A WWE transmitiu esta segunda-feira mais uma edição do Raw na USA Network, a partir da Allstate Arena em Chicago, Illinois, rumo ao SummerSlam do dia 21 de Agosto.

Resultados

– Drew McIntyre venceu Shanky & Veer (por desqualificação) (Handicap Match)
– Rhea Ripley venceu Nia Jax
– Mace & T-Bar venceram Mustafa Ali & Mansoor
– WWE Women’s Tag Team Champion Tamina venceu Doudrop
– Damian Priest venceu John Morrison
– Damian Priest & Ricochet venceram WWE United States Champion Sheamus & John Morrison
– Raw Tag Team Champion Omos venceu Riddle
– Keith Lee venceu NXT Champion Karrion Kross (Non-Title Match)
– WWE 24/7 Champion Reggie venceu Akira Tozawa
– Raw Women’s Champion Nikki ASH venceu Charlotte Flair (Non-Title No Holds Barred Match)

Report

O Raw abriu com o WWE Champion Bobby Lashley e MVP, e este último até elogiou Goldberg dizendo que este ainda é capaz de vencer qualquer lutador, o problema é que Bobby Lashley não é um lutador qualquer, mas sim um monstro e que ele só quer evitar uma tragédia, questionando o Hall of Famer se ele quer ser visto como uma lenda ou como uma vítima.

Obviamente que isto fez com que Goldberg viesse ao ringue e este não perdeu tempo a dizer que o WWE Champion Bobby Lashley tinha medo dele e que no SummerSlam o “All Mighty” era o próximo.

Já com Goldberg de volta ao backstage, Bobby Lashley e MVP decidiram ir ameaçar o filho de Goldberg que estava na ringside, e foi então que o Hall of Famer voltou e acertou um Spear em MVP.

– Drew McIntyre venceu Shanky & Veer (por desqualificação) (Handicap Match): Veer & Shanky fizeram logo questão de usar a força dos números para dominar Drew McIntyre e controlaram o combate durante alguns minutos, mas o escocês começou a equilibrar e a virar o ímpeto a seu favor. Nisso, Jinder Mahal decidiu atacar o seu rival com a cadeira, provocando a desqualificação.

Os três tentaram usar cadeiras para controlar Drew McIntyre, mas este foi buscar a sua espada e o trio liderado por Jinder Mahal não teve outra hipótese que não fugir.

Nos bastidores, Jinder Mahal e os seus associados estavam a fugir e mostraram-se preocupados com a sua segurança, afirmando que um dia Drew McIntyre vai pagar. Continuando nos bastidores, Drew McIntyre foi entrevistado e explicou que ele nem acabou o trabalho, mas que mais tarde ou mais cedo o irá fazer.

– Rhea Ripley venceu Nia Jax: As duas lutadoras fizeram questão de usar a sua força para tentar dominar o combate e foi Nia Jax que entrou melhor, e tanto dentro como fora do ringue dominou a australiana durante vários minutos.

Nia Jax dominou Rhea Ripley como esta nunca foi dominada na sua carreira, mas a “Nightmare” começou a usar alguma da sua maior velocidade para equilibrar a contenda. No entanto, a “Irresistible Force” mantinha-se no controlo, sendo que a “Nightmare” continuou a dar luta e vimos Shayna Baszler a tentar distrair a sua antiga rival, mas esta com um pin rápido em Nia Jax venceu o combate.

Depois do combate, Shayna Baszler e Nia Jax estavam a discutir, mas a “Queen of Spades” não quis lutar e já depois de ter saído do ringue, vimos Rhea Ripley a entrar no mesmo e a acertar o Riptide em Nia Jax, envianod uma mensagem enfática à divisão feminina do Raw, sobretudo a Nikki ASH e Charlotte Flair.

– Mace & T-Bar venceram Mustafa Ali & Mansoor: Mace & T-Bar usaram a sua maior força e tamanho para isolar Mansoor desde o primeiro segundo, mas este até conseguiu fazer o tag a Mustafa Ali que com a sua velocidade virou o combate do avesso.

Ainda assim, a inexperiência de Mansoor veio ao de cima e Mace & T-Bar aproveitaram para vencer o combate.

Assim que o combate terminou, Mace & T-Bar queriam continuar a atacar Mansoor, mas Mustafa Ali salvou o seu novo amigo e foi ele que acabou por sofrer um Double Chokeslam.

A seguir tivemos Charlotte Flair a voltar a dizer que Nikki ASH lhe roubou o Raw Women’s Championship e que já sofreu o cash-in por três vezes, e que as outras lutadoras sabem que essa é a única forma de a vencerem. A “Queen” continuava a afirmar que ia destruir a campeã escocesa e foi quando esta decidiu aparecer e dar uma cadeirada nas costas da rival, rumo ao No Holds Barred Match.

Nos bastidores, Eva Marie & Doudrop foram entrevistas e a primeira desvalorizou a lesão de Natalya, e depois insultou a tentativa de Alexa Bliss e Lilly de estragarem a “Evalution”, mas que não vão nunca conseguir fazer isso.

– WWE Women’s Tag Team Champion Tamina venceu Doudrop: Tamina entrou melhor, mas Eva Marie criou a distracção necessária para que Doudrop virasse o combate e assim começasse a dominar.

Depois de alguns minutos de domínio, Tamina começou a recuperar. Ainda assim, Doudrop estava quase a vencer, mas uma pequena distracção de Eva Marie fez com que a veterana ganhasse o espaço necessário para acertar o seu Samoan Drop e assim vencer este embate.

Assim que o combate terminou, Alexa Bliss apareceu no titantron a gozar com a derrota “de Eva Marie”.

Nos bastidores, Riddle e Damian Priest começaram a conversar e o “Original Bro” explicou que hoje não tem medo de ir sozinho para o ringue, porque tem dentro de si a força de Randy Orton. Riddle também afirmou que Damian Priest deveria estar a festejar, mas este explicou que já lidou no passado com The Miz & John Morrison e que eles sabem que não podem armar confusão com ele.

Nesta edição da Miz TV, The Miz & John Morrison começaram por relembrar que foi Damian Priest que lesionou o “A-Lister” e que este agora está a aproveitar-se da lesão de Sheamus. Damian Priest até elogiou Sheamus por lutar lesionado ao contrário de The Miz e começou a questionar a lesão deste último. The Miz & John Morrison acabaram por tirar o “Archer of Infamy” do sério e este tirou John Morrison do ringue, antes de dar banho a The Miz usando os drip sticks.

– Damian Priest venceu John Morrison: Damian Priest entrou melhor neste combate, mas John Morrison conseguiu virar o ímpeto e dominou durante alguns momentos. Quando o “Archer of Infamy” estava a começar a equilibrar a contenda, The Miz molhou o seu antigo rival e isso permitiu a John Morrison quase vencer por várias vezes, ainda assim Damian Priest conseguiu vencer o combate.

Assim que o combate terminou, o WWE United States Champion Sheamus veio ao ringue e atacou Damian Priest, mas Ricochet apareceu no auxílio do “Archer of Infamy”.

– Damian Priest & Ricochet venceram WWE United States Champion Sheamus & John Morrison: Um combate de equipas começou logo em seguida e Sheamus e John Morrison conseguiram isolar Ricochet por muitos minutos, mas a agilidade deste fez com que conseguisse sobreviver e fizesse o tag a Damian Priest, que virou o combate do avesso.

Os minutos finais acabaram por ser caóticos, mas no final Damian Priest apanhou John Morrison e acertou o Hit The Lights, vencendo este seu segundo combate no Raw.

Nos bastidores, o WWE Champion Bobby Lashley e MVP foram entrevistados e o “All Mighty” foi breve ao explicar que espera que Goldberg leve o seu filho ao SummerSlam, para que ele possa ver o seu pai a ser destruído.

– Raw Tag Team Champion Omos venceu Riddle: Riddle tentou usar a sua velocidade para tentar dominar Omos, mas o gigante começou a usar a sua força e a atirar o seu adversário para fora do ringue para tentar vencer por contagem. Só que o “Original Bro” continuava a vir para o ringue e a dar luta, tendo até acertado três grandes joelhadas, mas Omos manteve-se em pé e acabou mesmo por vencer o combate sem problemas.

A seguir tivemos Alexa Bliss a explicar que Lilly há muito que influencia pessoas e foi quando Doudrop a atacou que Eva Marie pegou na boneca e explicou que esta ainda é mais nojenta do que parece. O segmento terminou com Lilly de alguma forma a levantar-se do chão sozinha.

– Keith Lee venceu NXT Champion Karrion Kross (Non-Title Match): Na desforra do combate que aconteceu na semana passada, Keith Lee até entrou melhor, mas o NXT Champion Karrion Kross usou a sua maior agressividade e virou o embate a seu favor.

Depois de alguns minutos de domínio, Keith Lee começou a acertar vários strikes e começou a virar o rumo do combate, sendo que ainda teve problemas em sobreviver ao Krossjacket. Ainda assim, o “Limitless” sobreviveu e acertou a sua Spirit Bomb para vencer pela primeira vez desde o seu regresso, impondo assim a segunda derrota a Karrion Kross no main roster.

Nos bastidores, Rhea Ripley foi entrevistada e explicou que o seu combate contra Nia Jax foi duro, mas um No Holds Barred Match é bastante mais duro e que espera que a Raw Women’s Champion Nikki ASH dê uma tareia a Charlotte Flair e que estará atenta ao combate.

– WWE 24/7 Champion Reggie venceu Akira Tozawa: Reggie tirou Akira Tozawa do sério a fugir de todas as maneiras e feitios. O ex-campeão decidiu que estava na altura de chamar o seu “ninja power”, mas de nada lhe serviu, pois Reggie usou a sua agilidade para vencer o combate e reter o WWE 24/7 Championship.

Nos bastidores, a Raw Women’s Champion Nikki ASH explicou que nunca esteve num combate assim, mas que vai dar o seu melhor e que pode ter perdido na semana passada, mas vai dar tudo para vencer esta semana e provar que se acreditarmos o suficiente todos podemos ser quase super heróis.

– Raw Women’s Champion Nikki ASH venceu Charlotte Flair (Non-Title No Holds Barred Match): Nikki ASH tentou entrar dominante neste combate, mas Charlotte Flair fez questão de usar a sua maior força e agressividade para controlar a campeã por completo, tanto dentro como fora do ringue, como se viu com um Spear que fez a quase super-heroína atravessar a barreira de separação.

A “Queen” controlou por completo e poderia ter vencido por várias vezes, mas preferiu enviar uma mensagem à campeã. Quando Charlotte Flair foi buscar uma cadeira, isso abriu espaço para que Nikki ASH começasse a ter alguma ofensiva, mas foi sol de pouca dura e adversária fê-la atravessar a mesa de comentadores com uma Powerbomb.

Charlotte Flair ia perdendo este combate quando falhou um Spear e atravessou uma mesa que estava no ringue, e a Raw Women’s Champion Nikki ASH acabou mesmo por arrecadar a vitória quando acertou um Swinging Fisherman’s Neckbreaker e conseguiu a contagem de três.


O que achaste do WWE Raw desta semana?

32 Comentários

  1. Joelson Souza Ribeiro2 meses

    A gelera surmiu, num te ninguém aqui nos comentários. Pra falar do show do raw. Deve ta dormindo..com raiva da qualidade do show sem, the Field e Orton a galera perdeu a graça de assistir. Com razão NÃO ta muito bom NÃO mais paciência abraço! ate o nxt e Smackdown.

    • Facebook Profile photo

      Meu caro amigo so os ppv q salva agora kkkk n percebeu? Escuta q eu to falando

    • Kay Orton2 meses

      A partir desse mês eu não vou mais assistir o MR pois já estou farto. Mas é curioso ninguém ter falado nada após 5 horas do show e vc ser o primeiro comentário falado exatamente a mesma coisa.

      Irei esperar até amanhã de manhã e ver as avaliações boas e ótimas do Soares (se é que ele assistiu) e do resto do pessoal.

    • Cláudio J.T.T.2 meses

      E pra piorar, John Cena retorna

  2. Anomino2 meses

    Só li os resultados e não animei de ver

  3. Willian2 meses

    A TV estava ligada na Fox Sports 2, mas nem prestei atenção no Raw, estava lendo os 2 primeiros volumes de Berserk e que mangá bom hein, recomendo a todos

    • Kay Orton2 meses

      Berserk é show, um dos melhores mangás da história, assino em baixo a recomendação !!!

  4. joao (diferenciado)2 meses

    raw MISERAVEL, sem ponta por onde se pegue

  5. Gustavo nascimento2 meses

    Um show que segundo as pessoas no YouTube gritaram pelo Bray a noite toda … sinto pena em ver o quão chato a Raw se tornou ..
    Alguém sabe me dizer se a wwe edita os vídeos no YouTube ?
    Fui ver o segmento do Goldberg e lá ninguém estava a gritar pelo Waytt mas em outros vídeos vi o contrário.

    • joao (diferenciado)2 meses

      nestes eventos, eles têm microfones que apanham o som do publico. por isso é que muitas vezes ouves chants muito alto, pq eles metem os microfones no maximo. quando nao querem que a malta em casa ouça, desligam e os microfones dos commentadores e dos ring announcers só apanham som de MUITO perto, por mais alto que o que está à volta seja, visto que a arena é enorme.

    • Gustavo nascimento2 meses

      Entendi o q aconteceu então , que vergonha de raw

  6. Como é possível os fãs na arena gritarem Goldberg por isso é que a WWE lhes dá essa mixórdia não exigem mais…
    Parabéns ao Morrison ainda vai conseguir ganhar o título 24/7 dedos cruzados lol

  7. rated r2 meses

    Só gostava de saber porque raio as mulheres agora são sempre o main event, além disso o Raw agora é só desforras em todos os combates até mete nojo.

    • 100% de acordo, antigamente para teres um combate principal pelo titulo era preciso um PPV, agora há combates e desforras todas as semanas

  8. Rui Jesus Messias2 meses

    O booking do Karrion Kross é das piores coisas que já vi na WWE nos últimos tempos.. de resto, mais um RAW fraco, destaco as interações entre miz, Morrison, ricochet, prist e sheamus

  9. JOAOPEDROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO2 meses

    Li os resultados, o segmento inicial do Raw e os comentários e já percebi que não vale a pena. Adquiram a WWE Network e aproveitem enquanto a Peacock não altera os conteúdos aqui, na Europa, para verem bons shows, do fim dos anos 90.

  10. Rollins McIntyre fan2 meses

    RAW mediano nada mais que isso

  11. Sw2 meses

    Raw fraco. Cada vez pior

  12. No nick2 meses

    Que decadência cada vez pior ja não vejo um show de grande magnitude da RAW vai uns 2anos sem exageros isto é pessimo demais!

  13. Gostei:
    – Promo de Bobby Lashley e MVP, onde MVP mete Lashley e Goldberg over e pergunta se Goldberg quer ser campeão ou uma casualidade. Isto traz Goldberg que afirma que Lashley devia estar preocupado pois ele é Goldberg. Lashley e MVP provocam o filho de Goldberg e MVP leva com um Spear. Um bom segmento para iniciar o show. A promo do MVP foi ótima, a do Goldberg não foi tão boa quanto a do MVP mas ainda é algo. Veremos como adicionar o filho de Goldberg pode adicionar à storyline.
    – Segmento entre Riddle e Damian Priest. Riddle está curioso do porquê de Damian ir atrás de Miz & Morrison em vez de Sheamus, mas Priest afirma que vai meter esses 2 na linha. Estes 2 têm uma química brutal. Os segmentos entre eles são sempre hilariantes e divertidos e este não é exceção.
    – Após Morrison vs Priest, Sheamus e Morrison atacam Priest. Ricochet regressa ao Raw após algumas semanas de ausência (Graças a Deus) e salva Priest, levando a uma tag match.
    – Damian Priest & Ricochet vs Sheamus & John Morrison. Um bom combate com boas exibições de todos, em especial Ricochet. Deixem o homem aparecer todas as semanas!
    – Omos vs Riddle. Este combate surpreendeu-me. Muito melhor do que esperava. Riddle tentou usar a rapidez a seu favor, mas Omos conseguia contrariar com a sua força, o que foi o tema muito bem escolhido para o combate. Omos acaba por vencer limpo. Não sou fã de Riddle perder limpo neste momento, mas serve.
    – Promo de Karrion Kross. As promos de Kross são sólidas e boas, em regra geral. Também gostei desta e ainda bem que lhe deram algum tempo para mostrar as suas qualidades no microfone no Raw.
    – Keith Lee vs Karrion Kross. O combate é bom, mas o problema da semana passada mantém-se: a derrota de um dos 2. Lee perde, 3ª derrota seguida. Kross perde, NXT Champion continua a parecer fraco com 2 derrotas em 3 combates. Lee consegue a vitória, mas pronto. Ainda foi um bom combate, talvez o melhor entre os 2.
    – Main event, Charlotte Flair vs Nikki Ash. Começamos logo com um Spear pela barricada, o que é uma ótima forma de iniciar um combate. O resto é domínio da Charlotte até Nikki ter uma oportunidade e derrotar Charlotte limpo! Excelente! A Nikki precisava desta vitória para se estabelecer como campeã!

    Não Gostei:
    – Veer & Shanky vs Drew McIntyre. Isto foi uma squash para o escocês, que teve uma boa exibição. No entanto, o combate termina de novo numa desqualificação…
    – Após o combate, os 3 iam vingar-se de Drew com cadeiras mas Drew trouxe a espada e todos fugiram de medo. O pos-combate foi melhor que o combate, com o Jinder a conseguir bom heat, mas mais do mesmo das semanas anteriores.
    – Nia Jax faz uma promo e afirma que irá destruir Rhea Ripley. Curta. Ninguém quer saber. Avancemos.
    – Entrevista a Drew McIntyre onde diz, basicamente, mais do mesmo. Esta feud tem sido muito do mesmo. A promo não é má mas parece que os segmentos são repetidos…
    – Rhea Ripley vs Nia Jax. Temi pela Ripley quando a Nia esmagou-lhe a cabeça no turnbuckle. A Nia também levou com um corte bem feio na cara. O combate começou aborrecido e começou a ganhar ritmo mas era tarde demais. Ainda foi melhor do que esperado, mas demorou a aumentar o ritmo. Rhea vence após distração falhada de Shayna Baszler.
    – Nia Jax e Shayna Baszler começam a discutir de novo e o público começa a fazer barulho para Shayna realizar o seu turn. No entanto, não acontece… Ripley entra no ring e aplica um impressionante Riptide a Jax. Vêem WWE? Desde que disseram “Ah, a Ripley é face” que ela tem melhorado imenso? Não era assim tão difícil, pois não? Agora separem lá a Jax e Baszler e dêem uma run à Baszler.
    – Mace & T-Bar vs Ali & Mansoor. Ali teve bem over durante o combate inteiro devido a isto ser na sua cidade natal. O combate foi decente mas prefiro o da semana passada. Os heels vencem após Mansoor ir contra as cordas numa altura em que Ali estava na corda superior.
    – Charlotte Flair entra no ring, diz um montão de nada e leva uma cadeirada nas costas, cortesia de Nikki Ash. A promo não é má, mas é totalmente desnecessária e longa. Ela não diz algo que avance a storyline. Além disso, a super-heróina atacou alguém por trás? A sério? OK.
    – Eva Marie faz uma promo nos Backstage sobre Lilly. Está tudo dito.
    – Doudrop vs Tamina. O combate não é mau, é curto, mas ninguém quis realmente saber. Eva queria que Doudrop aplicasse o Crossbody mas Doudrop ignorou e perdeu. Após o combate, Alexa Bliss aparece no ecrã a chamar Eva Marie de perdedora.
    – Miz TV com Damian Priest. Não era um show da WWE em Chicago sem cânticos de “CM Punk”. Admira-me que tenha demorado imenso tempo. Priest desafia Sheamus pelo US Championship, algo completamente ignorado, e acaba numa tentativa de ataque dos heels. Bem, isto foi estanho. Notou-se completamente que a promo de Priest veio de um guião, não era nada natural. De resto, uma palavra de apreço ao John Morrison que foi a melhor parte do segmento. O segmento não foi mau, mas foi forçado.
    – Damian Priest vs John Morrison. O combate estava a ser bom, mas foi muito curto. Eu estava a gostar do que estava a ver. Tem sido tão divertido ver combates do Morrison recentemente…
    – Bobby Lashley aceita o desafio de Goldberg. Porque só agora? Não podia ter sido logo no segmento de abertura? Era muito mais simples…
    – Alexa’s Playground onde uma 5-Time Women’s Champion mete uma boneca over… Eva e Doudrop atacam Alexa e a boneca. E A BONECA GANHA VIDA! Quando eu morrer e for para o inferno, o tipo vai-me meter esta storyline à frente. Quem foi o génio que decidiu que a boneca ganharia vida?
    – Rhea Ripley afirma que quer que Nikki Ash derrote Charlotte no main event. Curto e desnecessário.
    – Reginald vs Akira Tozawa. Combate de comédia que Reginald vence. Continuando.

    Overall: 6/10. Uma raw muito medíocre. Segmentos medíocres atrás de segmentos medíocres. Lee vs Kross, Riddle vs Omos e o main event são as salvações disto. De resto, nada de mais para ver.

    • Mr Catra2 meses

      Excelente argumentação.

    • Kay Orton2 meses

      Ótimo como sempre Soares, já sei o que posso consumir desse Raw.

      Alexa já deu dessa gimmick, sem Bray Wyatt isso não funciona e o booking dela é péssimo, mesmo Alexa se entregando em 100% e sendo ótima nesse personagem, agora não é algo que eu gostaria de ver por mais tempo.
      Charlotte pra variar fazendo promos desnecessárias, até mesmo pra uma heel, algo que não acrescenta em nada pro futuro.
      Omos esta conseguindo provar que não tem apemas tamanho, se ele for bem usado e pode ser muito útil.

      Defendo Keith Lee e Karrion Kross sendo positivo e negafivo ao mesmo tempo. estão realmente com bookings ruins, Lee perdeu pro WWE Champion então é justo, Bobby precisava da vitória.
      E apesar do Kross ter uma storyline com Jeff o que faz ser okay sua derrota, a vitória do Kross contra Lee semana passada já deixou claro que essa semana Lee iria vencer. Aos poucos, eles tentam ajustar ambos de uma forma credível pro futuro e eu consigo perceber isso, mas ainda precisa melhorar e essa semana serviu pra elevar os dois ao mesmo tempo.

      Tamina vs Piper me cheteou muito, pq era uma ÓTIMA chance senão a MELHOR chance da Tamina ter um dos seus melhores combates, porém apenas 4 minutos de combate, espero que talvez numa próxima vez.
      Morrison realmente vem sendo incrível nos ringues é bom vê-lo tendo essas pequenas oportunidades.

      Só um observação, Nikki deu cadeirada na Charlotte. E esta tudo bem, pois ela é Q U A S E uma Super Heroína 😂😂

      Grandes observações e opiniões Soares, deixo meu 5/10 pro Raw.

  14. Jojo Kiss2 meses

    Brincadeira colocaram o Morrison para perder 2x na mesma noite. Poderiam demitir ele de uma vez tambem.

  15. RAW super mau.
    Cada vez pior.
    Salvou-se o conbate entre o Lee e o Kross.

  16. Que show horrível, até o Impact com um roster bem menos talentoso é um show bem melhor que isto.
    Como sempre dqs, rool ups, distrações, a mesma treta de todos os shows da WWE. Priest vs Morrison, again? Nikki vs Charlotte, again? Mansoor & Mustafa vs Mace & Tbar, again?, Lee vs Kross, again? que bela equipa criativa.
    O Drew supostamente ia matar o gajo? A Lily parece ser o novo Undertaker, até tenho medo do que ela vai fazer para a semana, que cena tão ridícula. Mais uma vez 50/50 com o Karion e o Keith para garantir que nenhum deles vai a lado nenhum, para a semana devem lutar outra vez. Uma derrota escusada para o Mustafa e o Mansoor, mas como é WWE têm que trocar vitórias para ninguém ir a lado nenhum.
    Não era suposto agora que o público voltou a WWE melhorar a qualidade do show? Continuando assim, a equipa de edição vai ter muito trabalho pela frente para garantir que o público responde como querem.

    • Victor Silva2 meses

      Ótimo comentário. Gostei dos argumentos e das observações, tu escreveu direitinho o que parece ter sido o roteiro do Raw. Eu não assisti o show inteiro, vi apenas o finalzinho do combate da Tamina, o seguimento do MizTv, o Morrison levar pinfall duas vezes e depois fui dormir, me faltou a paciência com tantos intervalos comercias. Ao julgar pelos comentários aqui não perdi grandes coisas.

  17. TakerVanderVaart232 meses

    Bem, no máximo foi para aí um 6 de 10. Raw que deixou muito a desejar em vários momentos. Acho que foi o Raw que vi mais rapidamente dos últimos 2 meses. Foi passar tantos segmentos e combates à frente que enfim!

  18. El Cuebro2 meses

    Que Raw fraco hein, o público estava claramente entediado e insatisfeito, só duas lutas tiveram boa reação o main event e a luta de Lee vs Kross, isso mostra o quanto a WWE está perdendo nos dias atuais, perdendo a atenção de quem a amou por tanto tempo, a concorrência está começando a vencer, precisamos de novas pessoas no comando, mas acho que o velho vai permanecer ainda, uma pena!!

  19. Anónimo2 meses

    Destaco os combates, Damian Priest e Ricochet contra Sheamus e Morrison, e Kross contra Keith Lee, foram bons.

  20. Tive pena dos que pagaram o bilhete mas valeu a pena ter ouvido “CM Punk” e “We Want Wyatt”!

  21. Show medíocre tal como se pode constatar pela indiferença da crowd durante grande parte do tempo. Destaco apenas: o segmento inicial; o bom pop que o hometown boy Mustafa Ali recebeu do público de Chicago; e o main event.