Faz login e remove a publicidade
Frank casino

A WWE transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do NXT na USA Network, e mais uma vez em concorrência direta com o programa semanal da All Elite Wrestling, o Dynamite. Aproxima-se o Worlds Collide, na véspera do Royal Rumble, e o TakeOver: Portland, em meados de Fevereiro.

Resultados

– Matt Riddle & Pete Dunne venceram Mark Andrews & Flash Morgan Webster (Primeira Ronda do NXT Dusty Rhodes Tag Team Classic)
– Grizzled Young Veterans (James Drake & Zack Gibson) venceram Kushida & Alex Shelley (Primeira Ronda do NXT Dusty Rhodes Tag Team Classic)
– Isaiah “Swerve” Scott venceu Tyler Breeze e Lio Rush
– Bianca Belair venceu Nº1 Contender’s Battle Royal ao NXT Women’s Championship

Report

O WWE NXT desta semana começou com o candidato principal ao NXT North American Championship, Keith Lee, que falou do grande final de 2019 dos Undisputed ERA, que foi o melhor de todas as Superstars da WWE exceto ele. Quando o “Limitless” declarou que iria vencer Roderick Strong, os Undisputed ERA vieram ao ringue e atacaram-o com uma cadeira, fazendo proveito da vantagem numérica. O ataque só acabou quando Tommaso Ciampa veio em auxílio de Keith Lee.

Matt Riddle & Pete Dunne venceram Mark Andrews & Flash Morgan Webster. No primeiro combate do NXT tivemos um embate incrível entre a equipa improvável de Matt Riddle & Pete Dunne e o duo de Mark Andrews & Flash Morgan Webster. Um combate que ocorreu a grande velocidade desde os primeiros segundos, e onde vimos os BroserWeights usarem a sua força e técnica para dominarem os galeses. No entanto, a velocidade dos ex-NXT UK Tag Team Champions equilibrou o combate.

Quando parecia que a dupla de Matt Riddle & Pete Dunne só iria durar um combate neste NXT Dusty Rhodes Tag Team Classic, a força da equipa fez a diferença e assegurou a vitória que lhes permitiu a passagem às meias-finais.

No backstage tivemos Cathy Kelley, à porta da sala da equipa médica da WWE, a informar que ainda durante o programa desta semana iríamos ter mais informações sobre o estado de saúde de Keith Lee.

De novo no ringue tivemos Tommaso Ciampa a dizer que quer a sua vida de volta e isso significa que quer o NXT Championship de volta, e que Adam Cole está na sua lista. Os Undisputed ERA não gostaram deste desafio e vieram ao ringue para atacar o “Blackheart”, tal como tinham feito com Keith Lee. O que o grupo não esperava era que Johnny Gargano viesse em auxílio do seu antigo amigo e rival, Tommaso Ciampa, marcando o regresso dos #DIY.

Grizzled Young Veterans (James Drake & Zack Gibson) venceram Kushida & Alex Shelley. No último combate da primeira ronda do NXT Dusty Rhodes Tag Team Classic tivemos o contraste entre a velocidade de Kushida & Alex Shelley e a técnica dos lutadores britânicos. Este foi um dos exemplos, com os Time Splitters a aplicarem um Springboard Crossbody conjunto.

Porém, a intensidade de James Drake & Zack Gibson foi demasiado para Kushida & Alex Shelley e tivemos a primeira ronda do NXT Dusty Rhodes Tag Team Classic a acabar em surpresa, com a vitória dos primeiros NXT UK Tag Team Champions da história sobre os Time Splitters.

Fora da Full Sail University tivemos um segmento gravado entre Robert Stone e Chelsea Green, onde foi explicado que os talentos de Chelsea Green não iam ser gastos numa simples Battle Royal, e por isso esta não iria lutar naquele que seria o main event da noite.

Em seguida tivemos um vídeo com Finn Bálor a falar do combate que terá no WWE Worlds Collide contra Ilja Dragunov, deixando um aviso ao lutador russo.

Isaiah “Swerve” Scott venceu Tyler Breeze e Lio Rush. No terceiro combate da noite tivemos mais um combate de grande velocidade, e no qual estava em jogo um lugar no combate pelo NXT Cruiserweight Championship que acontecerá no WWE Worlds Collide. O equilíbrio foi a nota dominante neste Triple Threat Match, onde os lutadores tentaram ganhar vantagem, mas raramente houve um lutador com maior domínio.

Os minutos finais do combate viram a velocidade e a intensidade aumentar ainda mais e Lio Rush mostrou ter uma mudança superior aos seus adversários. No entanto, Isaiah “Swerve” Scott foi quem teve melhor timing e conseguiu vencer o combate fazendo o pin em Tyler Breeze.

Nas imediações da arena tivemos uma pequena promo de Tommaso Ciampa e Johnny Gargano, que aceitaram um desafio dos Moustache Mountain para um combate no WWE World Collide. Porém, os dois seriam interrompidos pelos Undisputed ERA, que estavam a ser impedidos de atacar o duo por um grupo de seguranças. Só que de nada valeu esse grupo de seguranças quando Keith Lee abalroou um dos elementos para fora de vista, e atirou outro contra o para-brisas de um Ford Mustang que lá estava estacionado.

Bianca Belair venceu Nº1 Contender’s Battle Royal ao NXT Women’s Championship. Como main event da noite tivemos então a Battle Royal para definir a candidata principal ao NXT Women’s Championship no NXT TakeOver: Portland, mas ainda antes do combate começar tivemos logo uma grande surpresa: Shayna Baszler regressou e também fez parte do combate.

Este foi um combate confuso e caótico, como seria de esperar de uma Battle Royal. As eliminações foram acontecendo, com Shayna Baszler a ser lutadora com mais eliminações no combate (6 eliminações).

No final tivemos Tegan Nox, Shayna Baszler, Io Shirai e Bianca Belair, e a lutadora galesa foi dando conta das suas três adversárias, até que a sua antiga amiga e agora rival Dakota Kai a eliminou, mesmo não fazendo parte do combate.

No final, Shayna Baszler foi eliminada por Shotzi Blackheart, que tinha sido atacada por Deonna Purrazzo e tinha ficado fora do ringue sem ter sido eliminada. Só que a festa de Shotzi Blackheart não durou muito, pois foi eliminada logo a seguir por Bianca Belair.

Para o final ficou então Bianca Belair contra Io Shirai, duas das favoritas à vitória. Uma das duas iria lutar pelo NXT Women’s Championship no NXT TakeOver: Portland e tivemos um final frenético, com várias quase eliminações. No final, a força de Bianca Belair provou ser um factor decisivo e com uma espécie de Argentine Backbreaker colocou Io Shirai fora do ringue e venceu o combate.

Bianca Belair vai ter agora que esperar pelo WWE Worlds Collide do próximo dia 25 de Janeiro para saber se enfrentará Rhea Ripley ou Toni Storm pelo NXT Women’s Championship no TakeOver: Portland.


O que achaste do WWE NXT desta semana?

13 Comentários

  1. Pedro Araújo 20014 meses

    Que battle royal incrível! So faltou mesmo a Taynara, a Chelsea Green e a Aliyah. A vencedora foi a certa pois era preciso alguem heel para combater a rhea e perder e a Io tem de ser protegida. Gostei do retorno da Kacy (ela nao tinha ido embora?) e da Mercedes. A shayna deve ter feito aqui o seu último combate no nxt

    • Pedro Araujo4 meses

      E da Kay Lee Ray já que a Toni ja vai lutar pelo titulo

  2. Showstealer4 meses

    Mais um bom show por parte do NXT, como tem sido a norma.
    Neste caso, deram mais importância à qualidade do que à quantidade (só houve 4 combates) e isso evidenciou um excelente nível em todos os matches.
    Tal como o Pedro Araújo 2001 referiu acima, faz sentido Bianca Belair ganhar agora (até porque Rhea Ripley vai reter de certeza absoluta) se realmente quiserem proteger Io Shirai e pushar a japonesa depois para o TakeOver da WrestleMania.
    Os combates de tag team foram ambos muito intensos (o primeiro, para mim, foi o combate da noite neste episódio) e o triple threat match também foi extremamente agradável com pessoal atlético e inovador em termos de golpes e transições.

  3. Hunter4 meses

    Que show foda velhooooooo!!!!!!! aquela luta de Pete Dunne Matt Riddle vs Flash M. Webster Mark Andews que luta, os spots em sí nem se diga os ambos os 4 wrestlers muitos técnicos lutadores.
    E o Battle Royal também foi muito bom

  4. yuumi4 meses

    O NXT preciso de um titulo secundário para as mulheres, é impressionante o numero de talentos naquela battle royal.

    • Showstealer4 meses

      Concordo com essa sugestão, yuumi. O problema é que depois já seriam demasiados títulos para focar a atenção 😕

    • yuumi4 meses

      O NXT é um programa maior agora, não vejo problema em ter muitos títulos, acho muito chato ter um numero tão grande de lutadoras excelentes a disputar por um único titulo que muda de mãos muito raramente.

    • Showstealer4 meses

      Sim, essa parte final do comentário está spot on. Podia ser algo interessante e abria um precedente que até deveriam aproveitar para Raw e SmackDown (embora por lá haja menos estrelas a ser pushadas).

  5. Bruno Vieira4 meses

    Alguma coisa com o Fandango? Estranho o Breeze estar a lutar sozinho estas duas ultimas semana.

    • Showstealer4 meses

      Fandango está lesionado, Bruno Vieira. Penso que a lesão ocorreu no decurso de um combate em que ele e Tyler Breeze até derrotaram Forgotten Sons, num episódio do NXT do mês passado.

  6. El Cuebro4 meses

    O NXT foi incrível como sempre, ótimos combates, alguns até surpreendentes como a battle royal e a luta da Mark Andrews e Flash Morgan Webster! Notei duas coisas, primeiro a WWE baniu o golpe piledriver?! Porque o Matt Riddle teve a chance de usá-lo e o Shane Strickland fez um movimento diferente antes de fazer a contagem no Tyler Breeze e a segunda coisa é que possivelmente o Alex Shelley pode ser o início da parceria WWE-ROH, pois ele ainda está no elenco ativo da ROH e irá participar de muitas lutas da outra promotora!

  7. Anónimo4 meses

    Excelente show! O combate do Pete Dunne e do Matt Riddle foi muito bom, a Battle Royal também foi muito boa!

  8. Flávio Jr4 meses

    Show excelente como sempre!
    Todos os combates foram de alta qualidade e o que chama atenção é a qualidade do roster feminino, é impressionante!!! De início achei ridículo a Bianca ganhar da Io, porém pensando melhor e vendo os comentários dos amigos acima, faz sentido. Depois de uma reinado descente da Rhea, gostaria de ver a Io como campeã, ela merece demais, muito talentosa, uma japonesa que entretém muito bem, o que não é muito fácil pelo fato da língua.