Frank casino

A WWE transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do NXT na USA Network, novamente na Full Sail University à porta fechada e em concorrência direta com o AEW Dynamite.

Resultados

– Imperium (Marcel Barthel & Fabian Aichner) venceram NXT Tag Team Champions Matt Riddle & Timothy Thatcher
– Tegan Nox venceu Indie Hartwell
– Jake Atlas venceu Tony Nese
– Jack Gallagher venceu Isaiah “Swerve” Scott
– Kayden Karter venceu Aliyah
– Matt Riddle venceu Timothy Thatcher

Report

– Imperium (Marcel Barthel & Fabian Aichner) venceram NXT Tag Team Champions Matt Riddle & Timothy Thatcher: O NXT abriu com o combate pelos NXT Tag Team Championships e a dupla dos Imperium e os campeões Matt Riddle & Timothy Thatcher tiveram um início bastante técnico, mas que rapidamente se desenvolveu numa brawl.

A parte mais agressiva do combate acabou por ter maior domínio por parte do duo europeu de Fabian Aichner & Marcel Barthel, que conseguiram isolar Matt Riddle de Timothy Thatcher.

Quando parecia que Matt Riddle ia conseguir ganhar espaço, sem querer atirou Marcel Barthel contra Timothy Thatcher, que se irritou e saiu do combate. Assim, e apesar de toda a luta que o “Original Bro” deu, este acabou por perder os NXT Tag Team Championships.

No backstage tivemos uma entrevista a Timothy Thatcher que explicou que não queria ser campeão ao lado de alguém como Matt Riddle, que acabou por interromper a promo e os dois envolveram-se numa brawl, que teve de ser separada por árbitros e oficiais da WWE.

– Tegan Nox venceu Indie Hartwell: Neste combate feminino, Indie Hartwell dominou boa parte, porém a maior experiência e explosividade de Tegan Nox acabaram por dar-lhe ímpeto suficiente, para com o Shinniest Wizard vencer o combate.

Logo de seguida foi-nos relembrado o que aconteceu na última semana, primeiro no combate entre a NXT Women’s Champion Charlotte Flair e Io Shirai, e depois a brawl entre a lutadora japonesa e Rhea Ripley.

De seguida tivemos uma promo da ex-NXT Women’s Champion Rhea Ripley a dizer que mal consegue descansar desde a WrestleMania 36 e que se tiver de lutar primeiro contra Io Shirai que seja, porque o título que Charlotte Flair tem, pertence-lhe e vai recuperá-lo para o NXT.

De novo no backstage, Matt Riddle falou com William Regal para ter um combate contra Timothy Thatcher, e o seu antigo parceiro atacou-o novamente, desta vez tendo finalizado o ataque ao acertar-lhe com um monitor.

– Jake Atlas venceu Tony Nese: No primeiro combate da terceira jornada do torneio para definir o novo campeão interino do NXT Cruiserweight Championship, tivemos um ritmo bastante intenso desde o início, com Tony Nese a ganhar algum domínio fazendo uso da sua experiência. Porém, no final, Jake Atlas conseguiu virar o ímpeto do combate a seu favor e, com o seu espectacular DDT, venceu o combate.

A seguir tivemos uma videochamada com os membros da Undisputed ERA, que se divertiram com o facto de Adam Cole continuar NXT Champion, tendo também decidido que deveria ser Roderick Strong a tratar de Dexter Lumis.

Logo em seguida tivemos um video package de Karrion Kross a dizer que não está no NXT para chocar o sistema ou para salvar o seu blackheart, que Tommaso Ciampa é só a sua primeira vítima e que o fim está próximo.

O video package a seguir foi de Dakota Kai, a explicar que no passado tinha o apoio do público, mas que depois da sua lesão regressou para ficar na sombra de alguém, e que não iria aceitar isso.

A seguir tivemos o anúncio da D-Generation X e então Triple H e Shawn Michaels explicaram que faz agora 25 anos desde o primeiro In Your House. Por isso, e para celebrar, no sábado dia 7 de Junho teremos o NXT TakeOver: In Your House.

– Cameron Grimes e Finn Bálor: Os dois lutadores começaram o combate logo de forma bastante agressiva e, apesar de forma inesperada, foi Cameron Grimes que ganhou o domínio do mesmo.

Finn Bálor começou a ganhar o domínio na parte final, mas nos momentos finais Damian Priest apareceu perto do ringue, e acabou por ser atacado pelo “Príncipe do NXT”. No entanto, com o árbitro distraído, Damian Priest acabou por com o seu cacetete acertar em Finn Bálor.

Esse ataque abriu espaço a Cameron Grimes, que com o seu Double Foot Stomp venceu o combate. Assim que o combate acabou, “The Archer of Infamy” entrou no ringue para continuar a atacar Finn Bálor com uma cadeira. Damian Priest é assim o lutador que atacou Finn Bálor há umas semanas.

– Jack Gallagher venceu Isaiah “Swerve” Scott: No segundo combate da noite do torneio para definir o novo campeão interino do NXT Cruiserweight Championship, Jack Gallagher atacou “Swerve” ainda antes do combate começar. Esse ataque seria-lhe bastante útil, pois Isaiah Scott quase nunca conseguiu formar ofensiva para vencer o lutador britânico, que acabou por ganhar com uma Roaring Elbow.

– Kayden Karter venceu Aliyah: No segundo combate feminino da noite, Aliyah tentou impressionar Robert Stone, que esteve presente em parte do combate. Só que a ofensiva pouco ortodoxa de Kayden Karter foi demasiado para Aliyah, que acabou por ter de desistir com uma Grapevine.

De seguida tivemos imagens de um jantar na casa dos Garganos, com Johnny Gargano a vangloriar-se da vitória sobre Dominik Dijakovic e de como todos os lutadores que se colocarem à sua frente vão também perder.

Já Candice LeRae vangloriou-se da sua vitória sobre Kacy Catanzaro e afirmou que continua sem receber o que merece, ao contrário de outras lutadoras, tendo insultado Mia Yim. Johnny Gargano voltou a falar e centrou as suas atenções no NXT North American Champion Keith Lee, e de que ele percebe o que é ter o público do seu lado, mas que ele não precisa disso.

– Matt Riddle venceu Timothy Thatcher: O main event do NXT foi agressivo desde o primeiro segundo, tal como se esperava por parte dos agora rivais Matt Riddle e Timothy Thatcher. Os dois lutadores desde cedo lutaram de uma forma bastante física onde usaram um estilo bastante próprio, com vários strikes e submissões, como se tivéssemos num combate de Mixed Martial Arts e não um combate de Wrestling.

Timothy Thatcher teve uma estratégia bem definida desde o início: atacar a perna esquerda e braço esquerdo de Matt Riddle, que só se queria vingar do seu ex-companheiro de equipa.

Os minutos finais foram bastante dominados por Timothy Thatcher, que quase fez Matt Riddle desistir por várias vezes, tanto com o Fujiwara Armbar como com uma Leg Lock. Seria mesmo a Leg Lock que seria o fim, mas para Timothy Thatcher, pois Matt Riddle teve a presença de espírito para, enquanto estava na submissão, colocar o seu rival em posição de pin e vencer o combate.

No entanto, os festejos seriam curtos. Timothy Thatcher atacou Matt Riddle até aos segundos finais do episódio do NXT desta semana.


O que achaste do WWE NXT desta semana?

33 Comentários

  1. Facebook Profile photo
    Matt4 meses

    NXT Brutal e vida longa ao Imperium

  2. Lucas Vaz ferreira4 meses

    Cadê Cameron x Finn Balor

    • Pois, realmente não aparece na parte dos resultados no topo da página mas Cameron Grimes derrotou Finn Bálor (com ajuda via interferência de Damian Priest — que foi revelado como o atacante do Finn há umas semanas).

  3. Meh, não gostei muito deste episódio do NXT. Faltou star power e ideias “criativas” (só se salva mesmo o anúncio do próximo TakeOver), além de que achei apressada a decisão de separarem Matt Riddle & Timothy Thatcher e não curti dos Imperium terem ganho os títulos de tag team em tão pouco tempo (deviam ter sido melhor construídos, a meu ver).

    • Doughc4 meses

      Rapz vou discordar de vc pela primeira vez no site, prefiro o tag champ com uma dupla de verdade mesmo kkk

    • Sem problema, Doughc 🙂 Não é que eu não prefira os Imperium como campeões e/ou desgoste deles (precisamente por serem uma equipa legítima e com química de muitos anos de trabalho juntos), simplesmente queria ver mais um pouco desta parceria entre Riddle e Thatcher antes deste último fazer o heel turn e também gostava de ver Fabian Aichner & Marcel Barthel a ter mais algumas vitórias antes desta conquista. No entanto, o NXT tem muito poucas tag teams neste momento por isso até que acabo por aceitar este resultado/plano.

  4. Feliz pelo imperium, falta regressar o walter e o wolf
    Ja agora que é feito da team indiana? Tanta coisa no inicio e desaparecem sem deixar rasto

    • Realmente os Indus Sher já não aparecem há algum tempo, parecia que iam logo atrás do Matt Riddle porque atacaram-no na estreia mas deve ter havido alguma mudança de planos.

    • Sim, acredito que tenha sido uma decisao propositada a wwe e preferiu mudar e dar aos imperium que ja merecem a bastante, a ausencia talvez tenha sidp porcausa da pandemia, espero que nao desistam deles

  5. Fico muito contente que os Imperium tenham ganho os títulos. Muito talentosos e por agora tendo em conta que o Dunne está de fora, prefiro que uma verdadeira tag-team tenha os titulos, e pelo caminho cria-se uma hot feud entre o Thatcher e o Riddle (que tiveram um combate técnico brutal no main-event).

    Priest ser o attacker do Balor.. meh, não sei muito bem o que pensar. O Priest ainda não me convenceu, está-lhe a faltar qualquer coisa.

    Gostei muito das vignettes que mostraram ao longo do episódio, o que é muito melhor do que simples promos no ringue diante de 0 fãs. Tanto o jantar com o Gargano e a Candice, como a promo do Kross e da Scarlett e também a vignette da Dakota Kai, foram todas muito boas.

    Bom episódio.

    • Não concordo em relação ao Priest, acho que é um dos wrestlers do NXT que apesar de não estar lá à muito tempo já está preparado para subir ao main roster, tem gimmick, tem look, bom move-set, desenrasca-se bem no mic e tem uma boa presença em ringue.
      Mas gostava de o ver a ganhar o um titulo antes da subida, acho que é isso que está a faltar para dar o próximo passo.

    • Bea Ospreay4 meses

      Tambem não concordo sobre Damian Pedro Postes.

    • Ele é bom, apenas acho que lhe falta qualquer coisa. Não sei explicar.

    • Também sinto um pouco isso em relação a ele.
      É um wrestler que precisa de ouro à cintura para o completar, sinto que lhe está a faltar isso… conquistas e vitórias mais notórias. Acredito que seja um dos poucos casos que tem o “it factor” para ir longe.

    • Bea Ospreay4 meses

      Pedro Santos* (confundi com o outro Pedro kkk).

    • Facebook Profile photo

      Bea, andas a sonhar comigo e não dizes nada a ninguém? ahahah

  6. Facebook Profile photo

    De 0 a 10 dou 8 pelo o episódio. Começou bem e acabou bem. No futuro, gostava de ver Imperium vs Undisputed Era.

  7. Nuno4 meses

    Este Tatcher e quase parecido com o oney lorcan não acham?

  8. Bea Ospreay4 meses

    Bom episodio.

  9. NXT razoável, mas senti um pouco falta de star power, sem Keith Lee, Cole, Velvateen, Ciampa fica mais complicado…. são nomes que fazem falta ao NXT.

    Gostei da troca de títulos tag team apesar de ter sido um pouco acelerada, podiam ter construído melhor esta feud. Não acho o Thatcher um talento por aí além, acho que é daqueles casos que só consegue destaque em uma tag team, mas conseguiu dar um belo combate com o Riddle no main event, vamos ver como o Pete Dunn entra nesta feud.
    Estava à espera que quem atacou o Balor fosse o Dexter Lumis, mas o Priest é um bom nome para uma feud com o Balor.
    Parece também que o Gargano vai ser o próximo contender ao North American Championship, caso seja vejo o Keith Lee a perder o título, para quem sabe uma subida ao main roster.
    Quanto ao NXT Championship fico na dúvida de quem será o próximo contender, acho cedo para o Dexter Lumis atacar o main event do NXT e não sobram assim grandes nomes desocupados… a menos que tenha um rematch contra o Velvateen, o que acho pouco provável.

  10. Diogo Santos4 meses

    Que show do nxt, esta semana está em grande, grande raw, grande impact, grande aew dark, grande nxt, grande aew dynamite

  11. El Cuebro4 meses

    Gostei muito desse episódio do NXT, tivemos algumas derrotas inesperadas como Bálor, Thatcher e Swerve perdendo, aliás parece que alguém na WWE tem algo contra o Swerve, ele é um dos melhores cruiserweights do momento e não querem dar essa chance para ele, quanto ao Thatcher claramente virando heel e vai dar trabalho ao Riddle, já o Bálor terá trabalho duplo, Cameron e Damian em seu caminho! Gostei muito da luta de Tegan e Indie, muita ação e brutalidade, a Indie certamente terá mais destaque logo, bem como a Kayden, e uma coisa sobre a Aliyah, ela me pareceu meu diferente do que antes, lembro que ela era um pouco mais magra antes e parece que realizou alguma cirurgia no rosto, alguém sabe algo sobre isso? E Imperium campeões, merecido, sinceramente não gostava da dupla de Riddle e Thatcher!

  12. Facebook Profile photo

    Fiquei super feliz com a vitória dos Imperium! Sinto que foi uma boa decisão tendo em conta a ausência do Pete!
    Mal posso esperar para ver o que se segue para o Kross e o Ciampa, acredito numa rivalidade de arromba entre estes dois!
    Keith e Adam Cole fazem imensa falta e notei isso neste episódio ahah
    Finn vs Priest vai ser interessante e a rivalidade em torno do título do feminino também promete. Espero um triple threat entre as 3 lutadoras eheh

  13. Anónimo4 meses

    Foi um bom NXT, gostei de ver a mudança de títulos de Tag Team.