A WWE transmitiu esta terça-feira mais uma edição do NXT na USA Network, a partir do Capitol Wrestling Center em Orlando, Flórida, numa altura em que se aproximam grandes mudanças na brand amarela.

Resultados

– Sarray venceu Mandy Rose (por count-out)
– Kyle O’Reilly venceu Duke Hudson
– Imperium (Fabian Aichner & Marcel Barthel) venceram Drake Maverick & Grayson Waller
– LA Knight venceu Johnny Gargano
– NXT Women’s Champion Raquel Gonzalez venceu Jessi Kamea (Non-Title Match)
– Roderick Strong venceu Ikemen Jiro
– Tommaso Ciampa venceu Ridge Holland

Report

– Sarray venceu Mandy Rose (por count-out): Mandy Rose entrou de forma confiante e conseguiu controlar Sarray durante vários minutos, o que não é comum no percurso da lutadora japonesa no NXT. Quando Sarray começou a ganhar ímpeto, acertou o seu Dropkick habitual em Mandy Rose, que rapidamente se agarrou ao nariz, sendo que Gigi Dolin e Jacy Jayne taparam a cara da “Golden Goddess” com uma toalha e a japonesa acabou por ganhar o combate por contagem.

A seguir tivemos Tommaso Ciampa a explicar que Ridge Holland realmente fez o que tinha prometido e que ele não gostou, e que hoje irá lutar pelo NXT e por Timothy Thatcher e irá ensinar uma lição a Ridge Holland.

– Kyle O’Reilly venceu Duke Hudson: Duke Hudson usou a sua força desde cedo para tentar dominar, mas Kyle O’Reilly ia usando a sua experiência e qualidade técnica para dar luta ao seu adversário. O australiano dominou durante vários minutos, fazendo das costelas lesionadas de Kyle O’Reilly o seu alvo preferencial de ataque.

Ainda assim, Kyle O’Reilly conseguiu com os seus pontapés começar a equilibrar esta contenda, sendo que no final mostrou a sua maior experiência e agressividade e conseguiu aplicar o seu Knee Drop da terceira corda em cima do joelho de Duke Hudson, tendo feito o australiano desistir depois do seu Heel Hook.

Em seguida tivemos o novo NXT UK Champion Ilja Dragunov no ringue e este disse que se sente mais vivo do que nunca e que se sente vivo como um homem que viveu a sua batalha mais dura de sempre. Depois prometeu que um dia vai regressar ao NXT, mas que agora quer ir defender o seu NXT UK Championship em casa.

De seguida foi lembrado que o casamento entre Dexter Lumis e Indi Hartwell acontece daqui a duas semanas.

A seguir tivemos uma entrevista a Kay Lee Ray e esta disse que sempre teve sucesso em todo o lado e que está no NXT para ser a próxima grande estrela da divisão feminina da brand, e que não tem medo de nenhuma das lutadoras. Kay Lee Ray acabou dizendo que sempre teve tudo o que queria e no NXT continuará a ser assim.

Carmelo Hayes estava a explicar que ainda não sabe que campeão irá escolher para defrontar, e o Legado del Fantasma, já com Elektra Lopez, apareceu com Santos Escobar a mandar o vencedor do NXT Breakout Tournament ficar fora dos seus assuntos com o NXT North American Champion Isaiah “Swerve” Scott.

– Imperium (Fabian Aichner & Marcel Barthel) venceram Drake Maverick & Grayson Waller: Os Imperium entraram de forma muito dominante, tendo isolado Grayson Waller durante alguns minutos. Este ainda conseguiu fazer o tag a Drake Maverick, que teve algum ímpeto, mas o jovem lutador fez um tag sem que o britânico quisesse e toda esta confusão fez com que os Imperium destruíssem os seus adversários e vencessem o combate.

No backstage, Johnny Gargano e Dexter Lumis tiveram u pequeno confronto, com o líder dos The Way a pedir ao rival para “se normal por uma vez na vida”.

A seguir tivemos o grupo liderado por Pete Dunne a ameaçar Tommaso Ciampa de que Ridge Holland o irá destruir e de como este o irá lesionar tal como fez a Timothy Thatcher.

Ainda nos bastidores, tivemos imagens de um ataque de Gigi Dolin e Jacy Jayne a Sarray, vingando a lesão de Mandy Rose.

– LA Knight venceu Johnny Gargano: Este embate começou de forma bastante técnica e para frustração de LA Knight foi Johnny Gargano que dominou os primeiros minutos, sendo que o carismático lutador finalmente conseguiu virar o embate a seu favor.

LA Knight controlou assim durante alguns minutos, mas já se sabe que Johnny Gargano nunca desiste e começou a virar o ímpeto a seu favor, sendo que os dois até quase venceram por várias vezes. O fim chegou quando “Johnny Wrestling” caiu nos braços de Dexter Lumis, que o tentou ajudar, mas a pedido de Indi Hartwell, que queria que o líder dos The Way cumprimentasse o seu “genro”, isto fez com que LA Knight aproveitasse e vencesse o combate.

No backstage tivemos os NXT Tag Team Champions MSK (Nash Carter & Wes Lee) a falar com o General Manager William Regal e a pedir para lutarem contra Oney Lorcan & Danny Burch pelos títulos, pedido esse que foi aceite.

Logo a seguir tivemos uma vignette a anunciar que Mei Ying vai combater na próxima semana.

– NXT Women’s Champion Raquel Gonzalez venceu Jessi Kamea (Non-Title Match): Ao contrário do que seria de esperar, Jessi Kamea deu bastante luta à campeã Raquel Gonzalez, mas no final a NXT Women’s Champion acertou a sua Chingona Bomb e venceu o combate, deixando assim um aviso a Franky Monet.

Nos bastidores Ember Moon mostrou-se irritada com as palavras de Kay Lee Ray e desafiou a lutadora para um combate na próxima semana.

A seguir tivemos Wade Barrett a entrevistar o NXT Champion Samoa Joe, que explicou que ser campeão significa dar o exemplo e foi por isso que antes do TakeOver 36, em vez de estar a treinar, esteve nos try-outs para encontrar as próximas estrelas da WWE, e que tenciona usar este reinado para dar um exemplo a todos, quer seja na forma como comunica ou na forma como luta no ringue, ele vai dar o exemplo. Samoa Joe terminou a entrevista dizendo que agora só falta ver quem é que tem coragem de o enfrentar.

– Roderick Strong venceu Ikemen Jiro: Ikemen Jiro tentou dar luta, mas fora do ringue Roderick Strong usou as escadas para fazer das costas do seu adversário o seu alvo de ataque e dominou durante vários minutos. O lutador japonês usou toda a sua agilidade para virar o combate do avesso, mas no final o “Messiah of The Backbreaker” usou o seu End of Heartache para vencer este embate.

Nos bastidores, foi anunciado que as NXT Women’s Tag Team Champions Io Shirai & Zoey Stark irão defender os seus títulos contra Kacy Catanzaro & Kayden Carter e estas últimas tentaram provocar as campeãs ao dizer que elas nem sequer são amigas. A “Genius of The Sky” afirmou que não gosta de nenhuma das três lutadoras, mas que ela e Zoey Stark irão continuar campeãs.

Ainda no backstage, Cameron Grimes estava a ser entrevistado, mas foi rapidamente interrompido pelos Grizzled Young Veterans, que começaram a provocá-lo e a gozar por ele só ter recebido um título de brincar, sendo que eles próprios tinham uma réplica das que se vende na WWE Shop. O segmento terminou com Cameron Grimes a deixar cair o título no pé de Zack Gibson.

– Tommaso Ciampa venceu Ridge Holland: Este main event foi bastante agressivo desde o primeiro segundo, sendo que a maior força de Ridge Holland beneficiou-o e assim conseguiu dominar o ex-NXT Champion. Depois de alguns minutos sem conseguir ter ofensiva, Tommaso Ciampa começou a equilibrar a contenda e a usar a sua agressividade habitual para ter algum ímpeto, sendo que parecia que ia ser parado depois de um incrível Alabama Slam.

No entanto, o “Psycho Killer” continuou a dar luta e os minutos finais foram uma autêntica guerra, e este mostrou ter muito mais agressividade que o seu adversário, e no final com o Willow’s Bell venceu este embate.

Assim que o combate terminou, o grupo liderado por Pete Dunne atacou Tommaso Ciampa, mas os NXT Tag Team Champions MSK (Nash Carter & Wes Lee) vieram em auxílio do “Psycho Killer”, naqueles que foram os momentos finais deste NXT.


O que achaste do WWE NXT desta semana?

4 Comentários

  1. Show sólido, no global. Destaco as promos de Tommaso Ciampa e Ilja Dragunov, a entrevista de Wade Barrett a Samoa Joe e o main event.

  2. El Cuebro2 semanas

    Show muito bom, gostei de ver o possível futuro dos Kasper Bros., bom que não serão mais seguranças do show, interessante ver a interação do Gargano com o Dexter, Ember vs Kay promete demais, o main event com o Ciampa vencendo também foi muito bom, não creio que a Mandy saiu lesionada também, acho que é só kayfabe, a Imperium segue sólida e uma dupla que poderia estar lutando bem e vencendo, os Veterans, só estão por aí fazendo piada, não estou gostando disso!

  3. Gostei:
    – Kyle O’Reilly vs Duke Hudson. Este combate já foi mais agradável que o 1º da noite, com Hudson a ter algum destaque. Kyle conseguiu a vitória previsivelmente mas Hudson volta a mostrar do que é capaz.
    – Promo de Ilja Dragunov. Dragunov está super over e quero destacar o selling que ele faz do combate com WALTER, ainda a sentir os danos desse combate. A promo, apesar de curta, é ótima e veremos o que o futuro aguarda este excelente lutador.
    – Grayson Waller & Drake Maverick vs Imperium. É um bom combate tag team mas nada de especial. Os faces perdem quando Waller faz um tag a Maverick quando Maverick estava on fire. Curioso para ver o que fazem com isto.
    – Johnny Gargano vs LA Knight. O combate foi bom, mas na verdade, esteve no fundo. O principal nisto é Indi Hartwell a tentar fazer com que Johnny confie em Dexter Lumis mas, no final, Dexter custa o combate a Johnny. O combate foi bom, a história a rodear InDex e Johnny foi ótima.
    – Promo de Samoa Joe. Tal e qual a promo de Ilja Dragunov. Apesar de curta, é uma ótima promo, mostrando que está pronto para enfrentar qualquer pessoa que se afirme a ele!
    – Tommaso Ciampa vs Ridge Holland. Um bom combate violento e dividido. Fiquei ainda mais surpreendido com a vitória de Ciampa. Estava totalmente à espera que Holland vencesse, mas não me queixo do resultado.
    – Após o combate, Dunne, Burch, Lorcan e Holland atacam Ciampa até os MSK salvarem Ciampa. O show termina com Ciampa e MSK por cima dos heels. É um bom final de show, mas algo já feito imensas vezes recentemente.

    Não Gostei:
    – Sarray vs Mandy Rose. Pareceu que as 2 mulheres fizeram o combate por fazer, não teve nada de especial. O final também é fraco.
    – Raquel González vs Jessi Kamea. Uma squash. Raquel derrota Kamea em menos de 3 minutos. Não há muito a dizer sobre isto.
    – Ikemen Jiro vs Roderick Strong. O combate é decente, mas gostava que tivesse durado mais tempo. Estes 2 podiam ter sido o combate da noite com mais do que 4 minutos…

    Overall: 6/10. Não foi mau, mas também não foi bom. Em termos de campeões, onde estava Isaiah Scott? E cada vez menos acredito nos MSK como Tag Champs, dado que eles só aparecem quando um face precisa de ajuda contra uma stable. O booking de Raquel podia ser melhor. Sobre Samoa Joe e Ilja Dragunov, nada a apontar, tem sido excelente. Próxima semana temos um combate pelos Tag Titles, vamos ver se corre bem.

  4. Anónimo2 semanas

    Bom NXT. Boa promo do Samoa Joe, e destaco o main event, foi um bom combate.