A WWE transmitiu este domingo, a partir do Capitol Wrestling Center em Orlando, na Flórida, o quinto e último especial do NXT deste ano, o TakeOver: WarGames.

O WWE NXT TakeOver: WarGames foi transmitido na WWE Network. Subscreve aqui!

Resultados

– Team Candice (Candice LeRae, Raquel González, Dakota Kai & Toni Storm) venceram Team Shotzi (Shotzi Blackheart, Rhea Ripley, Ember Moon & NXT Women’s Champion Io Shirai) (WarGames Match)
– Tommaso Ciampa venceu Timothy Thatcher
– Dexter Lumis venceu Cameron Grimes (Strap Match)
– Johnny Gargano venceu NXT North American Champion Leon Ruff e Damian Priest
– Undisputed ERA (Kyle O’Reilly, Adam Cole, Bobby Fish & Roderick Strong) venceram Kings of NXT (Pat McAfee, Pete Dunne e NXT Tag Team Champions Oney Lorcan & Danny Burch) (WarGames Match)

Report

– Team Candice (Candice LeRae, Raquel González, Dakota Kai & Toni Storm) venceram Team Shotzi (Shotzi Blackheart, Rhea Ripley, Ember Moon & NXT Women’s Champion Io Shirai) (WarGames Match): O primeiro WarGames Match da noite abriu com Dakota Kai a representar a equipa de Candice LeRae e com Ember Moon a representar a equipa de Shotzi Blackheart, que tem um novo tanque.

Como seria de esperar, este WarGames abriu de forma bastante agressiva e equilibrada entre as duas lutadoras, com Dakota Kai a ter azar no timing, pois quando começou a dominar foi quando os 5 minutos terminaram e veio Shotzi Blackheart para o ringue acompanhada por uma mala de ferramentas, e a vantagem dos números foi o facto determinante nos três minutos seguintes.

De seguida tivemos a entrada de Raquel González, que virou este WarGames Match do avesso e a favor da Team Candice. Esse domínio só terminou quando Rhea Ripley entrou no combate e voltou a colocar a Team Shotzi no controlo do mesmo.

Todavia, quando Toni Storm entrou veio acompanhada por vários kendo sticks e isso fez com que a Team Candice dominasse os próximos três minutos. Já quando foi a vez da NXT Women’s Champion Io Shirai entrar, esta começou a colocar escadotes e cadeiras dentro do ringue, mas Raquel González e Toni Storm fecharam a jaula e fizeram questão de não deixar a campeã entrar dentro da mesma.

Quando a “Genius of The Sky” não ia deixar Candice LeRae entrar em ringue, Indi Hartwell atacou a NXT Women’s Champion pelas costas, sendo que assim a Team Candice ficou em vantagem 4 vs 3 dentro da jaula.

Depois de alguns minutos de domínio, Io Shirai subiu ao topo da jaula, protegeu-se com um caixote do lixo e atirou-se para cima de todas as outras lutadoras que já estavam dentro do ringue.

Com isto entrámos nos minutos finais e o caos foi o principal factor deste WarGames, com as 8 lutadoras a usarem todas as armas à sua disposição para tentar a vitória.

No final, Io Shirai tentou uma Hurricanrana da 3ª corda a Raquel González, mas isso provou ser má ideia, pois a poderosa lutadora pegou na campeã e com um só braço aplicou uma Powerbomb contra um escadote, e deu assim a vitória à Team Candice neste primeiro WarGames Match da noite.

A seguir tivemos uma promo do NXT Champion Finn Bálor, a dizer para todos aproveitarmos o WarGames, porque na próxima quarta-feira todos vão estar a olhar para o “Príncipe”.

– Tommaso Ciampa venceu Timothy Thatcher: A agressividade esteve presente desde o primeiro segundo, com Timothy Thatcher a atacar o pescoço de Tommaso Ciampa e a dominar durante vários minutos. Com o passar do tempo o ex-NXT Champion começou a equilibrar, fazendo da sua resiliência um factor determinante nesta “guerra”.

Com o passar dos minutos os dois lutadores foram tendo cada vez mais marcas deste combate e a vitória começava a aproximar-se para qualquer um dos dois. No final, Tommaso Ciampa aplicou um Guillotine Choke na corda e antes da contagem de 5 aplicou o Willow’s Bell, vencendo Timothy Thatcher.

– Dexter Lumis venceu Cameron Grimes (Strap Match): Cameron Grimes entrou de forma dominante, muito por causa de ter atacado Dexter Lumis ainda antes do combate ter começado. Depois de alguns minutos, o estranho Dexter Lumis usou a sua força para ganhar algum ímpeto, mas era “Grime Time” e o bastante confiante Cameron Grimes manteve o seu domínio.

Depois de um longo domínio, tanto dentro como fora do ringue, o pouco ortodoxo Dexter Lumis começou a virar o combate e as false finishes começaram a surgir para os dois lutadores. No final, Dexter Lumis ganhou tanto ímpeto que conseguiu atar o seu rival na strap e aplicou a sua submissão para vencer o combate.

A seguir tivemos um video package a promover o regresso de Karrion Kross.

– Johnny Gargano venceu NXT North American Champion Leon Ruff e Damian Priest: O Triple Threat Match pelo NXT North American Championship começou de forma caótica, com Johnny Gargano a tentar aproveitar ao máximo para tentar tirar Damian Priest do ringue, para tentar vencer Leon Ruff rapidamente. Só que o campeão estava determinado a dar luta tanto a Johnny Gargano como a Damian Priest, que foi avisando Leon Ruff para lhe sair da frente.

O “Archer of Infamy” fartou-se do campeão e fora do ringue aplicou um Razor’s Edge numa das barreiras que separa o público da zona do ringue, tendo deixado Leon Ruff fora de combate.

Os minutos seguintes viram Damian Priest e Johnny Gargano a tentar reconquistar o NXT North American Championship, mas não conseguiram e Leon Ruff conseguiu voltar para o ringue, e veio com vontade de virar o ímpeto a seu favor.

Nos minutos finais, Damian Priest foi o grande dominador, mas vários gunas interferiam no combate, com o “Arqueiro” a conseguir tirá-los do ringue.

As quase vitórias foram-se multiplicando por parte dos três lutadores, mas quando parecia que ia mesmo ser Damian Priest a vencer, mais um guna com um bastão atacou o “Archer of Infamy” e deixou-o fora de ação. Isto abriu espaço para Johnny Gargano acertar o One Final Beat em Leon Ruff e assim reconquistar o NXT North American Championship pela 3ª vez na sua carreira.

Já depois do combate, o último mascarado tirou a sua máscara e era Austin Theory, que assim regressou ao NXT.

– Undisputed ERA (Kyle O’Reilly, Adam Cole, Bobby Fish & Roderick Strong) venceram Kings of NXT (Pat McAfee, Pete Dunne e NXT Tag Team Champions Oney Lorcan & Danny Burch) (WarGames Match): No main event e no segundo WarGames Match da noite tivemos Kyle O’Reilly a abrir as hostilidades por parte da Undisputed ERA, enquanto Pete Dunne foi o lutador escolhido pelos Kings of NXT. Os dois lutadores mostraram a sua inteligência ao começar o combate de forma técnica e sem grandes riscos.

O equilíbrio foi a nota de domínio durante estes primeiros 5 minutos, mas com a entrada de Oney Lorcan o domínio da equipa de Pat McAfee começou.

Apesar de Kyle O’Reilly ter tentado dar luta, o domínio foi quase ininterrupto, isto até Bobby Fish vir em auxílio do seu companheiro de equipa e a Undisputed ERA dominou os três minutos seguintes. Isto até Danny Burch entrar na jaula do WarGames com dois tacos de cricket.

Apesar da vantagem numérica, Kyle O’Reilly conseguiu dar luta a Danny Burch, tendo até feito o lutador britânico desistir com um heel hook, mas a vantagem numérica foi importante até Roderick Strong ter entrado nesta “guerra. A sua agressividade habitual foi importante para a Undisputed ERA virar o combate do avesso por uns minutos.

Porém, quando Pat McAfee veio para o ringue a sua equipa já estava no domínio e o ex-jogador da NFL trouxe 4 mesas para dentro da jaula, cada uma com o nome de cada um dos membros da Undisputed ERA.

Já dentro do ringue, os NXT Tag Team Champions Oney Lorcan & Danny Burch colocaram Roderick Strong numa mesa e Pat McAfee acertou um belo Moonsault, deixando o “Messiah of The Backbreaker” fora do combate.

Quando foi a vez de Adam Cole entrar em ringue, este teve de usar um extintor para deixar os Kings of NXT em baixo, para entrar dentro da jaula e assim começar oficialmente o WarGames Match.

A partir daí, o caos fez quase com que fosse impossível seguir tudo o que ia acontecendo, com as duas equipas a estarem no controlo ou perto de perder em vários momentos, e com momentos incríveis como o salto de Pat McAfee do topo da jaula.

O final viu Pat McAfee fazer kickout do Panama Sunrise, mas a vitória não fugiria à Undisputed ERA. Depois de uma série de golpes, uma joelhada de Kyle O’Reilly contra uma cadeira que estava na cara de Oney Lorcan, deu a vitória ao grupo.


O que achaste deste WWE NXT TakeOver: WarGames?

23 Comentários

  1. Mais um Takeover…que seja um grande evento.

    • -War Games feminino
      Gostei deste combate,foi um ótimo opener.
      Gostei do destaque que deram à Raquel ao longo do combate,não só com spots como as constantes interações com a Io Shirai,em quem acabou por fazer o pin para dar a vitória à sua equipa.
      -Tatcher vs Ciampa
      Era aquilo que estava a espera,uma valente guerra entre 2 gladiadores em ringue…match bastante fisico e violento,gostei.
      -Lumis vs Grimes
      Foi um bom combate,até esperava um pouco mais deste combate pela história que estava a ser contada…creio que a feud terminou por aqui.
      -Ruff vs Gargano vs Priest
      Mais um bom combate que contou uma história intetessante.
      O Ruff a ser levado para o backstage,os mascarados a aparecer para ajudar o Gargano,o Priest a tentar safar-se dos mascarados,o Ruff volta e tenta safar-se com mais uma vitória e por fim o Gargano recupera o título,e ainda é revelado que era o Theory o mascarado.
      Tivemos vários pontos de interesse aqui neste combate,veremos o que se segue para o Gargano neste novo reinado.

    • Main event foi fantástico.
      O McAfee fez coisas incríveis para a pouca experiência de ringue que tem,os spots foram mesmo muito fixe e houve química entre os oponentes,o que torna o combate ainda melhor.
      Aqueles pormenores do Lorcan e do Burch a fazerem questão de entrar primeiro que o Pat,os heels a trazerem mesas com o nome de cada membro dos UE.
      Contaram uma ótima história.

      Em conclusão,foi um Takeover de grande qualidade,foi um evento super interessante de inicio ao fim e diria que foi o melhor Takeover de 2020,num ano super atípico para o NXT.

  2. Facebook Profile photo

    Team Le Rae wins… Já falhei um

  3. El monstro2 anos

    Acertei um

  4. Facebook Profile photo
    Sasha is my boss but Liv is life2 anos

    DAKOTAAAAAAA team win

  5. Facebook Profile photo

    Lumis cabrão… Já me arruinou as apostas

  6. Facebook Profile photo

    Gargano way!!!!

  7. Facebook Profile photo
    Babayaga2 anos

    Será que o Gargano consegue ganhar um combate sem batota ou ajuda externa?

    • 13 cm2 anos

      Conseguir ele consegue, só que infelizmente ele esta sofrendo daquele tipico booking Heel.

      Quando era Face vencia todos os combates limpos, superava dificuldades enormes, agor que turnou heel, tem que virar covarde e vencer com trapaça.

  8. Pedro Guilherme2 anos

    Que combate feminino surpreendente! Raquel sem dúvidas foi a grande surpresa da luta!

  9. Bea Ospreay2 anos

    Pat mandou muito bem.

  10. Que grande TakeOver! Qualidade do início ao fim. Não houve um combate mau.
    -Combate feminino com a Raquel a vencer, vai ser a próxima candidata ao título.
    -Que combate entre o Tatcher e o Ciampa. Enorme brutalidade. Ciampa vence, mas Tatcher não sai nada mal do combate. Os dois lutadores sairam a ganhar.
    -No combate entre o Lumis e o Grimes os dois lutadores estiveram muito bem. Lumis venceu, mas mais uma vez sairam os dois lutadores muito bem vistos do combate.
    -O triple treath vou espetacular de assitir. Indefinição do início ao fim, nunca sabíamos quando o combate ia acabar e quem ia vencer. Mesmo depois de aparecerem os mascarados primeiro achamos que o Gargano ia ganhar, depois o Priest já tinha tudo controlado, mas depois voltava a acontecer qualquer coisa e ficava tudo em aberto outra vez. Gargano vence, Damien Priest continua com credibilidade para voltar a lutar pelo título e Leon Ruff mostra que merece ter destaque. Mais uma vez, saem todos os lutadores valorizados.
    -Por último, o main event. Que combate brutal! Muito bom wrestling, bom storytelling e excelentes spots. Aqueles minutos finais foram espetaculares, muito bom! A Undisputed Era sai por cima, enquanto os Kings of NXT mostram um excelente trabalho, mas que ainda precisam de mais algum tempo e trabalho para se continuarem a assumir. Gostei do resultado deste combate. A Undisputed Era volta a ganhar credibilidade depois de umas semanas mais negativas e os Kings of NXT, se for para continuar podem ter outros rivais para mostrar a sua força. O resultado contrário poderia por mais um pouco em causa a credibilidade dos Undisputed Era. Mesmo que fosse para subirem ao “main roster”.

  11. Rooben2 anos

    Paguei o preço nas minhas apostas de ver exclusivamente o Dynamite as quartas feiras
    Nao foi um PPV tão bom como os dos anos anteriores, mas mesmo assim valeu a pena ter ficado acordado para ver
    Valeu a pena pelo Spot da Io Shirai , e tambem pela vitoria dos Undisputed ERA, Stable que adoro .
    De resto nao achei grandes combates , pelo menos a nivel de Story-Telling
    Agora esperar pelo regresso do Karrion Kross , para ver se retira rapidamente o titulo ao Balor , que nao tem acrescentado nada desde que regressou ao NXT

  12. Hugo2 anos

    Bom….
    Na verdade gostei bastante deste Nxt.
    O combate femenino foi muito bom(aquela Io Shirai é uma grande maluca)mas no geral todas estiveram bem e deram o litro.
    Lumis vs Grimes,durante quanto tempo o TripleH conseguirá mante-lo no roster do Nxt? Lumis com mais uma boa prestação “roubou” o combate ao Grimes,ambos deram o litro no ringue mas Lumis está uns furos acima .
    É de destacar estes 2 combates,mais uma atenção para o combate de Tatcher vs Ciampa ,ambos partiram a” louça toda” e deram o litro e meio no ringue,por isso mais não se lhes podia pedir.
    No geral foi um bom take over.

  13. Muito bom takeover, só gustaría que León ruff continuase con o título

  14. Muito Bom NXT Takeover
    – War Games Feminino
    Muito boa luta, bons spots. Gostei bastante da Raquel ao longo do combate e fizerem bem ter sido ela a fazer o pin.
    – Tatcher vs Ciampa
    Luta muito agressiva, boa também. Gostei também no final os dois ficarem a olhar um para o outro.
    – Dexter Lumis vs Cameron Grimes
    Bom combate de dois dos meus lutadores preferidos do NXT, têm os dois bastante potencial, estiveram os dois bem.
    – Leon Ruff vs Damien Priest vs Jonny Gargano
    Bom combate, boa história, qualquer um podia ganhar, acho que fizeram as coisas. Vamos ver o que será este reinado do Gargano.
    – War Games Masculino
    Muito boa luta, com bons spots e boa história, que comecou a aquecer quando entraram todos no ringue. Este Pat McAfee não desilude, muito bom a todos os níveis, prova que mesmo vindo de fora merece estar ali.

    Nota também para o facto de contrariarem o que vinha acontecendo dos capitães das equipas costumarem fechar as lutas. Deu um elemento de surpresa, gostei.

  15. The Phenomenal One2 anos

    Foi um ótimo pay per view, muita brutalidade do início ao fim em todos os combates, acho que todos os combates foram muito bem construídos nos quesitos (wrestling em si, storytelling e brutalidade) e os resultados foram bem construídos, mas o ponto principal da noite foi a brutalidade em todos os combates, ótima vitória pra recredibilizar o Undisputed Era para quem sabe subirem para o main roster no início do ano que vem, já faz tempo que estão no NXT e se subirem e forem bem aproveitados seja no Raw ou no SmackDown, tem tudo para ser uma stable de sucesso, vitória do time LeRae, talvez o último combate de Rhea Ripley no NXT, se subisse com certeza teria tudo para se destacar, até porquê além do main roster estar com poucas superstars de ponta, duas das Fourhorsewomen estão afastadas há algum tempo, a Becky Lynch pois está grávida e a Charlotte Flair por causa de uma cirurgia que tinha que realizar, então tem tudo para fazer sucesso no main roster, outro que acho que já deveria subir era o Tommaso Ciampa, já está há muito tempo no NXT e não ganha um título lá desde que abandonou o NXT Championship devido à uma lesão no início do ano passado e apesar de achar que o Johnny Gargano já deva subir, como ganhou pela terceira vez o título, seria bom pelo menos uma vez ele conseguir defender um título em sua primeira defesa, e passar alguns meses como campeão e quando perder o título subir ao main roster. Creio que foi um ótimo pay per view e um dos melhores de 2020 não só entre os TakeOvers mas também entre os pay per views do main roster.

  16. GRANDE Takeover!
    As lutas foram bastante físicas e de risco mas penso que os lutadores deram o seu máximo!
    -Não pensei que o Leon Ruff fosse perder já o título mas fiquei feliz pelo Gargano ganhar com a ajuda do regressado Austin!
    -Combate feminino também foi muito bom e com um desfecho diferente com a Raquel a fazer o pin!
    -O combate entre Tommaso Ciampa vs Tacher também foi muito físico e violento, talvez um dos melhores da noite!
    -O que mais gostei foi da vitória dos Undisputed ERA, mesmo com a equipa do Pat a levar as mesas com cada nome dos membros do UE, reforçando a sua equipa como heels temíveis, proporcionaram um grande combate com vários spots, o Pat com cada dive que faz é um suícidio autêntico, mas espero que ninguém se tenha magoado seriamente porque o combate em sim foi muito arriscado e muito violento!

    Pelo menos foi um grande Wargames para acabar com esse ano atípico!
    Que venha 2021 com mais grandes combates e bons PPV’s porque nós merecemos!

    NXT! NXT NXT!

  17. BRRM2 anos

    Uma coisa é certa, o NXT nunca desilude na hora de apresentar bom wrestling!

    Women’s WarGames match – estava a ser um combate decente, sem muito a destacar para além do ataque da Rhea à Dakota com o cinto, mas a Io mudou a dinâmica do combate por completo quando entrou. Foi aí que começou o caos cheio de spots brutais que se espera deste tipo de combate (a começar pelo dive incrível da própria Shirai do topo da cage com um caixote do lixo na cabeça). Fiquei surpreendido com a vitória das heels, ainda para mais com a Raquel a derrotar a campeã mas vamos ver onde vão levar isto…

    Ciampa vs Thatcher – um ótimo combate à moda da velha escola, não me importava que tivesse tido mais tempo.

    Lumis vs Grimes – strap matches podem ser um bocado limitadores mas este foi mesmo muito bem trabalhado. Belo trabalho por parte de ambos.

    Gargano vs Priest vs Ruff – outro combate em que todos os envolvidos desempenharam os seus respetivos papéis na perfeição.

    Men’s WarGames match – um belo combate que para além de spots teve sentido e uma história a ser contada (já para não falar de uma performance monstruosa do Pete Dunne). Belo combate.

  18. Anónimo2 anos

    Mais um excelente Takeover! Excelentes combates, destaco os dois combates War Games, muito bons!

  19. Bom TakeOver para fechar 2020. Ótimo opener e com uma decisão algo surpreendente, sendo que o main event foi a grande atração da noite e esteve realmente num nível à parte em termos de storytelling.
    Quanto aos restantes três combates, também foram bacanos e destaco em particular o Triple Threat Match que culminou na revelação de Austin Theory como ajudante de Johnny Gargano tal como já havia previsto há mais de um mês.