A WWE transmitiu esta terça-feira mais uma edição do NXT na USA Network, especial New Year’s Evil, a partir do Capitol Wrestling Center em Orlando, Flórida.

Resultados

– Dijak venceu Tony D’Angelo
– Gallus (Mark Coffey & Wolfgang) venceram Pretty Deadly (Elton Prince & Kit Wilson), Edris Enofé & Malik Blade e “The Rockers” (Brian Williams & Jimmy Jackson) (Gauntlet Match)
1. Pretty Deadly (Elton Prince & Kit Wilson) venceram “The Rockers” (Brian Williams & Jimmy Jackson)
2. Pretty Deadly (Elton Prince & Kit Wilson) venceram Edris Enofé & Malik Blade
3. Gallus (Mark Coffey & Wolfgang) venceram Pretty Deadly (Elton Prince & Kit Wilson)
– NXT Champion Bron Breakker venceu Grayson Waller (por Count-Out)
– Charlie Dempsey venceu Hank Walker
– Jinder Mahal venceu Julius Creed
– Toxic Attraction (Gigi Dolin e Jacy Jayne) venceram NXT Women’s Championship Nº1 Contender’s 20-Woman Battle Royal

Report

Em destaque neste especial New Year’s Evil tivemos uma Battle Royal que definiu a próxima candidata principal ao NXT Women’s Championship e o combate pelo NXT Championship entre Bron Breakker e Grayson Waller.

6 Comentários

  1. Hjh3 semanas

    Wwe foi vendida para Arábia saudita💔

  2. Gostei:
    – Dijak vs Tony D’Angelo. Um ótimo combate com um momento particularmente muito bom, com o D’Angelo a dizer ao Channing que não é o seu chefe, mas a sua família. Destaco também o Wes Lee nos comentários, foi mantendo as coisas divertidas. Dijak vs Wes Lee promete ser bom. Em geral, ótimo começo de show.
    – Pretty Deadly Gauntlet Match. Não sei o que dizer daquela equipa de jobbers. O combate entre os Pretty Deadly e Enofe/Blade foi bem sólido e o destaque natural. Os Gallus a vencerem e tornarem-se #1 Contenders é bem-vindo.
    – Bron Breakker (c) vs Grayson Waller. O combate em si foi bom, apesar de me ter surpreendido o público a apupar o Breakker. As cordas a partirem-se (2 vezes) foi bem confuso, pois a primeira pareceu-me um botch enquanto que a 2ª pareceu planeada… não sei. Tirando as porcarias com as cordas, foi um combate sólido e a desforra da próxima semana deve ser ainda melhor (sem todas as tretas). Destaco também uma joelhada muito boa que o Waller espetou no Breakker.
    – Jinder Mahal vs Julius Creed. Não me acredito que o Jinder Mahal teve um combate positivo… o Julius Creed esteve bem e o Mahal revelou-se sólido aqui. Agora, com a suposta venda aos Sauditas, Jinder Mahal como NXT Champion deixa de ser uma questão de “será?” e passa a ser “quando?” 🙃
    – Battle Royal para determinar a #1 Contender ao NXT Women’s Championship. Isto confirmou-me uma coisa: Jade vs Perez é definitivamente o plano para o Stand & Deliver. Da forma como a Jade foi eliminada primeiro, eles querem adiar isso até lá. A Lyra Valkyria teve imenso destaque neste combate, o que é bom. Eu sinto que estes finais onde 2 pessoas vencem/empatam são baratos e raramente são bons. Este não escapa à norma, mas faz sentido em termos de história e mérito para a Gigi e Jacy que realmente parece que caíram no chão ao mesmo tempo.

    Não Gostei:
    – Charlie Dempsey vs Hank Walker. É a este ponto que digo que não vejo nada de especial neste Walker… não tem melhorado muito desde que se estreou e não entendo como continua a ter tanto destaque. O combate foi curto e bem medíocre.

    Overall: 6.5/10. Um bom episódio do NXT, com o grande destaque a ser o combate entre Dijak e D’Angelo. Houve pontos negativos (Dempsey vs Walker, o final do NXT Championship Match, o final barato de 2 pessoas ganharem uma Battle Royal) mas há mais pontos positivos.

    • Wwe3 semanas

      Tenho te a dizer que aprecio bastante os teus comentários gostava que comentasse todos os episódios de raw nxt e smackdown

    • Soares, sem querer reportei o teu comentário enquanto estava a dar scroll

  3. Anónimo3 semanas

    Ótimo combate entre o Tony D’Angelo vs Dijak.