Faz login e remove a publicidade
Frank casino

Desde que a WWE fez a brand split regressar em 2016, muito se tem especulado que a empresa vai acabar com a divisão dos dois rosters, e inclusive já tivemos ideias como a Wild Card Rule para contornar a brand split.

A maior especulação de que a brand split iria chegar ao fim aconteceu quando o SmackDown passou para o canal FOX, pois os responsáveis do canal não gostaram da ideia do seu programa não ter algumas das maiores estrelas da empresa de Vince McMahon.

Agora, de acordo com o jornalista Dave Meltzer na mais recente edição da Wrestling Observer Newsletter, a brand split poderá mesmo estar perto de chegar ao fim.

Segundo o jornalista, os responsáveis tanto da USA Network como em especial da FOX, não estão felizes com as audiências do Raw e SmackDown e querem todas as grandes estrelas da WWE nos dois programas, para tentar combater as fracas audiências que os programas têm tido.

Também de acordo com Dave Meltzer, os responsáveis da USA Network compreenderam que no Raw estava a existir um movimento para que novas Superstars como Apollo Crews, Angel Garza, Murphy, entre outros, tivessem mais destaque sob a liderança de Paul Heyman. Já os responsáveis do FOX querem sempre as grandes estrelas da WWE nos seus programas, não dando tanto valor aos mais jovens.

Por isso, com a saída de Paul Heyman do cargo de director executivo do Raw e com as exigências dos responsáveis das estações televisivas, é de acreditar que nas próximas semanas poderemos ver o fim da brand split.


Pensas que é uma boa ideia da WWE esta possibilidade de terminar com a brand split?

61 Comentários

  1. jefferson silva2 meses

    pior que ta não fica

  2. P2 meses

    A Brand split vai acabar e o SmackDown não venceu nenhuma no survivor series

  3. A WWE realmente está prezando esse contrato com a Fox desde o início (é um baita contrato), então com essa notícia, não me iria me admirar se acabasse a Brand Split… Claro, não me admirar não quer dizer que isso seja uma coisa boa!
    Mas a WWE banalizou bastante a separação das brands com aquela bosta de Wild Card Rule, agora sempre tem uma superstar de uma determinada Brand está em outra, isso é ruim.
    Agora é esperar para ver.

    • Anónimo2 meses

      Verdade, fizeram a separação das brands, mas com a Wild Card parecia que era um só roster.

    • Sim,. anônimo. Naquele padrão era horrível, eu sinceramente não sei o que esperar se a brand split acabar…

  4. JPB2 meses

    Imaginei que isso aconteceria a partir do momento que Bruce Prichard começasse s ter controle sobre os dois shows.

  5. É isso,mais uma ideia brilhante.
    E que grandes estrelas?Estrelas existem agora grandes estrelas no roster atual existem poucas pois a capacidade de criar GRANDES estrelas tem sido reduzida.

    Vamos voltar então aos tempos onde tudo se passa no RAW e o Smackdown o recap do que aconteceu no RAW

    • Bea Ospreay2 meses

      Assim vão estragar o SD mais uma vez, igual 2012-2015. E todo mundo sabe que se a WWE for sacrificar algum programa, é sempre o SD, apesar de agora com a FOX pode ser diferente, mas não sei.

    • Tendo em conta que a WWE tem um contrato lucrativo com a FOX para a transmissão do Smackdown e estes por último são bastante exigentes com as audiências, acho que não seria um problema. No entanto, posso estar errado.

    • PedrKo2 meses

      Concordo GOAT, e acho que ainda ninguém percebeu que o problema não são os lutadores é o produto.
      Por exemplo, o CM Punk aparece num programa com essa audiência fantástica de 100 mil pessoas, o problema é do Punk?
      O problema é do programa que não vale nada, enquanto a WWE não perceber isso é rumo ao milhão…

    • PedrKo,concordo com o que dizes.
      O problema está na qualidade(ou falta dela) do produto.

      No caso do RAW e Smackdown não têm sido maus de todo,o problema é que as audiências não correspondem à qualidade dos programas,é algo universal.
      E depois não há tempo para trabalhar,primeiro fazer shows de qualidade e com o tempo a audiência aparece.

    • Pedro Santos,acho que será uma questão de prioridade,Flagship Show (RAW) vs Mega contrato(Smackdown).
      Se o fim da brand split for para a frente têm de diferenciar o formato dos shows,o RAW mais virado para o entertaining e o Smackdown para o lado desportivo,virado para o work rate e focado no que se faz em ringue

  6. L26MC2 meses

    Acabem com o SmackDown ou Raw e fiquem só com uma programação. Ficam a destruir a história de ambas as brands com títulos de fantochada e com trocas ridículas. Tenho mesmo saudades de quando chegava a época do SummerSlam, Royal Rumble etc, ver confrontos entre SmackDown vs Raw, em que realmente era uma guerra autêntica e os lutadores por estarem tanto tempo sem se ver, crescia aquela vontade enorme de ver os embates.
    Podiam criar algo mesmo real, fazer um Heyman como Gm do Raw e ser ele mesmo a mandar nas ideias da equipa criativa, contra por exemplo um Eric Bischoff no SmackDown. Cada um tinha poder total e lutavam mesmo a sério pelas melhores audiências, para ver quem séria a melhor brand e claro para não serem despedidos.

  7. Muito sinceramente e a melhor decisão a fazer o RAW tem sido péssimo desde da mania. O SD lá se vai safando mas támbem podia e devia ser melhor porém apesar de achar inevitável o fim da brand split a maior fraqueza continua a vir do mesmo lado.. a equipa criativa

  8. Não tenho grandes problemas com isso. A WWE não tem um roster com star power suficiente para ter uma brand split em 2020. Um dos problemas que a empresa tem neste momento também é o grande número de titulos. Quantidade não significa qualidade. Fazia a unificação dos titulos de tag-team e titulos mundiais femininos. Removia o Universal Title e os tag titles femininos. Ficavam com o WWE Title, IC Title, US Title, tag-team titles e Women’s title. Não sei se o produto melhorava e não sei se as audiências subiam, mas eu acho que a WWE não tem condições neste momento para ter uma brand split por isso não sou contra essa ideia.

    • Se a Brand Split continuasse com esse numero de titulos , como os distribuirias? ( curiosidade )

    • O número de títulos que temos agora ou o que eu sugeri? Se a brand split continuasse, não havia a possível unificação de títulos, portanto continuaria tudo igual.

    • Anónimo2 meses

      Também não via grandes problemas com isso, se as coisas forem bem feitas. Se não forem repetir os mesmo supersptars no shows, derem espaço para outros. Com um só roster não faz muito sentido manter tanto tiulo. Mas isso também só vai tirar destaque a outros, e vão ficar mais esquecidos. Acabar com a brand split pode ter as suas vantagens, mas também traz desvantagens.

    • Realmente concordo com a diminuição de títulos. Porém não concordo que retirem o tag team feminino pois a wwe investiu tanto na divisão feminina para agora tirarem? Percebo que a divisão está muito fraca mas há que dar a volta.

    • Ya, os títulos de tag-team femininos podem ficar, mas precisam de ser muito melhor tratados.

  9. PedrKo2 meses

    Isto vai criar ainda mais saturação aos espectadores, sempre os mesmos lutadores e as mesmas histórias.
    Como vão aparecer sempre os mesmos, 2/3 do roster vai ficar sem fazer nada e insatisfeito com a falta de utilização.
    Não me parece uma grande ideia.

    • Havia menos saturação se removessem a terceira hora do Raw, mas infelizmente fazem muito lucro.

    • PedrKo2 meses

      Também existe essa parte, mas acho que a médio prazo têm mais a perder, porque de nada adianta ter 3 horas se ninguém vê a terceira.
      E como disse em cima em resposta a um comentário, os lutadores iam ter menos oportunidades, menos títulos, e iria haver muito descontentamento, a não ser que despedissem vários, o que acho que a WWE não quer fazer com medo da AEW.

  10. Alisson lima2 meses

    N entendi, como funcionaria isso? Alguém explica pfv

    • Facts2 meses

      Em vez de existirem 2 rosters (grupos de lutadores) exclusivos a cada show (RAW e SMACKDOWN), iria haver uma unificação, ou seja, todos os lutadores poderiam lutar tanto no RAW como no SMACKDOWN. Em relação aos títulos, (possivelmente) passaríamos a ter apenas um título mundial, 1 título de tags, o título dos EUA, o título Intercontinental e 1 título feminino (os principais).

  11. Facebook Profile photo

    1 de Abril já passou!

    • Você acha que seria tão ruim assim, Bruno?

    • Pois já. Ouvi dizer que o covid foi tudo mentira

    • Facebook Profile photo

      Têm uma certa ligação com esta publicação então!

    • Facebook Profile photo

      Ruin ou não, quantas vezes eles dizem fazer e depois nunca o fazem… Na minha opinião, até seria melhor assim, como a publicação diz, duas brands a competir! Antigamente tínhamos Taker, Batista, Edge, Rey assim dos que me lembro. Ou seja, o Smackdown tinha top guys que podia rodar e dar oportunidades de vez em quando um midcard, no Raw tinhas, Shawn Michaels, Cena (apesar de n curtir dele) Orton, HHH entre outros. O que quero dizer é que, ambos os brands tinham o seu talento e Star power e quando os mesmos se encontravam no mesmo ringue era só nós ppvs em que incluía a brand Smackdown e Raw, por exemplo WM, RoyalRumble, Survivor Series e era combates na mesma entre lutadores de cada brand, mas por exemplo, RoyalRumble 2007 por exemplo, os últimos que ficaram foi o Undertaker e Shawn e tínhamos sempre aquele pensamento de, um dia vão estar no mesmo brand e vão dar uma feud interessante, ou seja, antigamente não era todas as semanas a viamos alguém do Smackdown a lutar com alguém do Raw, assim de top guys e quando esses mesmo se encontravam no ringue, dava outro brilho. Não sei explicar bem mas o que quero dizer é, protegam as brands 2 3 anos com os mesmos, para mais tarde podermos pegar num top guy e trocá-lo de brand e nos podermos dizer, olha agora este pode ter rivalidade com este e aquele e a meu ver ficava mais interessante! Não sei mesmo como me expressar. Mas espero que tenha sido entendido!

    • Bruno, apesar do texto deu pra entender sim e concordo com a sua linha se raciocínio sim, essa seria uma boa opção para preservar uma forma da brand split ser eficaz, tanto para as brands, quanto para os superstars, que quando fossem mudar de lugar daria aquele BOOOM. Pena que hoje no auge da tecnologia e pressão por resultados, ratings e etc, hoje isso seja muito mais difícil. Mas você não deixa de estar certo!

    • Facebook Profile photo

      Obrigado Flávio. Nem sempre sei explicar correctamente.

    • Bruno, não foi nada, amigo! As vezes a gente até sabe do assunto, mas se enrola pra expressar, acontece cmg 😂
      Tá tranquilo 👊🏾

  12. Pessoalmente não gosto da ideia. Hoje a WWE tem muitos mais lutadores e muitos mais lutadores a surgir no NXT do que em 2012-2015, logo havendo menos um título mundial (masculino e feminino) menos um titulo de tags seria muito mas cansativo e havia muito menos oportunidades para os novos talentos, para além que seriam sempre os mesmos envolvidos. Eu já tinha pensado nessa hipótese quando disseram que o Bruce P. ia comandar os dois programas.

    • Anónimo2 meses

      Concordo, isso vai tirar destaque aos outros. Vão se focar mais na estrelas principais. E o mid card pode vir a sofrer com isso. Tem de pensar bem no que vão fazer.

    • Muito mais cansativo? Bem pelo o contrário seria muito mais simples…

    • Alexa Two Belts2 meses

      Só acho que esse DigOwens não assiste WWE há muito tempo. Não há ponto positivo no fim da Brand Split.

  13. André Santos2 meses

    Nem devia ter começado

  14. Alyson Gaspard2 meses

    ELES NÃO SABER FAZER UM SMACKDOWN VS RAW … SÃO MUITO IMBECIS, NÃO SABEM USAR OS TALENTOS QUE POSSUEM.

  15. Anónimo2 meses

    Não acho que isso seja boa ideia. Vão meter os mesmo aparecer me ambos os shows e tirar destaque aos outros? Qual vai ser o sentido de ter tanto titulo se vão unificar os rosters? São coisas que têm de ser bem pensadas.

    • Os títulos tem solução. No próximo PPV unificasse tudo

    • Alexa Two Belts2 meses

      Unificar? Só pra ficar Charlotte e mais umas 2 na rota do título? Pelo visto você não acompanha WWE há muito tempo, pois era uma merd* antes da Brand Split, SD era um show pra lá de irrelevante, e o título ficava rodava entre os mesmos.

  16. Tiago2 meses

    Por um lado é bom por outro lado é mau , bom pk no survivor series em vez de ser raw vs smackdown poderia ser wwe vs ufc mas acho q vai ser impossivel ( mais unida a wwe) mau pk vou ter saudades e.t.c e imagina a brand split se caba como vai ser a situação dos titulos yy mas esperos … ❤❤❤❤

  17. Rodrigo2 meses

    Penso que as únicas divisões que iriam beneficiar com isto seriam a de tag team (com Usos, New Day, Miz & Morrison, Forgotten Sons, Lucha House Party, Heavy Machinery, Street Profits, Viking Raiders, AOP e Alexander & Ricochet), a feminina principal (Becky, Charlotte, Sasha, Bayley, Shayna, Asuka, Kairi, Natalya, Sonya, Mandy, Dana Brooke, Lacey, Belair, Liv, Ruby) e a de tag team feminina (IIconics, Nia & Tamina, Carmella & Naomi e Alexa & Nikki), sendo que esta última continuaria a ser curta.
    A divisão masculina iria sofrer, especialmente o mid/low card que vai ver as suas oportunidades ocupadas pelos main-eventers que vão ser forçados a “descer de estatuto” por só haver um título mundial.

    • Quais main eventers? Quem vai lutar pelos títulos mundiais no backlash sao midcards e o brand slipt existe

    • Rodrigo2 meses

      McIntyre, Strowman, Reigns (quando voltar), Rollins, Bryan, AJ, Lesnar, Wyatt são todos maineventers para mim, juntaria o Orton a essa lista se ele não andasse afastado dos títulos mundiais desde 2017 e talvez o Kevin Owens

      Neste momento é normal ver lutadores como o Lashley a ter essas oportunidades, o Reigns tá em casa, o Wyatt faz sentido que o seu próximo combate com o Strowman seja adiado um pouco, o Lesnar não se sabe quando volta

    • Rodrigo2 meses

      Agora dessa lista de 8 (ou 10) como é que mantêm todos perto de um único título mundial? Não dá, e imagina quando o Lesnar voltar a ser campeão e só defenda o título de 3 em 3 meses…

  18. El Cuebro2 meses

    Sinceramente espero que não acabe a brand split, tem dado muito certo em minha opinião e inclusive a brand split ajuda na situação de um roster inchado como seria se tivéssemos o seu fim, acho que a WWE para agradar a USA e a Fox poderia talvez voltar com a wildcard rule de uma outra forma!

    • Dado certo? O RAW tem sido terrível . Quem precisa até mais do wild card e o RAW pelas 3 horas de show

  19. Lucas Vaz ferreira2 meses

    Se a WWE não usa o roster direito com duas brands imagina uma só kkkk um monte de lutadores não vão aparecer nos shows

  20. Penso que sim, se for para andarem a trocar de brands todas as semanas e andarem com wild card rules então VALE mais. Aproveitem e acabem com o título universal e fiquem só com um título para as tag teams e um para a divisão feminina

  21. Tozé2 meses

    O velhote não aprende.
    Não quer ouvir ninguem a queixar-se que não tem tempo na TV.
    Entre 2012 e 2015 as brands praticamente não exisitiam porque o pessoal do RAW aparecia no SmackDown e vice versa, então os menos utilizados queixaram-se e ele não ouviu.
    2016 veio a brand split e até Março de 2020 os menos utilizados começaram a ter algum tempo de TV.
    Agora o velho quer voltar a unificar as brands e vai voltar a ouvir as mesmas queixas.

    Se ele for unir as brands, então que acrescentem mais 30 minutos ao RAW e mais 1h30 ao SmackDown para assim a 90% do pessoal poder aparecer em TV e que não deixe os high points das storylines e anuncios só para o RAW, tem de partilhar com o SmackDown.
    Se não para a frente, melhor e podiam fazer o mesmo com os Pay-Per-Views, basta manterem 1 por mês, exemplo: Julho: RAW ou SmackDown, Setembro para a outra brand que não particiou no de Julho, etc.