A WWE transmitiu esta terça-feira mais uma edição do NXT 2.0 na USA Network, a partir do Capitol Wrestling Center em Orlando, Flórida, rumo ao New Year’s Evil de 4 de Janeiro de 2022.

Resultados

– Raquel Gonzalez venceu Dakota Kai (Street Fight)
– Grizzled Young Veterans (James Drake & Zack Gibson) vs Creed Brothers (Brutus & Julius Creed) (No Contest)
– Dexter Lumis venceu Trick Williams
– Edris Enofé venceu Von Wagner
– Io Shirai venceu Elektra Lopez
– Pete Dunne venceu Tony D’Angelo

Report

O NXT abriu com o NXT Champion Tommaso Ciampa em ringue, que explicou que ao contrário dos outros campeões, ele não é a presa, mas sim o caçador, e por isso chamou Bron Breakker a aparecer.

O jovem lutador veio ao ringue, mas o campeão não o deixou falar, e explicou que Bron Breakker merece mais uma oportunidade pelo título e que vamos esperar que não se volte a afogar como aconteceu da primeira vez. O “Blackheart” elogiou todas as características de Bron Breakker, mas foi exposto no primeiro combate entre eles e que não sabe se o jovem está preparado para aguentar a pressão de ser NXT Champion.

Tommaso Ciampa continuou a provocar e quase a gozar com Bron Breakker antes de lhe dar um estalo. Este irritou-se e pegou no campeão em military press até se começar a rir e o colocar no chão, antes de pegar no NXT Championship e lhe dizer que eles vão encontrar-se no New Year’s Evil.

A seguir vimos Raquel Gonzalez a andar nos bastidores, mas foi logo atacada por Dakota Kai e as duas começaram a lutar ainda antes de estarem sequer em ringue. Tivemos uma brawl extremamente agressiva, que acabou com as duas lutadoras à pancada no parque de estacionamento do NXT.

– Raquel Gonzalez venceu Dakota Kai (Street Fight): O combate finalmente começou de forma oficial quando as duas lutadoras chegaram ao ringue e o nível de agressividade manteve-se bastante elevado, com ambas a usarem várias armas sempre que tinham hipótese. No final, a maior força de Raquel Gonzalez foi determinante, e depois de duas grandes Powerbombs, a primeira nas escadas fora do ringue e a segunda num caixote do lixo, venceu o combate.

Assim que o combate terminou, Raquel Gonzalez ainda cheia de adrenalina desafiou a NXT Women’s Champion Mandy Rose a vir ao ringue, pois ela quer já lutar pelo título. Porém, quem apareceu foi Cora Jade, que explicou que também quer o NXT Women’s Championship. A ex-campeã explicou que gosta de Cora Jade, mas que quer ser campeã e nada nem ninguém a vai parar.

A NXT Women’s Champion Mandy Rose apareceu no titantron enquanto estava numa piscina e explicou que está bem disposta e por isso no New Year’s Evil irá defender o título contra as duas lutadoras. O segmento acabou com as NXT Women’s Tag Team Champions Gigi Dolin & Jacy Jayne a atacarem Raquel Gonzalez e Cora Jade pelas costas.

A seguir tivemos Joe Gacy a pedir desculpa pelos actos de Harland na semana passada e afirmou que este se sentiu atacado, porque Brian Kendrick chamou-o de “freak” e que a culpa do que aconteceu é do oficial da WWE.

Nos bastidores, Indi Hartwell e Persia Pirotta estavam a conversar até que foram interrompidos por Grayson Waller, que continuou a mostrar a sua personalidade execrável, e a primeira até queria bater no seu compatriota, por este ter atacado Johnny Gargano há duas semanas.

– Grizzled Young Veterans (James Drake & Zack Gibson) vs Creed Brothers (Brutus & Julius Creed) (No Contest): Os Grizzled Young Veterans entraram melhor neste combate, sendo que quando os Creed Brothers começaram a mostrar a sua força, os britânicos fizeram batota e continuaram no domínio. Os britânicos controlaram durante vários minutos, mas quando Brutus Creed fez o tag a Julius Creed, este virou o combate do avesso, mas tudo descambou quando as duas equipas queriam usar a mesa dos Jacket Time (Kushida & Ikemen Jiro) como arma. Isso fez com que as duas equipas, os Jacket Time e a dupla de Brooks Jensen & Josh Briggs se envolvessem numa brawl que fez o combate terminar em no contest.

Nos bastidores, o NXT North American Champion Carmelo Hayes e Trick Williams foram entrevistados e explicaram que não têm medo de Dexter Lumis, mas isso provou ser mentira quando se assustaram ao vê-lo no titantron.

A seguir tivemos imagens de Io Shirai e Zoey Stark no gabinete médico do NXT, com esta última a brincar com a “Genius Of The Sky” já gostar dela, algo que esta continua a dizer que não. As duas acabaram a discutir com o Legado Del Fantasma, tendo o segmento terminado com um cara a cara entre Io Shirai e Elektra Lopez.

– Dexter Lumis venceu Trick Williams: Dexter Lumis entrou melhor neste combate, usando os jogos psicológicos a seu favor, sendo que Carmelo Hayes acabou de sair de perto do ringue quando se envolveu numa brawl com o NXT Cruiserweight Champion Roderick Strong. No meio desta confusão, Trick Williams conseguiu ter algum controlo, mas Dexter Lumis aguentou a ofensiva e acabou por virar o rumo do combate, tendo vencido com o The Silencer.

Assim que o combate terminou, Grayson Waller atacou Dexter Lumis com uma cadeira e explicou que um dia irá ser induzido no WWE Hall of Fame e não vai agradecer a ninguém. Foi então que tivemos finalmente a aparição de AJ Styles no NXT 2.0, que mandou logo calar o australiano.

Este último não o ouviu e continuou a provocar o “Phenomenal One”, que de forma sarcástica explicou que já viu os combates de Grayson Waller e quando olhas para as luvas e para uma cotoveleira, parece que está a olhar para si próprio. No entanto, três boas semanas não se comparam a duas décadas fenomenais.

Os dois continuaram a trocar farpas, até que AJ Styles se fartou e disse para Grayson Waller o atacar, para ver se ele é assim tão bom, mas o australiano preferiu sair de cena e dizer que Omos pode destruir o “Phenomenal One” primeiro e que ele será a seguir.

A seguir tivemos Malcolm Bivens a falar do NXT North American Champion Carmelo Hayes e foi lançado um desafio para o New Year’s Evil de um Title vs Title Match contra o NXT Cruiserweight Champion Roderick Strong.

De seguida tivemos Riddle a explicar aos MSK (Nash Carter & Wes Lee) que a ligação entre uma trotinete e uma pessoa é quase como se fosse uma equipa, sendo que parecia que o trio tinha tido um acidente, mas poderá ter sido tudo um sonho. O segmento terminou com os três a seguirem em direção ao NXT, sendo que na próxima semana irão confrontar os NXT Tag Team Champions Imperium (Fabian Aichner & Marcel Barthel).

– Edris Enofé venceu Von Wagner: Edris Enofé tentou usar a sua velocidade, mas a maior força de Von Wagner foi um problema. Ainda assim e sob o olhar atento de Robert Stone, tivemos Edris Enofé com um pin rápido a vencer este embate de forma surpreendente.

Von Wagner acabou por ficar aziado com esta derrota e atacou o seu adversário, deixando assim uma mensagem enfática.

Nos bastidores, os NXT Tag Team Champions Imperium (Fabian Aichner & Marcel Barthel) foram entrevistados e desvalorizaram os MSK (Nash Carter & Wes Lee), tendo dito que estes até podem ter um shaman, mas eles têm um General (WALTER).

– Io Shirai venceu Elektra Lopez: Elektra Lopez fez uso da sua força desde os primeiros momentos do combate, mas Io Shirai começou a virar o rumo dos acontecimentos a seu favor. A lutadora do Legado Del Fantasma fez batota para voltar ao controlo, mas Xyon Quin apareceu e atacou Raul Mendonza & Joaquin Wilde, antes de se fazer a Elektra Lopez e ser atacado por Santos Escobar. Tudo isto causou distração suficiente e abriu espaço para Io Shirai acabar por vencer o combate.

No balneário, o NXT North American Champion Carmelo Hayes reafirmou que é o principal campeão do NXT e aceitou o desafio do NXT Cruiserweight Champion Roderick Strong para um Title vs Title Match no New Year’s Evil.

A seguir tivemos um vídeo de Brian Kendrick em que afirmou que ponderou pedir desculpa a Harland, mas preferiu deixar o cargo de treinador da WWE para regressar aos ringues e enfrentar o imponente lutador na próxima semana.

– Pete Dunne venceu Tony D’Angelo: Tony D’Angelo entrou de forma dominante neste main event, mas Pete Dunne fez uso da sua agressividade para virar o combate o seu favor.

O “Bruiserweight” dominou durante alguns minutos, mas o italo-americano conseguiu aguentar a ofensiva do adversário e equilibrou esta contenda. Os dois lutadores quase venceram por várias vezes nos minutos finais, mas Pete Dunne mostrou ter mais armas no seu arsenal e conseguiu contra-atacar o Spinning Neckbreaker de Tony D’Angelo e aplicar o Bitter End para garantir a vitória.

Depois do combate, os dois quiseram continuar a lutar e acabou por ser Tony D’Angelo a levar a melhor, tendo terminado este episódio do NXT a lesionar a mão de Pete Dunne com o seu pé de cabra.


O que achaste do WWE NXT desta semana?

6 Comentários

  1. joao (diferenciado)8 meses

    o NXT 2.0 continua a surpreender pela positiva. espero que o Grayson saia bem visto do combate contra o Styles. gostava que mais superstars do MR fossem ao NXT esporadicamente, preferencialmente superstars que tenham passado pela marca.

  2. MC8 meses

    Não tenho acompanhado o NXT, este vi pelo AJ Styles e penso que não fui o único. Um dos GOATs. Não me importava que fosse aparecendo esporadicamente no NXT 2.0, aliás, ele e mais alguns do Main Roster porque não? De resto um bom NXT em toda a linha.

  3. Que fixe ver o AJ Styles por lá!

  4. Gostei:
    – Promo de Tommaso Ciampa, Bron Breakker eventualmente aparece e Ciampa faz uma grande promo. Breakker ameaça um ataque mas acaba por avisá-lo. Gostava que Breakker tivesse tido algum tempo no microfone, mas é um bom segmento.
    – Dakota Kai vs Raquel Gonzalez. As 2 começaram à bulha ainda antes do combate começar. Eventualmente, o combate começou oficialmente. Tivemos bons spots, nomeadamente o double stomp no caixote, e Gonzalez consegue a vitória. Acaba por ser um bom combate para terminar, esperemos nós, esta feud. Raquel faz uma promo após o combate e quer uma desforra. Cora Jade aparece e Mandy Rose concede uma chance a ambas. Dolin e Jayne tentaram atacar as 2 desafiantes, mas as 2 conseguiram ripostar. Um bom segmento e gosto desta adição a Raquel ao combate. Deverá ser para levar com o pin e ir para o main roster.
    – Grayson Waller ataca Dexter Lumis após o combate dele e vamos para o segmento entre ele e AJ Styles. O público teve uma grande reação com a chegada do Phenomenal One. Os 2 fizeram uma boa promo e esperemos que o combate compense.
    – Malcolm Bivens desafia Carmelo Hayes para um champion vs champion match com Strong. Sim senhora, que bom!
    – Tony D’Angelo vs Pete Dunne. Um bom main event com ambos a mostrarem as suas melhores qualidades. Pete Dunne consegue a vitória com uma boa sequência no fim. No entanto, Tony D’Angelo sai por cima atacando-o após o combate.

    Não Gostei:
    – Segmento com Grayson Waller, desta vez com Indi Hartwell a tentar ataca-lo. Gosto que o roster inteiro do NXT odeie o Waller, especialmente a Indi dado a sua relação com o Johnny, mas têm abusado um bocado neste tipo de segmentos.
    – Creed Brothers vs GYV. O combate foi bom, mas o fim foi demasiado caótico. Não entendo o que os Jacket Time adicionaram a isto, mas pronto.
    – Elektra Lopez desafia Io Shirai para um combate. Não é exatamente um combate que anseio ver.
    – Trick Williams vs Dexter Lumis. Até que foi um combate sólido, mas a distração no final arruinou um bocado, com Roderick Strong a ajudar Lumis.
    – Von Wagner vs Edris Enofe. Enofe consegue a vitória surpreendente mas é destruído por Wagner após o combate. Não há muito a dizer sobre este combate.
    – Io Shirai vs Elektra Lopez. Lopez até nem esteve muito mal. Xyon Quinn tentou distraí-la com um azevinho, mas Santos Escobar tratou disso. No entanto, Shirai consegue a vitória.
    – Carmelo Hayes aceita o desafio de Malcolm Bivens. Eu inicialmente tinha entendido como só um champion vs champion match, mas afinal será com ambos os títulos em jogo. Isso aí já não é uma coisa que eu seja grande fã.
    – Brian Kendrick anuncia que vai sair da reforma para dar uma lição a Harland. Sempre bom ver Kendrick de volta. Cumpriu.

    Overall: 6/10. Não foi um mau episódio, mas não teve assim grande coisa para se dizer. Raquel v Dakota, AJ Styles e o main event são os destaques.

  5. Anónimo8 meses

    Bom segmento entre AJ e Grayson Waller, destaco também o main event, foi um bom combate.