs Cesaro, Kevin Owens vs Sami Zayne, Drew vs Lashley, foram todos bons combates. O final dos combates pelos títulos masculino e feminino do Raw não foi o mais acertado, mas tirando isso foram bons combates.

  17. Hell in a Cell, bom para ok:
    – Bayley vs Bianca
    Combate que mais gostei, teve bons momentos e uma boa história
    – Seth Rollins vs Cesaro
    Mais um bom combate, mas a meu ver abaixo do da Wrestelmania, o que já era de esperar. O Cesaro saiu bem e o Rollins estava a precisar da vitória.
    – Sami Zayn vs Kevin Owens
    Bom combate, talvez o pior entre os dois, boa vitória para o Zayn.
    – Rhea Ripley vs Charlotte
    Muito bom combate até ao momento da desqualificação, que apesar de ser realista deixou a desejar
    – Bobby Lashley vs Drew McIntyre
    Muito bom combate, mas o roll up estragou tudo, podia muito bem ter acabado com um Full Nelson.

  18. BRRM11 meses

    PPV que nem pecou assim tanto mas, ao mesmo tempo, também não fez muito para ser memorável.

    Natalya vs Mandy – razoável

    Bianca vs Bayley – na minha opinião esta feud não justificava um hell in a cell match e, dos combates femininos que já tiveram esta estipulação, acho que este foi aquele que gostei menos… mas, foi um bom combate de qualquer das maneiras. Lá houveram alguns momentos menos cativantes mas conseguiram contar uma boa história e fazer alguns spots fixes.

    Rollins vs Cesaro – ótimo combate, o Seth desempenhou o papel de heel confiante de forma exemplar e o Cesaro esteve excelente como babyface underdog. Espero que a rivalidade continue e que acabe com o suíço a sair por cima.

    Bliss vs Baszler – dependendo da afinidade que cada um tem com o tipo de personagem da Alexa, isto até que foi um combate que cumpriu. É pena é ver a Shayna a ser subvalorizada desta forma…

    Sami vs Owens – podem ser feitas críticas à quantidade de vezes que estes dois são colocados a trabalhar juntos mas a verdade é que eles nunca falham. Desta vez construíram o combate em volta da “lesão” do KO e o resultado foi um confronto bastante físico e duro, que é exatamente o que se pedia.

    Charlotte vs Rhea – o combate em si foi mesmo muito bom mas a storyline tem sido construída de uma forma lamentavelmente má. Pelo menos que a Ripley saia disto ainda campeã…

    Lashley vs McIntyre – não apreciei muito o final por roll-up mas, tirando isso, adorei. Dois big guys a destruírem-se um ao outro, gotta love it